História O segredo - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gotham
Personagens Personagens Originais
Tags Arlerquina, Coringa, Drama, Gotham City, Harley Quinn, Lucy Quinzel
Visualizações 23
Palavras 2.978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi galera,bom,trago aqui mais um capítulo da fanfic "O segredo"


Ah,também quero avisar,que a menininha da capa é a Lucy lá com uns 3 a 4 anos...



Bom,é isso...





Boa leitura!❤

Capítulo 2 - Notícia inesperada


Fanfic / Fanfiction O segredo - Capítulo 2 - Notícia inesperada

DEPOIS DE ALGUNS MESES...

 

 

       HARLEY NARRANDO:

​Eu estava com Hera na cozinha preparando o jantar,fazia alguns meses que se mudamos de Gotham,Lucy estava brincando em seu andador. Estava tudo numa boa quando de repente ouso um noticiário na tv que me interessa...

 

​NOTICIÁRIO:

​"A policia hoje esteve presente ao banco central de Gotham city,hoje a tarde,o criminoso Coringa assaltou o banco com seus capangas e comparsas. Batman não esteve presente no momento. Infelizmente eles conseguiram fugir,deixando vinte mortos e quatro feridos. Já é o quinto assalto essa semana,e todos eles com sucesso aos assaltantes. Eu sou Britney Collens,boa noite..."

 

​....desligo a televisão e fico sentada no sofá pensando...

 

​-Hera vai até a sala e diz-oque que houve Harley?-ela se aproxima a mim e senta ao meu lado

 

​- O coringa aprontou de novo!-falo sentada com uma cara chocada olhando pra televisão apagada

 

​- pode ser ouvir um suspiro de Hera-De novo se preocupando com isso?!-ela fala insatisfeita

 

​- Ele simplesmente não para..-digo chateada

​- E você queria oque?-diz ela indignada- Ele é o Coringa Harley!você sabe muito bem o jeito que ele é..

 

​- E que a cada momento que eu escuto sobre ele..meu coração se entristece mais e mais...-falo magoada

 

​- Arlequina esquece ele!-fala ela já de saco cheio- Não vê o quanto mal ele te causou e ainda se importa com ele?

 

​- Hera,essa não é a questão!-eu a olho perplexa- A cada vez que ouso notícias sobre os crimes dele,mais e mais eu fico nervosa. Fico assim porque tenho medo de que ele machuque Lucy..-dou uma pausa nas falas e abraço meu corpo com os pés dobrados no sofá- medo que ele descubra...medo que ele venha para cá,para me buscar e machucar Lucy.

 

​- Eu até concordo no fato dele querer vir para machucar Lucy.-diz hera- Mas para te buscar não..​-fala ela em um tom irônico

 

​- Por acha tão idiota o fato do Coringa vir me buscar?-respondo com raiva.

 

​- Harley,você sabe muito bem que ele não dá a mínima pra você!-diz ela também nervosa- Como você pode ser tão ingênua?você sabe disso,você sempre soube!ele não te ama!

 

​- É MENTIRA!-perco minha paciência e grito- O pudinzinho me ama sim!-levanto do sofá assim como ela também- ele sempre me amou,apenas tem uma forma dura de mostrar isso,mas é o jeito dele- defendo minha paixão- ele me ama muito assim como eu também amo ele,e eu não vou deixar ninguém tentar separar nosso amor,NINGUÉM!-me sento de novo no sofá e cruzo os braços

 

​- Então tá legal,-me sento nervosa ainda tentando convencer ela-me explica então porque ele sempre te bate e te despreza?

 

​- É a formar de ele me demostar carinho!-suspiro irritada- E também,todo casal tem seus altos e baixos. É normal o senhor Coringa se irritar as vezes

 

​- Aé?-não desisto e sim fico com raiva de tuda inocência dela- se ele te ama tanto assim e as vezes tem apenas um pequeno "deslize" de personalidade,então porque ele sempre te traiu e tratou mal?

 

​- Ai para,eu já to de saco cheio de você!-tampo meus ouvidos- Você sempre é assim,sempre tentou estragar a minha relação com o senhor coringa. Sempre tentou acabar com o nosso amor. E nunca ao mesmo entende meu lado!

 

​-TÁ LEGAL!-ela levanta nervosa e isso até que me assusta um pouco-cansei de você.-ela vai andando até a cozinha e diz- Saiba Harley,que sua síndrome de Estocolmo passou do limite! Sua masoquista..

 

​...Fico sozinha na sala pensando um pouco no que Hera tinha me falado e depois vou até Lucy e a pego no colo...

 

​- Ma..mamãe!-diz ela com um sorriso lindo no rosto,aonde já se aparentava ver seus dentinhos

 

​- Haha..-dou uma risadinha de alegria e sorrio pra ela- Você é tão lindinha meu amor!-ela sorrir mais ainda-Oi,eu te amo!-coloco ela no chão e me ajoelho a ajudando a levantar-amo muito você e o seu pai!-falo segurando em sua cinturinha a ajudando a se levantar- Você e seu pai são a minha única razão para viver-sinto meus olhos lagrimejarem- Seu pai não sabe sobre você mas...mas eu acho melhor assim- cai uma lágrima do meu olho- Eu amo muito você meu anjinho!-ela fica a olhar séria para mim- Você foi o melhor presente que eu pude ganhar em toda minha vida!-começo a chorar mais ainda- e...você é a minha melhor alegria de todas as manhãs,quando ouso você falar a palavra "mamãe"!

 

​- Eu te amo mamãe!-diz ela olhando séria pra mim

 

​....Eu agarro Lucy em braços e a abraço forte. Lucy realmente era minha vida. Ela é tudo pra mim...

 

 

​{........}

 

 

​DEPOIS DE UMA SEMANA...

 

 

​        HARLEY NARRANDO:

​Se passou uma semana e Hara e eu já tinhamos nos reconciliado. Era de manhã quando o telefone de Hera começa a tocar. Ela vai até a sala atender, enquanto eu continuo dando mingau pra Lucy.

 

​- alô..-ela atende o telefone e fica alguns segundos em silêncio - Oque?-diz ela indignada e eu fico mais e mais preocupada e curiosa- Mas como?-ela novamente fica em silêncio,mas que droga eu quero saber oque é- Mas eu não posso sair assim!- agora ferrou,eu to muito preocupada e curiosa- tá..tá legal,tchau te ligo depois..-ela desliga o celular

 

​...levanto e vou correndo até ela...

 

​- Quem era?

 

​- Harley precisamos conversar- diz ela me olhando com uma cara séria

 

​- Oque que houve?você ta me deixando assustada!-falei preocupada- quem era?me diz de uma vez..

 

​- Era o Pinguim,ele disse que eu tenho que voltar pra Gotham..​​-diz ela com um olhar triste

 

​- Mas...porque?-digo nervosa e confusa

 

​- Ele disse que e estam juntando um grupo de vilões para resgatar outros vilões detentos do Arkham,e precisão de mim para o plano.

 

​- Mas e sua promessa...não dá pra você ficar?-digo aflita

 

​- Harley, sei que fiz uma promessa muito importante,e sei que precisa de minha ajuda mais do que nunca. Mas eu também prometi ao Pinguim que ajudaria ele no que fosse,e eu também devo essa pra ele.- Diz ela com uma cara chateada- eu sinto muito!- lamenta ela

 

​- Perco a calma e me irrito- sente muito?! Você sente muito?!-falo com raiva- você vai me abandonar,isso sim!sabe que preciso de você aqui,sabe que preciso de sua ajuda. você jurou que ia me ajudar a cuidar da Lucy e que não ia nos separar.

 

​- É,eu sei,me perdoe Harley,mas não posso cumprir essa promessa. Prometo que venho assim que puder,mas tenho que voltar pra Gotham..-ela vai em direção ao seu quarto e eu vou atrás dela

 

​- Ah,então é assim é?então acabou?toda nossa amizade terminou por causa do seu egoísmo estupido?-falo seguindo ela

 

​- ela para e fica de frente pra mim- não arlequina,nossa amizade não terminou-fala ela pegando sua mala- Infelizmente terei que voltar pra lá para cumprir uma promessa,por mas que seja uma uma escolha injusta,sei que estou errada,e me culpo muito por isso,mais uma vez desculpa e me perdoe Harley.-ela vai em direção a porta com a mala e eu a sigo- Quero que saiba que te amo muito e que a visitarei assim que puder,mas sempre entrarei em contato,até em breve Harley...

 

​- Adeus ruiva!ou melhor erva doninha-falo zangada e fecho a porta na cara dela

 

 

 

​{.........}

 

​DEPOIS DE TRÊS ANOS...

 

​             NARRADOR:

  Lucy agora estava com três anos e meio,fazia anos que Harley não tinha notícias de sua amiga ruiva,nem uma ligação se quer. Cansada de tanto esperar o impossível,Harley desistiu de criar esperanças de reencontrar a amiga e com raiva,acabou apagando eu contato do seu celular,assim,achando que realmente Hera tinha a abandonado.

​Harley tinha colocado Lucy em aulas de Ginastica Rítmica,pois queria que sua filha fosse tão elástica como ela. Ela não tinha tempo de ensina-lá,pois agora trabalhava duro para sustentar Lucy. Ela decidiu abandonar por um tempo a vida de vilã e do crime. (obs:ela andava disfarçada)

 

{.....}

 

​         HARLEY NARRANDO:

​Era quase 14:00 horas da tarde,eu estava indo buscar Lucy no colégio,quando chego,Lucy vem correndo até mim com aquele Sorriso de sempre. Eu me ajoelho de braços abertos e a pego no colo.

 

- Oi meu amor!-falo com ela em meus braços

- mamãe!-falo no colo dela- dá pra parar de me abraçar,você está me sufocando!-falo com dificuldade tentando sair

 

- desculpa!-paro de abraçar ela e a coloco no chão

 

- ufa!-consigo respirar

 

- Então,como foi o dia?-pego e sua mão e vamos andando até o carro

 

- bom!-diz ela sorrindo e saltitando enquanto andava- Um fiz um lindo desenho e aprendi números,agora já sei contar até dez olha...1..2..3..4..5..6..-ela vai contando

 

- tá bom,ok,eu já vi que você aprendeu-sorrio e entramos no carro

 

{.....}

 

EM CASA...

 

- Então Lucy,oque vai quere para o jantar?-falo abrindo a porta e entrando em casa com ela

 

- Sorvete!-entro junta com ela

 

- Hahaha- Coloco minha bolsa encima do sofá- nada disso mocinha,sorvete não não é janta!- tiro meu casaco e o penduro no porta-chapéu

 

- ah poxa!-diz ela fazendo uma carinha triste

 

- Mas eu posso quebrar seu galho dessa vez..-sorrio pra ela

 

- Sério?-diz ela contente e sorrindo

 

- uhum!-assentio com a cabeça e retribuo o sorriso

 

- ebaa!-diz ela correndo pra cozinha

 

- hei,espera,não vai comer o pote todo não garota!-vou atrás

 

{......}

 

         HARLEY NARRANDO:

Dou uma taça de sorvete pra lucy como ela tanto queria,e depois vamos para o banho. Lucy era uma criança doce e gentil,apesar dela ser bastante esperta e inteligente,ela tinha uma inocência pura,e ao perceber isso ao longo dos anos,eu a apelidei de "anjinho"

Dou banho em Lucy e a visto com seu pijama,a coloco na cama e ela diz...

 

- Mamãe!

 

- Fala anjinho..-digo cobrindo com o edredom

 

- Posso te contar um segredo?

 

- Claro Lucy,eu sou sua mãe,pode confiar em mim,pois eu sempre te ouvireis...-olho pra ela a espera

 

- ....é que...ultimamente,eu tenho sonhado com uma coisa..

 

- E oque é essa "coisa"?-pergunto a olhando

 

- um homem!

 

- franzido a sobrancelha-E quem é esse homem,ele é uma pessoa que a gente conhece,um professor?...

 

- Ele é esquisito!- ela sorrir e ri um pouquinho

 

- hahaha-dou algumas gargalhadas-Então como ele é?-digo sorrindo

 

- Ele tem cabelos verdes e uma pele bem pálida...-diz ela rindo- Ele é um pouquinho parecido com um palhaço!haha

 

.....No momento que Lucy diz isso,eu fico paralisada,posso sentir minha espinha tremer e meus ossos gelarem. Eu não esperava que Lucy estivesse falando....DELE!...

 

- ....co..como?!-tento falar mas minha voz falha

 

- Ele me lembra um bobo da Corte hahaha!-ela continua rindo-ele é tão engraçado hahahaha hahaha ele me faz rir-sua risada a cada momento ficava mais alta- Hahahaha que engraçado!-até que ela começa a dar gargalhadas sádicas em um tom estremo-ele...

 

- LUCY PARA DE RIR!-antes dela poder terminar sua frase,eu a interrompo com um grito e a olho respirando feito um animal com um olhar ameaçador

 

....Ficamos alguns segundos em silêncio até que consigo me recuperar,olho para Lucy que me olhava assustada e com medo...

 

- Mamãe,-ela diz em tom baixinho com medo- Eu te deixei zangada?-diz ela com os olhos lagrimejando

 

- percebo oque eu fiz e digo- não meu amor,eu só...só estou um pouco cansada do trabalho,só isso.

 

- desculpa mamãe,eu não queria rir tão alto pra te deixar zangada,desculpa!-diz ela na maior inocência começando a chorar-eu juro...não briga comigo mamãe!-ela começa a esfregar os olhinhos com lágrimas e a fazer uma vozinha de choro

 

- oh meu amor!-me dá um aperto no coração ao ve-lá assim- eu que peço desculpas..-abraço ela- Você não tem culpa de nada,tá bom?-coloco sua cabecinha sobre meu peito e a abraço- a mamãe que acabou perdendo o controle só isso,mas não foi culpa sua ok?

 

-uhum..-ela assenti a cabeça ainda chorando

 

- agora pare de chorar!deita aqui-a deito em meu colo e fico a ninando

 

- Mamãe...-ela me chama em um cochicho

 

- oi Lucy..-falo com sono

 

- canta pra mim?-responde ela de olhos fechados quase dormindo

 

- "Dorme,dorme,pequenina,o sol,já deu adeus e se foi...a lua brilha em seu lindo rostinho.."-vejo que ela pegou no sono e paro de cantar

 

..Com cuidado tiro Lucy do meu colo e a coloco delicadamente deitada na cama,a cubro de novo e beijo sua testa,então digo:"eu te amo!" Assim vou para meu quarto.

Eu não podia acreditar...como Lucy poderia sonhar com ele..será que ela a viu em algum lugar?como em uma foto ou em vídeo?ou simplesmente ele a conheceu e está próximo dela?

Eu resolvo tirar todos esses pensamentos ruins de minha cabeça e vou dormir...afinal,amanhã será um longo dia..

 

{......}

 

SONHO....

 

          HARLEY NARRANDO:

E eu me encontrava novamente sendo torturada,estava deitada jogada encima de uma cama só de sutiã e uma saia,Sr.Coringa estava como sempre me batendo por causa de coisas simples,como por exemplo:falar com um homem. Ele é sempre assim,vive me batendo,mas eu sei que no fundo ele me ama,não vou acreditar nessas pessoas mentirosas e ruins que só me tentam me separar do pudinzinho. Sei que lá no fundo ele é um homem bom,e não é tão ruim como as pessoas falam. Mas mesmo assim,eu me sinto muito triste quando ele me bate...

 

- Para Sr.C,por favor,está me machucando!-digo chorando

 

.....Mas mesmo assim ele continua,e cada vez que eu implorava pra ele parar,mis forte ele batia com o cinto...

 

- Por favor eu imploro!-choro mais ainda,ardia muito as marcas vermelhas e roxas do cinto

 

.....Depois de um tempo ele para e senta em sua poltrona roxa,ele me observa enquanto eu ficava chorando deitada dd bruços,parecia que pensava oque faria comigo. De repente ele me olha com um sorriso perverso e um olhar malicioso.

Ele vem até mim e se ajoelha na cama,ele me coloca a força de quatro e pressiona meu corpo contra a parede,eu já estava ciente do que ele iria fazer. Até que ele penetra em mim,meu choro aumenta ainda mais e mais quando sinto ele dentro de mim. Até que ele começa a dar estocadas fortes sem nenhuma piedade de mim. E doía! muito mesmo!doía pelo simples fato de que eu não estava sentindo prazer naquilo,é diferente você querer e outra hora você não querer fazer. Ele insatisfeito vai acelerando ainda mais,e cada vez mais meu choro vai aumentando. Sinto meu coração partido e meus ossos quebrarem quando ele fai até o fundo da minha profundidade. Ele já tinha chegado ao meu limite,mas mesmo assim,ele parecia querer mais...parecia querer me rasgar! Tento fugir é claro,mas eu estava errada em fazer essa escolha...na hora que tento sair,ele puxa com tanta força meu cabelo que sinto um estalo do meu pescoço que foi jogado com a cabeça para trás.

Ele fica assim um bom tempo e eu sinto meus ossos desabando de cansaço,eu não aguentava mais!!! Ele ainda não satisfeito,me troca de posição e senta na cama,ele me senta em seu colo e e começa a me penetrar,tanto que sinto meu corpo pular e se quebrar ainda mais por dentro. Mais lágrimas começam a cair de meus olhos no rosto do Homem. Fecho meus olhos para tentar sair dali,tentar esquecer tuda a dor que eu estava sentindo. Até que levo um tapa forte em minha cara e logo sinto a ardência em meu rosto.

- Quando estiver fodendo comigo,olhe pra mim!-diz ele continuando em seus movimentos longos e fortes

 

....Eu apenas o obedeço e começo a olhar em seus olhos,depois de um tempo sinto seu liquido ser jorrado dentro de mim. Ele me tira bruscamente de seu colo e me joga na cama sem piedade. Ele começa a abutoar seu cinto olhando pra mim. Com as poucas forças que me restam,posso ver ele se aproximando de mim e dissendo...

 

- Você realmente é uma vadia imunda mesmo!-ele sorrir maliciosamente e sai batendo a porta do quarto

...E eu fico lá,deixada como um lixo,ou apenas uma coisa que só serve para ser usada e depois jogada fora. Eu e minhas lágrimas apenas...até que posso sentir uma ardência e sangue em minha intimidade. O Sr. Coringa sempre me bateu é claro,e sempre que ele quis fazer comigo eu sempre fiz a vontade dele,mas.....ele nunca me ESTUPROU!

 

SONHO OFF...

 

            HARLEY NARRANDO:

Acordo e percebo que foi um sonho,não,na verdade não foi um sonho,aquilo foi um lembrança...uma coisa que realmente aconteceu. Começo a chorar lembrando do sofrimento que eu passei. Eu estava deitada chorando sozinha deitada em meu quarto,até que ouso a porta do quarto sendo aberta..

 

- Mamãe?-cochicha ela vindo até mim

 

- Lucy?-falo surpresa limpando minhas lágrimas,afinal,nenhuma mãe gosta de que seu filho a vejo chorando - Oque faz acordada?

 

- Não consigo dormir...posso passar a noite com você?-diz ela com um jeitinho fofo

 

- é claro!vem aqui- ela se aproxima e deita na cama comigo,eu me viro e abraço em forma de conchinha

 

- Mama, Se lembra do homem de cabelo verde que eu te contei?-digo ainda deitada com ela

 

-..sim..oque tem ele?-digo meio nervosa e com medo quando ela toca nesse assunto

 

- Apesar dele ser engraçado,ele é mal,depois dele me levar ao circo e me fazer truques de mágica,ele mata muitas pessoas,ele é mal!e quando ele as mata muitas delas dizem implorando:"Socorro,por favor não me mate,por favor!"-imito as vozes- E então muitas delas choram e outras gritam,ele diz que eu tenho que se mal,e então me dá uma faca grande afiada e o sonho acaba- ela conta na maior inocência enquanto eu ao ouvir suas palavras fico cada vez mais apavorada- mamãe...-ela se vira ainda deitada pro meu lado de cara a cara e diz- Eu vou ser má?-pergunta ela com tristeza em seu olhos

 

- Fico calada a olhando e pensando no que vou dizer- não! Lucy você não é má,ou melhor,não vai se má. Foi apenas um pesadelo,você é uma menina doce e linda,-sorrio-é gentil e bondosa,e não é má cruel!- beijo sua testa e faço carinho em seu rostinho- eu te amo!- Falo com ternura

 

- Também te amo mamãe!- ela fecha seus olhinhos e dorme

 

- Vou te amar para sempre!- cochicho e fecho os olhos

 

....Então,dormimos abraçadinhas,uma dando amor a outra...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bom,foi isso gente...

Desculpa qualquer erro...


Beijo e até o próximo capítulo,tchau...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...