História O que a perda faz com a gente. - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 15
Palavras 1.496
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Acabou infelizmente. Vou confessar que eu amei escrever essa fic. Eu gosto muito de um drama meloso e o que é melhor que isso? Bem, espero que vocês tenham gostado e até uma proxima fic<3

Capítulo 5 - E a luz volta.


Minhas penas doíam mais que tudo e imploravam para eu parar, mas não faria isso quando estava tão perto. Eu estava determinada, uma chama em mim se acendeu e agora, eu continuaria até o fim.

Já no começo da rua, pude ver todos no final dela, seguindo-a para chegarem até minha casa. Os meninos estavam com as roupas amassadas e sem as gravatas, e Yumi estava com os saltos na mão, enquanto era carregada por Nam.

Eu podia ver a Sophia e o Jin ali. Podia ver ela pulando de alegria, enquanto irritava Yoongi para ter um pouco de atenção. Já Jin, caminhava em silencio, enquanto observava os amigos idiotas com aquela cara de orgulho. Era o que eu tinha daquela antiga turma, orgulho. Era o que eu tinha daquela Sophia.

Assim que eles me viram, pararam de andar e me observaram. Yumi desceu das costas de Nam e deu um passo a frente. Respirei fundo, cerrei os punhos e comecei a caminhar, sem perder o foco deles.

A cada paço eu aumentava a velocidade, até que chegou um momento onde eu corria em disparada, deixando as lagrimas saíram a vontade. Eu precisava daquilo, precisava deixar tudo ir embora.

 Hoseok estava um pouco mais a frente com cara de preocupado. Antes de ele falar qualquer coisa, pulei em seus braços e o rodeei com minhas pernas e braços. Seu perfume continuava o mesmo, cheiro de maçã com um toque suave de menta.

-S-sophia – ele estava parado e claramente nervoso.

Desci de seu colo, desfazendo o abraço e dei paços para trás, tendo a visão de todos.

-Câncer – soltei um isso tristonho – perdi ele pra essa doença. Mas, não só ele. Perdi vocês também. Perdi a minha família, perdi tudo. Eu me perdi. Perdi minha vida.

-Então você finalmente leu a carta? – Yoongi cruzou os braços.

-Li, e foi a coisa mais difícil que eu fiz na minha vida. E-eu ainda não absorvi as coisas, mas entendi o porque dele não ter ido na minha festa. 16h53. Estavamos num canto da festa bebendo tequila. Eu lembro do gosto amargo e como a gente ria que nem idiotas. Foi divertido – sorri.

-MEU DEUS DO CÉU!!!! – Yumi gritou, me assustando.

-O que foi?

-ELA SORRIU!!! AHHHHHH!! – pulou em cima de mim me abraçando e dessa vez, retribui sem pensar.

Eu sentia falta daquele abraço, ele era minha fonte de energia quando eu estava em momentos difíceis e aquele momento era aquele

-VENCEMOS O ACORDO PORRA!!! – os três mais novos pulavam que nem idiotas.

-E-eu queria que... – fui interrompida.

-Sabemos que você não falou serio naquelas horas, então pouparei seu constrangimento – Hoseok abraçou meus ombros e eu o abracei.

-Eu não odeio você, só às vezes – sussurrei em seu ouvido e ouvi sua gargalhada gostosa.

-Eu também te amo sua idiota – bagunçou meus cabelos.

-Sabe o que isso pede pessoal? – Nam, que estava com Yumi em suas constas novamente, disse.

-Pizza? – Tae disse esperançoso.

-PIZZA! – ela grita e todos comemoram, inclusive eu.

-Vamos então cavalinho – Yumi bateu em sua cabeça e começamos e ir à direção da casa.

Lembrei-me da promessa que eu deveria cumpri. Sai dos braços do Hoseok.

-Eu tenho que falar com certa pessoa – olhei discretamente para Yoongi e eles logo assentiram. 

-Não demorem – Kook disse e agora só havia nós dois ali fora.

Olhei para ele e tentei pensar se eu ainda sentia a mesma coisa que senti três anos atrás.

-Aconteceu alguma coisa? – colocou as mãos no bolso de seu paletó.

 

Ele estava igualzinho a três ano atrás na minha festa. Sua pele clarinha chamava atenção. Seu rosto suave brilhava na escuridão e seu cabelo negro voava fraquinho com a brisa fina que estava no ar. Seu corpo cabia perfeitamente naquele traje, ele ficava tão sexy e tão misterioso, tão original. Yoongi podia ser frio, mas ele não era assim de propósito. Ele era meu príncipe encantado.

-Me dê seu celular, por favor – ergui minha mão e sua direção.

-Pra que você o quer? – tirou o aparelho do bolso e colocou em minha mão.

Não respondi, apenas entrei nas suas musicas e dei play na que eu queria que ele ouvisse.

Perfect two

You can be the peanut butter to my jelly
You can be the butterflies I feel in my belly
You can be the captain and I can be your first mate
You can be the chills that I feel on our first date

You can be the hero and I can be your side kick
You can be the tear that I cry if we ever split
You can be the rain from the cloud when it's stormin'
Or you can be the sun when it shines in the morning'

Don't know if I could ever be
Without you cause boy you complete me
And in time I know that we'll both see
That we're all we need

Cause you're the apple to my pie
You're the straw to my berry
You're the smoke to my high
And you're the one I wanna marry

Cause you're the one for me for me (for me)
And I'm the one for you for you (for you)
You take the both of us of us (of us)
And we're the perfect two

We're the perfect two
We're the perfect two
Baby me and you
We're the perfect two

You can be the prince and I can be your princess
You can be the sweet tooth I can be the dentist
You can be the shoes and I can be the laces
You can be the heart that I spill on the pages

You can be the vodka and I can be the chaser
You can be the pencil and I can be the paper
You can be as cold as the winter weather
But I don't care as long as we're together

Don't know if I could ever be
Without you cause boy you complete me
And in time I know that we'll both see
That we're all we need

Cause you're the apple to my pie
You're the straw to my berry
You're the smoke to my high
And you're the one I wanna marry

Cause you're the one for me for me (for me)
And I'm the one for you for you (for you)
You take the both of us of us (of us)
And we're the perfect two

We're the perfect two
We're the perfect two
Baby me and you
We're the perfect two

You know that I'll never doubt ya
And you know that I think about ya
And you know I can't live without ya

I love the way that you smile
And maybe in just a while
I can see me walk down the aisle
Cause you're the apple to my pie
You're the straw to my berry
You're the smoke to my high
And you're the one I wanna marry

Cause you're the one for me for me (for me)
And I'm the one for you for you (for you)
You take the both of us of us (of us)
And we're the perfect two

We're the perfect two
We're the perfect two
Baby me and you
We're the perfect two

Bloqueei o aparelho e observei seu rosto, que antes estava calmo, agora estava com uma expressão de confusão.

-Yoongi,você entendeu? – perguntei receosa.

-Isso foi uma declaração? – sorriu e canto e eu, por incrível que pareça, corei olhando para qualquer lugar que não fosse seu rosto – me responda Sophia, foi? – se aproximou mais.

-A-acho que sim – mordi o lábio nervosa.

-Então, você quer que seja a maçã da sua torta? – virei meu rosto para ele.

-B-bem, eu não sei. Eu fiz isso, porque queria que você soubesse que antes de tudo aquilo, eu gostava de você – mexia meus dedos de forma nervosa.

-“Gostava”? Não gosta mais? – colocou seu rosto a milímetros do meu.

-E-eu não....q-quero dizer, n-não que eu não.....v-você sabe.... – ótimo, era só que me faltava. Eu virei gaga.

Ele riu revirando os olhos e aconteceu num piscar de olhos. Ele deu apenas um encontrão com nossos lábios e retomou sua postura. Eu estava de olhos arregalados e não compreendia. Ele deu mais uma risada gostosa e pegou minha mão.

-Acho que eu te devo uma dança certo? – me olhou sugestivo.

-Ok, vamos. Mas nada de reclamar, eu sou péssima em dança e você vai sair com os pés machucados – me puxou para o meio da rua.

-Eu também não sei – colocou sua mão em minha cintura e com a outra, ergueu-a junto com a minha no ar.

Começamos a balançar nossos corpos em sincronia e focamos os nossos olhares um no outro. Yoongi era muito bonito. Seu sorriso raro era algo muito incrível de se ver.

Aii que idiotice, pareço uma boba apaixonada falando, alguém me salva!

Vou recuperar esses três anos perdidos, podem ter certeza disso. 

Jin, enquanto você me ama na morte e no céu, eu te amo aqui na vida e na terra.


Notas Finais


Bom, como eu não sou tão conhecida aqui ainda, quero que você ai, que esta lendo no futuro, tenha gostado e aproveitado essa fic. Obrigada por le-la e espero que você tenha lido minhas outras. E para as pessoas que estam lendo isso agora, obrigada por faze-la chegar nessa pessoa do futuro.

PS: me desculpem qualquer erro e até a proxima<3
PS2: eu estou apaixonada por essa musica e a tradução é muito linda, recomendo para quando vc estiver na bad<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...