História O quadro - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Magia, Quadro, Terror
Visualizações 7
Palavras 423
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Magia, Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Capítulo único


Uma garotinha de olhos bicolores corre desenfreada, com um pequeno frasquinho na mão em direção ao reino, ou melhor, ao rei amaldiçoado. 


- Estou atrasada, Nyx que me ajude -sussurrou em um pedido que não chegou aos céus.


Suas pernas curtas e brancas ja estavam formigando, doloridas, tremendo, mas ainda corria sem parar, sua vida dependia disto.


Ela já tinha queimado uma chance, o rei há muitos anos fora amaldiçoado por uma poderosa Bruxa, sua beleza que enchia olhos femininos e masculinos de luxúria, agora se fora, a pele de pêssego havia murchado para pele de sapo, seus belos olhos azuis agora eram cobertos por uma camada leitosa, a sua voz melodiosa digna de Apolo, agora era rouca, tremula, horrível. 


- Onde está aquele projeto de Bruxa? - berrava o rei enquanto quebrava tudo o que via pela frente. 


- Aqui estou - falou a menina ofegante, e entregando o frasco tremula nas suas mãos. 


- Você conseguiu? Quero a beleza que aquela Bruxa velha me tirou, ou eu tenho ela de volta, ou eu... - estralou o rei.


- Está pronta, como o senhor ordenou - disse a jovem albina.


- Oh querida está com medo? - perguntou o Rei com um brilho de preocupação nos seus olhos.


A menina esperançosa pensou que o Rei poderia ser bondoso, talvez a poção que a Bruxa havia lhe dado, tenha apodrecido seu caráter, sua educação, além da sua carne.


Em apenas um gole o Rei tomou o líquido do frasco, nada aconteceu, e antes que uma grande fúria se rompesse, ele tremeluziu e sua beleza estava de volta, a menina pode soltar o ar que não sabia que segurava, o Rei a abraçou apertado e sorria como um homem louco. 


- Estou livre - pensou a pequena bruxinha, mas estava errada. 


- Muito obrigado querida, porém -  sorriu horrivelmente o rei - Você dará um lindo quadro. 


- O que? Não? - replicou em pânico - Esse não era o trato, se eu lhe curasse eu estaria livre. 


- Não me importo - disse o Rei pegando um quadro com bordas douradas, a menina ainda de joelhos no chão chorava e rangia os dentes, e antes que a prisão de vidro descesse sobre ela, suas palavras em último segundo assustaram o rei, mas era tarde demais, ele ja havia aprisionado-a e não poderia reverter o processo. 


"Sua beleza vai ser apodrecida, e nada nem ninguém vai mudar isso, a minha prisão vai ser sua maldição".


O Rei viveria feio, e até o infinito a feiura do Rei teria uma âncora eterna.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...