História O Rumo De Um Fracassado. - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Exibições 251
Palavras 1.168
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Ecchi, Fantasia, Harem, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem! :D

Capítulo 6 - O Enigma.


Fanfic / Fanfiction O Rumo De Um Fracassado. - Capítulo 6 - O Enigma.

Os cabelos loiros e vermelhos caíam sobre o piso amarelado e velho daquela casa, Naruto passava a Kunai de lado com muito cuidado de modo que a navalha desfiasse fio por fio.

-Mais ou menos...-Ele dizia para si mesmo enquanto se olhava no reflexo daquele longo espelho. Seus cabelos voltaram ao normal de quatro anos atrás, cobrindo um pouco mais a parte da orelha.

-Uzu-uzumaki Naruto, pode entrar.-O chunin quase engasgava ao falar, e Naruto não deixou de perceber que sua mão recostada na maçaneta daquela porta tremia.

Ele adentrava aquela sala se deparando com uma mulher loira, seus olhos foram direto para os seios fartos de primeiro momento, mas achou melhor disfarçar, afinal, aquela era a Hokage.

-Se aproxime.-Ela dizia com firmeza na voz.

O loiro dava cerca de dois passos até ficar encostado no balcão que cercava a mulher. Mulher essa que elevara a mão até o peitoral do garoto, e ao sibilar algumas palavras um fluxo de chakra vermelho era desencadeado e sumia de forma circular ao entrar em contato com o corpo de Naruto.

-O qu..-No mesmo momento em que ele ia indagar algo, seu estômago fora tomado de uma dor profunda, tal dor que fizera ele perder as forças e cair de bunda no chão, com as mãos apertando a barriga. Ele ouvia a voz de Kurama sussurrar algo.

-Isso é um selo que contém o monstro dentro de você, se ela se descontrolar, isso vai segura-la...-Enquanto ela falava, o loiro gemia de dor.-Desculpe mas é necessário.

-Kurama... Você tá bem?-Ele dizia em pensamento.

-S-sim, mas agora só consigo passar um terço do meu chakra pra você. Esse selo bloqueia nossa ligação.

-Ótimo.

Ele fechava os olhos e por um momento todos dentro daquela sala se extasiaram, esperando alguma ação de Naruto, o Chunin que ficava na porta agora tremia todo o corpo, um Jounin que estava ao lado de Tsunade retirava lentamente uma Kunai da bolsa ninja pendurada na cintura.

-Desculpada.

O garoto se levantava como se nada tivesse acontecido, direcionando seus olhos frios para a mulher.

-Isso é um selamento de rank S, como ele pode reagir tão bem?-Ela devaneava enquanto o olhava perplexa.

-Muito bem...-Retomou o ar.-Espero que cumpra seu deveres.-Ela o olhava diretamente nos olhos.-Pode se retirar.

Girou seu corpo em torno de si, encarou o Chunin por uns dois segundos e com um sorriso mental ia se retirando enquanto saboreava o medo do Shinobi a sua frente.

Pela primeira vez em anos ele podia sentir aquele ar puro, não apenas ouvir mas também observar os passarinhos que ali sobrevoavam as árvores.

-Na-Naruto?-Uma voz assustada se pronunciava nas costas do Uzumaki.

Ele olhava com apenas a parte direita de sua face, observando uma rosada que agora tanto seu tamanho quanto seus cabelos haviam crescido. Ela não tinha mais ações, pois observava um loiro que não demonstrava nenhum tipo de emoção em sua fisionomia, até corou por um momento.

Ele apenas retomou a posição de sua cabeça, e continuou seu trajeto de antes.

Naruto notava que alguns moradores o reconheciam e tomavam distância no mesmo momento, outros já nem notavam sua presença, afinal, ele estava muito diferente de quando era criança.

-Deve ser aqui...-Olhou para uma casa relativamente grande, retirou as chaves de suas vestes velhas e destrancou aquela porta grande de madeira.

Viu que era uma casa comum ao adentrar, com cozinha, sala, banheiro, quarto, e até mesmo um de hóspedes, encima da bancada da cozinha havia um pequeno bilhete.

“No monumento dos Kages as 20:30.”

****

Alguns civis mais trabalhadores saíam agora de seus trabalhos, a cidade estava toda acesa e agora os mais jovens se divertiam pelo começo da noite.

Naruto acabava de subir o último degrau, pisando naquele solo rochoso depois de meia hora na subida. Ele olhava para todos os lados procurando qualquer ser, mas nada encontrou, o que lhe chamou a atenção era uma silhueta de algo que estava longe, ao se aproximar se deparou com uma maleta encima de algumas vestes dobradas.

Com a parcela de poder que Kurama ainda lhe proporcionava, tentou sentir energias negativas daquilo, mas nada sentiu.

Click

A maleta era aberta e de imediato e por conta própria, uma espada “saltava” do lugar caindo exatamente na mão direita do loiro.

-O quê?-Aquilo fora irreal, o garoto nunca havia visto um objeto agir por conta própria.

Com a mão livre ele tentara desembainhar a lâmina, mas sem sucesso. Ele puxava com toda a sua força e mesmo assim a capa aparentemente de ferro da lâmina parecia estar soldada com puro chakra em seu cabo. Desistindo ele continuou a segura-la, examinou dentro da maleta para ver se não havia deixado nada para trás e logo depois pegou a veste que se encontrava embaixo daquilo.

-Um manto..-Pensou ao ver aquela longa “capa” negra com apenas alguns detalhes vermelhos em sua borda, a prendeu em seus ombros e viu que não havia ficado mal.

Ao olhar para o chão, um papel que antes não estava ali chamava a atenção do loiro.

No mais pesar, o poder por si só se libertará. O Sol ira te encobrir e o selo por completo se abrir.”

Ele havia lido e relido aquelas pequenas palavras, e tentava entender o significado daquilo, mesmo sem fazer sentido algum. Guardou o bilhete em seu novo manto.

Ficou mais um tempo por ali para ver se alguém aparecia e nada.

-Essa espada...

De repente em um piscar de olhos ele se via em seu próprio interior, naquele imensidão branco.

-Conhece ela?-Naruto indagou, elevando a lâmina.

Kurama ficou fitando aquele objeto fixamente por pelo menos uns três minutos, como se aquilo fosse algum enigma.-Nunca vi uma dessa.-Falou sem tirar os olhos da lâmina.-Mas isso deixa meu chakra agitado.

Naruto novamente tentava retirar de sua bainha, mas aquilo parecia fazer parte do cabo, era praticamente impossível, por mais que ele usasse toda sua força a bainha continuava lá.

Ele voltava para sua consciência normal, onde ainda se encontrava no monumento. Reparou que atrás de seu manto, um pouco abaixo da touca, havia um cinto de suporte para que a espada ficasse presa ali.

****

-Sente-se Sasuke.

O velho empurrava o pequeno banco de madeira em direção ao garoto, que com a mão direita parava o assento.

-Estou bem assim.

Seus olhos encaravam Danzou como se fosse um inimigo.

-Muito bem... Acho que você está preparado. Nós treinamos arduamente até esse momento chegar.-Ele colocava um palito entre os dentes e começava a mordiscar.-Você finalmente vai atrás da sua vingança.

-Não se meta na minha vingança.-O Uchiha exclamava.

-Eu tenho a exata localização de Itachi, vai querer desperdiçar isso?

Sasuke o encarou por um momento.

-Que os jogos comecem.-Danzou pensava com um sorriso imaginário.

****

A esfera feita inteiramente de chakra entrava em contato com a lâmina encapada, e com um estouro junto ao impacto esta acabara sendo arremessada e fincada na parede daquele ambiente.

-Não importa o que eu faça, ela não se solta da bainha.-Naruto coçava a nuca enquanto tentava pensar em algo.


Notas Finais


Agradeço imensamente pelo apoio que eu venho recebendo.

Nunca achei que teria uma fic com 37 likes. Valeu mesmo galera. :,)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...