História O protetor - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kiba Inuzuka, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Colégio, Revelaçoes, Romance, Sasusaku
Visualizações 161
Palavras 1.430
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Capitulo novo, aproveitem :D

Capítulo 6 - O que Sasuke não deixa transparecer


Fanfic / Fanfiction O protetor - Capítulo 6 - O que Sasuke não deixa transparecer

- Sasuke - falou Itachi, rindo - Tá se arrumando pra ir ao circo?

- Sabe, Itachi - Sasuke falou, colocando uma blusa polo arrumada - Não tem mesmo como você estragar minha noite hoje.

- E pra onde você vai, posso saber?

- Não - cortou ele - Até por que você não entenderia... Você não tem namorada, não é mesmo?

- É, eu não sou babaca que nem você...

- É, esqueci... Nenhuma mulher te aguenta por muito tempo.. - e ele riu.

 

Sasuke pegou sua carteira, deu um sorriso pra um Itachi irritado e desceu para a sala.

 

- Sasuke! Pra onde você vai tão bonito assim filho? - falou Mikoto, empolgada.

- Vou encontrar a Karin - falou Sasuke, e deu um sorriso.

- E ela é o motivo dessa alegria toda?

- O que? Hã... é... claro, mãe, o que mais seria? - falou ele, absorto em pensamentos.

- Não sei... Você namora com a Karin a tanto tempo, nunca vi você feliz assim...

- Bem, não é fácil namorar uma pessoa por obrigação, não é?

- Filho! Por que está dizendo isso? - falou Mikoto, chocada.

- Só estou dizendo o que todo mundo sabe, não é? Karin, filha de Todoke Okaho, um dos maiores empresários do Japão, assim como meu pai, é ótimo para os negócios, etc..

- Filho! Não foi assim que aconteceu! Seu pai só lhe mostrou como a Karin é essa pessoa maravilhosa que ela é, e por acaso o pai dela é-

- Tá, mãe, corta o papo furado, tá? Dá licença que eu vou sair. Tchau.

- Filho, espe-

 

Blam! Sasuke bateu a porta e saiu.

 

_________________________________________________________________________________________

 

Ainda lembrava como se fosse ontem. Seu pai lhe apresentou Karin, fez todo um discurso sobre as qualidades dela. E depois... Nunca conseguira esquecer aquela conversa...

 

 

- Sasuke! E então? O que achou dela? Uma verdadeira princesa, não? - falou Fugaku, depois do jantar com a família de Karin, já em casa.

- Tá maluco, pai? Nunca conheci menina mais chata. "Sasuke-kun, quantos aninhos você tem? Nossa! Minha idade! Que conhecidência! Nós somos mesmo almas-gêmeas! Sasukezito-kun! Passa o sal, por favorzito?" ARGH! Jesus! Que garota irritante!

- É, ninguém nunca é bom pra você... - falou Fugaku, visivelmente irritado.

- Você tá com raiva?

- Claro, Sasuke! Por que, às vezes, eu sinto que você não quer cooperar com nada! Você está solteiro, não faz nada pra ajudar e só causa problemas pra mim! Como quer que eu fique?

- O... O que está querendo dizer?

- Estou querendo dizer que essa menina é a filha de um dos homens mais ricos do Japão! E que se você namorasse com ela, nossos negócios iam passar do nada pro Prada!

- Você quer... que eu namore ela por isso?

- É óbvio, meu filho! Isso é estratégia de mercado! Ela é ótima, não é como se fosse um grande problema ter que aturá-la por alguns anos! Mas não! De novo, você só pensa em você! Não faz nada para ajudar! Devia se basear um pouco mais no seu irmão! Sua mãe, por exemplo! Você acha que eu a amava quando a conheci? Foi tudo uma estratégia do meu pai. Hoje em dia, ela é a esposa que sempre sonhei. E consegui chegar onde estou! Isso não lhe é inspirador??

 

Sasuke ficou sem palavras. Sabia que o pai era um homem frio, e que não demonstrava seus sentimentos, mas isso tudo foi como uma bomba que explodiu de uma vez só.

 

- Amor, Sasuke - ele falou, sério - Não nos leva a lugar nenhum. Dinheiro, sim. Felicidade é relativa, meu filho!

- Não acredito que escutei isso de você.

 

E ele saiu, deixando um pai atônito.

 

E logo depois disso começou a namorar Karin. E, por 2 anos, vem sendo assim. Apesar de ele não sentir absolutamente nada por ela. Apesar de ele fugir dela.

 

E aqui estava ele. Dirigindo seu carro, feliz, indo ao encontro dela. E por que estava tão feliz? Nem ele mesmo sabia. Só sabia que, quando se lembrava do shopping, mais cedo, tinha uma vontade de rir enorme. E que mesmo que fosse encontrar Karin, ele não ficava com preguiça, nem raiva de ter que ir. Ele estava feliz. E fazia muito tempo que isso não acontecia.

 

__________________________________________________________________________________________

 

- Ai, Sasukito, você acredita que a Ino teve a ousadia de vir falar pra mim que "Quando o gato sai, os ratos fazem a festa?"? Ai eu fiquei tipo: O que você quer dizer com isso, sua perdedora? Tipo, vai arrumar um namorado! Ela é muuito ridícula, se acha a última bolacha do pacote. Não é como se ela namorasse ainda um dos meninos mais populares do colégio. Tipo, naaada a ver né?

- Uhum - Sasuke ria, mas não da história de Karin.

- E ela usa tênis super over! Tipo, acordaaa, tênis Adidas já era! E ela assiste uns seriados naaada a ver! Tipo, acooorda, quem é que assiste Gossip Girl em pleno ano 2012??

- Uhum.

- Sasuke?

- Uhum.

- Você tá me escutando?

- Uhum.

- Tem certeza?

- Uhum.

- E o Itachi é seu irmão favorito, não é?

- Uhum... O quê? Tá maluca?

- Sasuke, você não tá escutando nada do que eu tô falando! Só fica dizendo "uhum, uhum, uhum"! Você me ama, não ama?

- Uhum.

- Uchiha Sasuke - ela se levantou da mesa e jogou o guardanapo nela - Se for pra você ficar me ignorando, eu vou embora agora!

- Ei, Karin, sem drama, tá?

- Sem drama? Você não escuta nada do que eu falo! Tá com a cabeça em outro lugar! O que diabos deu em você? Eu vou embora!

 

E ela saiu, e deixou ele sozinho no restaurante.

 

"Não sei se eu estou com raiva... ou se eu estou aliviado", pensou ele

 

__________________________________________________________________________________________

 

- Sasuke! - falou Fugaku, ao ver o filho entrando em casa - Que história é essa que sua mãe me contou? Você ofendeu a Karin no restaurante? Ela ligou chorando aqui pra casa!

- Isso é drama da Karin... Licença, eu vou pro meu quarto. - ele ia subir as escadas, mas seu pai lhe impediu, o segurando pelo braço.

- Você muito cuidado com suas atitudes, seu moleque - Fugaku falou, apertando o braço de Sasuke com força

- E você não se meta na minha vida. - E se soltou, e foi subindo as escadas.

 

Mas Itachi estava no meio do caminho.

 

- Pô, maninho - falou ele, com um sorriso malicioso - Nem um namoro de faixada você consegue manter? Será que nenhuma mulher consegue te aguentar?

- Cala a boca, Itachi. Sai do caminho.

- E sabe por que sempre vai ser assim, Sasuke? Sabe por que você sempre vai brigar com o papai, comigo, com a mamãe, com sua namorada? Por que ninguém consegue aturar um drogadinho, problemático e egoísta que nem você!

 

Mas Sasuke já estava longe.

__________________________________________________________________________________________

 

- Que droga! - Sasuke gritou, e entrou no seu quarto, e jogou um porta retrato contra a parede. - não consigo ter um minuto de paz!

 

Ele se apoiou contra parede e começou a chorar. E soluçou. E chorou como nunca havia chorado, durante 3 anos.

 

"É incrível como essa família consegue destruir meu humor. Eu estava tão bem agora pouco..."

 

E ele olhou pra mesa de cabeceira. E para o telefone.

 

__________________________________________________________________________________________

 

- Alô? - falou Sakura

- Alô.... - falou uma voz rouca e estranha.

- Hum. É. Bem. Alô?

- Alô?

- Bem, esse é o momento em que você se identifica! Que tal?

- Sakura...

- Bem, esse é meu nome! Que tal o seu agora, Sr. voz rouca?

- Sou eu... Sasuke...

- Sasuke? Mas que voz é essa? Você está bem? - falou ela, preocupada - Não caiu embaixo de nenhum manequim de novo não né?

- Não - ele consegui rir

- Bem... Se é isso que você quer saber, eu não vou precisar de você agora, às 3 da manhã... Na verdade, acho que ninguém vai me machucar enquanto eu estiver dormindo e-

- Só - interrompeu ele - Fala alguma coisa. Aquelas coisas aleatórias que você sempre fala.

- Bem, você quer conversar, não é isso? Então a gente conversa! Sabe o que eu descobri, você vai ficar passado!

- O quê?

- Aquela mulher de "Across de Universe" é casada com Marilyn Manson! Você consegue acreditar??

 

E Sasuke riu. "Tô ferrado", pensou ele, e voltou a escutar uma das histórias malucas de Sakura.


Notas Finais


E ai, gostaram???
Bjsss e até a próxima ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...