História O que eu sou? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Fantasias, Fantasmas, Terror
Visualizações 12
Palavras 787
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror
Avisos: Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Nem sei por que eu to escrevendo isso

Capítulo 1 - Dever como médica


Mas um dia, o que não e mais cansativo do que passar a noite inteira acordada?, pelo lado bom eu salvei uma vida. Mais quando terminei estava com tanto sono que não conseguia dirigir para voltar em casa, então dormi no hospital mesmo.

-Mais uma vida salva, outra esperança viva

Sorrio e apago de sono

-Naomi, Naomi acorda

-Ah?. Bocejo e abro meus olhos. -A e so você Tom

-Vem aqui, quero te dar uma coisa

-Que coisa?

-Espera

Ele vai ate a porta fecha ela e volta até mim

-Aqui toma e um colar

Ele me entrega um colar muito lindo de coração

-Que lindo. Obrigado Tom, eu realmente gostei

-Bonito né? Isso é muito importante ok? 

-Sim ele e belíssimo, claro que é importante, meu amigo que me deu 

-Posso te pedir um favor em troca? 

Concordo com a cabeça

-Cuide de meu parente, ele é muito especial e ele esta bastante doente

-Tá, ajudar pessoas e o que eu mais gosto

Ele da um sorriso

-Bondosa como sempre. 

Ele pega o colar da minha mão e coloca no meu pescoço 

-Agora só falta uma coisa

-O que?

-Adeus Naomi

-Hum?

Ele retira uma faca estranha de seu bolso e começa a se esfaquear em seu estômago

-TOM?!!

Tirro a faca de sua mão mais ja era tarde demais, faltava segundo para ele morrer

-T...Tom

Falava chorando. Antes de morrer completamente o abraço

Quente, quente, queimando!

Solto-o e olho para ele, mais invés de ter o Tom estava um garoto palido de cabelos pretos com algumas mechas brancas e lábios rosado, usando roupas todas pretas sem nenhum machucado

-Tom.....?

Quem seja abriu seus olhos. Uma cor peculiar para olhos, um vermelho sangue intenso

-Você me chamou de que?!

Com uma rapidez o ser enorme levanta e começa a me enforcar

-D-Des... cul....pe

Com muita dificuldade falei. Olhei e sua expressão e estava com raiva, muita raiva. Olhei para seus olhos enquanto morria sem ar

-Vermelho igual ao sangue do Tom. Pensei

De repente o rosto do ser começa a desfigurar, ele me solta e anda ate o outro lado da sala

Começo a respirar por que ar me faltava

-Você, Grss. Fala o ser

Ele bufa

-O que você é?!. Perguntei

-O que eu sou?!

Ele volta a andar ate mim, o som de seus passos estavam me deixando tão sonolenta que desmaio

-Acorda Naomi

Abri meus olhos e levantei em um pulo

-Acordei!

-Volta para casa, hoje e seu dia de folga, ou esta ainda está cansada para dirigir? 

-Não estou ótima

-Ok

-Cadê o Tom?!

-Que Tom? 

-An? Como assim? O Tom!

-Não sei de quem você está falando

-O Tom! Ele trabalha aqui! 

-Acho que a insônia esta mexendo com sua cabeça

-....

-Vem eu te levo para casa

Não falei nada so concordei. Que pergunta mais besta "Que Tom?", ele e uns dos meus melhores amigos e vêm todo dias para o trabalho, mais fiquei calada

Antes de ir para casa casei ele o hospital todo mais nada. Quando estava dentro do carro sendo levada para casa lembrei do colar

Mais também não tinha nada, olho para dentro da minha blusa e vejo minha marca de nascença que reparando agora e igual ao coração daquele colar

Quando chego em casa agradeço minha colega e coloco o carro na garagem ja que é o meu

Entro dentro de casa e vou no banheiro olhar minha marca de nascença

-E igualzinha o coração do colar

Me assusto um pouco, mais sei que isso e so um sonho que meu cérebro projetou em minha mente

Aproveitando que estava no banheiro tirei minha roupa e tomei um banho, depois deitei na cama e fui mexer no meu celular

Depois de duas horas jogada naquela cama comendo e mexendo no celular a campainha toca

Ando até lá e quando chego e o carteiro,  ele me entrega uma carta e em seguida vai embora

Abro a carta e estava um pedido para eu cuidar de uma pessoa e claro que não podia disser não

Me arrumei e fui para o endereço que estava na carta

Quando chego e uma casa normal com um jardim bem cuidado. Bato na porta e ela se abre sozinha

-Oi? Alguém em casa? Senhor Brian? Sou eu Naomi a medica que o senhor mandou a carta

Resposta não recebo então fico na entrada esperando com aquela porta aberta que mostrava à escuridão dentro da casa

-A Olá Naomi, desculpe a demora

-...O....i....

-O que foi?

Ele sorri de um jeito ameaçador

-E aquele cara que eu sonhei que estava me enforcando! Eu tenho que sair daqui!. Penso

-Entre

-O-o-o-k

Não podeia deixar de gaguejar, estava morrendo de medo mais mesmo assim entro. 

 

 

 

 


Notas Finais


AAAAAAAAAH


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...