História O sádico. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bdsm, Masoquismo, Sádico, Sadismo, Sadomasoquismo, Submissa
Visualizações 95
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Crossover, Escolar, Fantasia, Hentai, Orange, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Boa Leitura 😘

Capítulo 12 - Birthday.


Fanfic / Fanfiction O sádico. - Capítulo 12 - Birthday.

Meu aniversário e daqui a dois dias ea primeira vez que vou passar longe dos meus pais, isso me deixa triste, quero logo revê-los. Hoje eo dia de me encontrar com Terence, estou ansiosa.

- Rômulo, tenho que sair hoje a noite, você poderia quebrar a ordem de Paulo, por mim? E me deixa sair?!

- Senhorita Pietra, você pode sair sim, Mas tenho que saber pra onde e com quem pra sua segurança. Entende?! -Respondeu num tom sério.

- Vou sair com Terence, um amigo meu! Você vai contar para Paulo?!

- Sim, são ordens !

Pensei alguns segundos, decidi que ia mesmo que ele conte para Paulo, de qualquer modo iria receber castigo.

- Ta, vou sair ás 19:00 hrs, e não sei se volto pra dormir em casa, mas pela manhã estarei aqui.

- Certo ! Espero que cumpra sua palavra de voltar pela manhã !

Saio rápido da presença dele, e vou para o jardim esperar que as horas se passem. Vou ao closet e pego um vestido vermelho coloco depois os saltos, depois, logo chega a hora de encontrar Terence que em poucas horas ja esta me aguardando na sala, ao descer as escada o vejo , que vem ao meu encontro, entrelaçamos os braços e saimos, Rômulos nos olha e sinto um arrepio tomar meu corpo.

- Vamos jantar depois você escolhe um lugar pra gente ir. -Ele fala me encarando.

- Ta, então quando terminarmos vamos pra sua casa pode ser ?!

- Sim !

Seguimos até um restaurante não muito distante, ele abre a porta do carro sempre muito educado.
Entramos, e logo vejo um dos amigos de Paulo, acompanhado de outros amigos, me assusto ao vê-lo.

- Porque essa cara de susto Pietra? -Terence me pergunta.

- Não foi nada !

Sentamos e logo fomos atendidos, quando vejo Ryan o amigo de Paulo de se aproximar olho para ele com cara de pânico.

- Ola, Lembra de mim?! Você ea mulher do Paulo. Certo? -Ele fala sorrindo e me cumprimentando.

Terence lança um olhar de surpresa misturado com idgnação pra mim. Eu queria negar, mas não pude.

-Sim, sou eu mesma !

- Ah! Mas cadê ele? Quem e, é seu amigo?

- Sim, esse e Terence. Paulo está viajando.

Ele me olha desconfiado e logo se retira !

- Como assim mulher dele? Me explica.

- Acredite , Paulo me faz passar por sua esposa em certas situações !

- Acredito , eu sabia que ele era um doente ! Eu nunca confiei nele. Ele te machuca Pietra ?

- Não ! Somente isso mesmo.
Tive que mentir.


Após o jantar seguimos até sua casa, me sentia bem ao seu lado, mas não segura. Tinha decidido me entregar hoje a Terence, entramos e logo adentro seu quarto ele me olha de cima a baixo.

- Tem certeza que quer ? -Ele pergunta.

- Sim !

O olho nos olhos e ja estávamos aos beijo, era tudo delicadamente ele era super cuidadoso. E cuidadosamente começou tirar meu vestido.

- Não sabe como esperei por esse momento. -Ele fala me beijando.

- Eu também !

Depois que tirou meu vestido me deixando apenas de langerie e começa destribuir beijos, sobre minha barriga subindo, tirou meu sutiã , depois a calcinha. Ele se despir , me olha e sorrir se encaixa entre minhas pernas eo sinto penetrando lentamento. Terence me olhava nos olhos e beijava e fazia movimentos lentos.

- Como você e gostosa Pietra !

Era tudo perfeito e delicado o cara certo, mas estava faltando algo "EU" estava sentindo falta de algo.
Terence chega ao seu orgasmo, eu senti prazer e não o orgasmo que eu espera sentir com ele, Mas ele estava satisfeito era o que importava.

Deitei ao seu lado, eu me senti incompleta, ele não era como Paulo, não fazia como ele.
Mas que droga, o que estou pensando.

- Não gostou? -Ele pergunta.

- Foi perfeito.

Terence me fazia bem, eu me sentia bem ao lado dele mas faltava algo ali, a segurança talvez. Mesmo não sendo perfeito como eu disse a ele, queria estar com ele novamente, quando acordo ele está me olhando.
- Bom dia Linda !

- Bom dia!

- Como sei que não pode chegar tarde trouxe seu café !

- Obrigado!

Ele sempre carinhoso, talvez seja isso, o carinho o que nunca recebi de Paulo. Após terminar ele foi me deixar em casa. Quando chego me deparo com Jane.

- Bom dia senhorita.

- Bom dia Jane.

- Seu namorado? -Perguntou.

Eu sabia que ela tinha dúvidas sobre mim e Paulo então apenas afirmei.

- Sim.

- Paulo sabe sobre esse namoro.?

Eu a olhei meio assustada.

- Claro que sim.

- Ah, sabe que dia ele chega?

- Bom, ele vem daqui a quatro dias. Aliás amanhã faço dezesseis anos e ele não vai está aqui. -Falo sorrindo.

- Vai querer que eu faça um bolo? Ou prefere um jantar, ai você pode chamar seu namorado.

- Que boa idéia Jane ! Obrigado. Mas você podeia antecipar esse jantar pra hoje?

- Sim, claro que sim.

Eu estava feliz de certa forma, mesmo sentindo falta daquele crápula. Liguei para Terence e convidá-lo pra vir a noite.

~ P.v.o Paulo Victor ~

Quero estar cedo amanhã e fazer uma surpresa para Pietra, vou fazer o possivel para faze-la se apaixonar por mim. Decido ligar pra floricultura.

-.............

-Sim ! Quero rosas brancas e vermelhas .

-...........

- Quero em maior número!

-...........

- Deixem em minha casa mais cedo possivel, no endereço que passei a vocês. Obrigado !

Queria agradar Pietra já que estava se comportando bem, espero que nossa relação continue assim, até ela me aceitar .

~ P.v.o off ~




Ja estava a noite , Jane fez o jantar estava tudo indo perfeito só faltava Terence chegar. Quando chegou trouxe um embrulho e me entregou.

- Só abra amanhã. Ok?

- Ta bom bobo !

Rimos, e seguimos nosso jantar, minutos depois ficamos olhando a vista por longos minutos conversamos sobre tudo , falei sobre minha vida mas não falei sobre minha relação com Paulo Victor, Mas ele sabia que tinha algo ali, ele no fundo sabia. Já estava muito tarde.

- Você poderia dormir aqui hoje, já estar tarde.

- Sério ?!

- Sim, iria gostar de acordar ao seu lado no dia do meu aniversário.

- Mas não tem perigo? Tipo Paulo aparecer ou alguém falar ? -Pergunta preocupado.

- Claro que não, ele chega daqui a uns dias.

Subimos, me troco para dormir, me encaixo nele ele beija e dormimos coladinhos...

Logo amanhece levanto e vou banhar como de costume, em seguida Terence entra banhamos juntos ao sair-mos, colocamos uma roupa, ele manda abrir o embrulho.

- Nossa ! Como sabia que amo chocolates? Obrigado.

- Mulheres gostam.. Parabéns linda !

- Obrigado !

Ele me puxa para um beijo, suas mãos percorreram todo meu corpo , ele puxa meu vestido me deixando apenas de langerie. Eu resolvi deixar rolar , talvez essa vez eu sinta tudo o que eu desejava sentir e tirar Paulo dos meus pensamentos.

Ouço barulho de sapatos subir as escadas Terence ainda me beijava , quando a porta se abre e atrás dela Paulo surge com uma rosa na mão, todas suas feições de feliz se desfizeram ao ver a cena.....

Notas Finais


Favoritem ⭐


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...