História O que você significa para mim - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, David Nolan (Príncipe Encantado), Emma Swan, Henry Mills, Lacey (Belle), Mary Margaret Blanchard (Branca de Neve), Regina Mills (Rainha Malvada), Ruby (Chapeuzinho Vermelho), Sr. Gold (Rumplestiltskin), Tinker Bell, Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Swan Queen, Swanqueen
Visualizações 152
Palavras 634
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drabble, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Culpa


Fanfic / Fanfiction O que você significa para mim - Capítulo 3 - Culpa

A porta foi aberta brutalmente e David entrou com seus capangas atrás, por reflexo Regina olhou para porta, e em seguida olhou para mim, agora seus olhos estavam cheio de lágrimas. Brian, um dos capangas de David segurou um braço de Regina e ela tentou puxar de volta, mas ele era mais forte, a menina agarrou meu braço e começou a chorar desesperadamente.

 

- Não deixa ele fazer isso comigo Emma, não deixa! – Brian arrastou seus cabelos e começou a arrastar ela, Regina gritava descontroladamente, me pedindo socorro.

 

- Você não é mulher o bastante para assumir essa responsabilidade, deixa que eu mesmo tiro a inocência dessa coitada! – David saiu batendo a porta do meu quarto e eu continuei sentada na ponta da cama sem entender nada.

 

Os gritos dela me perturbavam, me doía a alma ouvir aquilo, seus pedidos de socorro e depois mais nada, ela já não tinha forças para gritar, e eu me sentia tão inútil.

 

Coloquei minhas mãos em meus ouvidos, abafando aquele som de choro, aquilo me atormentava, já era para eu estar acostumada, e na verdade estava, mas desta vez era diferente, ela implorou por minha ajuda e eu não fiz nada, eu estava parada.

 

David era a pior pessoa que eu já conheci, ele é completamente fora de controle, imundo, um covarde que esconde atrás daqueles que o temem.

 

                                                          Points Of View Regina Mills.

 

Os olhos de Emma não tinham vida, era impossível decifrar o que ela estava pensando, escutei a porta sendo aberta e olhei para ver quem era. David

 

Agarrei os braços de Emma mas ela continuou feito estátua, aquele monstro grudou em meus cabelos e começou a me arrastar para fora do quarto, comecei a gritar por ajuda mesmo sabendo que ninguém me salvaria.

 

Deus por favor, eu não quero mais viver, não quero passar por isso, me leva embora agora eu não vou suportar.

 

David me jogou na cama e rasgou minha blusa, arrancou meu sutiã sem ao menos abri-lo.

 

Deus por favor, me leva agora!

 

Eu gritava e me debatia mas era tudo em vão, ele era mais forte que eu.

 

- Para, está me machucando! – eu tentava o afastar de mim, afastar aquelas mãos imundas do meu corpo.

 

Senti um tapa na minha cara, logo lagrimas rolaram por meu rosto, soluços e mais soluços escapavam de minha boca.

 

Gritei, o mais alto possível, seus olhos estavam negros uma imensidão negra, ele estava com o demônio no corpo, eu apenas me debatia.

 

Ele gemia e xingava palavras baixas, e eu só tinha forças para chora, logo após ele terminou e me jogou ao chão.

 

Comecei a vomitar, tentando tirar aquilo tudo de mim, ele saiu da cama e entrou no banheiro.

 

                                                              Points Of Viwe Emma Swan

 

Peguei minha arma na primeira gaveta e engatei a mesma, andei devagar até o quarto de David e abri a porta sem fazer barulho.

 

Senti meu estômago se revirar, aquele cheiro, aquela cena. Eu escutei barulho de água e deduzi que David estava tomando um banho, caminhei até a garota que estava encolhida no chão, e a mesma se assustou quando me viu.

 

Seu corpo estava marcado, seus olhos inchado, ela me olhou sem entender nada e agarrou meu corpo, me abraçando, senti suas lágrimas molharem minha roupa e seus ferimentos me sujarem de sangue.

 

Passei meus braços ao redor do seu corpo e senti a culpa me consumir, por não ter feito nada. Ela me apetava com tanta força que era impossível impedir o nó que se formou em minha garganta.

- Que porra está acontecendo aqui? – Regina me apertou ainda mais contra seu corpo e enterrou a cara em meu peito.

- Eu imploro Emma, faz qualquer coisa, mas não deixa ele me tocar novamente, eu faço o que você quiser! – disse entre soluços.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...