História O Príncipe da França - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Shion, TenTen Mitsashi
Tags França, Guerra, Naruto, Nejiten, Principe
Exibições 50
Palavras 1.683
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Violência
Avisos: Adultério, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Titulo do Capitulo: Chave


Boa Leitura

Capítulo 26 - Latch-clé


Narradora

 

Ouviu-se duas singelas batidas na porta

-Entre - foi a única coisa que a loira disse ao bebericar seu chá agora morno

Um guarda perfeitamente fardado a olhou e fez uma breve reverência flexionando seu corpo de uma forma impecável.

-Perdão pela intromissão senhorita Shion, porém tenho de lhe informar que o príncipe Hyuuga não encontrasse em seus aposentos

A princesa largou a xícara delicadamente e se levantou.

-Pois bem, então onde o excelentíssimo rei está? Tenho assuntos sérios a tratar - levantou educadamente o tom de voz - E não vim até aqui como uma mera visitante

-Compreendo senhorita, mas o senhor rei Hyuuga Hiashi, está de viagem, mas-

-Por Deus não há ninguém neste reino que possa atender-me - espalmou a mão sobre a mesa e sua voz ficou mais irritantemente fina.

-O senhor rei, voltará está tarde, então à aconselho a esperar um dos dois senhores- disse extremamente calmo

-Não preciso de suas sugestões ou conselhos - disse passando pelo guarda - Mande alguém me avisar quando o príncipe chegar, estarei esperando no quarto do mesmo.

-Sim senhora - e novamente os saltos fizeram barulhos seguidos quando a princesa afastou-se indo até um dos aposentos reais.

 

...

 

Apesar de não passar das seis da manhã, a cozinha real estava totalmente eufórica. Muitos servos trabalhavam, pois hoje, no meio do dia o rei retornaria e seria recebido com um imenso banquete, havia especulações de que ele traria membros de outros reinos para fazer algum tipo de aliança, já que a guerra se aproximava cada vez mais do reinado francês, e o pior que perder uma guerra, era ser conquista de outro reino, fazendo com que a linhagem Hyuuga se encerrasse por vez.

-Peça pra trazerem mais salmão, beterraba, rabanetes e molho gribiche - disse em alto tom uma senhora, também conhecida como líder dos servos ou apenas Tsunade - Hiroshi já preparou a cebola caramelizada?

-Não senhora - disse um servo mais novo - Mas não preocupe-se senhora irei providenciar em alguns-

-Poderia parar com essas desculpas e providenciar o que lhe pedi - disse apontando para um imenso armário

-Sim senhora - disse e virou-se para sair apressadamente desajeitado

-E não se esqueça de corta-la em cubos! - disse em alto tom

-Sim senhora! - disse se afastando para procurar as benditas cebolas.

A senhora caminhou até Kiba, que encontra-se abaixado com o rosto de dentro de um armário aparentando procurar algo.

-O que faz aí garoto? - indagou a senhora, fazendo ele acertar levemente a cabeça no topo do armário e gemer levemente de dor- Levante-se tenho uma tarefa para tu- e é claro que a senhora loira jamais admitiria que precisava da ajuda do menino

-Estou procurando uns... - puxou algo que lá dentro

-Um o que? - disse já impaciente

-Isto - disse se levantando e erguendo três cogumelos como uma medalha de vitória.

-Cogumelos? - franziu o cenho

-Sim - limpou os braços finos e sujos de pó no quadril - Preciso deles para fazer um molho

-Pretende fazer um molho com míseros três cogumelos? - virou-se e voltou a amassar tomates para o molho.

-Não precisaremos de muito molho - os colocou sobre a mesa

-Ajude-me amassando estes tomates - disse ela lhe dando espaço e limpando as mãos num pano, o menino tomou seu lugar de imediato amassando a fruta.

-A senhora sabe com é difícil encontrar esse tipo de cogumelo, principalmente no inverno é quase impossível, por isso deveria me agradecer

-Agradeceria se  fosse-me algo mais útil - disse e começou a descascar as batatas

-Mas é algo extremamente útil - sorriu a encarando - Lhe poupei de adentrar o bosque nesse frio a procura de 'meros' três cogumelos - disse destacando 'meros'

-Não - disse e ela o encarou - Se não tivéssemos cogumelos, eu lhe mandaria busca-los, ou seja, você se poupou de ir até o bosque nesse frio atrás de cogumelos, portando não  peça-me para agradece-lo, agradeça a si mesmo - largou a faca na mesa - Hiroshi eu já não lhe disse que era para cortar a cebola em cubos não em tiras!

 

...

 

-Pode cortar essa cenoura com batatas em cubos para mim? - pediu para a moça enquanto estava concentrado em cortar em finas tiras os cogumelos

-Claro - sorriu, apanhando a faca começando a picar exatas seis batatas e três cenouras - Onde as coloco depois? - perguntou as juntando

-Há uma chávena com água, creio que esteja efervescente, pode joga-las lá

-Certo - disse trazendo a água com cuidado e jogando as batatas e cenouras dentro da água, e depois voltando a pendura-la acima das chamas.

A cozinha ainda continuava com os barulhos peculiares, mas Hana parou e concentrou-se a olhar para o Inuzuka que estava mais que concentrado à cortar os cogumelos agora na horizontal

-A quanto tempo? - perguntou ela o fazendo sair de seus devaneios

-Que corto cogumelos? - sorriu - Não faz tanto tempo assim, mas já tenho muita prática.

-Não - sorriu ela - Há quanto tempo mora aqui?

-Há um bocado de tempo, muitas estações creio eu 

-Não foi exatamente isso que quis dizer - a moça foi interrompida pela senhora que passou junto aos dois

-Não é hora de flertes moça, venha logo me ajudar a cortar o cordeiro -  disse sendo um tanto quando ameaçadora já que sujas mãos estavam sujas de sangue e segurava uma faca grande, também manchada de sangue

-Perdão senhora - disse e completou encabulada - Já estou indo...  -

- E você seu inerte - disse para o Inuzuka - peça para o Hiroshi trazer logo cinco garrafas de vinho Saint-Èmilion safra 32 - apontou a faca para o moreno, e fez sinal para Hana a seguir, saindo já a frente - Aquele menino só me da trabalho - resmungou ainda caminhando

A moça por sua vez se prontificou a segui-la, até que então o Inuzuka a parou segurando seu antebraço.

-Desculpe por ela - sorriu - Depois conversamos senhorita Mitsashi - ela sorriu quando ele a beijou levemente no rosto

-Hana! - disse Tsunade de longe

A Mitsashi mais nova saltou e então seguiu seu caminho com rapidez levemente corada assim como o moreno atrás de si.

 

...

 

Neji Hyuuga encontrava-se prendendo o cavalo dentro do estábulo enquanto sua morena estava sentada numa pilha de feno balançando os pés ritmados.

-Depois posso ir buscar seu quadro - disse ainda encarando os próprios pés - Se ainda quiser vê-lo é claro - sorriu para os próprios pés

-Ainda o quero ver - disse dando o último nó e acariciando a crina do animal, passou pela porta passando o ferrolho para o cavalo não sair - Vamos? 

Disse ele e a moça saltou da pilha de fenos, caminhando ao lado do príncipe. Saíram de dentro do estábulo caminhando juntos na grama, o frio era mais ameno e o sol dava sinal de existência no horizonte, porém o céu ainda encontrava-se nublado, caminhavam mecanicamente quando um dos guardas ofegantes o parou.

-O que há soldado? - disse franzindo o cenho e a Mitsashi afastou-se levemente do príncipe dando exatos dois passos para trás.

-A princesa Shion de Bordeaux deseja vê-lo imediatamente - disse e soltou uma forte olhadela para a camponesa franzindo o cenho

-Há quanto tempo ela estas a minha espera? - prontificou a dizer, desviando a atenção do guarda da moça

-Sua noiva lhe espera desde antes do amanhecer senhor - voltou a sua posição original - Creio que antes das seis, senhor

-Certo, alimente e escove meu cavalo, irei encontrar a senhoria Shion - o guarda fez uma reverência e marchou em direção ao estábulo 

 

Tenten

 

-A princesa Shion de Bordeaux deseja vê-lo imediatamente - disse o guarda e me olhou profundamente

-Há quanto tempo estas a minha espera? - Neji lhe indagou o fazendo desviar a atenção, acredito eu

-Sua noiva lhe espera desde antes do amanhecer senhor - disse a pausou a voz - Creio que antes das seis, senhor 

Noiva? Shion?

Tenho certeza que já tinha ouvido esse nome, só preciso me lembrar onde...

 

 

Flashback

Sai da tina já vestida, mas ainda presa em devaneios, foi quando percebi o olhar do príncipe sobre mim e o encarei de volta, quando ia abrir a boca para pergunta lhe o que tanto olhava, foi interrompida por frenéticas e desesperadas batidas na porta.

- Neji! – o Principe Hyuuga desviou seu olhar para a porta – Sou eu – a voz pausou e então completou – Shion

 

Flashback 2

Levantei um pouco o olhar, pude ver, mais nitidamente, por conta das velas que pousavam em cima do móvel (...) definitivamente era ele, mas, eu já vi essa loira (...) ela sussurrou novamente:

-Vamos Neji, não estou me aguentando mais – inspirou – Preciso de você - completou com uma voz extremamente voluptuosa e tentadora

Lembrei-me era aquela moça que apareceu no quarto, no dia dos pergaminhos

Flashback off

 

Então a moça loira e bela era noiva do Principe?

-Tenten - escutei ele chamar-me - Estas a me ouvir?

-Perdon - disse um pouco atordoada piscando freneticamente para tentar me concentrar - Continue, por favor 

-Tenho algo importante a fazer - tirou uma chave do bolso e me entregou - Sabes onde fica? - acenei mesmo não sabendo de onde ele falava - Vá e termine de arrumar o meu quadro em poucos minutos estarei lá - Então ele falava no quatro das tintas

Pegou uma de minhas mãos e colocou a chave sobre ela, ainda estava meio perdida e apenas acenei segurando a chave entre os dedos sentindo as suas mãos geladas junto ao ferro da chave.

-Je serai de retour - respirou profundamente - Eu volto - me olhou nos olhos, mas vacilei meu olhar para baixo não o mantenho junto ao seu - É uma promessa Mitsashi - disse pressionado seus lábios aos meus por alguns segundos e então saiu caminhando rápido

Ele não havia chamado-me de camponesa, mas ainda assim não tive confiança nas palavras dele, não tive tanta certeza que ele iria retornar, pelo menos não da mesma forma.

 

Vous ne reviendrez


Notas Finais


Tradução: Você não voltará

Heyyyyyyyyyyyyy mina
Tudo bom?

Demorei? Sim? Não? Não sei, nem contei o tempo, semana corrida de provas e tal, e também por estar chateada por muitas coisas que infelizmente não deram certo, mas afinal, não adianta chorar pelo leite derramado, o certo é levantar e seguir em frente, afinal, não é uma vida ruim, apenas um dia ou uma semana talvez.

Bemmmm, vocês não estão aqui pra ouvir meus problemas e sim pra saber sobre a história, vamos lá, eu não vou conseguir terminar esse ano, como eu havia planejado, já que muitas coisas aconteceram, e também por uma parcela de não-inspiração que durou alguns meses. Meu esquema sempre foi escrever capitulos, editar e depois postar mensalmente pra vocês, bem e nessa brincadeira eu já tinha escrito até o capitulo 28, mas de repente eu parei, não sei o que aconteceu, por conta da não-inspiração, então eu fui só postando, por isso eu não vou conseguir encerrar esse ano, mas vou tentar lançar ao menos dois capítulos até o fim de ano, é isso gente.
Lhes desejo um ótimo DEZEMBRO e até depois.

Kisses


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...