História É um recomeço? - Yoonmin, V-Hope. - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Romance, Taehope, V-hope, Vkook, Yoonmin
Exibições 225
Palavras 1.279
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Ei, eu disse que iria continuar caso gostassem, e acho que um certo número de pessoas gostou, yey!
Bem, eu tenho ficado sem tempo para fazer, e ultimamente estou indo dormir cedo por causa de uns problemas que estão acontecendo aqui em casa, mas a partir de domingo ficará tudo bem, e eu prometo escrever capítulos maiores e melhores. xD

Capítulo 2 - Você me ajudou bastante, hyung.


Fanfic / Fanfiction É um recomeço? - Yoonmin, V-Hope. - Capítulo 2 - Você me ajudou bastante, hyung.

P.O.V JIMIN

Após Yoongi entrar naquele quarto e me abraçar de uma só vez, eu senti uma paz consumir a minha alma. Aquela tristeza toda que eu estava havia se ido embora. Eu fechei meus olhos e passei meus braços por sua nuca, já que ele havia me abraçado por baixo. Nós ficamos ali, em silêncio, um agarrado ao outro. O clima estava esquentando, e no mesmo instante, nós dois nos separamos.

- Que coincidência, não? Foi tudo no mesmo momento. - Comentou Yoongi, ao soltar uma gargalhada sem motivo.
- Sim, uma grande coincidência, hyung. - Dei continuidade ao assunto, forçando a melhor gargalhada que eu podia no momento.

Yoongi respirou fundo, e foi andando de ré até a porta, fechando a mesma sem tirar o olhar de mim. Ele olhou diretamente em meus olhos, e aquilo era um pouco constrangedor. Ele sabe que eu fico envergonhado à toa, hyung sabe bastante coisa sobre mim.


- Jiminnie, venha, vamos conversar logo. Desabafe comigo, eu não gosto de lhe ver assim, sem aquele seu sorriso nos lábios. - Ele falou com um tom sério, indo até a cama, se sentando de uma vez lá.
- Eu vou trancar a porta. E-Eu não quero que uma pessoa entre aqui, e é capaz dela fazer isso mesmo. - O respondi, girando a chave, que estava na fechadura, trancando a porta.
Fui seguindo os mesmos passos que o hyung fez, mas eu não me sentei ao lado dele. Eu me abaixei até o chão, ajoelhando, perdendo o equilíbrio.

- Nossa, você realmente não está bem. Para se desequilibrar desse jeito, oh! - Ele brincou, na certeza de tentar mudar o meu humor.
Eu me sentei no chão, voltando a dobrar as pernas em forma de borboletinha.
- Hyung, posso começar? - O perguntei, abaixando a minha cabeça, sentindo aquele arrepio se espalhar pelo meu corpo.
- Você pode por favor me explicar o que aconteceu primeiro? Eu cheguei tem pouquíssimo tempo, eu havia saído com Hoseok para jantarmos.
- Oh, sim, eu lhe explico o que eu vi, certo?
- Certo, pode começar.

Levantei a minha cabeça, e levei minha mão por debaixo de minhas narinas, fungando novamente o meu nariz. Eu o olhei, escondendo os meus lábios, em seguida.
- Como você deve saber, eu estava a namorar com Jung...Kook. - Eu falei o nome dele com certa dificuldade, colocando minhas pequenas mãos no meio das minhas pernas, no espaço que havia. - Eu estava em meu quarto, com as portas fechadas. Eu estava também a mexer no celular, ouvindo algumas músicas e cantando para testar minha voz,  já que não havia nada melhor a se fazer. Bom, ele não costuma ficar tanto tempo fora do quarto nunca, com exceção de quando estamos todos treinando ou cantando. - Completei, ainda me relembrando dos momentos passados.
- Eu estou a ouvir, Jimin.
Respirei fundo novamente, dando continuidade a história.
- Eu me levantei, e intrigado, quis saber onde Jungkook estava. Peguei meu celular novamente e desbloqueei o ecrã, discando o número do celular dele. Certo, liguei cinco vezes e deu caixa postal, portanto, entrei em pânico. Eu fiquei realmente preocupado, ele não demora atender minhas ligações. Fiquei de pé e fui até a porta, saindo do quarto. Eu fui procurá-lo nas redondezas, na sala de dança, por exemplo. Eu rodei tudo que estava perto de mim e também nos locais que ele possivelmente estaria, mas infelizmente eu não o achei. - Parei de contar, abaixando a minha cabeça novamente.
- Jimin? - Ele chamou por mim, com um ar preocupante.
- Sim, hyung? - Respondi ao seu chamado baixinho, levantando a minha cabeça com os olhos marejados.
- Continue, por favor.
Limpei os meus olhos novamente, colocando minha mão em meu peitoral.
- Dali, eu resolvi ir falar com os outros. Fui na sala, já que Seokjin e Namjoon estavam lá. Eu os chamei, perguntando sobre Jungkook, e eles me disseram que o viram com Taehyung nos corredores conversando.
A partir dali, eu senti um grande aperto no peito ao ter que prosseguir, deixei minhas mãos caírem, ficando sobre minha panturrilha.
- Tudo bem, eles são "amigos", têm que dialogar entre si. Eu não vejo problema nisso, ora. Todos têm direitos a fazer isso! - Acrescentei, tirando minha mão de meus lábios. - Continuando... eu fui no corredor que eles haviam dito. É aquele dos fundos, sabe? Bom, lá só tem uma porta, que é um quarto vazio. - Eu não estava aguentando mais, mas eu tinha que continuar. - Eu ouvi alguns barulhos, como se fossem estalos vindo de lá, e resolvi analisar. Fui até a porta silenciosamente, abrindo ela - que estava destrancada - lentamente, espiando o que estava acontecendo. Quando eu vi q... - Eu não consegui aguentar, e as lágrimas novamente voltaram a cair e eu não estava nem ligando. - Quando eu vi que os lábios de meu tão amado Jungkook estavam colados com o meu melhor amigo, eu perdi a cabeça, mas continuei silencioso. Terminei de abrir a porta e me ajoelhei ali. Eu perdi as minhas forças.
- Ji-Jiminnie! - Ele se levanta rapidamente e se ajoelha no chão em frente a mim, colocando o palmo de sua mão em minhas bochechas, acariciando meu rosto com o polegar. - Eu... eu sinto muito. - Falou Yoongi, com os olhos cheios de lágrimas também.
Eu comecei a chorar descontroladamente, as lágrimas desciam em uma rapidez que nem eu conseguia enxergar. Eu chorava muito, soluçava, soluçava de tanto chorar. Meu nariz também começou a escorrer, e hyung parecia chocado.

P.O.V YOONGI

Eu ouvi tudo o que Jimin me dizia com um enorme aperto no peito. Minhas expressões mudavam em uma rapidez incrível, eu não conseguia me segurar. Ver Jimin naquela situação me deixava mal, nem pensar direito eu conseguia. A única coisa que eu consegui fazer foi segurar em suas mãos, olhando para seu rosto inchado, vermelho.
- Jimin, a vida é repleta de surpresas. Desagradáveis ou não. E a única coisa que podemos fazer é suportá-las.
Falei na intenção de ajudá-lo, com uma voz rouca.
- Eu sei, eu sei. Tem coisas que são ruins e que são difíceis de suportar, mas voltar naquele assunto e ser torturado por sua própria mente não coopera em nada. Chorar pode ajudar, em partes.
Soltei suas mãos e o puxo para um abraço novamente, com os olhos marejados. Ver meu amigo assim não era legal, eu me sentia acabado por dentro. Ele novamente aceita o meu abraço, agarrando ao meu braço, soluçando. Eu não podia fazer nada, mas eu queria ajudá-lo.

P.O.V JIMIN

O hyung parecia dar tudo de si ao querer me ajudar, mas mesmo assim, eu não conseguia parar de chorar. A minha mágoa aumentava a cada imagem que voltava na minha cabeça, e eu só queria chorar, chorar e chorar. Eu tinha vontade de gritar, de me jogar no chão, de me isolar. Eu não estava aguentando tal dor mais, aquela que não sai do meu pensamento, e ficará guardada em minha mente para o resto de minha vida.
- Suga hyung, obrigado. - Eu o agradeci por estar comigo naquele momento. Por mais de que eu queira ficar só, eu não podia. Não estava com a mente boa para aquilo no momento.
- Está a me agradecer por quê? - Ele perguntou, levando sua mão até a minha nuca, dando uma certa carícia ali.
- Por vir aqui, por me ajudar. Eu realmente posso confiar em você! - O respondi com um sorriso mínimo nos lábios.
- Você pode contar comigo sempre, Jiminnie. - Yoongi completou, com um sorriso imenso nos lábios, chorando junto comigo.


Notas Finais


Então, amanhã eu irei postar mais um, que será bem bonitinho! <3 ~spoiler~
Eu espero que gostem! ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...