História O que os olhos não veem meu coração sente - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lemon, Yaoi
Exibições 70
Palavras 542
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shonen-Ai, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


fui fazer a correção ortografica do cap ontem e dormi achei que tinha postado , cheguei agora pra escrever o de hj e n tava postado eeee então bateu a revolta e vai sem ponto sem virgula sem correção e vida ^^
Boa leitura ................se você conseguir ..... boa sorte tb
e nos vemos nos comentários ! ( eu quero agradecer a todos que leem e mais ainda aos que comentam vocês são fodas ! vlw )

Capítulo 15 - Ventos da noite


Fanfic / Fanfiction O que os olhos não veem meu coração sente - Capítulo 15 - Ventos da noite

 

Domingo um dia lindo ! sinto o ar mais puro penetrando meus pulmões sigo por um caminho de flores que só existem para mim mas posso velas são as flores que me levam pelo caminho ate o orfanto la dentro a mais bela e perfumada delas me aguarda 

[....]
o levei para tomar um sorvete esta muito calor o sol a pino do meio dia esquenta meu rosto 
- vamos para casa ? - aceno que sim e andamos de mãos dadas ate encasa abro a porta e ele me puxa pelas escadas ate nosso quarto - vai cumprir sua promessa? 
- qual delas ? 
- que domingo seria fantástico 
- presisava mesmo me perguntar ? - o  derrubo sobre a ama os lençois brancos ao seu redor o davam uma imagem angelical seu rosto rubro o deixava ainda mais inocente , suas pequenas mãos se direcionam uma a sua boca a outra a seus países baixos 
- vai mesmo fazer isso e aquilo comigo ? - a imagem me deixou louco , puxo seu corpo pelo pé o trazendo para mim , minha mão abraçava seu maxilar pescoço e parte do rosto . Antes que eu o beijasse ele grita 
- porque você não responde ?! - seus olhos inundados me deixaram confuso 
- oque ? 
- eu preciso de você seu tosco !
- como assim ? - tão confuso tudo estava tão confuso , e a luz do sol que passava pelas persianas me segava 
- acorda ai dentro eu vou arrombar sua porta !!! - era um sonho ? que droga hoje ainda e sábado ontem estive no orfanato era dia de visitas aquela noite macabra rindo de mim e agora lisebel gritando na minha porta 
- estou indo ! - pulo as escadas e abro a porta - fala ! - ela chorava seus olhos cerrados e inundados de lágimas - onde ele ta !
- levaram-lelelevaram eeele ! - ela estava sofrendo mas não mais que eu , eu sabia aquele vento macabro sabia de todo o futuro torduoso que me esperava por este dia e então riu da minha desgraça 
- quem levou o Angelo ? fala logo 
- o pessual do orfanto co-colo-colocou no mu-mural - ouvir ela falar era uma tortura dupla ela se abraçava e bambeava em seu próprio eixo como um peão - que i-iria ser levado quem tinha sido esco-escolhido para a a a a a adoção e o nomme dele estava la mas..... ele não esta mais no orfafafanato - um peão que assim que terminou seu ato caiu ao chão deplorável não foi muito diferente dentro de mim o chão  se abrindo as trevas me puxando puxando meu eu minas memorias  ,mas ainda não por favor preciso das minhas memorias um pouco mais . A coloquei para dentro ela tremia e agonizava , senti uma dor um buraco se formava em meu peito quem ousara o arrancar de mim ? quem ? o desespero não a deixou notar que eu estava só de box subo ate o quarto e me visto direito com a 1° muda de roupa que vejo .Se eu estou chorando ? não sei eu não sei so consigo sentir a dor dentro de mim 









 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...