História O que é...."amor"? - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Haikyuu!!
Personagens Personagens Originais, Shouyou Hinata, Tobio Kageyama
Tags Haikyuu, Hinata Shouyou, Kagehina, Kageyama Tobio
Visualizações 45
Palavras 1.348
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Esporte, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Visual Novel, Yaoi
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Todos os devidos créditos para os criadores das imagens que eu coloco de capa. Porém, não sei quem as criou. Se você sabe por favor me fale. Agradecida 💝.

Capítulo 5 - Capítulo 5- Primeiro Beijo


Fanfic / Fanfiction O que é...."amor"? - Capítulo 5 - Capítulo 5- Primeiro Beijo

Hinata

Eu escrevia rápido muito rápido. Comecei a escrever um diário no dia em que Kageyama se confessou pra mim. Isso ja faz 2 semanas. Ja saimos pra vários lugares, como cinema, McDonald's, Shopping, andamos em algumas lojas, sorveterias, restaurantes...tudo em apenas 2 semanas.

Meu relacionamento com o moreno esta cada vez mais caloroso, e eu vou conhecendo cada vez mais o lado carinhoso de Tobio. O lado que acho que só eu conheço dele. Ele pode não sorrir, mas consigo sentir que ele esta feliz com tudo aquilo.

Coloquei a caneta do lado do caderno, que logo fechei trancando -o com um mini cadiado. Peguei a chave e coloquei embaixo do colchão. Eu tinha que me arrumar por que hoje seria um encontro...importante com Kageyama. Não se os outros não fossem importantes mas acho que esse vai ser...mais romântico. Não iremos pro parque de diversões e eu acho que será bem divertido. Iremos as 19:00 mas como eu "demoro como uma garota pra escolher o que vou vestir" comecei a me arrumar agora que são 18:00hrs mesmo.

Tomei banho e logo fui ao encontro do meu arqui-inimigo. O guarda roupa.Comecei a jogar mudas de roupas para todos os lados mas...Não encontrei nada como sempre.

-Filho o que esta fazendo....?-minha mãe pergunta enquanto abre uma brecha da porta.

-MÃE?! TA LOKA?! BATE ANTES! E SE EU ESTIVESSE PELADO?!

-Ja te vi muitas vezes pelado mocinho.- ela entrou e se sentou na cama.- e então o que esta fazendo?

-ah...É. ..que....eu vou sair com alguns amigos só que não sei que roupa eu vou vestir-choraminguei. Logo ela se levantou e caminhou até meu guarsa roupa, dali ela tirou uma bermuda preta, uma blusa regata vermelha e um boné preto com detalhes laranjas.

-Perfeito. Esta calor hoje, mas não exagera no sorvete!

-Ta ta vlw mãe agora sai daqui que eu vou me trocar!- a ruiva saiu e logo eu vesti a muda de roupa que ela escolheu e coloquei meu all star preto de cano alto. Acho que eu só uso esse sapato. Olhei pro meu celular que estava tocando. Era Tobio...de novo. Ele me liga de 1 em 1 minuto. Ele não tem o que fazer não?

-Vc não tem louça pra lavar não em cez de ficar ligando pra mim em 1 em 1 minuto?- falei no mesmo momento em que atendi.

-Do que você esta falando? São 19:00hrs não é agora que a gente vai sair?

-O que? 19:00hrs?- olhei pro relógio que estava pendurado na parede do meu querto e la estava marcando 19:01hrs! Como o tempo passou voando!

-Esqueceu, ou perdeu a noção do tempo enquanto escolhia a roupita que vai usar?

-Cala a boca e vem logo me buscar!

-Ja estou na frente de sua casa

-Então avisa Dumbass!-desliguei a chamada e corri pro andar de baixo.-Mãe ja vou!

-Ok!- a ruiva me respondeu-Cuidado!

-ok!-a respondi e abri a porta me deparando com Kageyama. Ele estava usando uma camisa preta uma bermuda também preta, um boné preto (esse garoto ta de luto?), e um all star de cano alto igual ao meu. Lindo é a palavra que define esse idiota gigante na minha frente.

-Oi Hinata!- o mesmo se curvou e deu um beijo na minha testa me fazendo corar.

-Ta doido! E se minha mãe vê?!

-Fouda-si!- ele virou as costas-vamos!- e começou a andar.

-Quebra de Tempo-

Chegamos ao parqye de diversões agorinha. Estava tudo muito beilhante. Tinha brinquedos, barracas, comida, pessoas e muita, muita criança! Meus olhos brilharam e um sorriso formou em meus lábios ao ver tudo aquilo. Logo recebi um tapa na nuca.

-Ta parecendo um cachorro de rua quando vê um frango! Chega baba!- o moreno comentou andando na minha frente. Dei uns pulinhos até ficar do lado dele.

-Você divia ser mais carinhoso cumigu!- choraminguei

-Eu fui carinhoso contigo na sua casa e você reclamou! Decida-se!- riu e formou um bico em meus lábios.

O primeiro brinquedo que fomos foi a montanha russa. Como eu sou vida loka eu fiquei com os braços soltos e levantados quando o brinquedo ia rapido, recebendo todo aquele vento gostoso na minha cara. Ja Tobio lacrava as unhas no troço la que a gente segura pra não cai da montanha ( num sei o nome ;-;).

Depois desse brinquedo eu fui naquelas barracas de doces. Como uns 3 algodões doces seguidos. Depois comi churrasco e bebi coca. Nem vi o que Tobio comeu. 

A noite passou voando e eu me diverti muito. Kageyama ia em todos os brinquedos que eu queria. Mas no carrinho de bate bate ele foi um monstro! Não to falando que ele foi bom, eu to falando que ele batia no carro das outras crianças com tanta força que elas quase voavam do carrinho. Tanto que eu e ele fomos expulsos do brinquedo!

Estavamos cansados e ja iria dar 00:00hrs porém tinha um brinquedo que nós não tinha ido ainda: a roda gigante. Puxei a manga da camisa do moreno.

-Nee Kageyama-Kun- o chamei

-Que foi?!

-Vamos pra roda gigante?!- o moreno logo olhou pra mim e depois pra roda gigante. Demorou alguns segundos mas logo ele respondeu. 

-Tudo bem!- dei um pulo de alegria, peguei a mão do moreno e sai correndo o puxando pra perto do brinquedo sorrindo. A fila estava pequena, avia apenas 2 casais ali então conseguimos entrar. Eu sentei num banco e Kageyama sentou na minha frente. Logo o brinquedo começou a girar, lentamente. Eu observava o horizonte com toda a minha atenção.

Kageyama

Hinata olhava pro horizonte com toda a sua atenção. Então olhei também curioso. E entendi o motivo de ele estar tão radiante: a luz do loar reflete no ruivo dando aquele brilhozinho que mesmo sendo fraco não passa despercebido. Os olhos do ruivo estavam brilhantes como o seu sorriso. E logo percebi como aquele ruivo chama a minha atenção! Eu estava olhando pro horizonte! A roda gigante parou de girar quando chegamos ao topo pois um dos casais pediu. E eu agradeci muito por isso mentalmente.

-Hunata!-o chamei. Shouyou logo virou a sua atenção pra mim querendo saber pq eu o chamei- sabe... o que você acha do nosso relacionamento...?- o de madeixas alaranjadas corou mas não deixou de responder.

- E-eu acho que esta ocorrendo tudo muito bem...eu me sinto muito confortável quando estou ao seu lado Kageyama-Kun e eu acho que essas duas semanas foram as melhores da minha vida!- fiquei feliz que o ruivo esteja gostando mais não era isso que eu queria dizer, ele entendeu a pergunta errado.

-E sabe....Você acha que esta apaixonado....por mim...?- o Ruivinho logo me encarou um pouco mais corado, e logo começou a brincar com os dedos.

-S-sim-gaguejou. Senti uma felicidade enorme crescer em meu peito. Eu estava conseguindo conquistar Shouyou, porém não vou fazer nada que ele não queira e nem força-lo a fazer nada. Ainda me lembro muito bem que o mesmo tem um trauma que ainda não superou- e sabe...e-eu acho que....m-meu medo d-daquilo acontecer d-denovo esta passando- o ruivo falou envergonhado. Ele estava realmente muito lindo.

-Hinata...- o chamei lentamente. Nós dois começamos a nos aproximar lentamente, porém o ruivo com um certo medo. Ficamos pertinho um do outro. Conseguia sentir seu calor, e eu respirava sua respiração. Tudo ao redor estava quieto e só tinha eu e o menor ali. Passei minha mão em sua bochecha e logo em seu cabelo e pela primeira vez o ruivo se entregou ao carinho.

Então selei nossos lábios de maneira delicada e carinhosa. Ali era o nosso primeiro beijo e eu queria que fosse especial para ambos os dois. Pedi passagem com a língua para entrar na boca de Hinata e logo ele abriu dando tal passagem. A boquinha do ruivo e bem pequenininha, quentinha e úmida. Além de ela ser bem delicadinha. Minha lingua curiosa passaeava em todos os cantos daquela boquinha que parecia ser virgem. E então comecei a dar pequenas chupadas nos lábios de Shouyou fazendo com que o menor gemesse em minha boca, o que me dava uma certa animada. E então nos separamos pela falta do maldito ar. 

-Eu te amo Shouyou- falei pro ruivo qie respirava ofegange e corado.

- Eu te amo Kageyama.- o menor respondeu sentando ao meu lado e me abraçando. E um pequeno sorriso brotou em meus lábios.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...