História O que a preguiça não faz? - Capítulo 1


Escrita por: ~ e ~SugaDormindo

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga
Tags Yoonseok
Visualizações 544
Palavras 4.857
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Yooo, e agora é Yoonseok! Pra dar uma descontraída, andamos postando TwoSuga demais neh?

Enfim, esperamos que todos gostem dessa Yoonseok e uma boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo único


Por que ainda não criaram o botão de mute para usar nas pessoas?  Eu certamente colocaria em Hoseok, não aguentava ouvir ele falar e falar.

 

Meu deus o quanto de animação meu melhor amigo poderia ainda ter?

 

Eram oito da noite eu só queria morrer na minha cama como hoje não teve aula na faculdade por ser feriado, mas o Hoseok em vez de relaxar na noite que não teríamos aula ele quer é sair e ir em uma boate. Puta que me pariu!

 

—Põe uma roupa pra nós sairmos Yoongi, você está de pijama o dia todo já está mofando nele. — Ele falava desfilando só de bermuda pela casa enquanto procurava uma roupa pra vestir.

 

—Você quer sair você saía, só não me obrigue a ir junto. — Eu respondi.

 

— Você vai junto sim e é  melhor tomar um banho que já deve tá fedendo — Falou.

 

— Eu não vou tomar banho e não vou sair Hoseok — Disse sério sem ter a intenção de me levantar da minha cama.

 

— Vai sim, você não sai comigo a semanas.

 

— E nem pretendo. — Fala sério o que eu ia fazer em uma balada? Não to afim de beber, não to afim de dançar. Pegar alguém? Não to afim de chegar em alguém pra ficar, quero só ficar em casa aproveitando meu bom humor para dormir.

 

— Vai, eu quero beber e você tem que ficar sóbrio para poder dirigir o carro — Falou.

 

—Folgado ainda fala que me quer só como o motorista. Vai se foder, chama um táxi — Falei sério cobrindo meu rosto com a coberta.

 

— Taxi ta caro Yoongi, para que você comprou aquela lata velha então? Foi reprovado 2 vezes pra tirar a carteira de motorista e agora que tirou não quer levar seu pobre amigo a balada?

 

Só de pensar em ter que me levantar, tirar o pijama, tomar banho, lavar o cabelo (pois já estava oleoso demais) escolher uma roupa pra vestir, e ter que aturar Hoseok bêbado a noite toda já me desmotivou muito.

 

— Me dá banho que eu vou, tô com preguiça — Falei. Ele provavelmente não iria aceitar a condição e me deixaria em paz.

 

— Tá com preguiça até de tomar banho agora? — perguntou rindo.

 

— Eu ando com preguiça até de comer cara. Então vai me dar banho ou não?  — perguntei.

—Aish cadê sua vergonha na cara? Tudo bem, aproveito e corto esse ninho de rato que você chama de cabelo.

 

—Não precisa cortar meu cabelo. — Bufei, a gente dá a mão queria o braço todo.

 

—Não vou sair com você ai parecendo um maloqueiro.

 

—Então não saía, não to te obrigando a nada, vai sozinho então é isso que eu quero.

 

—Aff... Tira a roupa que eu vou ligar a banheira. — Ele falou.

 

—Não vou tirar minha roupa, você que tire. — Se era pra abusar de sua boa vontade minha preguiça não possuía limites.

 

— Vagabundo — Acusou puxando minhas cobertas me pegando pela ombros tirando a minha blusa e eu ergui meus braços para facilitar seu trabalho.

 

— Não me xinga ou eu mudo de ideia — Ameacei enquanto ele puxava meu short me deixando só de cueca.

 

—Vadio. — Deu um tapa na minha bunda, mas tudo bem foi só na brotheragem mesmo, e foi até o cós da minha cueca ameaçando abaixa-la.

 

—Ah, não precisa tirar a cueca não. — Falei. Ele ia me dar banho? Ía mas não precisava me ver completamente nu né?

 

— E como você quer que eu te de banho com você estando vestido? — perguntou.

 

— Você não vai lavar meu pau então não preciso tirar a cueca — Fui direto andando até o banheiro com ele.

 

—Ah, a melhor parte você não deixa né. — Ele falou dando outro tapa na minha bunda, puta que pariu hoje o Hoseok tirou o dia pra me atazanar.

 

—Cala a boca. — Falei entrando na banheira ficando sentado enquanto ele ligava a torneira. — Me dê um banho bem dado, esfrega minhas costas ai. —Mandei.

 

— Aproveitador — Acusou entrando na banheira ficando em minhas costas e sentado na borda pegando o chuveirinho lavando minhas costas. Fechei os olhos sentindo aquela água quentinha pelo meu corpo.

 

—Hmm... — Murmurei fechando os olhos sentindo ele molhar meu cabelo.

 

—Me passa o shampoo. — Pediu.

 

—Não.

 

—Ta com preguiça até disso?

 

—Vai pegar. — Mandei.

 

Ele se levantou e eu senti o quadril dele bater em minha cabeça enquanto ele se esticava para pegar o shampoo na prateleira a frente.

 

— Tira esse pau  de perto de mim — Mandei quando ele foi mais pra frente praticamente esfregando sua pélvis em minha cabeça até finalmente pegar o shampoo.

 

—Seu chato, eu já tomei banho hoje você só está fazendo eu me molhar mais. — Falou.

 

—Tira essa droga de bermuda e fica de cueca logo. — Mandei. Não tinha problema ele ficar de cueca já que eu também estava.

 

Hoseok então realmente tirou a bermuda ficando de cueca também voltando a se sentar na borda. Fechei meus olhos quando ele colocou o shampoo na minha cabeça e começou a esfregar. Sentia tantos arrepios de suas unhas raspando meu couro cabeludo.

 

—Hm, isso é melhor do que ir pra uma balada, bem que você poderia ficar aqui apenas lavando meu cabelo. — Falei.

 

—Vai abusar da minha vontade agora? — Então ele desceu a mão pelo meu pescoço como se desse uma massagem fazendo-me relaxar e sentir correntes elétricas me arrepiarem.

 

— Ah vou a partir de hoje você vai me dar banho sempre e sem reclamação — Avisei sentindo um soninho com as mãos dele passando agora em minhas costas junto do sabonete.

 

Como ele queria que eu fosse pra uma boate se ele me dando banho daquele jeito me dava mais soninho ainda?

 

—Vou nada, você nem tá aleijado.

 

— Eu to doente.

 

—Tá não — negou apertando meus ombros me fazendo suspirar, como eu amo massagem.

 

—To com preguicite — falei.

 

—Ta é com frescurite. — Respondeu.

 

—Ain, quando suas mãos se tornaram tão boas para massagem hein Hoseok? — Perguntei.

 

—Elas sempre foram boas, você que nunca testou.

 

—Seu egoísta, deveria ter me avisado antes. — Resmunguei.

 

—Pra você me explorar? Não obrigado.

 

— Para de ser cruel comigo, somos ou não somos melhores amigos? Eu te aturo desde os meus doze anos! — Falei fingindo estar magoado.

 

— Não vem com chantagem emocional, eu que te aturo desde os meus onze anos — se defendeu.

 

— Você que veio até mim, eu tava lá quietinho deitado na areia da praia embaixo do guarda-sol. E você que implorou pra eu fazer castelo de areia com você, eu lembro. Até fez manha.

 

—Eu sempre vi que não devemos julgar um livro pela capa, você tinha muita cara de chato então eu pensei "Esse dai deve ser um menino legal" E fui tentar ser seu amigo, mas aí você me enterrou na areia depois. — Choramingou.

 

—Você que me pediu pra eu te enterrar na areia. — Retruquei. — E por sua culpa eu quase morri afogado lembra? Foi papai que me salvou.

 

— Como eu ia saber que você nadava tão mal?  — Se defendeu.

 

— Você nadava pior que eu, só fui atrás de você pra te ajudar! — Reclamou.

 

— No fim foi você que se afogou — Riu.

 

— Eu odeio você Hosoek, sempre fodendo com a minha paz. Eu estava deitado apenas esperando o tempo passar e você me fez ir pra areia e depois pro mar, agora eu estava na cama deitadinho esperando o sono me levar e está me fazendo ir pra uma boate, sendo que eu nem gosto desses tipos de lugar,  prefiro mil vezes um barzinho ou melhor, prefiro beber em casa!

 

—Outro dia podemos beber em casa, mas agora eu preciso urgentemente pegar alguém não aguento mais ficar na seca.

 

—E pra você pegar alguém precisa me levar? Quer que eu fique de vela é? — Perguntei.

 

—Claro que não, você pode ficar com alguém também, e eu quero sair com o meu amigo. — Falou.

 

—Aff até parece que nasceu grudado comigo. — Reclamei. — E esfrega mais meu cabelo.

 

— Folgado! — Acusou voltando a esfregar aquelas unhas curtas no meu couro cabeludo me deixando todo arrepiado e relaxado.

 

— Hm isso é gostoso — Comentei suspirando, eu realmente estava gostando de estar ali daquele jeito, nunca fiquei tão relaxado na vida.

 

—Ta na hora de retocar a raiz, já tá preta você parece um dálmata com esse cabelo loiro e preto. — Reclamou.

 

—Me deixa, nem tá tão grande assim tem menos de um dedo. — Senti a coxa do Hoseok encostar no meu braço já que ele estava sentado atrás de mim.

 

—Seu sortudo, queria saber o que você passa nesse cabelo pra ele não quebrar com tanta descoloração.

 

— Minha genética é ótima, você precisa fazer umas vinte hidratação só pra manter esse cabelo laranja sem parecer uma espiga de milho  — Comentei rindo e ele choramingou.

 

— Culpa sua que me convenceu a pintar, ele era tão macio e sedoso antes.

 

— Mas você está muito bonito ruivo, não reclama.

 

—Hm... Então você admite que eu sou bonito ruivo? — Perguntou pretensioso.

 

—Claro, você é meu amigo eu só ando com pessoas bonitas. — Dei os ombros.

 

— Que exibido do caralho, mas você só anda comigo, só me acha bonito? E o Jimin? O Namjoon? Os outros, são feios pra você?

 

—  Eles são bonitos também, mas são seus amigos e não meus, eu tenho preguiça de fazer amizade, só considero você meu amigo, me admira você não saber disso. — Respondi.

 

—Sério? Então você anda só comigo porque tem preguiça de fazer outros amigos e eu sou muito fácil pra você?

 

—Exatamente. — Concordei pra provoca-lo e ele deu um tapinha no meu ombro. — Mas você é diferente dos outros...

 

—Diferente como?

 

Diferente como? Como eu poderia explicar o quão diferente era Jung Hoseok na minha vida.

 

—Sei lá... Diferente ué. Eu gosto de você. — Fui sincero.

 

— E não gosta de outras pessoas?

 

— Até que gosto, mas eu gosto muito mais de você, sei lá, não fique se achando por isso — Avisei lavando meu rosto abrindo os olhos.

 

—Hm... — Hoseok pareceu pensativo por alguns instantes, e logo ligou o chuveirinho tirando a espuma do meu cabelo. — Esse seu gostar... É só gostar como amigo mesmo?

 

—Que outro tipo de gostar poderia ser? — Perguntei confuso sem entender.

 

— Tipo, você podia gostar de mim como um namorado. — Falou pensativo.

 

— Deus me livre Hoseok. Se ser seu amigo já é cansativo, quem dirá namorado, eu estaria fodido, você já é carente e chato, além de possessivo comigo sendo só amizade, quero nem imaginar outra coisa. Sem falar que eu sou hétero, ao menos eu acho, tenho preguiça de tentar pensar sobre isso e ainda não apareceu nenhum cara interessante querendo ficar comigo pra ver se eu encarava ou não.

 

Ele desligou a mangueirinha colocando de lado e voltou a pegar o sabonete esfregando minhas costas, logo suas mãozinhas foram pros meus braços os apertando me aliviando de uma tensão. Mas o que me surpreendeu foi quando ele levou suas mãos pra frente até meu peitoral e começou a mexer nos meu mamilos.

 

— Tem certeza que não gosta de mim de mais nenhum outro jeitinho não?

 

— Muito engraçado Hoseok — Revirei os olhos suspirando contra minha vontade com ele mexendo em meus mamilos, eles estavam ficando duros com aquele estímulo e isso incomodava. — Está tão na seca que agora vai querer comer até os amiguinhos? — Debochei.

 

—Uh não quero comer os amiguinhos Yoongi, só estou vendo se meu amiguinho gosta tanto quanto fala.

 

—Seu idiota, já falei que gosto só como amigo. — Reclamei sentindo ele passar aquelas unhas curtas pelo meu abdômen.

 

— Então não sente nada quando toco você assim? — Perguntou e o abusado passou a mão entre minhas pernas alisando meu membro por cima da cueca.

 

— Como não sentir nada com você pegando no meu pau?

 

—AAh então é por isso que você não queria tirar a cueca nem que eu lavasse seu pau, você gosta seu safado! — Falou orgulhoso.

 

—Hoseok... Deixa de ser idiota por favor.

— Ta até pedindo por favor? Fica educadinho quando te tocam assim, é?  — Ele esfregou aquela mão pervertida em meu membro me fazendo sentir arrepios por todo o corpo e eu até soltei um gemido baixo sem querer.

 

— Para caralho, brincadeira tem limite — Falei sério.

 

—Mas eu nem comecei... Vai tenho que acabar de te dar banho, tira a cueca ai. — Pediu.

 

Que coisa gay do caralho, quem é que pede pra lavar o pau do outro?

 

—Tchau Hoseok, isso ta ficando muito estranho, vai embora que eu acabo de tomar banho sozinho mesmo. — Bufei. Tava indo tudo tão bem porque ele tinha que estragar tudo?

 

— Você disse que era pra eu te dar banho, agora deixa eu te dar banho direito — Pediu tentando puxar a minha cueca.

 

— Ah não para com isso.

 

— Depois do banho eu paro — Falou.

 

— É  bom parar de viadagem depois então — Falei eu mesmo tirando a minha cueca. Ele ia lavar meu pau só na brotheragem mesmo,  certo?

 

—Ah, sabia que você ia gostar Yoongi.

 

—Gosto nada. — Respondi.

 

—Gosta sim. — Retrucou.

 

—Estava gostando até você começar com essas brincadeiras idiotas.

 

Ele riu e senti sua mãos em meu pênis o lavando ou melhor o punhetando, sua mão fazia vai e vem e era meio impossível não começar a ficar excitado com isso,  ainda mais quando ele esfregou seu polegar em minha glande me fazendo soltar um gemido contra minha vontade.

 

—Por acaso é assim que você lava o seu pau Hoseok? Por isso que demora tanto no banho. — Reclamei, ele estava fazendo de propósito né?

 

— Ah sim — Respondeu perto do meu ouvido mordendo minha orelha  — Agora precisamos lavar outra parte — Falou e eu senti ele me empurrar para frente.

 

— Como assim?

 

— Se ajoelha.

 

— Pra que?  — Perguntei ficando de joelhos dentro da banheira e ele empurrou minhas costas me fazendo cair para frente e me segurei na borda para não ir de cara para dentro da água e morrer afogado. —AH NÃO. — Falei incrédulo. — NÃO NÃO NÃO HOSEOK, VOCÊ NÃO TÁ PENSANDO EM LAVAR MINHA BUNDA NÉ?

 

—Eu não to pensando, eu vou fazer!

 

PORRA ISSO ERA UMA VINGANÇA POR EU TER FEITO ELE DE ESCRAVO PARTICULAR? Isso era muito vergonhoso.

 

—Não, não, aí já é demais pode ir parando. — Tentei me levantar mas ele me segurou.

 

— Shh quietinho, vou te dar um banho completo — Falou e senti seus dedos alisar entre minhas nádegas,  ele tocou em minha cavidade me fazendo ficar com o rosto ruborizado completamente.

 

—I-isso que você ta fazendo não é dar banho. — Reclamei. Então senti ele enfiar a pontinha do dedo na minha entrada fazendo eu me contorcer. —TIRA ESSA PORRA DAI. — Gritei exaltado me contraindo.

 

— Então se não é  dar banho o que é  que eu estou fazendo? — perguntou brincando com a minha cidade esfregando os dedinhos ali ameaçando enfiar mais que as pontinhas dessa vez.

 

—Você está me molestando seu viado safado. — Falei tentando ir pra frente pra sair daquela posição.

 

—É mas você gosta não é mesmo? Nossa como você é apertadinho Yoongi!

 

— Ah não Hoseok,  para com isso. Eu nunca mais vou dizer que gosto de você, entende tudo errado — Reclamei sentindo meu corpo ficar febril com  aqueles toques inapropriados.

 

—Entendo é? Então porque você parece estar gostando? — Finalmente tirou aqueles dedos do demônio de dentro de mim, mas então ele apertou minha nádega esquerda com força logo dando um tapa estalado.

 

—QUE PUTARIA É ESSA? — Perguntei.

 

—Ah! Eu adoro bater na sua bunda, sem roupas então fica melhor ainda.

 

— Até a brotheragem tem limite Hosoek,  para com isso — Falei sério me levantando saindo da  banheira e o filho da puta riu indo atrás de mim me abraçando pelas costas mordendo meu ombro e voltando a pegar em meu pau o masturbando. Olha as ousadias!

 

—Acabou o banho, você me estressou não vou mais pra balada com você, vá sozinho. — Mandei.

 

—Acho que depois desse banho quem não quer sair mais sou eu... Tenho minha própria diversão aqui em casa.

 

— Vai se foder — Mandei mordendo meu lábio inferior para não gemer enquanto sentia sua mão me masturbando. Não vou mentir dizendo que não sentia prazer,  mas eu sou hétero!

 

—Só se for com você. — Falou e mordeu minha orelha.

 

Os níveis de viadagem do Hoseok estão aumentando muito está mais de 8000 e o pior é que os meus também, mas isso eu não admitia.

 

— Para Hoseok — Pedi fechando meus olhos me encostando em seu peito.

 

— Você tá todo duro,  quer mesmo que eu pare?

 

—E você? Quer mesmo dar pra mim? — Bufei.

 

— Ah, não sou eu que vai dar pra você, vai ser você quem vai dar pra mim Yoongi.

 

— Ah tá como se eu fosse concordar com  isso — Empurrei ele com as minhas costas costas indo o para o quarto.

 

—Volta aqui Yoongi... — Ele saiu correndo atrás de mim. — Não me deixa na mão cara.

 

—Vai pra sua balada pegar suas vadias.

 

—A única vadia que eu quero é você.

 

— Vadia é tua bunda! — Falei e vi ele vindo até mim daquele jeito pervertido e eu corri dele.

 

Mas eu sou uma ameba, Hoseok me pegou fácil me jogando na cama subindo em cima de mim, tentei bater nele, mas ele segurou meus braços me dando um selinho. Ai caralho, acabo de beijar a boca do meu amigo, isso era pra ser nojento, mas Hoseok é bonitinho então dá pra relevar, mas não deixa de ser estranho, estou tendo uma crise de identidade.

 

—Minha bunda é bem vadia mesmo, mas hoje eu quero a sua.

 

— Sai fora — Mandei e ele me deu mais um selinho. — Para! — Mandei e ele me deu outro selinho e era como se aqueles selinhos me amolecendo. Que tá havendo comigo?

 

—Ainda vai dizer que não gosta de mim?

 

—Não gosto.

 

—Mas gosta dos meus beijinhos né? — Falou dando mais uns selinhos me deixando ainda mais rendido.

 

— Não é porque gostei dos beijinhos que eu vou dar a minha bunda pra você — Falei tentando o empurrar sentindo meu rosto quente. Como sou trouxa admitir que gostei daqueles selinhos!

 

—Mas se gostou dos beijinhos pode gostar de outra coisa também uh? — Sorriu malicioso.

 

—Não. — Falei manhoso.

 

Puta que pariu o que está acontecendo comigo?

 

— Ah que fofinho agindo assim todo dengoso — Deu mais um selinho e por fim sugou meu lábio inferior me fazendo suspirar.

 

—Você tá agindo estranho Hoseok.

 

—Nem to.

 

—Já passou do limite da brotheragem...

 

—Se é na brotheragem então não existe limite...

 

— Existe sim,  um pau no cu do outro não é  brotheragem não.

 

— A palavra cu é  brochante — Reclamou.

 

— Queria que eu falasse bumbum?

 

—Ah você fica sexy falando bumbum, fala de novo? — Pediu.

 

—Bumbum. — Falei revirando os olhos vendo ele sorrir.

 

—Pois é, eu quero enfiar meu pau na sua bundinha.

 

— Isso está fora de questão, Hoseok, é sério, se isso é uma brincadeira para, porque não tem menor graça — Avisei sentindo meu rosto esquentar tanto que eu deveria estar mais vermelho que o cabelo do Hoseok, visto que o cabelo dele é mais laranja que vermelho.

 

—Não é brincadeira... Eu quero você. — Falou me fazendo enrubescer mais ainda.

 

—Então vai ficar querendo. — Respondi.

 

— Não seja sádico, depois eu dou a minha bunda pra você também, vamos ficar quites — Ele disse e daquela maneira, seja lá o motivo que meu subconsciente estava tendo eu fiquei tentado a aceitar.

 

—E por que você acha que eu iria querer sua bunda? — Perguntei sarcástico.

 

—Eu sei que você quer, tanto quanto eu quero a sua! Afinal você gosta de mim não é mesmo Yoongi? Vai dizer que nunca pensou em nós dois juntos?

 

—Na verdade minha mente era inocente sobre esse assunto até você começar a falar.

 

—Não minta, você gosta quando eu bato na sua bunda.

 

—Claro, é só brotheragem. — Respondi.

 

— E quem é que gosta de brotheragem normalmente Yoongi? — perguntou.

 

— Eu gosto...

 

— Exatamente você gosta — Sorriu malicioso.

 

— Para com isso, está me confundindo só pra poder me comer — reclamei sentindo suas mãos apertarem minha bunda com força.

 

—É só na brotheragem Yoongi!

 

—Isso daí já é demais. Não é brotheragem porra nenhuma.

 

—Então você admite que ficar comigo vai além da brotheragem porque você realmente gosta mesmo de mim?

 

— Mas... Eu não vou ficar com você, por que você tá insistindo nisso? Assuma de uma vez que é você que quer que eu goste de você mais do que amigos! — Afirmei pra ver se ele parava de querer me convencer de por algo dentro de mim.

 

—Então você admite que admite que quer que eu goste de você mais do que amigo pra que  o seu sentimento de gostar além da brotheragem seja recíproco? — Falou virando o jogo.

 

— Eu só quero que você saia de cima de mim — Respondi.  A verdade é  que ele me confundiu completamente, eu nem sabia mais do que a gente estava falando.

 

—Então você quer que eu fique embaixo? Nossa Yoongi como você é safado já tava pensando nas posições é?

 

—Safado é você seu pervertido! Eu to falando normalmente e você tá maliciando tudo.

 

—Então você malícia normalmente?

 

— Cala a boca que você tá me confundindo todo,  você não fala coisa com coisa! — Reclamei. Eu estava quase deixando ele me comer pra ele parar de falar de uma vez.

 

—Então você admi...

 

—CALA A BOCA HOSEOK. — Gritei logo exaltado mudando nossas posições tacando ele de costas na cama pra ver se aquietava aquela boca.

 

Ele me puxou para cima dele e por ter mais força que eu acabei ficando em cima dele contra a minha vontade.  Sua mão voltou a minha ereção me masturbando e droga eu estava excitado mesmo que não fizesse sentido.

 

—Ok Hoseok só na brotheragem pra você aquietar esse fogo no rabo, mas não vamos fazer nada demais. — Nunca na vida na terra na Coreia que eu iria deixar um pau entrar na minha bunda, ainda mais o pau do Hoseok que eu praticamente vi crescer.

 

Ele sorriu abertamente puxando minha cabeça em sua direção beijando meus lábios enfiando aquela língua em minha boca, fiquei meio perdido pra corresponder aquele beijo rápido e intenso demais. Não esperava isso.

 

Oh lord! estou beijando Hoseok, beijando meu amigo, como a boca dele é suculenta não acredito que estou achando isso mas ele beija bem pra  caralho. E porra ele me beijava com tanta vontade que eu já tava duvidando da brotheragem.

 

Suas mãos apertavam minhas nádegas com força e ele me puxava para baixo esfregando o seu quadril para cima, ele estava mais duro que eu,  isso de brotheragem não tinha nada. Esse safado tá querendo me comer mesmo!

 

Eu falei "Não vamos fazer nada demais" E quando vi já estávamos nós dois pelados se esfregando um no outro. Tudo bem que eu tinha acabado de sair correndo do banho e Hoseok estava só de cueca já, mas aquilo era tão vergonhoso... E O PIOR É QUE EU TO GOSTANDO.

 

— Vamos foder, Yoongi — Ele pediu puxando meus cabelos descendo sua boca para o meu pescoço sugando a minha pele com força.

 

—Ai Hoseok, você não sabe ser romântico né? — Falei indignado, custava ser um pouquinho mais fofo? Mas não já chegava falando "Vamos foder" Ta achando que eu sou o que? Um piranho fácil? Eu ainda sou virgem caralho. — Se for pra foder que seja eu fodendo você. — Retruquei, se era pra ser bruto então vamos ser bruto.

 

—  Eu quero foder primeiro,  foder sua bundinha com muito amor,  bebê — deu um tapinha em minha nádega.

 

—Nãao... — Choraminguei manhoso pra ver se ele se compadecia de pena pra mim.

 

—Você vai gostar  Yoongi, vou te foder tão bem que nunca mais na sua vida você terá coragem de se dizer hétero novamente.

 

— Se eu sentir só dor eu vou te matar depois — Avisei não acreditando que estava aceitando mesmo deixar o pau do Hoseok entrar na minha bunda!

 

—Pois é, você é virgem né? Então sinto muito... — Ele sabia muito bem como confortar uma pessoa.

 

—HOSEOK! — Gritei.

 

—Tudo bem, tudo bem. Eu vou fazer o meu melhor! Prometo. — Falou.

 

Ele me jogou na cama me fazendo ficar com as pernas abertas, ele chupou seus dedos e após isso os levou até a minha cavidade enfiando já dois deles de uma vez. Que filho da puta!

 

—SEU FILHO DA PUTA! — Falei e ele riu.

 

Que sádico desgraçado.

 

—AQUI NÃO É O CU DA SUA MÃE NÃO AQUELA ARROMBADA.

 

Sra Jung me desculpe, mas seu filho é um desgraçado insensível com o cu dos outros.

 

— Tenta relaxar que dói menos, bebê — Falou rodando os dedos em meu interior movendo para dentro e para fora e mesmo que doesse tinha algo de instigante também.

 

—Hm... — Fiquei parado na esperança de que aquilo fosse tão bom quanto parecia ser enquanto ele enfiava aqueles dedos em mim.

 

Ele foi tão fundo que tocou em algo que me deu muito prazer fazendo meu corpo todo tremer. Gemi alto,  ele deve ter achado minha próstata, então aquilo realmente existia,  puta que pariu.

 

—Que grito hein Yoongi? Assim vai acordar os vizinhos.

 

—Para de falar e acerta lá de novo. — Pedi. Onde está meu orgulho nessa hora?

 

— Eu quero acertar aí com o meu pau — Respondeu forçando um terceiro dedo indo fundo acertando as pontas de seus dedos em  minha próstata novamente.

 

—Então enfia logo esse pau em mim. — Pedi, já tava todo fodido mesmo o que que custa se foder mais um pouco?

 

Ele sorriu safado tirando seus dedos do meu interior e se encaixou entre minhas pernas,  forçando sua glande em minha cavidade me penetrando lentamente.

 

Oh lord! Essa brotheragem é muito boa.

 

—Avisa quando eu puder me mexer ok? — ora ora agora ele estava sendo romântico compreensivo?

 

Hoseok ficou me dando beijinhos e me masturbando em busca de fazer eu me acostumar com aquela tora no meu rabo.  Não era só dor,  se fosse eu já teria desistido e não teria tanto viado dando o cu por aí.

 

Ok Yoongi talvez você seja meio gay. Eu disse meio?  Talvez você seja bem gay mesmo pelo Hoseok. Mas o que eu faria se aquilo era tão gostoso e me fazia estremecer ao sentir espasmos?  Cada vez que ele ia mais fundo e mais forte eu me derretia todo.

 

Abracei suas costas,  apertando com força e até arranhando descontando o prazer intenso que sentia. Fechei meus olhos gemendo meio alto, não tive tempo nem pra ficar envergonhado, aquilo deixava minha mente em branco.

 

Eu rebolava sobre ele, aquilo era alucinante, eu me sentia completamente preenchido (E arrombado em modéstia parte) Mas era tão bom que eu não conseguia pensar em mais nada a não ser o quanto meu corpo pegava fogo.

 

Hoseok começou a me masturbar e tudo ficou ainda mais gostoso,  caralho não acredito que vou dizer isso, mas foder com  o Hoseok é muito mais gostoso que transar com mulher.

 

—Você ta gostando? — Ele perguntou. E eu não respondi, apenas senti ele ir mais fundo em mim fazendo eu soltar um gemido de prazer. — Acho que isso é um sim! — Ele sorriu.

 

Abri os olhos o encarando irritado porém o prazer que sentia dele se mover dentro de mim daquela forma me fizeram até mesmo revirar os olhos gemendo mais alto.

 

— Hm Yoongi você não sabe o quão sexy é  ver você virando esses olhinhos em prazer — Comentou mordendo meu pescoço com certa força o que certamente me causaria uma marca.

 

—Ahn... — Eu não sabia o que dizer, as palavras saíam desconexas da minha boca. Estou me sentindo um puto de filme pornô gemendo feito um vadio. Hoseok vai usar isso contra mim no futuro com certeza.

 

Acabei gemendo seu nome quando cheguei ao meu limite gozando em sua mão me contraindo involuntariamente sentindo cada pedacinho do membro do Hoseok e em seguida jatos quentes em meu interior.  O filho da puta me encheu com o seu gozo sem nem avisar.

Esperei os espasmos do meu corpo passa tem junto com a onda de eletricidade que percorria meu corpo e senti Hoseok sair de mim tombando do meu lado.

 

— Seu desgraçado... Você gozou dentro de mim. — Falei com raiva.

 

— Claro! Você é tão gostoso não deu pra resistir. Vai dizer que não gosta da minha porra quentinha te preenchendo?

 

— Desgraçado, nunca mais isso vai se repetir — Soquei seu braço com fúria, mas sem força,  eu estava todo mole ainda.

 

— Nem vem hyung tá me achando com cara de puto? Vai me levar pra cama e acabou?  Nada disso Yoongi, somos namorados agora!

[

—O que Hoseok? Namorados? Desde quando? Você endoidou?

 

—Desde agora que estou afirmando. — Ele disse.

 

—Eu não aceitei nada. — Bufei. — Nunca namoraria com você, não aguentaria namorar alguém tão chato na minha vida.

 

—Nós já moramos juntos, somos melhores amigos você me aguenta quase 24 horas por dia e agora vamos foder. Qual o problema de sermos namorados?

 

— Eu posso enumerar mil motivos para não namorar você! E eu já disse que não vamos foder mais e...

 

— Ah tá. Yoongi desiste,  você é  meu namorado e eu o seu. Já me decidi. Desiste ou vou ficar insistindo até você endoidar,  você me conhece e sabe do que sou capaz pra te convencer.

 

— Você é  chato demais,  quando bota na cabeça não me deixa em paz — Choraminguei.

 

— Que bom que sabe — Sorriu abertamente.

 

Que merda. Sou oficialmente namorado do Hoseok e contra a minha vontade!

 

Ok nem tão contra minha vontade assim, mas o Hoseok não precisa saber dessa parte.


Notas Finais


Yoonseok hoje, Yoonseok amanhã, Yoonseok sempre e.e

Curtiram a one?

Beijinhos~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...