História O Que Ele Perdeu O Que Eu Ganhei - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Suga
Tags Sope, Yoonmin, Yoonseok, Yumiclap
Visualizações 47
Palavras 2.064
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie, bom, não sem bem o que dizer mas essa é apenas uma one-shot que derrepente eu quis escrever, espero que gostem!

Capítulo 1 - Capitulo Único


Fanfic / Fanfiction O Que Ele Perdeu O Que Eu Ganhei - Capítulo 1 - Capitulo Único

- Agora é tarde demais Hoseok. - Yoongi disse com firmeza segurando a mala ao seu lado com tanta força que o nó dos dedos ficaram brancos.


A sua frente estava uma cena extremamente lastimável, Hoseok, seu namorado, ou melhor, ex namorado, chorava compulsivamente sentado no sofá enquanto segurava o rosto com a mãos, mas Yoongi se negava a desistir novamente, dessa vez teria que ser definitivo, ele não aguentava mais.


- V-Você não pode, você-ê não consegue! - Afirmou Hoseok em meio aos soluços, ou como Yoongi costumava chama-lo "Hope".


Mas a muito tempo ele deixará de ser seu Hope, sua esperança, agora não passava de um peso na qual desejava se livrar, infelizmente. 


Mas Yoongi não conseguiu evitar assistir aquela cena com certa tristeza, afinal a pessoa ali na sua frente já foi motivo de muitos sorrisos seus, muitos momentos bons, mas também já foi o protagonista de muitas lágrimas suas. 


Yoongi desviou seus olhos de Hoseok para a parede atrás do sofá onde este chorava, eles estavam em uma viagem a trabalho em outra cidade naquele momento, mas doia no Min saber que nunca mais voltaria a ver a decoração sofisticada mas simples de sua casa lá em Seul, nunca mais brincaria com o gatinho que ficou por lá mesmo.


Fechou os olhos pensando em como havia chegado até ali. 


Yoongi era um garoto pobre, abandonado pelos pais ainda muito novo ele teve que aprender a se virar sozinho, já morou nas ruas, já pediu esmolas, mas aos seus 17 anos forá encontrado por Hoseok em meio às calçadas de uma avenida movimentada, ele era alguém influente, um empresário dono de uma empresa de modelos e marcas famosas, naquela tarde Yoongi se encolhia no canto de um comércio fechado, sujo, apenas observando a movimentação, as poucas pessoas que passavam por ali o olhavam com certa repulsa, mas tudo bem, ele estava acostumado a esse tipo de reação, e também naquele dia ele estava consideravelmente mais calmo, isso porque pela manhã um garoto gêneroso o dera uma marmita que saciara sua fome de dias, ele encarava agora suas mãos sujas, parecia distraído e devido a isso se assustou quando alguém esbarrou em si.


Era um homem alto, de corpo mediano, mas bonito, que o encarava com vigor, Yoongi logo se apressou em murmurar "desculpa"  abaixando a cabeça, mesmo que a culpa não fosse bem dele, mas o homem o segurou pelo queixo com força, analisou seu rosto com um interesse estranho e logo segurou em seu pulso o forçando a levantar. 


- Olá! Eu sou Hoseok, e tenho uma proposta a fazer a você. - Ele dissera enquanto o arrastava pelas calçadas sem nem esperar a reação de Yoongi. 

A verdade era que Hoseok já observava Yoongi a dias, duas semanas para ser mais exato, neste tempo descobriu seu nome, Min Yoongi, um jovem de 17 anos que morava nas ruas desde muito novo, e por debaixo de toda aquela sujeira na qual o jovem Min se encontrava, Hoseok logo percebeu que existia uma beleza que chamaria atenção dos seus acessores. Sem falar que se estivesse certo quanto a verdadeira aparência do Min, ficaria com uma fama boa por ajudar um morador de rua.


E não podia estar mais certo, ao chegar em casa levou o garoto assustado ao banheiro, pediu para que ele se limpasse e prometeu que conversariam, deixou uma muda de roupas sobre a pia e saiu para a sala sentando-se sobre o sofá, e não fora mentira dizer que, quando Yoongi apareceu a sua frente o ar deixou seus pulmões por alguns segundos, usava a muda de roupas na qual Hoseok o deu, nada mais que uma calça moletom larga e uma camisa sua grande, mas mesmo daquele jeito a aparência do garoto era realmente boa.


Naquela noite Hoseok o contou no que trabalhava, falou sobre como ele poderia lucrar caso aceitasse virar um modelo, e que ele poderia ficar hospedado em sua casa até que arranjasse uma nova. 


Yoongi estava inseguro, mas movido pelos elogios na qual Hoseok derramara sobre si ele aceitou, no outro dia compraram roupas novas, o Min cumpriu seu desejo de colorir os cabelos de Menta, Hoseok não sabia que o Min seria capaz de ficar mais bonito, mas conseguiu, e ainda naquela semana Yoongi fora apresentado aos acessores que como Hoseok imaginava, amaram o Min.


Yoongi lembrava-se que depois daquilo tudo pareceu um sonho, ele fora lançado como modelo, era o assunto falado por onde andava "O jovem morador de rua que virou modelo renomado"   era o que diziam os jornais e revistas, claro que a mídia também recaiu sobre Hoseok "O jovem empresário que reconheceu a beleza em meio às ruas"  e não demorou muito para que Hoseok tentasse algo amoroso com Yoongi, e claro, o Min não resistiu, nunca teria conseguido resistir já que nunca havia provado do amor que naquela época Hoseok o dispensava, e não demorou para que virassem o casal do momento, ricos, bonitos e apaixonados, era um sonho para quem olhasse. 


Diariamente Yoongi era alvo de cantadas, pessoas interessadas na beleza e riqueza que em pouco tempo o Min conseguiu com seus serviços, e para ele parecia tudo incrivelmente bem, jurou estar no ápice de sua vida, até o dia em que chegou em casa e achou seu amado deitado ao lado de uma mulher, essa que vestia as roupas do Min, e Yoongi não gostava de lembrar daquela noite terminada com tapas e gritos. 


Isso durou por longos 3 anos, era sempre a mesma coisa, Hoseok o traia, mas quando amanhecia o dia Yoongi não resistia a suas lágrimas e seu suposto "arrependimento" e o perdoava, mas logo em seguida a cena voltava a se repetir.


A mídia nunca percebeu, podia ser bisbilhoteiros, mas tudo acontecia dentro da casa do Jung, onde ninguém podia ver nada.


Yoongi sabia que Hoseok só não se atreveu a bater mais nele depois daquela noite porque afinal de tudo ele ainda era seu precioso modelo, com a pele perfeita capaz de dar inveja a qualquer um.


Mas agora, aos seus 20 anos, Min Yoongi estava cansado, estava disposto a qualquer coisa para sair dali, por mais que ainda doesse. 


Naquela noite Hoseok foi pego de surpresa ao chegar no hotel onde estava hospedado e encontrar seu namorado ao lado de duas malas, em pé, como se estivesse prestes a viajar. 


Não foi necessário muitas palavras por parte de Yoongi para que ele entendesse o que estava acontecendo, e nos primeiros minutos não acreditou naquilo. 


Mas ao ver a determinação em Yoongi não tardou a se desesperar. 


- S-Sua carreira! Não p-pode 

abando-onala assim. Eu sei que você gosta do que faz. - Hoseok disse com certa dificuldade, mas soou como se ele tivesse encontrado uma desculpa para que o Min não fosse, ele não esperava que doeria tanto ver o de madeixas verdes ir embora. 

- Hoseok, não precisei abrir minha caixa de emails por mais que 5 minutos para que encontrasse uma chuva de opções para contrato. 

E-eu... eu estou indo Hoseok - Yoongi respondeu com calmaria, mas só ele sabia como estava nervoso por dentro, não queria que aquela conversa se prolonga-se muito mais, por isso se apressou a sair dali, mas antes que saísse ouviu um baque, olhou assustado para trás. 


- V-Você não pode! Por favor... - Agora Hoseok definitivamente estava um caco, ajoelhado frente ao Min, com os olhos transbordando lágrimas, talvez porque só agora percebeu que o tempo todo ele esteve procurando algo que estava ao lado dele, chegou a vestir uma mulher com as roupas de Yoongi, tudo porque o tempo todo era ele quem Hoseok procurava, mas estava orgulhoso demais de si mesmo, por ter um namorado tão desejado, por ser tão desejado, estava cego e não viu que o tempo todo o Min estava ali. Tudo o que ele precisava sempre esteve bem ali. 


Mas o Min já o perdoou demais, já estava cansado demais, e aos poucos todo sentimento de amor que sentia se transformou em sofrimento, ele não conseguiria olhar para o Jung da mesma forma. 


- E-eu preciso ir Hope, obrigado por tudo e... adeus. - Disse por fim puxando as duas malas e saindo rapidamente do quarto onde estavam hospedados, se recusava a ver alguém que um dia foi tão amado por si daquele jeito, agora já não tinha mais volta, mas sentiu um peso sair de cima de si, encostou sua testa na porta e pediu silenciosamente para que o Jung fosse feliz futuramente, que possam se encontrar algum dia e se olharem sem rancores e sorrirem sobre como eram tolos, realmente esperava por isso. 


Acordou de seu transe rapidamente quando sentiu o celular tocando, era Jin, um amigo próximo que o apoiou e deu um jeito de achar um local onde pudesse ficar até achar uma casa ali mesmo em Busan para morar, afinal o Min estava rico, mas não esperava que iria sem onde ficar do dia pro outro, visto que tinha decido ir embora hoje cedo mesmo quando o Jung saiu, simplesmente arrumou suas malas e ligou para Jin que o falou sobre um amigo que cursava cinema que morava por ali e poderia o aceitar em sua casa, Yoongi pretendia seguir sua carreira de modelo de qualquer forma, então não seria por muito tempo, achava ele pelo menos...


Não demorou para que no fim do corredor onde o elevador se encontrava avistasse um rapaz, de cabelos laranjas, bonito, que sorriu minimamente quando o viu parecendo encantado. 


- Min Yoongi certo? Eu sou o amigo do Jin, vim buscar você! Nossa... você é tão bonito - Yoongi não conseguiu evitar rir enquanto andava em direção ao alaranjado, ouviu de Jin um pouco sobre o rapaz, lhe falou que era extremamente animado e carinhoso, adorava desenhar e criar, esse o motivo da faculdade de cinema, gostaria de criar filmes, e estava extremamente ansioso para dividir o local onde morava com alguém, mesmo que por pouco tempo, mas pensava ser exagero do amigo para o animar, o que percebeu que era mesmo verdade ao constatar que o alaranjado quase dava polinhos a sua frente quando o viu caminhar em sua direção. 


- Sim eu mesmo, obrigado pelo elogio, e você é? - Perguntou, Jin lhe dissera o nome do garoto mas já esquecera-se devido a todos os acontecimentos.


- Park Jimin, mas me chame apenas de Jimin, mas você é meu hyung, tenho 19, então posso chama-lo de Yoongi-hyung? - Respondeu e perguntou tudo muito rápido, deixando o Min até mesmo um pouco confuso, mas que se sentia confortável com a precensa alegre do outro.


- Sim, pode sim Jimin. - Respondeu e quando já ia levar as malas ao elevador foi impedido pelas mãos do alaranjado. 


- Deixa que eu levo as malas hyung! - Falou pegando das mãos do Min e levando sozinho ao elevador que se abriu os esperando. 


- Ah não, não precisa. - Yoongi tentou pega-las de volta.


- Eu levo hyung, deixa comigo! - Jimin disse as afastando de Yoongi, a essa altura o elevador já havia fechado. 


- Mas... você não é nem meu mordomo! - Yoongi reclamou voltando a tentar pega-las. 


- Hyung eu já falei que vou leva-las! - Jimin disse pegando tudo de um vez e chamando o elevador novamente.


- Mas... - Foi calado por Jimin que lhe deu uma carranca fofa.


- Sem mas! - Disse com firmeza, enfim fazendo o Min desistir. 


- Obrigado... Jimin. - Os dois começaram a rir pela situação, Jimin não fazia idéia de como aquilo se viraria contra ele.


^━❪❃❫━^


Afinal nenhum dos dois imaginava que tempos depois Jimin estaria carregando essas mesmas malas ao lado de Yoongi para uma viajem, estavam comemorando o casamento dos dois nos Estados Unidos. 


Também não sabiam que mais tarde Jimin carregaria as malas da família agora com um garotinho de 5 anos adotado a uma viajem aos resmungos por sempre ser ele a carregar.


Também não sabiam ainda que agora na margem da adolescência o garotinho fizesse uma pergunta um tanto quanto interessante:


- Papais, como vocês se conheceram? - Perguntou curioso na mesa de jantar. 


- Ah querido, para mim tudo começou por causa do seu padrinho, Hoseok. E pra você Jiminie?  - Yoongi respondeu atraindo atenção do pequeno para si.


- Pra mim? Haha, pra mim tudo começou com as malas. - Respondeu arrancando gargalhadas gostosas de Yoongi e um olhar confuso do filho. 



> Leia as notas finais!


Notas Finais


Então, perceberam o que estava escrito nas entrelinhas? Sim, o Hoseok virou o padrinho do filho deles, ou seja, se perdoaram, vou deixar pra imaginação de vocês descobrir se ele esqueceu ou não o Yoongi, mas para mim ele nunca conseguiu esquecer, não tenta nada com ele mas se sente feliz por fazer parte da realidade de seu amado, mesmo não sendo correspondido.

Bom, foi isso! Espero que tenham gostado e até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...