História O príncipe e o assassino - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Grisha Yeager, Hange Zoë, Hannes, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Moblit Berner, Personagens Originais, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Eren Jaeger, Ereri Romance, Levi Ackerman
Visualizações 65
Palavras 2.842
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


My vida ❤❤ boa leitura ❤

Capítulo 9 - Bem e o mal


Pov Zeke

 

Zeke:Olá irmãozinho. - falo entrando na casa. Vejo ele se virar bruscamente antes de desmaiar e cair em cima de um garoto. Me aproximo um pouco dele, e o garoto rosna, puxando o Eren para mais perto dele.

 

Zeke:Calma... Não vou machucá-lo - falo ainda tentando me aproximar dele.

 

Levi:Jean! Mikasa! - o mesmo grita e dois alphas pulam na minha frente, protegendo o Eren.

 

Jean:Depois de tudo o que fez, você ainda aparece. - fala mostrando seus dentes e olhos vermelhos junto com a garota.

 

'Então.... Ele conseguiu se abrir...?', penso.

 

Zeke:Saibam. Vocês que me obrigaram - falo e levanto minha mão, fazendo os dois alphas irem parar na parede, paralisados. Uma beta tenta pular em cima de mim, seu destino o mesmo que os outros. Me aproximo do meu irmão.

 

Erwin: Fique longe deles dois. - fala rosnando.

 

Zeke:Rei Erwin... Eu não quero brigar com você.. - falo ainda olhando para o Eren, que estava apagado nos braços daquele omega..

 

Erwin:Então, não se aproxime deles dois. - fala e eu faço o que fiz com os outros, dessa vez fui logo com a rainha, também.

 

Levi:Deixe ele em paz. - fala mostrando seus olhos azuis brilhantes e seus caninos ficam à mostra. Pego o seu braço e o jogo contra o chão. Fazendo o mesmo desmaiar. 

 

Hanji: Levi!! - grita com lágrimas

 

Jean:Se o Eren... Descobre... Você está morto.. - fala entre os dentes.

 

Erwin:Vou matar você. - fala rosnando.

 

Zeke: Desculpe... Mas nada pode me parar, não agora. - falo indo em direção ao Eren. Pego ele nos braços e o coloco no sofá, tomando todo o cuidado.

 

Zeke: Meu pequeno irmãozinho.... Prometo, hoje te contarei tudo. - falo alisando o seu cabelo. - Todos esses anos fiquei incapaz de viver em paz, sabendo que eu te deixei sozinho... Não espero que entenda, nem que compreenda, mas... Para te proteger... Esse foi o único caminho. - falo ainda alisando o seu cabelo, deixo algumas lágrimas caírem.

 

                       ~ Anos Atrás ~

 

Grisha: Zeke.  - fala e eu o olho - vamos para casa. O bebê nasceu. - fala sério, meu sorriso fica enorme e saio correndo para casa. 

 

Assim que chego em casa, vejo o meu pequeno irmãozinho chorando.

 

Zeke: Por quê chora? - pergunto o pegando. Escuto meus pais descutindo.

 

Carla: Nunca vou criá-lo. Ele não era para nascer! - grita 

 

Grisha:Você têm que amamentá-lo. - falava.

 

Zeke: Você está com fome, né? - falo o colocando de volta na cama e indo para cozinha, fiz um leite bem fininho e coloco em uma mamadeira.

 

Pego ele de novo e coloco sua boquinha na mamadeira e ele começa a tomar.

 

Zeke:Se lembre, Eren... Eu te amo. - falo e ele me encara e sorri.

 

   ~1 ano depois ~

 

Zeke:Vamos, Eren... Você tem que aprender a falar algo. - falo brincando com ele.

 

Eren:Ze....ke.... - fala pausadamente. Assim que escuto deixo algumas lágrimas caírem de felicidade.

 

Eren:Zeke... - fala sorrindo e eu o pego e fico jogando ele para cima e o pegava, fazendo ele cair na gargalhada.

 

Carla:Pare de brincar com ele. -  fala em um tom de desgosto.

 

Zeke: Não fale dele assim. Não perto de mim - falo deixando meus olhos brilharem em um tom cinza

 

Carla:Me desculpe. - fala e eu apenas deixo um sorriso de lado aparecer. 

 

Zeke:Saía daqui, me deixe com o Eren, à sós. - falo e ela sai do quarto.

 

   ~ três anos depois ~

 

Eren:Estou cansado. - fala abrindo a boca e caindo no sono logo depois. O pego e o coloco nas minhas costas e o levo para casa.

 

Assim que chego, vou para o nosso quarto e o coloco na sua cama. Quando estava descendo escuto um sussurros.

 

Carla:Ele não consegue demonstrar nenhum sentimento, só aquela cara de "Tanto faz" - fala

 

Grisha:Infelizmente, se fosse só o Zeke. Mas temos aquele garoto. 

 

Zeke:Quando vocês vão aceitá-lo?! - falo e eles se assustam.

 

Carla:Zeke... Você é muito bonzinho.. Por isso gosta dele - fala.

 

Zeke: Eu não "gosto" dele. Eu o amo, ele é meu irmãozinho. - falo, vejo o Eren chegar na cozinha 

 

Eren:Zeke..? Mamãe...? Papai? - fala coçando os olhos.

 

Carla:Não me chame de mãe! - fala e eu rosno para ela, quando vejo os olhos do Eren se Encher de água.  - vamos ver se você consegue  demonstrar alguma emoção - fala se virando.

 

Eren:Mamãe... Argh! - grita de dor

 

Zeke:O quê...- começo, mas não foi a tempo, ela joga água fervendo nas costas do Eren

 

Depois daquele dia, meus pais ficaram quietos. Cuidei do Eren, como sempre. Mas eu sabia, algo de ruim estava crescendo dentro dele... O ódio, a raiva.. A tristeza. Vejo ele derramar algumas lágrimas e as enxugo.

 

Zeke:Ere.. - começo e vejo ele me olhar com uma cara sem vida.

 

Eren:Por Quê...? Eles me odeiam...?- fala 

 

Zeke:Não importa. - falo rapidamente. Não! Ele é muito novo, para saber... Meu irmãozinho. - Saiba, que eu sempre te amarei... Não importa o que aconteça - falo o abraçando. 

 

  ~ Três anos depois ~

 

O Eren saiu para brincar perto da floresta. Hoje ele completaria, 7 anos.. Ele cresceu tão rapidamente. 

 

Grisha:Vou matá-lo. - fala para minha mãe, me escondo atrás da porta e escuto a conversa.

 

Carla:Zeke.... - fala

 

Grisha:Podemos dizer à ele, para sair, Viajar... Não sei. Mas de hoje, ele não passa. - fala 

 

Vejo as machas azuis aparecerem pelo meu corpo e meus olhos brilharem em um cinza brilhante, pego uma adaga e entro silenciosamente no quarto, os mato em questão de segundos.

 

" Não importa o impasse

É o único caminho para poupar a vida Do Eren

Matar a minha família é a decisão

Fiz tudo por amor, pela vida do meu irmão." 

 

Eren: Mamãe... Papai....? - fala entrando no quarto. Não, agora não!

 

Zeke:Eren... - tento me aproximar dele mas ele vai para longe de mim, isso quebrou meu coração.

 

Eren:O que você Fez?! - grita, quando penso em abrir a boca para falar. Ele vem para cima de mim, mas logo o derrubei, contra minha vontade.

 

Eren:Não... Você... Não vai fugir - fala com bastante sangue na boca e tenta se levantar do chão.

 

Zeke:Eren... Pare...- falo, eu quero lhe dizer a verdade! 

 

Ele não dá tempo para eu começar, ele pula em cima de mim e arranca um dos meus olhos. Por reflexo, dou um chute no seu estômago e ele cai. Corro em direção a porta, mas antes de sair.. Me viro para olhá-lo, quem sabe quando vamos nos ver novamente. Me viro e saio

 

Eren:Não!!! - escuto seu grito. Me desculpe, me desculpe, me desculpe.

 

"Não me arrependo de nada,

Faria tudo de novo.

Faço o meu sacrifício... Pelo meu irmão mais novo."

 

                      ~ Agora ~

 

Abro meus olhos e o vejo despertando. Olho para os outros, aquele omega ainda não tinha acordado.. Acho que exagerei um pouco...

 

Eren:Que porra de sonh.. -para quando me ver, ele se levanta rapidamente, seus olhos vagam rapidamente pela sala, como se procurasse algo...ou alguém, seus olhos se arregalam quando ver o omega no chão.

 

Eren: O que você fez?! - grita irritado 

 

Zeke:Ele não deixava, eu me aproximar de você... - falo. vejo ele ir correndo para perto do garoto e ver seus batimentos e logo se levanta com ele, e o coloca no sofá e o mesmo colocava a mão na cabeça.

 

Eren: Graças... Ele está vivo... Se você o tivesse matado... - fala

 

Zeke:Eren... Precisamos conversar... - falo meio receoso, ele não parece mais com o meu pequeno irmãozinho.

 

Eren:Não, não temos nada para conversar! - grita e eu olho para baixo

 

Zeke: Eren...

 

Pov Eren

 

Zeke: Eren... Eu posso explicar - fala tentando se aproximar de mim

 

Eren: Sabe, Até hoje eu me lembro de chegar em casa. Falar para nossa família o quanto eu os amava. Mas agora não dá, você quer saber por quê? Por que não me restou nada!... - falo e vejo uma lágrima no rosto dele. - Então por quê você me fez sofrer?! Por causa de você, eu passei por tanta dor.  Me diga por favor, me diga o que é o amor! - vejo ele abaixar a cabeça - Então por quê? Eu quero que responda, o por quê? Me fez passar por isso, me fez tanto assim sofrer... Eu queria te falar o quanto eu te amava.... Mas junto com minha família tudo se acabava! 

 

Vejo ele fazer com que todos possam se mexer novamente e eles nos encaram, o Levi se aproxima dos seus pais e nos olha também.

 

Zeke: Desculpe irmão... Fiz tudo do meu jeito, achei que seria bom. Achei que até um certo ponto todo o seu ódio iria cessar..... Mas não cessou. apenas fiz crescer em você um monstro. - fala - Sua fúria cresce, não o culpo, a culpa sempre foi minha. Hoje sinto que é por minha culpa que se tornou uma pessoa sozinha! 

 

Eren: Me diga, para que suas desculpas? Sendo que, elas não mudarão nada. Me diga, se suas desculpas, farão nossa família voltar. Me diga, se dizer desculpas em algum momento. já ajudou alguém. - falo, olho ao meu à redor e vejo alguns chorando e o Levi... Ele estava chorando muito. - Não me tornei uma pessoa sozinha, eu quis ser sozinho! Eu não quero ninguém...

 

" Eu tenho meu objetivo, tenho ambição, eu vou me vingar.

Tudo estava ali no momento, do nada, não tinha mas nada.

Uma dor incessante, no tempo constante, me diz, que hora que acaba?

Mas não acaba, então farei dessa dor minha própria aliada.

Tão insensata...

Mas diferente de tudo, ela nunca para.

Ou será que não? Será que estou sendo sincero comigo?

Será que, após tanto buscar enfrentar, me tornei o meu próprio inimigo" Caio de joelhos no chão, coloco minhas mãos na minha cabeça. 

 

Eren:Zeke, será que não têm coração...? Você não sente dor...vendo que tirou...tudo o que o seu pequeno irmão... Amava? 

 

Zeke: Eu aceitei o peso de ser um vilão, por amor à você, Eren. - fala e eu o encaro, junto com todos - Nossa família planejava matar você, eu teria que fazer minha escolha... Ao lado dos meus pais ou do meu irmãozinho. - fala e meus olhos se enchem de água. 

 

Eren:O quê está dizendo? - pergunto lentamente em quanto mais lágrimas caiam 

 

Zeke: Realmente não queria que fosse assim, mas para proteger você... Faria tudo de novo. - fala o olho para todos e os mesmo tinham apenas uma reação... Espanto - Eu matei minha família, por amor ao meu irmão! Para proteger que amo, escolhi ser odiado..

 

"E no fim... Eu descubro que na verdade... O meu irmão sempre me amou! " 

 

Não consigo pensar antes, quando percebo, estou abraçando ele e ele me envolve em seu abraço. Começo a chorar.

 

Eren:Me desculpe por favor, agora sinto a real dor. Me perdoe! - falo e ele me abraça ainda mais forte.

 

Zeke: Não precisa chorar, sempre vou estar aqui. Enquanto você querer no seu coração vou residir. Eren, eu te amo. Não importa mais o que aconteça. 

 

Eren:Eu também... Te amo...irmão. - falo o abraçando.

 

Zeke: Não importa o que você decida fazer a partir de agora ... Eu vou amá-lo para sempre. - fala e eu jogo a adaga para longe.

 

Eren: Me explique - falo friamente  - tudo.

 

Zeke:Claro - fala com um sorriso. Ele se vira e vai em direção ao Levi.

 

Zeke:Ei pirralho, desculpe. - fala normalmente

 

Levi:Não sou pirralho. - fala e eu apenas dou um leve sorriso.

 

Zeke:Quê? Mas você parece ter 11 anos, com esse tamanho. - fala 

 

Levi:Eu não sou pequeno e eu tenhi 18 anos! - grita.

 

Zeke:Ele não é muito novinho, não? - pergunta olhando para mim

 

Eren:Eu não sou velho. - falo e vejo todos me olharem curiosos - tenho apenas 25 anos.

 

Pov Zeke

 

Zeke:Vou contar tudo. - falo e vejo todos me olharem - Se preparem a história é longa - falo, vejo o Eren passar as mãos na cintura Do Levi e o trazê-lo para perto e dou um leve sorriso. 

 

Zeke: Como todos nós sabemos, existe o Bem e o Mal. Muitos anos atrás, jogaram uma maldição no nosso clã. Haverá dois irmãos, nascerão com um...dom... 

 

Eren:Entendi... - falo normalmente. 

 

Zeke: Suas manchas são negras...as minhas são azuis. - falo - o Erwin estava certo. Eren, você é a encarnação do Mal....

 

Eren:Se parar para pensar... Depois de tudo que fiz... Não me supreendo mais.

 

Zeke: Tenho notícias ruins e boas... Para todos. - falo olhando para cada um. - Eren... Você sente, né? 

 

Eren:Sim. - fala

 

Jean:O quê? - pergunta

 

Erwin: O perigo. Algo está para acontecer.

 

Zeke: Não qualquer besteira. - falo - Vamos dizer que... Estamos entrando na quarta guerra mundial..

 

Levi:Perdão? - pergunta.

 

Eren:Aquele alpha... Deniel..  Ele é rei, mas é um conquistador. Ele vai passando de país e país, roubando os tronos...

 

Levi:Você sabia de tudo isso? Por quê não disse?! - pergunta o encarando.

 

Eren:Talvez, por que eu tinha planejado, atacá-lo antes. Mas não deu. Tínhamos que salvar o seus pais. - fala

 

Armin:Essa foi a ruim...correto? - pergunta e eu aceno - Então, fale a boa.

 

Zeke: Todos vocês irão morar comigo no meu castelo. - falo. 

 

Eren:Por quê? - pergunta

 

Zeke:Em questão de uma hora, essa casa vai ser atacada. - falo e eles me olham - Eren, quando estivermos lá, você vai treinar comigo. Para aprender a controlar seus poderes.

 

Eren:Tsk. Certo. - fala se virando para o pessoal - espero que daqui a cinco minutos vocês já tenham organizado suas coisas - fala.

 

Jean:Mas Eren...- começa, olho para o relógio. - entendo.

 

Levi:Vou arrumar nossas coisas - escuto ele sussurrar no ouvido do Eren. A rainha foi ajudar o filho. E ficamos na sala apenas eu, o Eren e o Erwin.

 

Erwin:Vai ser um grande derramamento de sangue... - fala e eu concordo.

 

Eren:Tsk. como planeja? - pergunta. Ele realmente esfriou...

 

Zeke: Construí um grupo de elite. A elite da elite. Só os melhores, foram escolhidos a dedos e treinados por mim... - falo

 

Eren: E o que isso tem haver? - pergunta

 

Zeke: Você e seus amigos... Vou ver como vocês são no campo, se for bom, vocês entram na elite.

 

Eren:Não pense, que vou ficar ouvindo ordens. - fala sério. - Ninguém me subjuga. Entendeu? 

 

Zeke:Como quiser. - falo

 

Erwin:Eren...Zeke... Eles chegaram. - fala. o Eren se ajoelha no chão e coloca a palma da mão no chão.

 

Eren: Têm vários... - fala se levantando. - Erwin... Junte-se ao Jean e a Mikasa. Protejam todos. - falo e ele acena.

 

Zeke:Você age muito rápido sobre pressão. - falo surpreendido.

 

Eren:Você quer me ver em campo, não é? - fala e eu concordo, vejo ele deixar um sorriso de lado.

 

Zeke:Eren... Eles estão entrando por cima - falo olhando pro telhado quando volto a olhar pro Eren, já tinha quatro corpos caídos. - Realmente... Muito rápido. 

 

Levi:Eren! - escutamos um grito, fomos correndo para onde veio esse grito. 

 

Assim que chegamos vimos o Levi preso no braço de um alpha, enquanto o mesmo passava a mão pelo o seu corpo e vários outros alphas estavam lá. 

 

Zeke:Calma - falo tentando calmar a todos.

 

Eren:tire a sua mão dele. - fala rosnando. Olho para o Levi, ele tinha lágrimas nos olhos, antes de ele parecer bastante irritado.

 

Ele abaixa sua cabeça e volta com tudo, quebrando o nariz daquele alpha, fazendo o mesmo o soltar. Nesse momento, eu e o Eren aproveitamos e ajudamos o Levi a matar aqueles alphas. 

 

O Eren tinha matado vários, e eu também. O Levi se aproxima do Eren e o abraça, e começam a esfregar suas glândulas uma na outra.

 

Eren:Eles fizeram algo? - pergunta segurando no seu rosto

 

Levi:Não.. - fala com um sorriso tranquilo - Eren... Precisamos ajudar os outro... - fala mas no mesmo tempo chega o pessoal

 

Jean:Precisam de ajuda? - pergunta sorrindo

 

Annie:Levi... tenho certeza que quase fiquei surda depois daquele grito. - fala rindo 

 

Mikasa: Precisamos sair logo. - fala

 

Eren:Saíam. - fala e todos nós olhamos para ele.

 

Levi:Não. Você não vai ficar. - fala.

 

Eren:Eu tenho um plano... - começa

 

Levi:Não, Eren.. - começa o Eren olha para mim e eu aceno, coloco o Levi em cima do meu ombro e saio com o Pessoal correndo.

 

Levi:Me solte!!! - grita. Ficamos em um lugar bem distante. Quando nos viramos vimos a casa ficar negra, antes de cair. 

 

Armin:Nossa casa...Eren...- fala 

 

Todos nós olhamos para ver se o Eren saía, mas quando não saiu. Começo a ficar com o coração apertado.

 

Levi: Não!!! Eren!! - começa a chorar. - por quê não posso ficar apenas com ele, sem problemas?! 

 

Eren:Assim não iria ser divertido. - fala com um sorriso.

 

Jean:Se um dia você morrer, não vou acredita, nem a pau! - fala e começamos a rir.

 

Logo depois disso, fomos andando para um local, onde estavam vários cavalos. Lá pegamos eles e fomos em direção ao castelos.

 

Que a guerra comece....

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Que os jogos comecem....

Quando o Eren nasceu o Zeke, tinha 7.
E quando ele assassinou seus pais ele tinha 14 e o Eren 7


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...