História O secretário do meu pai - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~for4ever

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Suga, V
Tags Jikook, Kookmin
Visualizações 445
Palavras 3.007
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


MIL PERDÕES. GENTE DESCULPA SÉRIO.
Nós não pretendíamos demorar tanto assim mas é que aconteceu tanta coisa que mds,esse foi um dos caps mais suados pra escrever não por falta de idéia mas por causa de obstáculos que impediram a gente de escrever.
Leia as notas finais lá explico melhor
For4ever~

Capítulo 6 - Ele é tentador


Jungkook se sentia sufocado. O abraço apertado de sua mãe estava durando mais tempo do que conseguia permanecer sem ar.

-Sook está matando o menino!

Finalmente seu pai tinha notado sua cor avermelhada e tentava impedir sua mãe de cometer  um homicídio culposo.

-Tem certeza de que vai ficar bem?

- Sim mãe! Tenho. Agora vai antes que vocês percam o vôo.

- Vou sentir sua falta. Se cuida meu bebê. - beijou o rosto do filho

- É só uma semana mãe.

- Uma semana é muito tempo. Muita coisa pode acontecer em um minuto,uma hora ou um dia, imagina em uma semana?

- Deixa de ser paranóica Sook e vamos logo.

Jungkook foi abraçado uma  última vez por seus pais antes de enfim entrarem no carro dando partida.

Seria uma semana sozinho, uma semana onde Jungkook estaria por sua própria conta e risco.

Suas habilidades na cozinha eram questionáveis. A última vez que tinha tentado ajudar a mãe a preparar uma receita simples deixou vários utensílios inutilizáveis e por pouco não provocou um incêndio na própria casa.

Subiu para o quarto em busca de roupas confortáveis para que pudesse sair e fotografar.O Jeon tinha começado a fazer curso de fotografia aos sábados apenas como uma distração, não esperava que levasse tanto jeito para a coisa até  seu instrutor lhe parabenizar por seus ótimos ângulos e sua capacidade em encontrar beleza em coisas que passavam despercebidas por grande parte das pessoas.

Desceu as escadas animado arrumando a touca na cabeça tentando não derrubar seu novo objeto de estima. Estava quase na porta quando escutou ruídos vindo da cozinha. Caminhou com toda cautela que assistia os personagens de filmes fazer quando se  encontrava nesse tipo de situação e ficou surpreendido com quem encontrou.

-Jimin? O que faz aqui? - disse surpreendendo o outro.


O Park ficou tão assustado que deu um pulo para trás quando escutou a voz do outro.

-Vim buscar alguns papéis.

-Hoje é domingo e você está na cozinha.

- Não dava para esperar até segunda e como o Sr. Jeon me deu a chave dos fundos achei que poderia entrar,pegar e sair mas parei para beber um pouco de água. Vim caminhando para me exercitar.


Jungkook finalmente reparou no traje esportivo que o outro vestia. A camiseta branca  deixava muito de Jimin exposto e ainda tinha as partes transparentes por conta do suor. O Jeon sentiu necessidade de desviar seus olhos e mente do corpo  de Jimin e fixar em algo menos tentador.

-Só… só me avise a próxima vez que vier de surpresa. Podia ter te matado achando que era um ladrão. - escutou a risada gostosa do  Park.

- Desculpe-me isso não irá acontecer mais. Eu avisaria que viria hoje se tivesse algum meio.

Jungkook demorou alguns minutos até entender o que o Park tentava lhe dizer.

-Vou te dar meu número de telefone para caso aconteça algo assim novamente.

Jimin concordou entregando seu telefone que carregava em suporte preso em seu braço para que o Jeon anotasse.


Quando Jungkook entregou o aparelho de volta ao Park recebeu um papelzinho.

-Esse é o meu número. Caso precise de alguma coisa também.


-Obrigada!

-Você está sozinho?

-Estou sim,mas  estava de saída.

-Quer... me fazer companhia?

Jungkook sentiu um imenso frio na barriga, ele queria ir mas não tinha assunto para conversar com Jimin e  ficaria sem graça perto dele mas não queria ser mal educado recusando o convite.

-Claro

Os dois caminham para fora da casa andando lado a lado em silêncio pelas calçadas.

-Onde pretende ir?-perguntou curioso.

-Tirar fotos de paisagens. - balançou a câmera na mão

-Uau isso é legal.

-É sim. - concordou um pouco tímido.

-Você... pode tirar umas fotos minhas? Eu nunca fiz uma sessão de fotos e queria saber como é. Claro se quiser. - completou rapidamente.

O Park olhou rapidamente para o lado e pode ver um Jungkook corado, achava extremamente fofo esse lado do garoto.
O Jeon sentia que grande parte do seu sangue estava se concentrando  do pescoço pra cima. O pedido de Jimin tinha o pego totalmente de surpresa e Jungkook se sentia um pouco sem reação.
- Tá... tá. Vamos procurar um bom lugar.

Jungkook pensou em todas as boas localidades que conhecia mas sentia que nenhuma seria boa o bastante. O tempo  fresco e as roupas esportivas de Jimin limitavam suas escolhas.
- E aí para onde vamos? - perguntou Jimin.
- O parque. Você pode correr, sentar na grama... Só seja você,aja naturalmente.
- Tudo bem, isso é fácil.

Os garotos caminharam até o parque que não ficava muito longe da casa do Jeon. O privilégio de se morar próximo ao centro da cidade era de que quase tudo ficava próximo.

Jungkook estava nervoso,ele nunca sabia como agir perto de Jimin, tinha medo de dizer alguma bobagem ou fazer algo que  fizesse o garoto rir de si. E para melhorar,agora ainda iria tirar fotos dele.

-Bem.. eu acho ali um bom lugar. -Jungkook falou apontando para um gramado com algumas flores espalhadas.

-Ta. - Jimin concordou e foi até lá sentando na grama. - É pra ficar só assim?

-Você tem que fazer algumas poses.

- Ok.

Jungkook perdia o foco do que estava fazendo ao ver o Park encarando a câmera com um olhar sexy passando a mão pelos seus cabelos suados.Sentia um frio na barriga como se ele olhasse assim pra ele e não para a câmera.

- Está bom assim?- perguntou o Park mas sem abandonar sua pose.

- Sim,está ótimo assim.


Depois de tirar mais algumas fotos Jimin avisou que precisava ir pois tinha compromissos.

- Você,vai trabalhar amanhã? - Jungkook pergunta um pouco confuso.

- Sim,seu pai não podia deixar o serviço parado então me deixou adiantando e resolvendo algumas coisas.

Jungkook não demonstrou mas ele estava feliz, gostava de ficar sozinho mas Jimin era um garoto que lhe chamava atenção,ele gostava de observá-lo, e talvez ter ele como companhia em casa seria algo bom pra ele.

Então essa ideia não lhe parecia nem um pouco ruim.

-Ah sim.


-Obrigada pelas fotos quando for revelar me mostre para ver como fiquei. Até amanhã.- Jimin sorriu agradecendo.

- Sim pode deixar. Até amanhã Jimin.-  sorriu de volta quando o outro já tinha se virado para ir embora.

[...]
Jungkook terminou de abotoar a camisa social azul marinho que vestia para sair.
Hoseok tinha o chamado para comer alguma coisa e o Jeon não viu mau algum em sair com o amigo em plena noite de domingo.
Pegou a carteira nova e o celular antes de trancar a porta e sair de casa.  Entrou no táxi que já o esperava na porta de casa e seguiu rumo  o lugar combinado.

Quando adentrou a lanchonete depois de alguns minutos, viu o amigo já sentado em uma mesa perto da janela mexendo no celular.
- Milagres acontecem! Jeon Jungkook se tornando uma pessoa mais sociável, parabéns.
- Vai se ferrar.
Pegou o cardápio analisando o que poderia pedir mas Hoseok batucando as mãos na mesa e olhando em volta a todo segundo estava começando a incomodá-lo.
- Tá tudo bem?
- O que? Tá tudo ótimo.
- Eu te conheço muito bem Jung Hoseok então fala antes que eu arranque de você o que está te deixando assim.
O Jung  se deu por vencido sem nem tentar. Estava mesmo precisando conversar e por mais que vivesse cercado de muitas pessoas a única que confiava o suficiente para conversar sobre ele era Jungkook.
-  Bom... Sabe aquele menino?
- O da escola? - perguntou só para confirmar.
- Ele mesmo.Então, a gente meio que ficou.
- E isso é ruim? Ele é chato?  Tem bafo?
- Não Jungkook nada disso. Eu só... Acho que ele tá mexendo muito comigo,mais do que deveria.
Olhou para o Jung que encarava como se Jungkook tivesse a resposta. Não conseguia nem resolver seus próprio problemas e sua experiência era zero quando se tratava de lidar com sentimentos, se o futuro de Hoseok dependesse de si está ferrado.
- Você está apaixonado por ele?
- Não! Mas talvez esteja evoluindo pra isso. O maior problema de tudo é que eu acho que ele não sente o mesmo.
- Hoseok, você não pode tirar conclusões precipitadas. Eu não sei bem o que te dizer já que eu tô na merda também.
- Só por você estar me ouvindo já é um começo. Agora me fala como assim você também ta na merda?  O que anda me escondendo hein Jungkook?
- Nada, falei por falar apenas.
- Sei. Você não me engana.
Hoseok conhecia o Jeon o suficiente para saber que em algum momento o amigo soltaria o que,ou melhor quem, está lhe perturbando. Os dois fizeram seus pedidos de comidas nada saudáveis e continuaram conversando sobre diversos assuntos.

Jungkook ria do Jung  que no momento estava com duas batatas fritas no nariz fazendo caretas engraçadas.
- Hoseok?
O clima extremamente agradável desapareceu e o desconforto tomou conta do ambiente.  
- Taehyung? O que faz aqui​?
- Vim com uns amigos da minha antiga escola. - apontou para uma mesa mais afastada ocupada por alguns garotos.
- Hum... Legal.
Jungkook só permanecia em silêncio observando a situação. Parecia que Taehyung não tinha reparado que havia mais alguém na mesa ou simplesmente o estava ignorando de propósito.
- E você, o que faz aqui? Pensei que tinha um jantar de família. Pelo menos foi isso que você me disse quando te chamei para... Sairmos.
- Foi cancelado e então eu resolvi sair com meu amigo. Imaginei que já teria outros planos.
O Jeon foi avaliado de cima a baixo por Taehyung que tinha uma expressão nada boa. Não entendia porque o menino estava se comportando assim,mas não se importava.
- Podemos conversar, sozinhos? - deu ênfase na última palavra.
Hoseok ia se levantar para deixar a mesa mas Jungkook foi mais rápido se levantando e saindo.
Sentou-se nos bancos do balcão e observou a discussão que começava de longe.

- Oi,está sozinho?

- Não,eu estou com meu amigo

- Ah que pena,eu ia te chamar para  sentar comigo e com meus amigos!

Jungkook encara o garoto tentando ver se ele o reconhecia de algum lugar mas  não conseguiu. O garoto de pele muito branca e cabelos pretos que estava ali era um estranho que parecia apenas querer fazer novas amizades.

- Eu te conheço?

- Não porque quem me conhece nunca me esquece - o garoto ri irônico.

-Qual é o seu n...

E antes mesmo de Jungkook terminar de fazer a pergunta o menino saiu andando voltando para onde quer que tenha saido. Aquilo foi estranho mas tudo ultimamente estava sendo estranho então Jungkook nem se assustou muito.

Continuou sentado  ali até vê que o amigo já estava sozinho.
-O que houve?

- Nem eu sei. Taehyung é todo estranho. - suspirou se debruçando na mesa.
- Talvez ele esteja com ciúmes.
O Jeon tinha quase certeza que se tratava disso mesmo pelo jeito que o outro havia o tratado.
- Você acha? Mas ciúmes de que meu Deus?
- De mim. Você dispensou sair com ele e então ele encontra nós dois aqui,quando era pra você estar em um jantar de família.
- Mas você é meu amigo.
- E ele o cara que está super afim de você, é natural sentir insegurança quando se trata de alguém que gostámos.
A conversa foi interrompida com a chegada dos pedidos que foram atacados imediatamente pelos dois amigos que comeram em silêncio tentando absorver tudo que tinham conversado.
[...]


-Ahh mas que merda,eu não acredito que eu esqueci de desligar o despertador.

Jungkook não teria aula essa semana pois a escola estava entrando em reforma para a melhoria das salas e tudo em geral.
Depois de desligar o despertador Jungkook volta a dormir acordando quase na hora do almoço.


Jimin estava no escritório fazendo seu serviço pois mesmo com  seu patrão viajando ele teria de trabalhar. Escutou passos e que foram  ficando  cada vez mais altos até surpreendido por ver Jungkook em casa em plena segunda feira.

-Bom dia Jungkook.

-Bom dia.

-Não foi a escola?

-Não tenho aula essa semana,o colégio está em reformas.

-Que sorte a sua!


- Sim estava mesmo cansado.


Só então o Park percebeu que Jungkook se encontrava ainda em trajes de dormir. Não acreditava que o Jeon saia por aí com camisetas quase transparentes de tão clara e short de cetim.
Por mais que não quisesse Jimin não conseguia desviar seus olhos. O conjunto das roupas com o rosto ainda meio amassado do Jeon era extremamente tentador,o mais novo parecia uma obra de arte.
O som da campainha tocando fez os dois garotos despertarem de qualquer que seja os pensamentos impuros que estavam tendo naquele momento.
- É melhor atender. - Jimin disse desviando os olhos do outro para os papéis na mesa.
Jungkook caminhou até a porta já imaginando quem seria. Seus pais tinham contratado uma empregada para a semana que estivessem fora já que o Jeon não sabia fazer nada além de esticar a própria cama, e ainda não ficava boa.
A mulher de aparentemente meia idade comprimentou Jungkook com toda educação e seguiu para a cozinha.
- Quem era?
O Jeon se assustou um pouco ao escutar a voz de Jimin atrás de si que acreditava estar ainda no escritório.
-  Pare de fazer isso. -disse Jungkook com a mão no peito
- Isso o que?  - perguntou confuso
- Me assustar.
Jimin pareceu refletir por alguns segundos antes de soltar um sorrisinho que o Jeon não sabia definir se era fofo ou sexy,talvez os dois ao mesmo tempo.
- Não era minha intenção, desculpe.
- Tudo bem. Respondendo sua pergunta, é a empregada que meus pais contratam para cuidar da casa.
- Ah sim.
- Ela vai preparar muita comida provavelmente, se quiser ficar para almoçar…

-Eu não quero incomodar Jungkook.

- Você não incomodaria,eu faço questão que fique.

- Então tudo bem,eu aceito.

[...]


- Senhor Jimin o almoço está pronto!

- Oh,por favor não me chame de senhor!

Jimin agradeceu a senhora por chamá-lo e foi para a cozinha almoçar encontrando Jungkook já sentado na mesa mas não estava comendo ainda. Parecia esperar por ele.

-Jungkook,você não precisava me esperar.

-É claro que sim,eu te chamei então eu tenho que esperar.

Jimin apenas se calou arrumando sua comida logo em seguida sentando ao lado de Jungkook para os dois almoçarem.

 Se olhavam de tempo em tempo  mas não falavam nada,aquilo deixava Jimin extremamente sem graça. Jungkook correspondia os seus olhares o tempo inteiro mesmo que timidamente,os olhares de cruzavam mas nada saía de suas bocas,porque aquilo era tão constrangedor mas ao mesmo tempo tentador?

Depois do almoço o Jeon foi para seu quarto e Jimin voltou para o escritório. Quando a casa já estava brilhando de tão limpa  e a geladeira com bastante comida pronta para apenas esquentar a empregada se foi.

Jungkook não tinha nada para fazer,o tédio de ficar em casa o dia inteiro era insuportável. Nessas horas a escola lhe parecia um bom lugar, pelo menos lá ele tinha Hoseok para o distrair mas agora o amigo estava ocupado demais correndo atrás de Taehyung.

Decidiu então naquele instante que iria sair daquele estado e uma certa pessoa o iria ajudar. Se levantou indo mais uma vez ao escritório, suas visitas aquele lugar estavam se tornando frequentes demais.

-Jimin?

-Oi.- respondeu sem olhar.

-O que você acha  de largar os papéis um minutos e assistir um filme comigo?

Jimin estava tentando ao máximo se manter firme no trabalho,mas Jungkook o estava olhando com uma expressão extremamente fofa. Ao ouvir aquela proposta  vinda do Jeon que parecia apenas um garotinho solitário não podia recusar. Mas ele tinha,estava trabalhando, está sozinho e a empresa do Sr. Jeon dependia dele agora,SeungHee confiou em si para fazer isso e  não poderia decepcioná-lo.

-Eu adoraria,mas não posso,estou cheio de papéis para preencher e organizar.

Jungkook o encara com uma cara triste e fazendo um biquinho.

-Por favor,você merece um descanso,e é só por algum tempo.

-Jungkook eu... eu não sei se devo.

-Eu tenho certeza que não vai se atrasar com os papéis,você é muito competente.

E a proposta do maior foi aceita.Jimin acabou cedendo alguns minuto do seu tempo para fazer a vontade de Jeon

-Que filme quer assistir?

-Eu não sei, não conheço muitos filmes.

Jungkook ficou boquiaberto ao ouvir o que Park tinha dito,então resolveu mostrar a ele os filmes mais legais que eles poderiam assistir.Colocou seu filme predileto e deitou em sua cama mas Jimin permaneceu em pé ao lado da cama,sem saber para onde iria e totalmente sem graça.

- Pode sentar na cama Jimin. - tentou dizer como se fosse a coisa mais natural mas por dentro seu coração batia acelerado e sentia vontade de gritar.
O outro lentamente se aproximou da cama sentando na beirada próxima a cabeceira o mais encolhido possível.
Isso parecia tão errado. Estar com o filho do seu chefe,no seu quarto, em uma casa vazia. Mas algo dentro de si tentava o convencer a todo tempo que não havia nada demais.

Perto do final do filme Jimin notou o silêncio do Jeon que ficava a todo tempo lhe explicando coisas sobre o filme e agora tinha parado de falar. Olhou para o lado encontrando o menino extremamente quieto o observando.
Voltou a atenção para o filme mas não conseguia se concentrar. O olhar do Jeon em si parecia queimar, o deixava estranhamente inquieto.
- Por quê está me encarando?  - perguntou não aguentando mais.
Esperou a resposta do Jeon que permaneceu em silêncio, apenas o barulho de suas respirações eram ouvido.
- Eu não sei. Só não consigo parar de olhar - disse sincero

-É.. eu acho melhor voltar para o escritório.- levanta da cama indo em direção à porta.

A vontade de Jungkook era de segurar o garoto e ter a companhia dele o dia inteiro,mas era errado.Nem sabia se Jimin queria o mesmo que ele queria, então continuariam apenas se olhando.

-Então tá.

Jungkook concordou mas não queria que ele fosse,mas não podia prendê-lo ali,ele tinha que trabalhar.

Jimin voltou para o escritório tentando esquecer o que tinha acontecido e  focar nos papéis novamente,mas ele não conseguia,Jungkook invadiu seus pensamos e a única coisa que ele conseguia pensar era no garoto deitado ao seu lado e observando ele de cima a baixo.

O Park estava distraído em meio a pensamentos  quando ouviu o som da campainha.Como a empregada não estava mais ali e Jungkook talvez estivesse dormindo teve que atender.

-O que você está fazendo aqui?- abre a porta  se surpreendendo com quem ele havia encontrado.

-Eu vim visitar o meu amigo Jeon Jungkook. Ele tá aí?


Notas Finais


Gente desculpa os erros eu nem corrigi direito pq queria postar logo. Foram muitos dias parados.
Como eu já disse eu tenho o negócio da auto estima e além disso crise de ansiedade e qualquer coisa ativa uma das duas.
Aconteceu umas coisas com a Jikook moments também e como se não bastasse isso ainda tem a escola que deixa a gnt bem cansada.
Mas vamos dar o máximo para não atrasar tanto como aconteceu e desculpa não responder os comentários, eu li todos mas a semana foi realmente muito corrida.
OBRIGADA POR TUDO AMORES VC SÃO DEMAIS.
ME AMEM, AMEM A BAZUL,SE AMEM,AMEM BANGTAN,AMEM TUDO
Beijões até o próximo
For4ever~


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...