História O recomeço - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Karin, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, TenTen Mitsashi
Tags Colegial, Hentai, Naruto, Revelaçoes
Exibições 23
Palavras 805
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Escolar, Hentai, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Esclarecimentos


Segui em direção à sala de aula, sem olhar para trás, Gaara com certeza achava-me esquisita. Mas enfim, avistei a sala de aula, sabia que era aquela, por que Hinata estava na frente da porta, provavelmente me esperando,  pois eu já estava atrasada. Quando me aproximei da sala, vi que ela estava vazia, e já perguntei:

- Cadê todo mundo Hina?!

- Bom, foram todos embora, a professora teve um imprevisto, e cancelou a aula, e como sabia que tu não ias saber disto, fiquei aqui te esperando na porta, e além do mais, temos que repor a matéria que você perdeu. 

- Sério?! Tem que ser hoje?! 

- Sakura! Largue mão de ser preguiçosa, estudar não faz mal a ninguém.

- Não faz mal, mas da uma preguiça. – Hina riu, mas sabia que ela não iria ceder, pois estava com determinação nos olhos, então entramos na sala e ela começou a me passar a matéria. Por incrível que pareça, Hinata tinha o caderno em dia, ela deve ter pego a matéria, no dia em que eu tive alta do hospital. 

Matéria vai matéria vem, Hinata realmente sabia explicar, mas toda aquela aula estava me dando um pouco de sono, até que meus pensamentos, foram tomados por aquele lugar de lutas clandestinas, eu tenho que descobrir mais sobre aquele local... Meus pensamentos foram invadidos por uma voz doce que me chamava a atenção:

- Olá Sakura, tem alguém aí me ouvindo? – Hina estava sorrindo.

- Desculpa Hinata, eu estava pensando em um lugar que eu fui ontem.

- Que lugar Sakura? Achei que estava em casa descansando.

- Eu estava, mas fiquei tão entediada que resolvi dar uma volta para conhecer o bairro.

- E o que descobriu? – Ela fez a pergunta e em seguida tomou um gole de água.

- Então, Hina, você conhece algum lugar chamado “Morre na Certa”? – Nesta hora eu vi toda a água que ela colocou na boca, voar, igual um chafariz, jorrando água, teria sido engraçado, se a água não tivesse ido na minha cara!!
- HINA TU ESTÁ DOIDA??! – Falei ao mesmo tempo que me limpava.

- D-desculpa Sakura, eu só não entendi o que tu foi fazer, NUM LUGAR DAQUELE!!

Nós realmente estavamos parecendo duas irmãs gritando uma para outra, quando uma pega as coisas da outra sem avisar. E após perceber isto,  começamos a rir. Depois de algum tempo Hinata volta o assunto:

- Mas Sakura, me explica o que estava fazendo lá?

- Eu estava andando sem rumo e achei este lugar, e como eu vi a menina ruiva que deu-me a surra, entrando naquele local, fiquei curiosa. – Hina da um profundo suspiro.

- Aquele lugar é perigoso Sakura, promete ficar longe dele?  

- Eu não posso prometer isto Hinata, aquele lugar pode ser perigoso, assustador, mas talvez seja a porta para aprender a me defender sozinha, sem precisar esperar que alguém faça isto por mim. – Hinata ficou surpresa com meu desabafo, acho que ela não esperava tal resposta. Houve um pequeno silêncio entre nós duas, parecia que Hinata estava pensando em que falar para mim, e então ela disse:

- Tudo bem Sakura, não acho certo você se envolver em brigas, mas se for para autodefesa eu posso falar com meu primo, ele pode conseguir alguém bom, para lhe ensinar.

- É sério isto Hinata?! Faria isto por mim?!

- Mas é claro que sim, percebi que isto é muito importante para ti, então como sua amiga, eu quero lhe ajudar, mas com uma condição..

- Qual seria?

- Você ficará longe das lutas clandestinas, elas são muito perigosas, não quero que você corra um risco, algo grave pode acontecer.

Parei um pouco para pensar, algo me dizia que se eu prometesse isto, eu não iria conseguir cumprir, e não queria decepcionar, ou mentir pars a Hina, e apenas disse:

- Eu irei tentar...

- Bom, tentar já é um começo, e o pouco que te conheço, sei que não iria prometer isto, tu parece realmente decidida à provar que não és fraca, só não entendo pra quem..

- Eu quero provar para eu mesma. Estou cansada de apanhar e não fazer nada, não mexer um dedo para me defender, e quero provar que diferente de como eu e todos pensavam, eu consigo ser forte, eu consigo me defender.

Hinata sorriu com tais palavras, parecia que ela sabia ao certo tudo o que eu já havia vivido, e que provar para eu mesma, que eu conseguia ser forte, era realmente necessário para eu me sentir bem. 

Depois deste esclarecimento de dúvidas, Hinata foi para sua casa e eu para minha. Confesso que estou bem ansiosa para saber se o primo da Hina irá conseguir alguém para me treinar. Quando cheguei em casa não parava quieta, queria que chegasse logo o amanhã, e irá chegar.


Notas Finais


Espero que gostem, Sayonara.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...