História O romance de Foxy x Bonnie - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Springtrap, Toy Bonnie
Tags Fnaf, Fonnie, Romance, Yaoi
Visualizações 85
Palavras 2.470
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Mutilação, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olha só, desta vez postei rapidinho... Mas não se acostumem :P
Bom time, estou com umas ideias ai, mas irei contar nas notas finais, então...
Boa leitura ♥

Capítulo 15 - Arrependimentos


Fanfic / Fanfiction O romance de Foxy x Bonnie - Capítulo 15 - Arrependimentos

Bonnie acordou feliz. Sentia os braços do namorado em sua cintura, e seu corpo colado no dele. Viu que o ruivo continuava dormindo, então decidiu ir tomar banho.

Foxy acordou alguns minutos depois, e percebeu que o arroxeado não estava na cama. Levantou ainda um pouco sonolento, e conseguiu escutar o namorado cantando dentro do banheiro. Ele cantava uma música que o pirata cantava para alegrar as crianças antigamente. Foxy ouvia a voz de Bonnie e automaticamente lembrava-se de quando o menor tocava no palco da pizzaria antiga, e até cantava às vezes. Para o ruivo, aquela voz era a mais doce, suave e linda que ele já ouvira. E realmente, o arroxeado cantava muito bem, às vezes até melhor que Freddy. Quando percebeu, Bonnie já estava quase na porta do banheiro. Deitou-se rapidamente, com os olhos fechados, fingindo que estava dormindo.

O arroxeado abriu a porta devagar, para não acordar Foxy, que parecia dormir tranquilamente. Ele estava com uma toalha amarrada na cintura, e mais nada. O pirata semicerrou os olhos para ver seu namorado, que estava no guarda-roupa pegando roupas para ele se trocar, bem na frente do ruivo. Foxy ficou com o rosto vermelho, mas não se deu o luxo de esconder, já que Bonnie estava de costas para ele. A pele do arroxeado era muito branca, e o que mais destacava ali, era as mordidas do ruivo em seu pescoço, que pareciam ter sido feitas por um animal selvagem.

- Vai vestir aquele pijama que eu gostei? – O ruivo perguntou, fazendo Bonnie paralisar e ficar vermelho. – Não precisa ficar com vergonha coelhinho.

- Foxyzinho... Feche os olhos, por favor. – Respondeu o arroxeado, com a voz baixa.

Então o pirata o fez. Ouviu o guarda-roupa abrindo e fechando, depois sentiu Bonnie chegar perto dele, subir na cama e sentar ajoelhado em suas coxas. O pirata abriu os olhos e ficou mais corado que nunca. Viu o namorado bem perto do seu rosto, corado e com a camiseta que Foxy o obrigou a comprar. Era bem maior que ele, ficava como um vestido. Os dois ficaram se olhando, com seus rostos vermelhos, por alguns segundos, até o arroxeado aproximar mais um pouco seu rosto, beijando o ruivo. Ficaram assim por alguns minutos, sempre pausando um beijo do outro para poderem respirar. Então Bonnie começou a tirar a camiseta do namorado enquanto o beijava, e aquilo surpreendeu Foxy, já que o arroxeado nunca foi assim. Quando Bonnie conseguiu tirar a camiseta do namorado, o mesmo inverteu o jogo, deixando o arroxeado embaixo. O pirata começou a beijar o pescoço do namorado, enquanto passava a mão em sua coxa. Depois de alguns segundos, Foxy percebeu que o arroxeado só estava com aquela camiseta e uma cueca box, e quando percebeu, o rosto de Bonnie ficou mais vermelho que nunca. Eles pararam o beijo, olharam um para o outro, e o ruivo perguntou primeiro.

- Você... Quer...

- Sim. – O arroxeado respondeu rápido e confiante, interrompendo a pergunta do pirata. – Sempre quis fazer isso com você...

Foxy ficou feliz com aquela resposta do namorado, e também não esperava ela. Voltou a beija-lo, retirando toda a roupa de Bonnie. Começou a beijar seu corpo, descendo devagar, enquanto o arroxeado gemia baixo.

E vocês acham que ninguém atrapalhou dessa vez? Errado.

- Bonnie! Foxy! – Escutou alguém gritando na porta do quarto, enquanto batia nela desesperadamente. – Venham nos ajudar a empacotar as coisas!

O ruivo queria matar o Freddy. Quando estava prestes a dar um soco na parede, Bonnie puxou seu rosto e o beijou.

- Eu prometo que da próxima vez, ninguém ira nos atrapalhar. – Disse o arroxeado, enquanto passava a mão no rosto do namorado. – Mas por enquanto, vamos deixar isso de lado.

- Tudo bem coelhinho. – Respondeu o namorado, dando um sorriso. – Vou me trocar e... Sugiro que faça o mesmo.

Quando Bonnie se lembrou de que estava sem roupa, ficou vermelho igual a um tomate e puxou as cobertas, se cobrindo por inteiro.

O pirata riu daquela cena, depois pegou sua camiseta e foi para o banheiro tomar banho. Quando voltou para o quarto, o arroxeado não estava mais lá. E é claro que ele foi atrás dele, imaginando que o mesmo estava ajudando o pessoal a empacotar as coisas.

Quando o ruivo saiu do quarto, ouviu Bonnie chorando, e se desesperou. Saiu correndo igual um louco em direção ao choro do namorado. Quando chegou ao salão de festas, viu ele ajoelhado no chão, com todos em volta, e Mangle ao seu lado, tentando acalmá-lo. Freddy, Golden e Puppet conversavam um pouco afastados, mas Foxy não deu a mínima para aquilo, apenas correu em direção ao arroxeado, e o abraçou. Enquanto Bonnie estava com a cabeça em seu peito, chorando e soluçando sem parar, o pirata olhava para uma janela atrás do namorado, que estava quebrada e com um buraco nela, como se alguém tivesse jogado uma pedra. E parecia que foi isso que aconteceu, pois havia uma pedra no chão, não muito pequena, mas também não muito grande. O ruivo então olhou para os três que estavam conversando um pouco afastados dali, e eles o olharam de volta, com um semblante de preocupação. Foxy não entendia nada que estava acontecendo, e aquilo só o provocava mais e mais medo. Afastou seu corpo do namorado e, segurando em seu queixo, puxou seu rosto para cima. Bonnie agora o olhava com seus olhos brilhando e mais vermelhos que nunca, por causa das lágrimas que saíam sem parar. Aquela cena doía o coração do ruivo, e não era pouco. Enxugou as lágrimas do arroxeado e o levou para o quarto, o carregando com cuidado, enquanto o mesmo chorava e soluçava encolhido no peito do namorado. Quando chegou ao quarto, fechou a porta com um chute e colocou Bonnie na cama devagar, deitando com ele. O namorado o abraçou forte e se encolheu, enquanto continuava chorando. Foxy achou melhor não perguntar o motivo de tudo aquilo, decidiu ir conversar com Puppet ou Golden depois, pois Freddy sempre falava coisas que não tinha nada a ver com o ocorrido.

O ruivo ficou deitado com o arroxeado até ele parar de chorar e conseguir pegar no sono, e isso demorou horas. Foxy ficou fazendo carinho em seu cabelo, mas nenhum dos dois disse uma só palavra, já que Bonnie não conseguia falar daquele jeito e o pirata estava preocupado com o namorado. Depois que Bonnie dormiu, Foxy tirou os braços do arroxeado de seu peito e saiu devagar da cama, para não acordá-lo. Abriu e fechou a porta com muito cuidado, depois andou depressa até a sala de Golden. Puppet estava lá com Freddy, e eles ainda conversavam sobre o ocorrido. O ruivo nem bateu na porta, entrou rápido, já querendo matar quem fez aquilo com o namorado.

- O que aconteceu ali?! – Perguntou Foxy, enquanto todos o encaravam.

- Foxy, se acalme... – Golden tentou acalmá-lo, mas falhou.

- Me acalmar?! – Foxy o olhava com ódio. – Vocês viram como ele estava?! Ficou horas chorando, e conseguiu dormir em paz só agora. – Seu semblante de ódio sumiu, e só era possível ver tristeza em seu olhar. – Chegou uma hora que ele não conseguia mais chorar, estava tremendo e doente. Ele continuou soluçando mesmo dormindo... – Então, sua raiva voltou outra vez – E vocês acham que eu vou ficar calmo?!

- Foxy, sente e se acalme. – Puppet puxou uma cadeira para o ruivo. – Não saberá de nada se continuar desse jeito conosco, sendo que não temos nada a ver com o ocorrido.

- Tudo bem, Me desculpe, eu só estou... Nervoso. – Disse o ruivo, se sentando e colocando a mão no rosto.

- Tudo bem, eu também ficaria se algo assim acontecesse com quem eu amo. – Lógico que Golden se referia a Spring.

- Então... Foi assim. – Puppet se sentou em outra cadeira, do lado de Foxy. – Bonnie apareceu para nos ajudar a empacotar as coisas, pois a reforma na outra pizzaria já está quase terminando. Ouvimos um barulho de vidro quebrando no salão principal, então corremos para ver o que era. Quando chegamos, Bonnie já estava ajoelhado no chão, chorando e com um papel na mão. Golden tentou pegar o papel, mas ele não deixou, e disse que só iria deixar você ler. – A marionete colocou a mão nos ombros do ruivo. – Deixe-o descansar Foxy... E não fale sobre o papel, o deixe decidir quando é a hora certa para aquilo.

- Tudo bem, farei isso. – respondeu o pirata. – Obrigado por me ajudarem.

Todos sorriram e Foxy saiu da sala, indo em direção ao seu quarto. Queria apenas ficar com o namorado o dia inteiro, e cuidar dele até ele ficar melhor. Quando estava voltando, Mangle abriu a porta do seu quarto e puxou o ruivo para dentro.

- Eu tenho uma coisa muito importante para contar. – Ela disse para Foxy. – Eu sei quem atirou a pedra com o bilhete.

- Sério?! – O pirata se exaltou, queria muito saber quem foi e dar o troco.

- Sim... Foram os garoto daquela noite... – Ela disse no ouvido do ruivo.

E então ele se enfureceu. Seus olhos abriram e sua pupila diminuiu, como um risco em um globo dourado.

- Aqueles malditos! – Ele gritou, indo para porta com mais ódio que nunca.

- Capitão! – Ela disse, segurando seu casaco. – Não vá fazer nada sem pensar, por favor...

- Tudo bem raposinha. – Bagunçou o cabelo de Mangle. – Obrigado. Vou voltar para meu quarto... Se precisar de algo, estarei sempre aqui.

- Tudo bem. – Ela o abraçou, depois ele saiu do quarto.

Entrou em seu quarto, e viu que Bonnie tinha acordado. Quando abriu mais a porta, o arroxeado olhou para a porta rapidamente, e viu que era seu namorado. Levantou da cama, correu e o abraçou bem forte.

- Eu te amo. – O arroxeado continuava triste e com medo, mas amou o jeito que o namorado ficou preocupado e cuidou dele. – Obrigado por cuidar de mim capitão.

- Eu também te amo meu coelhinho, e eu sempre vou cuidar de você. – Fechou a porta, pegou o namorado no colo e colocou na cama novamente.

Os dois deitaram e ficaram juntos o dia inteiro, abraçados embaixo das cobertas, já que estava muito frio, e continuava nevando lá fora.

Quando chegou a noite, o ruivo escutou alguém abrindo e fechando a porta do quarto. Assustado, forçou a vista para tentar enxergar quem havia entrado no quarto, pois estava muito escuro. Percebeu que era Mangle, já que seu cabelo branco se destacava no escuro. Ele se livrou dos braços do namorado e levantou da cama.

- Mangle, o que esta fazendo aqui? – Perguntou o ruivo, sem entender nada.

- Eu os vi Foxy... Os garotos. – Ela disse, com um tom de medo na voz.

Foxy ficou morrendo de raiva, e decidiu resolver isso de uma vez por todas.

- Tudo bem, fique aqui com Bonnie, eu vou resolver isso. – O pirata já estava saindo pela porta, quando Mangle o advertiu.

- Por favor, não faça nada sem pensar.

- Eu vou avisar os outros, fique tranquila.

Então ele saiu do quarto e foi até o do Puppet, entrando sem bater na porta. O viu dormindo com Balloon. Cutucou seu braço até ele acordar.

- Foxy? O que foi? – Ele perguntou ainda um pouco sonolento.

- Invadiram a pizzaria. A mangle disse que foram os garotos que jogaram a pedra e que... Fizeram aquilo com Bonnie.

Puppet então se levantou com cuidado para não acordar o menor, e os dois foram avisar Golden. Com cuidado, foram até seu quarto, onde estava dormindo tranquilamente. Os dois o acordaram e contaram toda a situação. Golden, que sempre decidia pelo grupo, achou melhor assustá-los de lá, assim não voltariam mais a perturbar eles. E é claro que os outros dois amaram a ideia.

Então, eles saíram devagar e em silêncio até o salão de festas. Espiaram pela porta, e lá estavam os adolescentes. Havia cinco agora, e estavam procurando algo, talvez o quarto de Bonnie, pois apontavam a lanterna para cada porta que viam, abriam e espiavam.

- Maldito coelho, aonde será que ele esta? – Disse um dos adolescentes. Foxy não se lembrava dele naquele dia.

- Eu não sei, mas eu prefiro acabar com aquela raposa. – O outro adolescente o ruivo reconheceu.

- Prefere pegar a raposa a aquele coelhinho? Duvido. – Esse parecia ser o mais velho. – Você viu aquele corpinho delicado? Mal vejo a hora para pegar nele de novo.

O pirata não gostou nem um pouco de ouvir isso. Os dois amigos precisaram segurar ele, para que não avançasse naqueles garotos.

Então, os três pensaram em uma estratégia para pegá-los de jeito. Primeiro Foxy iria aparecer e “conversar” (Porque sabemos que ele não vai conseguir conversar normalmente com eles, que querem...), depois Golden iria fazer algo que ele não nos contou, e por fim, Puppet iria parecer atrás dos jovens. A marionete com certeza daria mais medo neles do que o urso ou o ruivo, pois tinha dois metros ou mais de altura, além de sua pele pálida.

Então assim foi feito. Foxy correu para o salão, Puppet pegou outro corredor, ainda na sala dos quartos, e Golden foi para algum lugar que o ruivo não sabia aonde ia dar. O pirata espiou pela fresta da porta, e viu os adolescentes ainda longe de onde ele estava. Estavam encima das mesas do salão, com as suas lanternas apontadas para o palco. Foxy correu encima de outro palco, este menor, igual ao da pirate cove, e gritou para eles. O olharam rápido, apontando todas as lanternas em sua direção.

- Foi ele! – Um dos adolescentes gritou, apontando para o ruivo. – Ele me cortou com o gancho!

- Eu sugiro que vocês saiam daqui agora! – O pirata também precisava gritar, pois eles estavam muito longe. – Ou vamos ter que acabar com vocês cinco!

-Você vai pagar pelo o que fez comigo! – Ele tinha uma cicatriz muito grande na cara.

Nessa hora, Golden fechou todas as cortinas, deixando o locar totalmente escuro. Apenas se via as lanternas brilhando e apontando para eles próprios, na intensão de ver se os amigos estavam bem. Quando voltaram a apontar para o mini palco, Foxy já não estava mais lá. Os adolescentes entraram em desespero, e começaram a apontar as lanternas para todos os lados.

E foi ai que Golden apareceu. Ligou as luzes novamente, só que agora Puppet e o ruivo estavam perto dos garotos. Eles entraram em choque ao ver Puppet, que era o bem maior que eles, e Foxy, mostrando suas presas e seu gancho. Correram desesperados para a janela que eles quebraram para entrar.

Eles viraram de costas para os jovens, que corriam desesperadamente, e começaram a rir. Foi quando ouviram um barulho muito alto.

“Não deveríamos ter feito isso, deveríamos ter matado aqueles malditos...” – Pensou Puppet.


Notas Finais


Desculpa, não revisei... Estava com pressa ;-;

VAMOS AO QUE INTERESSA:
Tenho ideias... Eu sei que vocês amam quando eu falo que tenho ideias ♥
- Mentira, quando você fala que tem ideias, sempre são uma merda...
Mas não dessa vez... Dessa vez será diferente (Eu acho ;-;).
Eu estava aqui pensando e... POW! Quase 50 favoritos!!!!
Aeeeeee!!!!!
Falta exatamente 1 para completarmos, e que esse anjo caia do céu logo ♥
Bom... Estava aqui pensando, e... Eu não conheço vocês. Sério, não conheço nem um pouco vocês.
Pensei em criar um grupo no whats, assim a gente pode ficar conversando o dia inteiro, matar a saudade da fic... Me conhecer melhor... Conhecer outras pessoas :P e até tirar aquele tédio.
Claro, se vocês quiserem... Então eu irei dar uma meta aqui: 10 pessoas no mínimo, digam que querem participar, e eu enviarei uma mensagem no privado, perguntando seu número. Só diga: Hey, Bonnie, Quero entrar nessa poha!!! E eu vou mandar a mensagem para você.
Se tiver menos de 10, talvez eu crie, mas não tenho certeza...
Espero que tenham gostado da ideia ♥
Beijos e Tchau!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...