História O PROIBIDO (Camren G!P) - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fifth Harmony, LaLi Esposito, Shawn Mendes
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lali Esposito, Lauren Jauregui, Shawn Mendes
Tags Camila Cabello, Camreng!p, Lauren Jauregui, Laureng!p, Masoquismo
Exibições 425
Palavras 1.120
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 28 - Acidente!


Narração Camila:

Me encarei enfrente ao grande espelho do meu quarto e automaticamente sorri ao me fitar em um grande e largo pijama.

-Não vai vir dormir meu amor?- Shawn me chamou depois de bocejar e se cobrir com a coberta.

-Já só irei tomar um copo de água- Disse a procura da porta.

(...)                            

Tomei um gole do meu copo de água e em seguinte me assustei ao deixar o copo encima da pia e meu celular vibrar no bolso detrás da minha calça de pijama. O tecido é fino por isso a vibração ecoou por minha pele.

-Lauren- Sorri exclamando, imediatamente peguei meu aparelho confirmando ser ela mesma, atendi a ligação com uma postura seria e com o peito estufado –Oque foi Lauren?-

-Como assim oque foi, não disse que iria dormir comigo hoje?- Sua voz saiu rouca.

-Claro- Afirmei –Sabe o motel na saída da cidade?-

-Sei-

-Então estarei te esperando ala, certo?-

Escutei um suspiro aliviado –Certo não sabe como quero te ter em meus braços Camz, te amar a noite toda, quero te fazer minha mulher só minha –

-Porque quer me fazer sua mulher Lauren?-

-Porque estou sentindo aquela sensação antiga-

-Que sensação?-

-Aquele frio no estomago quando escuto a sua voz-

-Esta me amando?-

-Eu sempre te amei Camila, só me faltou coragem de lutar por você quando tudo estava contra ao nosso favor eu fui uma babaca idiota e estou arrependida de tudo, se tivesse outra oportunidade fazeria tudo completamente diferente-

Pena que você não terá outra oportunidade Lauren Jauregui.

Preferi não responder esta declaração, porque se não meu coração vingativo ira se derreter.

-Estou te esperando ala Lauren- Desliguei terminando de tomar minha água.

-Ainda acordada filha? –Escutei a voz franca de Karen oque me fez virar e sorrir inesperadamente ao vê-la com Oto me observando.

-Insônia Karen –Respondi  -Hum... filho ainda acordado?- Arqueei as sobrancelhas.

-Acho que também herdei sua insônia mami- Disse depois de um bocejo cansado.

Este menino nunca sofrera de insônia dorme igualmente a Lauren tem um sono pesado e profundo –Vamos meu amor, eu te ajudo a dormir –Propus pegando em sua pequena mão esquerda.

-Ira dormir comigo mami?-

-Sim bebe- Assenti –Boa noite dona Karen- Sorri para a mulher e segui rumo a sala de estar em interesse de subir as escadas para o andar de cima.

(...)

-Mami será que posso tirar as lentes só para dormir? –Oto pediu de bico esfregando os olhos.

-Só para dormir filho, amanhã assim que acordar ira pô-las, não ouse a sair daqui de dentro deste quarto sem elas, vovô Manuel e vovó Karen não pode saber de nada- Pedi deixando um beijo em sua testa.

-Tudo bem- Oto de sentou na cama e com delicadeza tirou as lentes castanhas revelando o paraíso em suas orbes verdes. Seus traços se parecem tanto com os de Lauren, que é quase impossível esconder isto.

Por isto que opto por não expor tanto a imagem de meu pequeno. Mais obviamente quando Oto crescer mais um pouco e se supostamente querer seguir o caminho artístico ele ira querer respostas concretas do porque não pode demonstras seus lindos olhos verdes.

-Por favor deita-se aqui comigo, eu não consigo dormir mami-  Pediu-me com uma cara linda de sono no qual não pude nega-lo, somente deitei ao lado do meu menino nos cobrindo com um coberto fino do Harry Potter.

Oto é especificamente encantado por estas trilogias, de bruxos e contos. Não é um menino comum apaixonado por futebol americano, artes macias e longe disto. Oto tem uma gigantesca inteligência é um menino intelectual e acredito que uma boa parte desta mente incrível veio hereditária de Lauren, porque mesmo ela tendo se comportado como uma babaca Lauren é muito envolvida neste mundo politico econômico e de direitos iguais, defensora dos imigrantes do direito a qualquer pessoa similar de sua condição social.

Isto é uma boa qualidade dela, só não muda em nada ela ter feito oque fez comigo, uma pessoa com a  mente tão aberta ter sido covarde ao ponto de ter me deixado naquelas situações, ter me deixado doente por ela. Sua inteligência não adiantou de nada pois sua covardia a conduziu um caminho melhor, a estabilidade de seguir sua carreira.

Sei que seria uma grande reviravolta na mídia, mais não tão grande quando ela assumiu sua condição sexual.

Foi um extremo choque para mim, porem  me surpreendi, logo Lauren se assumindo? Justo ela que sempre guardava isto em sigilo.?  

Pois em oito anos tão pouco tivemos contato. É algo difícil para duas pessoas do mesmo ramo artístico mais os encontros e desencontros não podemos evitar.

No entanto que estamos fazendo um filme juntas. Após dispensar Lauren no banheiro próximo ao cetim hoje pela manhã segui novamente para o cenário e no qual Lauren logo apareceu.

Roger ficou incrédulo ao saber que iriamos fazer um trabalho juntas, posso dizer até mais incrédulo que Shawn meu próprio marido, e por mais, ele até queria desfazer o contrato assinado por mim. Mais a verdade? Lá no fundo mesmo, eu quero e muito realizar este projeto com ela. Saber que irei vê-la quase todos os dias isto já me deixa estável.

Abracei o corpo do meu filho cerrando meus olhos, mais antes aproveitei para tirar a bateria do meu aparelho celular, sei que Lauren ira ficar louca quando souber que dei um cano de proposito nela.

(...)

Narração Lauren:

Minha visão turva pouco decifrou o decimo quinto copo de tequila que acabei de ingerir neste bar de motel.

Sinto minhas pernas sem forças para sustentar meu corpo –C.ami.la me deu um f.uro –Disse para o barmen com a voz pesada.

-Senhora não acha que já esta na hora de parar?- O homem um pouco baixo de cabelos pretos me perguntou com a expressão preocupada.

-N.ã se preocupe.- Abaixei a cabeça apoiando minhas mãos no balcão de pedra mármore –Me de uma garrafa de uísque- Ordenei.

-Mas senhora...-

-Só me de –Tirei minha carteira jogando duzentos dólares encima do balcão  , peguei a garrafa de uísque, seguindo para o estacionamento da merda deste motel.

Terminei de tomar a bebida forte e gelada no gargalo mesmo e joguei a garrafa no banco traseira do meu carro.

Caminhei até a porta do motorista a abrindo. Puis a chave no contato fechando a porta e dando partida.

Pisei no acelerador pondo toda a minha frustação ali, acelerar será minha liberdade, minha libertação pela latina.

Meu coração de arfou em batimentos autos quando pisei no freio e não senti-lo parar.

Estaria meu veiculo sem freio?

Ergui a cabeça desesperada quando senti a forte batida em uma arvore fora da avenida  movimentada, e meu corpo ser jogado contra o arbeg. E minha consciência escurecer.

 

 

 


Notas Finais


muitas coisas irão mudar depois deste ocorrimento.
acham que foi culpa da camila? sim foi.
mas de as suas opiniões por favor quero saber.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...