História O roubador de sorrisos -Jikook - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook
Exibições 52
Palavras 884
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olha só quem voltou??? Eu merma! Só não me matem pq eu parei na melhor parte ;-; Mas calmem os coraçoes!
Já vou dizendo que eu não sou a melhor pessoa para escrever este tipo de coisa, então se ficar uma merda podem me apedrejar a vontade, até pq eu concordo, por isso mesmo que parei na parte do rala coxa. Pois tenho que ter tempo e espaço para pensar. Era isso, espero que gostem!

Capítulo 14 - Just shut up and love me


Fanfic / Fanfiction O roubador de sorrisos -Jikook - Capítulo 14 - Just shut up and love me

Ver Jungkook completamente indefeso doeu o peito do ruivo. Ele queria protege-lo de todo o mal que existisse. E quando ele correu para fora da sala completamente perdido, teve que segui-lo.

O garoto corria tão rápido que Jimin mal conseguia acompanha-lo. Mas ao alcançar o moreno o segurou pela mão o puxando para um abraço. O ruivo sentia o leve cheiro de Jungkook entrando em suas narinas o deixando anestesiado. O moreno queria se afastar do mais baixo mas não conseguia, pois Jimin o segurava fortemente entre os braços. –Por favor... Kookie. –exclamou Jimin. –Me deixa te proteger! –O ruivo aprofundou o rosto no peito do mais novo.

Jungkook até então não sabia como reagir, queria sair dali, mas ele sabia que o seu único lugar aonde pudesse se proteger era ali. Ele podia contar com o ruivo, e sabia muito bem, mas por tantos medos queria se manter afastado. Tudo o fazia ter tanta negatividade. Queria poder fugir para bem longe sem se importar. Queria espaço e tempo para pensar no que realmente queria. Estava tão confuso, tudo era tão confuso e novo para ele.

 O ruivo levantou a cabeça a fim de encarar Jungkook que estava com os olhos em um risco. Aproximaram-se selando os lábios nos dele. Começando um leve beijo. O ruivo parou.  -Vamos sair daqui. –disse e pegou na mão de Jungkook.

Os dois garotos corriam pelos corredores sem olhar para trás. Não diziam uma palavra se quer. Quando percebeu estavam na casa de Jimin, sentado no sofá. O ruivo estava na cozinha preparando algo para eles comerem e voltou com um prato com biscoitos e leite. Os colocou sobre a mesa e sorriu para o moreno, que se sentou ao seu lado.

Pegou o copo de leite que o ruivo lhe ofereceu e deu um gole largando o copo sobre a mesa.

-Sobre o que aconteceu... Hoje cedo. –Jimin começou. –Eu quero que você finja que nada aconteceu. –O olhou incrédulo e se levantou. –Como quer que eu finja uma coisa dessas? Eu passei a maior vergonha na frente de TRINTA alunos! E você quer que eu finja?! –O moreno perguntou completamente irritado. Como ele podia pedir isso? Fingir? Pff! O que será que as pessoas irão pensar? –Se acalma, Jungkook! Eu só quero que você mantenha calma para que possamos pensar em algo para podermos fazer para que todos esqueçam! –Suspirou. –Eu só tenho que pensar. –Mais um suspiro.

–Pensar no que Jimin? Eu nem sem mais no que pensar! Tudo gira na minha cabeça e estou mais perdido que cego em tiroteio! Se seus pensamentos for para trazerem mais problemas para mim então é melhor nem pensar. –Disse e sentou novamente no sofá.

-O que te deixa confuso? –Jimin perguntou o observando nos mínimos detalhes. Jungkook fechou os olhos e respirou fundo. –Você. –Respondeu. –Eu? –O ruivo perguntou confuso. –Sim, você! Eu nem sei se isso é certo. –Disse sem abrir os olhos. –O que é certo para você? –Jimin perguntou incrédulo. –Ficar sentado esperando por uma facada enquanto pode se defender? Jungkook, você devia se manter forte. Ou pelo menos tente! Você não sabe o quanto me dói ver os outros falando coisas horríveis sobre você, sem ao menos o conhecer! –

-Podemos não nos conhecer a anos. Mas eu sei que o que eu sinto por você é real. Quero que entenda que eu não vou estar aqui para sempre. –O ruivo se esparramou sobre o sofá fechando os olhos.

O moreno abriu os olhos lentamente e olhou para o lado encarando o rosto sereno de Jimin. Tudo que o Jimin havia falado era jogado em sua cara. Qual o motivo de tanto medo? Afinal, o que Jungkook tinha a perder? Devia aproveitar os momentos que nunca havia vivenciado, mas não, prefere apenas correr contra. Tinha tantas coisas que queria fazer e que devem ser feitas.

 Ele não estaria ao seu lado para sempre. Teria que enfrentar as coisas como elas são. Ficar se escondendo nos cantos igual a uma criatura não o deixaria forte.

Ninguém nunca havia o confortado da forma que Jimin fez. Tiveram seus problemas? Tiveram, mas logo se resolveram. O ruivo disse tudo o que tinha que ser dito. Ficar ao lado do ruivo era o seu maior e único refúgio. Ah quer saber? Que se dane! Mais uma vez!

O olhou mais uma vez e se aproximou lentamente. Ajeitou-se sobre o sofá, suspirou e se aproximou selando seus lábios nos de Jimin. De começo o ruivo estranhou e recuou, mas logo voltou á tona retribuindo o beijo, calmamente, suas línguas lutavam para ver quem dominaria.

Para Jungkook o sentimento era incrível, algo que nunca esqueceria e recordaria em sua memoria fresca. Procurou por mais contato, passando as mãos sobre os pequenos braços de Jimin, o mais baixo entendeu o recado e ficou sobre Jungkook. Separaram-se por falta de ar, entreolharam-se e sorriram. Jimim beijou a testa de Jungkook e assim fez uma trilha até o pescoço do garoto e recebeu um gemido abafado, sorriu e continuou até chegar na clavícula marcada, deu uma mordida forte e logo beijou o lugar marcado.

O corpo de Jungkook reagia com arrepios constantes, o que o fazia ter uma sensação prazerosa.

Cada vez seu corpo ficava mais quente

Mais ofegante

E mais necessitado...

                                                                       CONTINUA..



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...