História O que em 7752 Km - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ana Carolina, Luiza Possi, Maria Gadú, Preta Gil
Personagens Ana Carolina, Luiza Possi, Maria Gadú, Preta Gil
Tags ana carolina, Chiana, Chiara Civello, Luiza Possi, Preta Gil
Exibições 25
Palavras 1.627
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Musical (Songfic), Romance e Novela, Yuri
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente olha quem ta aqui, e pra quem ainda não me segue no snap, já segue lá pra vocês conhecerem um pouco mais dessa autora maluca.
Bom indo ao interessa, eu estou com a mão machucada olha que linda, mas como assim Giulia você esta com a mão machucada, ontem eu fui ajudar minha mãe a faxinar a casa, mas eu já quebrei o cotovelo e a dor irradiou pra minha mão então eu estou com a mão machucada. E tem fic nova chegando pra vocês...

Capítulo 6 - Mais que a mim e furacão Preta


Fanfic / Fanfiction O que em 7752 Km - Capítulo 6 - Mais que a mim e furacão Preta

POV Ana Carolina

Depois de uns dias em Roma curtindo e namorando um pouco chegou a hora de voltar para o Brasil, e por mais que eu quisesse passar mais tempo lá com a Chiara, eu ainda tinha algumas coisas pra resolver em casa, mas para minha surpresa na hora de me despedir dela no aeroporto, ela me contou que iria voltar comigo e que passaria um tempo por lá, só que ela ainda não sabia quando voltaria pra Roma ou pra New York, e saber disso me deixou ainda mais feliz, eu passei a viagem toda com um sorriso gigante no rosto, e só aumentou quando chegamos ao Brasil e ela falou que queria produzir o resto do seu disco aqui no Rio.

E nesse exato momento eu estava no meu estúdio pintando quando a campainha tocou, eu estava toda suja de tinta, quando eu abri a porta tomei um susto já que eu não estava nem esperando a visita de ninguém naquele momento. Mas o que mais me assustou foi abrir a minha porta e ver uma italiana linda pulando nos meus braços, e logico que eu não resisti eu tinha que beijar ela e por mais que eu resistisse não duraria muito tempo isso, por mais que há poucas horas atrás ela estava comigo jantando.

Mas um som nos tira daquele momento lindo, eu escuto alguém chamando o meu nome, quando eu me virei pra ver quem era e acabei sujando o rosto da Chiara com a tinta, mas pra aumentar o meu susto e a minha alegria, a Maria e a Lua tinha vindo aqui em casa, e foi quando eu me lembrei que tinha marcado com ela de gravar a Mais que a mim.

― Eu não sabia que você tava com visita. ― Gadú com uma cara de criança.

― Gadúzinha essa é minha... ― Eu parei e olhei pra Chiara.

― Namorada. ― Chiara completa.

Maria ficou com uma cara de boba e obvio que ela não esperava me ver nessa situação tão cedo e o mais engraçado foi que ela ficou meio sem jeito e olhou pra Lua que pelo jeito estava se segurando pra não rir dela, por mais que a Gadú já tivesse me ouvido falar da Chiara ela ainda não tinha conhecido minha italiana.

― Mas Ana você não falou o nome da sua namorada. ― Lua fala olhando pra Maria.

― Chiara mio nome é Chiara. ― Chiara fala estendendo a mão para Lua.

― Bom à gente veio gravar ou não. ― Maria fala e eu vou junto com elas para o estúdio.

Chegando lá eu peguei o meu violão e pedi para Chiara acompanhar no piano, e ela começa a levar à música no piano, já que ela tinha me ajudado a fazer uma parte da melodia.

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu vou

Tentei falar mas você não soube ouvir tente admitir
Tentei voltar e pude ver o quanto errei
Te amei mais que a mim
Ah, bem mais que a mim, mais que a mim
 

Ficou muito linda a música, Lua estava sentada simplesmente ouvindo a música encantada com tudo o que ela estava ouvindo, eu tinha visto como a Chiara estava realmente se sentindo bem aqui, mas eu queria ver qual seria a reação dela ao conhecer o resto dos meus amigos e com isso eu quero dizer a Preta, que por sinal é uma pessoa muito comunicativa, e pelo que ela tinha me falado poderia aparecer aqui em casa a qualquer hora.

POV Ana Carolina

Depois de terminar a musica Chiara ficou conversando com a Maria sobre algumas coisas, eu estava muito impressionada com toda aquela interação delas, e quando eu menos esperava que alguém pudesse chegar aqui à campainha toca. Quando eu abri a porta me assustei com o grito que a Preta deu quando viu Maria e Lua, coisas que só a Preta faz o que justifica completamente o apelido de furacão.

― Por que você não me falou que a Maria tava aqui? ― Preta pergunta.

― Por que foi uma coisa meio de ultima hora. ― Eu respondi olhando pra Chiara que tinha uma casa de quem não tava entendendo nada.

Assim que a Preta percebeu a presença da Chiara, ela me olhou com uma cara de quem não tava entendo nada, eu olhei pra Chiara que veio chegando perto de mim tentando pedir um pouco de ajuda pra tentar evitar algum estrago maior do furacão Preta, mas ela estava conversando com a Lua e ficou o tempo todo olhando pra mim e pra Lua.

― Ana me fala uma coisa, foi por causa dela que você foi pra Roma? ― Preta perguntou olhando pra Chiara que agora estava conversando com a Lua.

― Foi por causa dela sim. ― Eu respondi.

― Mas e ai resolveu? ― Preta perguntou curiosa.

― Amore a Maria ti chiama pra você vedere come ficou la musica. ― Chiara falou e a Preta me olhou com uma cara de quem tinha entendido tudo.

Eu fui até o estúdio ver como a musica tinha ficado.

I heard them say you're doing fine
You've found a heart better than mine
And now I wonder is she so beautiful?
And does she hug you the way I used to do?

Eu chorei sem disfarçar
Quando vi seu carro passar
Vi todo amor que em mim ainda não passou
Eu já não sei bem aonde vou, mas agora eu você

Do you know how hard it is to go
When you're still in love?

Ouvi dizer que você tá bem
Que já tem um outro alguém
Encontrei moedas pelo chão
Mas não vi ninguém pra me abraçar, me dar a mão

Day by day I'll be ok
I'll find myself just as they say
When I cross the river to the other side
I'll be your lover
And you, forever mine
Forever mine

POV Chiara

Era engraçado a forma com que os amigos dela se preocupavam se ela estava feliz ou não. Eu sabia que em algum momento eu teria que conversar com a amiga dela que eu ainda não sabia o nome ou não lembrava. Depois que Maria e Lua foram embora à amiga da Ana decidiu que era hora de saber tudo o que estava acontecendo.

― Ana agora você vai me contar o que tá acontecendo. ― Ela falou olhando pra Ana.

― Preta essa e a Chiara ou melhor Chiara Civello minha namorada. ― Ana falou olhando pra mim.

― Pera ai vocês já tão namorando? ― Preta perguntou curiosa.

― Si questo foi o motivo dela ir a Roma. ― Eu respondi e ela olhou pra mim com uma cara engraçada.

― A Chiara voltou pra Roma depois que eu roubei um beijo dela no camarim de um show. ― Ana comenta.

― Ana Carolina roubou um beijo essa vai entrar pra historia. ― Preta brincou.

― Ha Ha! Ate parece que Maria Preta Gil nunca fez isso na vida, você fez isso comigo no palco. ― Ana brinca e eu fiquei com um pouquinho de ciúmes por saber que elas já tinham se beijado.

― Foi só um selinho e nada a de mais. ― Preta se defendeu.

Depois de alguns minutos que eu fui ligar o nome a pessoa, ela a Preta Gil, filha do grande Gilberto Gil, meu Deus eu to conversando com a filha do Gil. Como eu não liguei de primeira o nome a pessoa. Depois de um tempo conversando a Preta foi embora e eu achei que era de voltar pro hotel que eu tava.

― Amore io voi voltar pra o Hotel. ― Eu falei me levantando.

― Ta tarde amor fica aqui comigo, amanha eu vou começar os ensaios do novo DVD e quero você do meu lado. ― Ela me pediu com uma carinha fofa.

― Mai io no posso´tenho voltar. ― Eu falei desanimada.

― Fica aqui e amanha de manha a gente vai no hotel você pega usas malas e trás pra cá, depois você vai conhecer a Maria Bethania. ― Ela me fez uma proposta irresistível.

― Bene io fico. ― Eu falei me sentando de novo.

Eu decidi ficar com ela, nós ficamos um tempo assistindo filme depois fomos dormir, aquilo tudo era um sonho, eu estava no Rio deitada nos braço da minha Ana, e no dia seguinte eu ia conhecer a Maria Bethania. Eu fiquei pensando em como seria enquanto Ana fazia carinho em mim, mas não demorou muito e eu peguei no sono ali nos braços dela.

POV Ana Carolina

Eu estava preocupada em como seria quando a Preta descobrisse tudo, ela é uma grande amiga, mas de vez em quando ela me assusta, o lado bom da historia e que tínhamos sobrevivido ao furacão Preta Gil, e o melhor eu estava com a italiana mais linda do mundo, dormindo nos meus braços.


Notas Finais


Então gente o que vocês acharam do furacão Preta e da Maria Gadú e só um comentrio sobre essa foto do cap. eu amo as caras que a Preta faz quando tá com a Ana, e tipo assim Ana para de mentir cara...
Até qualquer hora dessa e um beijo no mamilo e até o snap.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...