História O Retorno ao Makai - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Yu Yu Hakusho
Personagens Botan, Kazuma Kuwabara, Keiko Yukimura, Koenma, Kurama Youko, Mestra Genkai, Mukuro, Personagens Originais, Yomi, Yusuke Urameshi
Tags Kurama Youko, Sayuri Yukida, Yu Yu Hakusho
Visualizações 41
Palavras 1.825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 16 - A Batalha Final


Fanfic / Fanfiction O Retorno ao Makai - Capítulo 16 - A Batalha Final

Finalmente chegou o dia de decisão no Makai, a luta final de Yusuke vs Yomi seria hoje no quarto dia de competições. Kurama se sentia um pouco melhor, mesmo que Sayuri não tendo como curar ele de vez; Yukina ajudou com seu poder de cura e Sayuri estava sempre de olho no ferimento e o tempo todo ao lado dele, nem dormia e comia direito sempre atenta a ele e ao seu repouso mas mesmo meio cansada ela iria ver a final e Kurama também, ele não queria deixar ela só no castelo nem ele mesmo ficar naquela situação em que ele se encontrava pois estava preocupado com a segurança de Sayuri no local por conta do que Koenma falou a ele a respeito de Naomi.

Quando amanheceu, todos tomaram o café da manhã juntos menos Sayuri que preparou, levou e tomou o café com Kurama no quarto e eles só falavam da gravidez de Sayuri que havia pego ela de surpresa e ela questionava muito Kurama a respeito, mas porém a conversa mudou de rumo.
— Eu nem conheço sua mãe ainda, como vai aparecer em casa namorando e com um filho?
— Eu tenho certeza que ela vai gostar da ideia, ela sempre quis me ver casado e com filhos.
— Casado?
— Assim que retornarmos ao Ningenkai, nós iremos nos casar. Isto é uma ordem e não um pedido.
— Que raposa mandona. Ainda que fosse um pedido, eu jamais recusaria.
Ele sorriu e eles começaram a se beijar intensamente, Kurama brincava com a língua da moça em sua boca e a mesma dava chupadas na da dele, ela segurou firme na nuca do rapaz por baixo dos longos cabelos vermelhos, arranhou com uma certa força que Kurama gemeu com a ardência durante o beijo e sussurrou sorrindo maliciosamente.
— Pena que temos que ir. 
Ela pausou o beijo e puxou o lábio inferior do rapaz, em seguida selou seus lábios aos dele por um curto espaço de tempo e encostou sua testa na da dele.
— Danadinho, mas é o último dia do torneio.
Ela se levanta e o ajuda a se levantar também segurando em sua mão, ele ainda estava dolorido mas comparado ao dia anterior estava bem. Eles desceram ao encontro do resto do pessoal e todos mostraram preocupação com o rapaz.
— Kurama! Como está?
— Oi Kuwabara, bom dia. Eu estou um pouco melhor.
— Que susto você deu ontem rapaz, por que não se transformou e não acabou com o Yomi?
Pergunta Yusuke e Kurama sorriu, fechando os olhos por um curto período.
— Acredite que o troco que eu dei em Yomi foi bem mais dolorido do que a surra que ele me deu.
— Pode explicar ou tá difícil?
— Calma Kuwabara... — Sayuri sorriu e prosseguiu — É que Kurama falou a ele no meio da batalha que estou grávida e vamos ter um filho ou filha.
— Ahhh... Parabéns! Mas você é muito louco Kurama, ele podia ter te matado.
— Que nada.
Yusuke correu até  a irmã após ouvir o que ela disse e a abraçou forte porém com cuidado por conta barriga e em seguida beijou sua testa, segurando em seu rosto e olhando para seus olhos castanhos. Olhando com serenidade aquela bela face feminina que se parecia muito com ele.
— Minha irmãzinha, nos conhecemos em meio a tanta turbulência que nem tivemos tempo de curtir juntos e agora você vai me dar um sobrinho. Quero que seja muito feliz.
— Obrigada meu irmão, eu te amo.
— Tem mais!
Afirma Kurama.
— O quê?
— Sayuri e eu casaremos quando retornamos ao Ningenkai.
— Vou ser o padrinho!
Diz Kuwabara e todos começam a rir porém chega Keiko, Botan, Yukina, Genkai e Shizuka elas estavam se arrumando para sair.
— O que foi?
Pergunta Shizuka já acendendo um cigarro logo cedo.
— Yukina, bom dia! — Corre Kuwabara até a namorada e depois de bejá-la olha para Shizuka — Kurama e Sayuri vão ter um filho e vão se casar.
— Que bonito! — Comenta Yukina — Eu desejo tudo de bom para vocês.
Genkai, Botan, Shizuka e Keiko parabenizam o casal também porém Keiko começa falar um pouco mais alto.
— Esses dois não são os únicos que vão ser pais.
— H-hein? 
— Nada de 'hein' Yusuke, estou grávida também!
— Seu danado!
Comenta Kuwabara e ele corre para abraçar Keiko feliz da vida com a notícia e todos fazem o mesmo e começam a conversar a respeito da gravidez das moças e um possível casamento duplo, Koenma chega pegando o bonde andando após dormir tanto e após tomar ciência do assunto entra no embalo mas depois de um tempo para de falar sobre e alerta que já está na hora de retornar ao estádio eles concordam e saem todos.
                                                                                                                               -----
Foram rapidinho e quando estavam chegando deram de cara com Yomi e Shura que chegou um pouco antes deles, quase no mesmo instante. Yomi cumprimentou apenas a Yusuke e encarou Sayuri por alguns instantes mas a moça disfarçou, Kurama percebeu mas nada disse. Após isto, ele entrou com Shura no estádio, ele estava bastante irritado ainda e por isso ignorou totalmente o resto do pessoal mesmo que ninguém tivesse algo a ver entre o 'triângulo amoroso' mas ele pretendia falar com Sayuri só não quis demonstrar muito aquilo.
— Eu hein, que cara sinistro esse aí!
Todos riram com o comentário de Kuwabara menos Sayuri e Kurama, eles entraram e já se instalaram em seus lugares nas arquibancadas. O estádio estava mais cheio do que nos últimos dias mas era óbvio o porque disto. Não demorou muito para Koto começar a anunciar a chegada dos competidores no estádio e também para que eles se dirigissem a arena que iriam lutar e desta vez não era nem na pantanosa tampouco na desértica, era um lugar isolado no meio do nada bem parecido onde Yusuke derrotou Sensui no passado quando ressuscitou como descendente do clã maligno. Keiko se sentou junto a cunhada e as duas deram as mãos, estavam ansiosas e aflitas. Kurama tinha ido conversar com Hiei que acabara de chegar com Mukuro.
— Como você está?
— Estou melhorando.
— Aquele imbecil quase acabou com a sua raça. 
— Pois é, mas não é disto eu que vim falar com você, Hiei.
—  O que você quer?
— Aquele youkai Hideki... descobrimos uma cúmplice dele em Raizen.
— Já ouvi falar mas não sei quem é, deve ser a mulher que o ajudou a fugir de onde estava preso.
— É bem possível, mas por conta disso Raizen não é seguro. Ela tenta por ele lá dentro.
— E por que não deram cabo na vadia?
— Com este torneio não daria agora, só após o término hoje e eu mal posso esperar para isto mas na verdade eu preciso de um favor seu.
— Diga.
— Quero que você cheque as redondezas de Raizen, pelo menos por enquanto até eu me recuperar.
— Tudo bem, assim fujo do estresse chamado Mukuro.
— O que há entre vocês?
— Relação conturbada da porra.
Kurama riu.
— Se acalme koorime, dá jeito nela. Isso vai dar casamento entre vocês.
Diz Kurama com o aborrecimento do amigo.
— Hunf.
Eles olham pro telão após a conversa ser cortada por Koto que anunciara o início da luta.
                                                                                                                         ----
Os adversários já estão em posição e assim que dá a partida, Yusuke avança contra Yomi e começa a lutar corpo a corpo desferindo no youkai vários golpes de vez mas nenhum surte efeito: Yomi desvia com maestria e acerta Yusuke com uma bola de energia e o rapaz cai no chão.
— Lembre-se de nossa última batalha.
— Ah, eu to meio sem paciência hoje!
Yusuke elevou sua energia se transformando em youkai e apontou seu dedo indicador para Yomi mirando no mesmo e elevou sua energia para o dedo disparando seu Leigan bem mais poderoso e potente que o normal, mas Yomi desvia e assim Yusuke continua a atirar o oponente desviar diversas vezes. O rapaz então se irrita e lança o Shokan mas o youkai se protege em um campo de força e desmancha logo em seguida se irritando cada vez mais com aquilo e lança diversas bolas de energia de uma só vez no rapaz que cai para trás já ferido, as marcas de seu corpo começam a sumir e ele se levanta avançando mais uma vez e consegui atingir Yomi no estômago porém o mesmo dá um chute no pescoço de Yusuke e ele cai no chão dando um grito de dor mas por sorte não quebrou o mesmo, no outro lado Keiko e Sayuri apertam a mão uma da outra e Keiko leva a mão até a boca bastante aflita. Yomi levanta Yusuke pelo o pescoço e começa a disparar mais golpes lançando o rapaz a metros de distância que cai desacordado. No alto falante é anunciada a vitória de Yomi, o novo rei e não apenas de seu fortaleza. Vitorioso, ele caminha até Yusuke e o ajuda a levantar e o mesmo começa  a falar dormindo.
— Eu perdi mas foi uma boa luta... hummm... depois vai ter revanche, tio.
Yomi ri e sai carregando o rapaz, quando chega no estádio Koto o chama anunciando o novo rei, Yusuke vai para a enfermaria e Sayuri e Keiko acompanham. Kurama olha a cena de Yomi no palco totalmente indignado já do outro lado Shura vibrava e comemorava com a vitória do pai, Yomi pegou o microfone e começou a falar.
— Estou muito contente com a vitória e satisfeito, foi um torneio bastante justo. Não é mistério para ninguém que eu sempre quis dominar os três mundos, quem sabe num futuro não tão distante? Mas por enquanto eu apenas me preoucuparei com todo o Makai em si, muito obrigado.
Todos começaram a aplaudir com excessão de Kurama e o resto da turma. Na enfermaria, as enfermeiras diziam que Yusuke estava bem e iria se recuperar logo e aquilo deixava as duas aliviadas. Ela saiu para encontrar com Kurama que ainda conversava com Hiei mas esbarrou com Yomi no caminho.
— Está me evitando tanto.
— O que você esperava, hein? O que você quer?
— É verdade o que Kurama falou?
— Não responda minhas perguntas com outra pergunta.
— Perdão. Eu só quero saber como você está e se é verdade que está esperando um filho dele.
— Kurama não mentiria, estou grávida sim. E embora você tenha sido extremamente violento com o meu irmão, parabéns pela a vitória.
— Foi necessário, não fique com raiva de mim.
— Certo, agora se me der licença.
Yomi puxa Sayuri pelo o braço com força e seus olhares se cruzam, ele aproxima seu rosto do da moça lentamente olhando em seus olhos.
— Por que não larga aquela raposa e governa o Makai comigo?
— Que droga de pergunta é esta? Jamais vou deixar o Kurama ainda mais por você.
— Posso fazer muda-la de ideia.
Yomi a beija outra vez puxando a nuca da moça e penetrando sua língua em sua doce e delicada boca, Sayuri resiste e o empurra.
— Me deixa em paz!
Kurama chega na hora assim que Sayuri gritou.
— O que aconteceu? Yomi?!
— Ele me beijou, de novo.
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...