História O que a perda faz com a gente. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 18
Palavras 1.118
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Aproveitem a leitura e até as notas finais<3

Capítulo 4 - Cumprir promessas


O céu começava a escurecer e eu confesso, não sabia onde estava, só continuava andando até achar algo que pudesse me acalmar. Acho que por onde eu passava, as pessoas poderiam pensar que eu estava bêbada ou que tivesse levado um fora. Se elas soubessem o real motivo. Continuei assim por um certo tempo até chegar onde eu queria.

Daqui, podiam se ver todas as luzes das casas acesas e a lua que começava a surgir. O vento ali era refrescante e te fazia relaxar por completo. Você se sentia no paraíso com aquelas sensações.

Me sentei um pouco próxima à beirada e coloquei a sacola ao meu lado. Agarrei meus joelhos e deixei meus cabelos voarem com a brisa fresca de verão. Meus olhos passavam por qualquer coisa que entrasse em movimento na cidade. Até que eles se deparam com algo que estava ao meu lado.

Olhei mais de perto e arregalei os olhos, pegando o objeto. Era a carta dele. Mas como ela havia parado ali? Até o universo quer que eu leia isso.

Suspirei pesado e fiquei encarando aquele pedaço de papel por um certo tempo. Parte de mim dizia para eu parar de ser medrosa e ler aquilo de uma vez. Mas outra dizia que eu deveria apenas jogar ela daquele penhasco e esquecê-la.

Minhas mãos tremiam e eu podia sentir as lagrimas virem. Eu não estava pronta para ler aquilo, mas ao mesmo tempo, eu queria saber o porquê de ele ter feito tudo aquilo. Com muita calma, coisa que não tinha,tirei o adesivo que prendia o objeto e tirei o papel dali.

Cara Sophia,

Se você está mesmo lendo isso, quer dizer que eu não estou em coma no hospital e que meu plano inteiro deu certo. Agora são 16h53, você deve estar se divertindo com os meninos e com a Yumi. Também deve estar se perguntando do por que de eu não ter ido a sua festa, e eu sinto muito por isso.

Quando eu acabar isso aqui, deitarei em minha cama e me restará apenas trintas minutos ou menos de vida. Te mandarei uma mensagem esquisita e sei que, do jeito que você é, vai abandonar sua festa apenas para arrombar minha porta e ver se eu estou bem. Mas será tarde demais, pois várias pessoas entraram no seu caminho e provavelmente seu salto vai quebrar enquanto corre em disparada pela rua.

O momento em que você arrombar a porta de entrada, estarei dando meu ultimo suspiro, mas a imagem do dia em que me levou para experimentar o vestido e como o seu sorriso brilho naquele dia, ficará preso em minha mente para sempre.

Sabe, você é minha melhor amiga e será para o eterno sempre. Sei tudo sobre você. Sei da sua paixonite pelo senhor Yoongi, sei que gosta de morder objetos quando esta nervosa, sei que seu maior sonho é se tornar uma bruxa incrível (boba), sei que sua grosseria não é de propósito, sei que, apesar de ser um pouco chata e meio pistola às vezes, você só quer o bem do outros e os ver felizes. Sei tudo sobre você Sophia, porque durante todo esse tempo, eu estudei você. Tentei aprender todos os seus costumes e suas manias, comecei a tentar entender o que se passava nessa sua cabecinha de vento. E no meio disso tudo, acabei por descobrir algo mágico e ao mesmo tempo, doloroso.

Eu descobri o amor. Descobri que eu amava você assim que você sorriu daquele jeito pra mim. Descobri que eu queria aquele sorriso para o resto da minha vida. Queria respirar aquela sorriso, queria ser o motivo daquele sorriso. Mas tudo foi por água baixo no dia seguinte.

Desmaiei em casa e fui levado ao hospital. Sabe quando do nada seu mundo simplesmente cai? Foi aquele momento. Naquele momento pensei que eu não poderia me confessar a você, pois seria injusto com você e comigo mesmo. Eu morreria com um peso enorme se eu tivesse falado, mas ficaria com o mesmo peso se eu não te falasse. Descobrir que eu tinha apenas três semanas de vida era algo, digamos, chocante? Acho que sim.

Câncer é algo que ninguém quer para a vida e todos tem fé que algum dia, será apenas o nome dado ao signo. Eu também tenho fé disso, mas não estarei aqui para ver isso acontecer. Espero que você esteja.

Mas olhe, leia atentamente o que eu lhe escreverei agora.

Minha morte vai te afetar de varias maneiras. Você vai chorar por dias e vai querer se afastar de todos. Então eu lhe peço que não faça isso. O que você mais precisa nesse momento é de amigos de verdade ao seu lado. Precisa daqueles idiotas que você ama. Mas precisamente, você precisa de você mesma. Não se deixe cair. Eu não fui embora, estarei te estudando para o resto da sua vida, não importa onde eu esteja.

Quero que você continue com a cabeça erguida e que faça outra pessoa se apaixonar pelo seu sorriso. Continue sendo essa pessoa maravilhosa de sempre e lembre-se que eu nunca esquecerei você, então espero o mesmo. Não deixe minha morte te afetar.

Quero lhe fazer dois últimos pedidos. Assim que você ler essa carta, irá correndo para o senhor mau-humor e dirá tudo o que sente. Sei que seu amor por ele é intenso e que levará muito tempo para esquecer caso seja rejeitada. Mas é melhor fazer isso enquanto ainda lhe tem tempo. Eu não tive e olhe onde estamos. Estarei torcendo por você enquanto as palavras saírem de sua boca. E outro é algo que vai dar trabalho, mas sei que posso confiar em você. Quero que cuide de Toby para mim e sempre que estiver em um dia ruim, coloque ele deitado em sua cama e deite em sua barriga, prometo que vai melhorar em instantes.

Então, é isso pequena Sophia, minha enciclopédia favorita, adeus e nos vemos em outra vida.

Eu te amei na vida e na terra. Agora, eu te amo na morte e no céu.

                                      Do seu príncipe, Kim SeokJin.

-J-jin... – apertava o papel com força.

Minhas lagrimas não paravam de sair desde a primeira linha. Meu corpo tremia com aquelas palavras e com todas as confissões feitas por ele. Por que não li ela antes? Eu teria poupado tanta coisa, teria feito tudo diferente. Teria feito tudo que ele pediu. Mas, eu vou cumprir minha promessa, apesar de não saber se eu ainda sinto o mesmo que três anos atrás.

Me levantei, olhei para aquele céu estrelado e aquela cidade iluminada. Sorri depois três anos. Chutei a sacola penhasco a baixo e comecei a correr, indo em direção à minha promessa.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e aguardem o proximo cap, que será o ultimo.

PS:me desculpem qualquer erro<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...