História O que eu sempre gostaria que acontecesse - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gravity Falls, Hora de Aventura
Personagens Beemo "BMO", Bill Cipher, Dipper Pines, Finn, Jake, Mabel Pines, Marceline, Princesa Jujuba, Rei Gelado, Stanley "Stan" Pines
Tags Adventure Time, Ficção, Gravity Falls, Hora De Aventura, Mundo Alternativo, Romance, Suspense
Visualizações 7
Palavras 690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Saga, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O primeira capítulo! Recomendo que antes que leia, veja o capítulo explicando. Espero que gostem!

Capítulo 2 - Capítulo 1 - Eu finalmente o descobri.


*Bill on*

 Dipper Pines, a pior criança que poderia existir. Só não digo filho de uma puta porquê não conheço sua mãe. Mas eu finalmente teria o descoberto.
            Era um dia chuvoso, o meu favorito, e resolvi observa-lo. Ele estava com aquele maldito livro que deveria ser meu, mas me controlei. Só que ele não estava lendo, ele estava dizendo coisas em outra língua, não sabia distinguir, era algo como "et beatos vos", mas eu não sou nenhum professor pra saber esse idioma, ele só podia estar maluco. Quando percebi, ele não estava mais lá, ouvi árvores se movendo, mas achei que era por causa do dia chuvoso como já citei. E-eu senti medo, pela primeira vez, mas logo  deixei para lá.

  -Eu sou Bill Cipher, deve ser apenas um urso - sussurrei para mim mesmo.

Olhei para trás, odeio natureza e esse barulho da estava me irritando. Eu me surpreendi, era Dipper, ele parecia flutuar e entrar em uma árvore. Conheço muito de passagens secretas, mas ele não era nenhum tipo de Dipper Chiper! E eu não ia deixar isso passar, ele andou mais de 100 metros em menos de 2 segundos, isso era ímpossivel! Andei até lá, e vi a portinha que ele havia entrado entreaberta, quando entrei, ligeiramente a porta bateu, e olhei para trás, era ele.

-Ora, ora, meu inspirador, poderia me dar um autógrafo? - ele ri maleficamente.

-O que? Dipper, por que esta flutuando e por que eu sou seu inspirador? 

-Eu finalmente descobri o seu lado. Na verdade, foi você que descobriu apenas agora, e ninguém mais sabe, além de meu inspirador, não é?

-Como você quer que eu saiba? 

Ele não me respondeu e eu apenas senti uma pontada em meu chapéu. Olhei para cima e ele não estava mais lá, estava trocado pelo chapéu do Dipper.

-Você sempre quis me possuir não é? Podemos começar trocando os chapéus, eu de Bill e você de Dipper. Legal né? Poderá pegar os livros, quer dizer, ficará sem eles, porque eles são completamente meus.

-Dipper, você enlouqueceu? Você queria me matar à um tempo atrás, está brincando com a minha cara? Olha aq... - fui interrompido.

-Não gostaria de aproveitar o momento? - ele se aproxima de mim e nossas testas estão coladas.

O empurro, e saio da árvore. Vou para o meio da floresta e me sinto estranho, começo a pensar o porquê de ele quase me beijar? O porquê de ele estar flutuando e porquê ele queria sua possessão?!

Eu queria divulgar e falar que ele sempre foi mal, e vocês nunca me escutaram para dizer, mas ainda não tenho certeza do que ele quer e sua intenção.

*Bill off*
*Dipper on*

Ah Bill, você nunca soube o que eu sinto. Você nunca soube o que eu faço em minhas horas vagas, você não sabe o que eu quero com você, mas espero que meus sinais digam isso. Se eu contasse isso tudo que eu me tornei e sinto meu amigo Finn nunca olharia mais na minha cara. Além de ser o único que eu tenho e posso confiar, sei que ele é um babaca e preconceito. Além de observar meninas, que tipo de homem que se preze faria isso?

*Dipper off*
*Princesa Jujuba on*

Ai como eu o odeio, mas mesmo assim sou sua amiga. Eu, amo Marceline mais do que o normal, mas para as coisas acontecerem Finn tem que parar com suas gracinhas.

Isso tudo aconteceu em meu aniversário. Obviamente convidei todos, mas perto das 10 horas da noite, ficaram apenas o íntimos, Jake, Finn e Marceline. Depois, Jake precisava voltar para casa para cuidar de seus filhos, e amar um pouco Lady Íris, se é que me entende. Ficaram apenas eu Finn e Marceline, mas ele estava muito chato, mesmo sendo um de meus melhores amigos. Disse que a festa terminaria por ali, mas não. Sussurrei no ouvido de Marceline e disse para ela fingir que vai embora, mas depois que Finn sair, ela voltasse. E assim aconteceu, mas Finn, o cara esperto que é, sabia que tinha algo de errado, e continuou do lado de fora...

CONTINUA...
 


Notas Finais


Então foi isso pessoa, espero que tenham gostado e provavelmente poste um cap. mais esta semana como especial de semana de estréia! Aguardem, que estou pensando em um mini-hot para o próximo capítulo. Aguardem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...