História O Príncipe Sádico - Shawn Mendes - Capítulo 4


Escrita por: ~

Visualizações 146
Palavras 2.267
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello guys, tudo bem com vocês?
Nem demorei né? KKKKKKKKKKK
Eu to tão ansiosa, planejei tantas coisas e adiantei vários capítulos, não quero dar muito spoiler, então leiam as notas finais!
Desculpem os erros.

Capítulo 4 - O Lado Oculto


Fanfic / Fanfiction O Príncipe Sádico - Shawn Mendes - Capítulo 4 - O Lado Oculto

P.O.V's Ellie

   -Senta e late. - um sorriso macabro surgiu em seu rosto.

   Estou confusa.

   -Como assim "latir"?

   Ele se inclinou um pouco para frente, e então, me encarou.

   -Vai, faz logo.

   -O que? Sério? Eu...

   Mendes soltou uma gargalhada. Eu fiquei bem confusa.

   -Que patético. - ele suspirou. - Você achou mesmo que eu iria fazer algo sem receber nada em troca? Se eu vou te ajudar nessa farsa, vai ter que ser meu cachorro.

   Cachorro?!

   -Até parece! Sem chance!

   Ele se levantou do banco e limpou as mãos na calça preta. Me senti levemente intimidada com o tamanho da proximidade que estamos.

   -Pois bem, você não precisa fazer isso... - ele colocou a mão nos bolsos e fez aquela cara sádica de novo. -... Mas me perdoe se eu, sem querer, revelar tudo... Cadela.

   Cadela?

   Pensei levemente em Camila e Hailee, elas com certeza vão me expulsar do grupo se souberem de tudo. Pensei em Jade também, ela vai me matar se eu fizer isso!

   Mas ela não está aqui agora. É tudo temporário. Talvez valha a pena. 

   Eu me aproximei um pouco mais dele e olhei em seus olhos.

   -Au-au!

   Adeus dignidade.

   Mendes não conteve a risada sarcástica dele.

   -Boa menina. - ele sorriu e passou a mão na minha cabeça. - Seus pais chorariam se te vissem assim... Uma pena você ser burra, daria um bom passatempo.

   Ele se virou e começou a caminhar em direção a entrada, eu estou perplexa. Minha boca deve formar um perfeito "o" agora. Não acredito que me rebaixei à isso... Não pode estar acontecendo!

   Antes de entrar, Mendes se virou e disse:

   -Eu vou cuidar bem de você, Cadela.

   [...]

   A aula de história ocorria normalmente, mas eu não estava prestando nenhuma atenção nela. A professora estava falando de uma forma monótona e eu comecei a dialogar com a minha própria consciência. Apesar de não parecer, eu tenho consciência sim!

   Eu acho que entendo. 

   Estou exigindo muito dele... mas me fazer de cachorro? Me chamar de cadela? O que ele quer de mim?

   Será que ele vai tentar algo? E se ele tentar? O que eu vou fazer?

   O sinal bateu e todos os alunos começaram a correr para guardar seus materiais, saírem da sala e encontrar os amigos. Me levantei sem nenhum ânimo, estou bastante arrependida do que fiz a mim mesma...

   -Ellie? - ouvi a voz de Hailee. - Está tudo bem? Você está meio pálida.

   -Não é nada! - eu sorri na hora. - Estou ótima.

   Camila sorriu quase que da mesma forma que Shawn.

   -Você tá um trapo, isso é estar bem?

   Eu estava pronta para respondê-la, mas uma menina que estuda comigo, que eu não lembro muito bem o nome, me chamou.

   -Ellie?

   -Sim? - eu a olhei e tentei diminuir a raiva que estava sentindo.

   -Aquele garoto na porta... - ela indicou a direção com a cabeça. - Ele está te esperando tem um tempo.

   Me chamando?

   Eu olhei para a porta e vi o meu pior pesadelo: Mendes. Não demorou pra ele vir atrás de mim.

    Agradeci a menina e voltei a olhá-lo. A menina passou do lado dele, logo ele abriu um sorriso - o sorriso bonito, do príncipe, não do sádico - e a olhou com carinho.

   -Obrigado por me ajudar. - sua voz saiu gentil.

   Caminhei até a porta e vi a garota partir, e então, dei de cara com o meu "namorado".

   -O que você quer? - perguntei.

   Ele apertou minha bochecha com força a abaixou o tom de voz, voltando com a personalidade sádica dele.

   -Um cachorro vem quando seu mestre chama. - ele soltou minha bochecha ao finalizar a frase.

   Eu nem preciso olhar para ela e já sei que está vermelha.

   -Vamos embora. - Mendes murmurou e eu o segui, sem dar tchau para as meninas.

   Enquanto caminhávamos pelos corredores, eu escutei uns burburinhos envolvendo meu nome e o do Mendes. Coisas do tipo: "Ela é realmente a namorada dele?" "Ela tem sorte de ser ele, ele é gentil" "Que sorte? Que inveja!"

    Aff, ainda tem essa.

   Ser a namorada do "Príncipe" da escola. Ah pelo amor, me poupe.

   [...]

   O caminho para casa estava silencioso.

   Eu me mantinha afastada dele pelo menos por um metro. A minha ficha ainda não tinha caído, quero dizer, estou mesmo fingindo namorar o cara mais adorado do colégio e aí eu descubro que ele é um sádico.

   Ele tinha meu celular nas mãos, estava passando seu número para mim.

   -Ei, por que essa distância? - ele perguntou. - Acha que vou tentar algo?

   Eu neguei com a cabeça toda envergonhada.

   -Relaxa, eu não vou fazer nada.

   Nesse momento eu parei de caminhar e ele me olhou.

   -Então por que estamos indo pro parque? - questionei.

   É, eu estava com medo sim.

   Mendes revirou os olhos.

   -É um atalho.

   Ele me devolveu meu celular e nossas mãos se tocaram levemente. Shawn é gelado.

   Me senti um pouco idiota. Talvez eu esteja me precipitando sobre ele, talvez ele seja um cara lega com hábitos estranhos. É possível ele fingir tão bem com tantas pessoas?

   -Quando você diz que não vai fazer nada... não faz mesmo?

   Novamente, ele revirou os olhos.

   -Tá louca? Claro que não.

   Nós voltamos a caminhar. Dessa vez eu estava ao seu lado.

   -Então você não vai me vender por aí, nem me fazer de saco de pancadas ou me colocar para fazer coisas indecentes, não é?

   -Até parece. Que tipo de homem acha que sou?

   Do tipo bem ruim. Eu preferi guardar esse comentário para mim mesma.

   -Uma coisa que não me falta é dinheiro e garotas atrás de mim. - se gabou.

   Então o que ele quer de mim?

   Um pouco mais a frente encontramos uma senhora brincando com um filhotinho, ela o chamava e ele ia até ela, levando um graveto na boca. Shawn parecia encantado ao vê-lo.

   Havia algo diferente em seus olhos. Um brilho especial, nostálgico.

   -Eu amo cachorros.

   Olhei para ele sem entender.

   -Eles são alegres. Se você disse para eles ficarem, eles ficam para sempre. Não importa a fome ou a tristeza, eles sempre obedecerão seus mestres... - com essas palavras, eu estava quase certa que havia me enganado sobre ele. - ... Os olhos são o que mais me atraem...

   E novamente, a voz maligna. Shawn Mendes definitivamente, não é um cara bom.

   [...]

   Uma semana depois, eu já estava acostumada a fazer favores para o Mendes.

   Desde comprar um caderno à levar comida para ele durante os intervalos. Ele só quer alguém por perto para fazer o que ele quiser. Eu estava cansada demais. Meu físico, o meu emocional... Mal durmo de noite pensando no que terei que fazer no dia seguinte.

   Jade ficou decepcionada comigo. Nós brigamos, estamos sem nos falar por um tempo. Talvez ela não me entenda.

   Nesse exato momento, Camila está me cutucando. A aula de português havia terminado.

   -Ellie, o que houve?

   -Quer comer batata chips? - Hailee estendeu o pacote de salgadinhos na minha frente e eu apenas neguei com a cabeça.

   Eu. To. Morrendo.

   Meu celular vibrou e logo eu pude ler a mensagem:

Destruidor: Me encontre na cafeteria. Traga algo para eu tomar. Rápido.

   Mais uma vez não...

   -É o meu namorado, tenho que ir!

   Me levantei e corri ao encontro dele. Não esqueci de levar algo para ele tomar, mas a fila estava enorme e eu tive que esperar um tempo. Assim que pude, fui até a mesa onde ele estava.

   -Você demorou. - ele disse naquele típico tom rabugento. - Avisei para não me fazer esperar.

   Eu revirei os olhos e contive minhas palavras.

   -Desculpe. - deixei a latinha de refrigerante na mesa e virei os calcanhares para ir embora. - Bem, estou indo.

   -Sente-se. - Shawn disse. Dessa vez, seu tom era autoritário. Fiz minha típica cara confusa. - Você está com fome também, vou pagar algo para te recompensar.

  Choquei. 

   Ele? Pagando algo pra mim? É algum sonho? É real?

   -Sério? - perguntei e me sentei ao seu lado.

   Hoje ele vestia aquela típica calça preta e uma blusa azul de mangas longas. O cabelo estava uma bagunça, como sempre. O cheiro de seu perfume era suave, doce e ao mesmo tempo tão sutil. 

   Shawn Mendes é mais um mistério em minha vida.

   Ele me ofereceu um copo vermelho cheio. Eu virei tudo com vontade e na hora eu percebi o que era:

   Água.

   Isso é cruel, isso é muito cruel! Mas que cara chato!

   -Encontrei Ellie e o Mendes! - escutei a voz familiar de Hailee.

   Ela e Camila se aproximavam da nossa mesa. Pela cara delas, eu já sabia que elas iriam aprontar. Só tenho medo do que.

   -Wow. Estão comendo lado a lado, por que? - perguntou Camila.

   -Porque... - eu pensei. - Porque todo mundo sabe que estamos juntos, não tem problema.

   Shawn trocou um olhar rápido comigo. Eu estava pedindo por socorro.

   -Quem são essas? - ele perguntou desviando a atenção das duas.

   -Amigas, eu te falei, lembra? Camila e Hailee.

   Ele logo entendeu tudo. Mendes colocou seu melhor sorriso no rosto e mudou totalmente seu ar sombrio, estava muito alegrinho até. Por favor, eu fiz tudo que você pediu, me ajude a vencer essa batalha...

   -É um prazer conhecê-las, sou Shawn Mendes. A amiga de vocês é bastante especial pra mim. - e para finalizar, o sorriso de príncipe.

   Isso! Perfeito Mendes!

   As meninas sorriram que nem duas diabinhas.

   -Então os rumores eram verdadeiros! Ele é mesmo bom de papo. - Camila disse maldosa.

   -Como esperado do "príncipe" do colégio!- Hailee completou. Elas estavam falando bastante alto, logo todo o refeitório estava ouvindo. - Ei, Mendes... É verdade que você gosta de amarrar as mulheres na hora do sexo?

   Minha. Cara. Foi. No. Chão.

   ELAS NÃO TÃO FAZENDO ISSO!

   -Como? - disse Shawn. Ele estava perdido no assunto.

   -Sabe, a Ellie disse que você amarra ela e tal...

   Todo o refeitório tinha o olhar sobre nós dois. Eu não conseguia tirar os olhos das minhas mãos que estavam por baixo da mesa. Estou assustada demais para fazer alguma coisa.

   -Te chamam de príncipe, mas você é taradão. - Camila riu. - Como consegue ficar excitado com isso?

   -É. Não se pode julgar as pessoas pela aparência mesmo... - Hailee continuou. - Eu não esperava essas coisas estranhas...

   Por favor, parem. Isso não é verdade! Eu... Ele não deveria ouvir essas coisas por minha causa. É melhor eu dizer a verdade! É isso! Irei contar a verdade!

   -Aquilo tudo foi... - eu fui cortada pelo Mendes, que se levantou da cadeira e chamou mais atenção ainda.

   -É, isso mesmo. - ele abriu aquele sorriso que eu conheço, o sorriso das coisas ruins. - Eu adoro.

   Elas se calaram por um momento.

   Ele se aproximou de Camila, segurando seu queixo de leve, como se fosse beijá-la, mas ao mesmo tempo, a deixou imóvel.

   -Te amarrar para você não se mexer. - ele disse. Vi seus olhos perderem toda a cor e escurecerem. - Colocar uma mordaça nessa sua boca irritante... - Quer tentar?

   Camila ficou vermelha na hora e sem palavras. Ela nunca fica sem palavras!

   -... Não... - ela respondeu a pergunta.

   Mendes a soltou e se virou para o refeitório. Eu não consegui me mover nem para ver quantas pessoas haviam assistido isso, mas eu sei que eram muitas.

   -Desculpe-me por interromper o almoço de vocês. - ele sorriu meigo.

   Em seguida, pegou na minha mão e me arrastou para fora.

   Íamos seguindo o corredor que dava acesso ao pátio, ele ainda me segurava pela mão e andava rapidamente. Meu coração batia mais rápido do que o normal, como se eu estivesse tendo um ataque cardíaco.

   -Mendes... você ainda está segurando a minha mão...

   -Olhe para trás, suas amigas estão olhando. - ele me respondeu e assim o fiz.

   Como ele sabia que elas estavam ali?

   -Seria estranho se eu soltasse sua mão agora. Vamos ficar assim mais um pouco.

   Depois de chegarmos à porta que leva ao pátio, ele soltou a minha mão e respirou fundo. Aproveitei para descansar. Estou completamente sem ar. De uns tempos para cá, tenho perdido o ar com facilidade.

   -Acho que estamos seguros agora. - ele disse. - Você tem cada amiga...

   -Me desculpe. - cortei ele. - As pessoas te vêem de um jeito errado agora por minha causa.

   -Quem se importa?

   Ele me olhou com aqueles olhos castanhos. Eles tinham um pouco de brilho, eu não saberia bem identificar quando ele dissesse mentiras ou verdades. Já me enganei muito sobre ele. Quando penso que estou certa, ele me mostra o contrário.

   -Mas... - dessa vez ele me cortou.

   -Calada. - e dito isso, deu um peteleco no meu nariz. - Você é minha namorada. Fica quieta e deixa eu te proteger.

   -Mendes, eu...

   Fiquei sem palavras.

   Primeiro ele debocha de mim e diz que é bobagem toda essa história, e agora vai longe por mim e me defende... Eu realmente não entendo ele.

   -Bom, agora você me deve uma. - ele sorriu.

   Nem preciso dizer qual sorriso foi.

   -Que ideia louca, falar que eu amarro você durante o sexo? - ele riu. Eu estava pronta para protestar quando ele abriu a boca de novo. - Tudo bem, vamos deixar assim por enquanto.

   Eu suspirei e me sentei no chão. Logo ele fez o mesmo.

   -E não me chame mais de "Mendes", me chame pelo nome. Shawn.

   Eu não sei se foi certo pedir ajuda à ele, mas, eu acho que vou continuar sendo a "cadelinha" dele por mais um tempo.


Notas Finais


Então pessoaaaaaaaaaaas, vamos para alguns spoilers, ok?

1- Os meninos da Magcon estão chegando em um ou dois capítulos
2- Jade está voltando de viagem

Espero que estejam tão ansiosos quanto eu, porque eu escrevi três capítulos nesses últimos dias e logo logo estarei postando aqui, rs.
Beijão galera, comentem, compartilhem e favoritem a fanfic, ok?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...