História O que o futuro me reserva? - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Seleção
Tags A Seleção
Exibições 129
Palavras 1.303
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é minha primeira fanfic espero que gostem.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction O que o futuro me reserva? - Capítulo 1 - Capítulo 1

 América

Estava sonhando tão gostoso na minha cama quentinha, com o friozinho aconchegante de Carolina, quando fui interrompida pelo despertador. Que droga!! Minhas férias acabaram, teria que voltar pra aquele colégio onde todo ano é a mesma coisa. Tomara que já tenham esquecido o episódio da festa de fim de ano letivo, quando meu ex-namorado me traiu com a dona da festa, que dizia ser minha amiga. E depois que eu vi os dois se beijando na cozinha ,ele ainda me humilhou mais ainda levando aquela safada, Celeste minha amiga desde o jardim de infância, pro quarto dele. Enquanto a levava disse que eu era frígida e chata por não dar aquilo que ele queria, por isso estava terminando nosso relacionamento de dois anos, todos riram de mim, ainda bem que eu só veria suas caras ano que vem. Acabou o momento lembranças!  Limpo uma lágrima teimosa que insistiu em cair na minha bochecha. Minha mãe entra no meu quarto e sacudindo meu ombro, puxando minhas pernas.

-Acorda filha!!- falou abrindo as cortinas.

-Já acordei mãe- resmunguei, abri os olhos tentando acostumar com a claridade.

-Então levante, você sabe como seu pai é com horário – gritou e saindo do quarto.

Levantei com a maior preguiça do mundo em direção ao banheiro. Tomei banho e fui escolher minha roupa. Minha mãe sempre diz que eu sou bonita e não me arrumo, bobagem misturada com visão de mãe. Eu me acho bonita e tal, só que não tenho um pingo de paciência de me produzir pra ir ao colégio,se fosse uma festa tudo bem e eu aposto na beleza natural, mas hoje não sei porque fiquei tentada a me arrumar mais um pouco,só dar um realce. Soltei meu ruivo cabelo - marca registrada dos Singers- que caiu em cascatas até a cintura, fiz o básico de pele, delineei meus olhos pra dar destaque ao azul deles e passei um batom vermelho, não tão forte tinha que ficar natural, fui até meu armário escolhi uma calça jeans azul que realçava minhas curvas -  não tinha um popozão, mas o que eu tinha dava pro gasto- coloquei o uniforme e por ultimo coloquei o tênis. Pronto!

Desci as escadas e encontrei minha família reunida na bancada da cozinha tomando café como sempre fazíamos. Gerald o mais novo estava puxando o cabelo de May, Kota ao celular; era seu ultimo dia em casa antes de ir pra escola de arte em Clermont, ia sentir tanto a sua falta já basta a saudade de Kenna minha irmã mais velha que já tinha casado e não morava conosco, ela era tão calma totalmente o oposto de May e eu.

-Bom dia família!- falei sentando na bancada  me servindo de cereal.

-Bom dia gatinha! – meu pai falou piscando o olho pra mim.

-Tá bonita, onde vai ao colégio ou a uma festa?- Kota falou irritante como sempre.

-Vai a merda Kota!!- falei dando-lhe um beliscão- não é da sua conta, idiota! Só não lhe queimo com sua namorada por que você vai embora hoje, por isso eu conto a ela que você flertou com a feia da farmácia.

-Flertei não! Sua ridicula! Aquela mulher é um dragão- comecei a ri, pior que era verdade pense na bicha feia  e que se achava.

-Quantos anos vocês tem? Que coisa!- minha mãe já ia começar o sermão matinal, rolei os olhos e levantei de fininho.

-Tou atrasada mãe, pausa o sermão e termina a tarde quando eu voltar- falei debochada e sorrindo. Levantando da cadeira.

-América Singer- e ela não gostou da brincadeira- depois terminamos, suas joias estão na mesinha de centro, você como sempre deixou largadas pela casa e sem falar da hora que chegou em casa ontem.- que exagero! cheguei era só meia-noite.

Fui até a sala coloquei meus brincos da sorte, o anel que papai me deu quando fiz dezesseis anos e a pulseira de pingentes, que minhas amigas montaram, cada um tinha um significado especial e por fim o mais importante, meu colar de passarinho. Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra Marlee..

Ames: Kd você sua safada! Tá atrasada como sempre- estávamos quase em cima da hora.

Marlee: acabei de chegar na sua casa.

Sai e ela já estava buzinando uma musica indecente que eu aposto que estava tocando no seu carro. Entrei logo no carro daquela maluca, os vizinhos já estavam olhando.

-Ames sua safada, ontem bebeu mais de que eu- tinha ido pra casa dela na noite anterior noite das meninas eu, ela é Aspen. Eu só bebi um pouco de cerveja nem fiquei embriagada. Acha que eu tou bonita? Exagerei?- ela estava com uma mini-saia preta, a blusa do uniforme , uma sapatilha, normal, só que sua maquiagem estava mais trabalhada, ela esfumou os olhos com sombra marrom e estava com uma cor de batom vinho linda que ela vai me emprestar um dia!

- Está  linda amiga, pegaria fácil! Vamos partir corações hoje - falei brincando e começamos a rir - que estranho o trânsito parado aqui, deve ser o novo radar, eita povinho enrolado! - nessa hora começa a tocar Bang Bang  da Jersei J, ai eu dou um grito e começo a cantar bem alto no carro, gritando mais ainda no refrão.

Bang bang, into the room (I know you want it)

Bang bang, all over you (I’ll let you have it)

Wait a minute, let me take you there

Wait a minute, 'til you (hey, hey, hey)

Bang bang, there goes your heart (I know you want it)

Back, back seat of my car (I’ll let you have it)

Wait a minute, let me take you there

Wait a minute, 'til you (woah)

Continuei cantando,o trânsito continua parado,ai a parte do refrão voltou, eu catei mas energicamente, olhei pra Marlee e brinquei de seduzi-la. Ela começou a rir também e por um estante entrou na onda tentando me seduzir também, mas parou de repente. Estranhei, ela fez o sinal como se dissesse olha pra trás. Olhei e fiquei da cor de um pimentão na mesma hora, no carro ao lado estavam Maxon e Carter os garotos mais desejados do terceiro ano nos olhando com um sorriso malicioso. Que vergonha! Marlee estava tão envergonhada quanto eu.  Ai eu pensei já que eles viram mesmo ia fazer o que?Não ia voltar no tempo, virei pra eles e disse:

-O show já acabou meninos, outro só amanhã - falei ironicamente pra sair da situação constrangedora. Maxon riu e disse:

-Vou ficar esperando ruivinha- falou Maxon piscando o olho. Que sorriso! Ele era muito lindo, seu cabelo cor de mel meio bagunçado e seus olhos tão intensos cor de chocolate me olhando estava começando a sentir um arrepio... Saí do transe me assustando com a buzina do carro traseiro. Ergui a sobrancelha de um jeito desafiador continuamos nos encarando até que nossos carros passaram o radar e seguimos até o colégio.

Estacionamos virei pra Marlee ela ainda tava vermelha e pior suspirando, o motivo, sua paixão platônica por Carter Woodwork, principalmente porque ele também ficou encarando ela hoje durante aquele rápido momento. Ele nutria esse sentimento desde o primeiro ano; teve um namoro rápido com Aspen ,nosso melhor amigo, mas descobriram que não passava de amizade e terminaram numa boa. Porém lá no fundo minha amiga nunca esqueceu Carter, que até hoje nunca tinha olhado pra ela. Entramos no colégio indo para nossos armários, que eram um do lado outro, virei peguei meus livros, retoquei o batom e dei uma checada no celular enquanto Kriss não chegava, estranho ele sempre é pontual. Continuei olhando o celular e tinha uma mensagem de um número desconhecido. Que estranho, nunca tinha visto esse número. Abri correndo, era muito curiosa ficando paralisada com a mensagem que dizia:

“Gostei do seu show ruivinha, vou ficar esperando o de amanhã.”


Notas Finais


Música que América tava cantando no carro:
https://www.youtube.com/watch?v=zJ-do-yS8ng


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...