História O Reino do Lar (Interativa) - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventuras, Elfos, Interativa, Magia, Romance, Tretas
Visualizações 34
Palavras 821
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, FemmeSlash, Festa, Ficção, Ficção Científica, Fluffy, Harem, Hentai, Josei, Kodomo, Lemon, Lírica, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Orange, Poesias, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Sobrenatural, Steampunk, Super Power, Survival, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Começou a história
Aproveitem

Capítulo 3 - Capítulo 1: O moleque que pulou o muro


Em um mundo mágico, existe o Reino verde dos Elfos. É um Reino separado do mundo por meio de um muro. É proibido sair dos muros, sobe pena de castigo. Nesse reino, durante 15 anos, todos os dias do ano, um jovem elfo tenta sair das muralhas.

Vamos ver como está o nosso herói, já que seu sonho sempre o ferra...

                    [...]

Outra vez numa cadeia. Um jovem de cabelos castanhos, olhos azuis e orelhas pontudas pensava nisso. 

O nome do jovem era Ben. Ben Kalef. Ele estava com correntes nos pulsos e deitado no chão ao lado de uma coruja branca, cujo nome também era Coruja. De repente Ben Se senta rapidamente, com um sorriso no rosto. 

Ben: Ok Coruja! O "plano para pular a muralha" de hoje falhou mas o próximo não vai!

Coruja *jogando cartas com um rato*: Huhu. (Tradução: Você é doido)

Ben: Você não tem fé em mim né?

Coruja *ganhou o jogo de cartas e comeu o rato*: Uhuh. (Tradução: Pois é)

Do nada a cela abre. O pai de Ben aparece. 

Ben: Oi Pai! 

Pai do Ben, general Abner: Você tentou de novo... Vamos logo pra casa.

Ben voltou para casa com o pai, com Coruja no ombro. Abner estava frustado. Era a 167° vez só naquela semana! 

Abner: Sabe que vai ter que ver palestras e fazer trabalhos forçados até desistir desse sonho idiota, né?

Ben: Não é um sonho idiota! É o sonho do vovô! Vou cumprir por ele! 

Abner: Seu avô já viu o mundo todo...

Ben: A mais de 100 anos! Pai o mundo mudou! Eu quero ver o quanto!

Abner suspirou Chateado. Essa determinação de Ben era igual a do seu pai. E a culpa desse sonho também era o fato de que o avô fizera um livro falando sobre o mundo de 100 anos atrás. Pra Abner isso era ruim. 

Logo que chegou em casa, Ben Se trancou no quarto, tudo para ler o livro de seu avô e tentar fazer as malas de novo. Abner já sabia que ia dar uma coça no filho mais tarde... 

ALGUM TEMPO DEPOIS...

Ben fora visitar o avô. O velhinho de 112 anos morava numa cabana na parte mais isolada do reino então Ben chegou meio tarde. O velhinho esperava sorridente do lado de fora.

Avô: Chegou tarde. 

Ben: Você que mora longe Vô. 

Avô: É que as pessoas dessa cidade não São inteligentes como eu e você. São uns acomodados sem curiosidade. Vamos entrar.

Os 2 jantaram na cabana enquanto armavam um plano para Ben fugir. E o plano deles era louco a ponto de dar certo....

                       [...]

Ben desceu a picareta sobre uma pedra, estourando-a. 

Ben: Mais uma pedra-balão... Quantas faltam?

Guarda: Eu não sei. Agora volte ao trabalho! 

Ben resmungou. Seu trabalho forçado era se livrar de Pedras-Balões, pedras mágicas feitas de ar e poeira. O guarda que lhe vigiava estava parecendo cansado. Ben sorriu.

 Ben: Tá cansado?

Guarda: Tô.

Do nada uma pedra normal caiu no capacete do soldado. A porrada não foi forte pra matar, só para nocautear ele. Quem tacou a pedra fora Coruja. 

Ben: Boa 

Coruja: Cuhuhb (Tradução: De nada)

Ben pegou uma bolsa que escondia num cantinho da floresta e saiu correndo com Coruja ao seu encalço. A posição do sol indicava que estava na hora. 

PORÇÃO NORTE DA MURALHA

Uma névoa cobria a parte superior da muralha. Os guardas mal enxergavam. De repente, eles ouviram algo: Alguém correndo.

Guarda 1: É o moleque!

Guarda 2: Detenham esse maluco!

Ben corria entre os Guardas, determinado. De repente, uma corda agarrou seu pé. Era seu pai quem puxava.

Abner: FILHO! JÁ CHEGA!

Ben: NUNCA! EU QUERO VER O MUNDO!!!!

Ben se soltou cortando a corda com uma espada curta que carregava. Ele correu até a beira da muralha e parou. Abner e os guardas o cercavam. Ben os olhou e logo depois sorriu.

Ben: Tchau pai. Diz pra mamãe que não vou jantar em casa hoje.

Abner: Filho NÃO!

Ben pulou a muralha antes que alguém pudesse agarra-lo. Abner logo se desesperou ao ver o filho cair. Ele começou a chorar, achando que ele morrera na queda de 50 metros de altura. De repente, ecoou no ar algo:

EU PULEI O MURO....

Abner: Hã...? BEN?!

Ben *lá embaixo, coberto de neve*: EU PULEI O MURO!!!!!!!!!! 

Coruja: HUHUHUHUH!!!!!! (Tradução: O DOIDO QUASE SE MATOU!!!!!!!!!)

O que aconteceu pra ele sobreviver? Ao redor da muralha neva enquanto na parte interna é tropical. A neve se acumulou em montinhos ao redor da muralha e Ben teve a Sorte de cair no maior deles. O jovem parou de berrar, mas suas palavras ecoavam pela muralha e pela parte interna da montanha. 

Ben: Coruja, sabe o que vamos fazer?

Coruja: Cuhuru? (Tradução: Ter uma morte lenta e horrorosa?)

Ben: Vamos ver o mundo! Conhecer pessoas, lugares, comidas novas... Vai ser épico!

Coruja: Huhu... (Tradução: Se for melhor que o começo dessa história...)

Os 2 desceram a montanha, Ben sonhando com aventuras e Coruja muito preocupada. De repente Ben para.

Ben: Er... Pra onde vamos primeiro?

Coruja: Huhu. (Tradução: Ai ai...)

E ASSIM COMEÇA A AVENTURA DOS NOSSOS HERÓIS...

CONTINUA...


Notas Finais


Até o próximo episódio!
Espero que tenham gostado!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...