História O Segredo. - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Banda Fly (Fly Br)
Personagens Caíque Gama, Nathan Barone, Paulo Castagnoli, Personagens Originais
Tags Bandafly, Caiquegama, Nathanbarone, Paulocastagnoli
Exibições 34
Palavras 1.092
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


MAIS UM CAPITULOOOOOO.
Amores da minha VIDAAA.
espero do fundo do meu heart, que voces gostem.
BEEEIJOSSSS.

Capítulo 4 - Vocês são extremamente estranhas e lindas.


Fanfic / Fanfiction O Segredo. - Capítulo 4 - Vocês são extremamente estranhas e lindas.

          2 semanas depois....

         Duas semanas se passaram, e desde aquele dia que eu fui no apê da Lua, eu nunca mais a vi, nem ela, nem a Jade e a Íris. Elas simplesmente sumiram, isso ta muito estranho.

         Eu sempre quero ir la no apê ve se ela esta la, se ela esta bem, mas, minha consciência diz que eu nao devo fazer isso, eu to muito mal, eu preciso ver ela.

      - mano, as meninas sumiram - bufei.

     - eu to nem aí, nao tenho nada haver com isso - Caique disse, fingindo, eu disse fingindo, nao estar preocupado, principalmente com a Jade.

    - eu quero tanto ver a Íris - Nathan falou, esse ai ta apaixonado.

    - a gente podia ir la no apartamento delas - sugeri.

   - e se elas tiverem ido embora? - Caique perguntou.

   - nao custa tentar, afinal, o que pode acontecer? - falei convencido de que deviamos ir la.

            (...)

    - oi - eu disse assim que a porta do apartamento das meninas foi aberta, pela Íris.

    - oi meninos, que saudade - disse e Nathan ia abraça-la, mas ela recuou.

    - eu fiz alguma coisa? - Nathan perguntou preocupado.

   - voce nao fez nada, é que....- foi interrompida por alguem gritando.

  - Íris quem é ai na porta? - era a voz da Lua, da minha loirinha, ou quase minha.

   - tres pessoinhas, cujo nome e Nathan, Caique e Paulo - ela gritou de volta, e rapidamente Lua aparece atras da porta.

   - o que voces estao fazendo aqui? - perguntou.

  - viemos fazer uma visita - falei, e ela me encarou, seus olhos estavam um verde bem escuro - podemos entrar?

  - na...- foi interrompida.

   - mas é claro que sim - Íris disse e deu espaço para entrarmos.

   - voces estao loucas? - Jade falou com aquela simpatia que so ela tem.

  - eles insistiram - Lua deu de ombros.

  - eai Jadoca - falei com a Jade.

  - se me chamar assim de novo, eu corto o seu bem mais precioso - me ameaçou.

   - da minha boca nao sai mais nada - falei, todos riram.

    - eai, o que tem pra comer? - Caique perguntou, como sempre, sobre comida, gordo.

  - aqui? - Lua perguntou assustada.

  - nao, la na Lua - ele disse e ela fechou a cara.

  - em mim nao tem nada nao oush, a nao ser uma mao que pode bater na sua cara a qualquer momento - ameaçou ele, foi muito engraçado, ele tava morrendo de medo.

  - ta agressiva em, TPM é? - perguntou, ela olhou com a pior cara pra ele, e o mesmo ficou quieto.

   - mas entao, nao tem nada pra comer? - perguntei voltando ao assunto.

  - nao, nadinha de nada - Jade disse rapido.

  - nossa, que casa e essa? - Nathan falou inconformado - sem comida, como voces conseguem?

  - nao somos gordas que nem voce Nathan - Jade falou pra ele.

  - magoou - baixou a cabeça fingindo estar triste.

  - ta um dia lindo, vamos a praia? - Caique sugeriu.

  - NAO - as tres falaram juntas.

   - foi tao ruim assim a minha ideia? - ele perguntou triste.

  - na verdade, foi uma otima ideia, mas, porque voces nao querem ir? - Nathan perguntou curioso.

  - porque nao, e dificil entender? - Jade disse irritada.

  - ja ta bravinha? - Caique a provocou.

  - vai tomar no cú - revirou os olhos.

  - ela ta irritadinha, nossa - provocou mais ainda .

  - me deixa em paz caralho, ou eu vou te machucar - agora ate eu fiquei com medo.

  - voce e fraquinha - ele riu.

  - experimenta pra ver - disse convencida.

- ja chega ne - Lua se intrometeu.
 
  - agora que tava ficando bom - Nathan disse e revirou os olhos.

  - querem fazer algo com a gente? Entao nada de Sol, nada de comer seus gordos, entenderam? - Lua explicou pra gente.

  - as melhores coisas nao pode fazer - Caique disse chateado.

- nao curtimos muito o Sol - Íris disse.

- percebemos - falamos os tres juntos.

  - entao eu vou explorar a casa - Nathan falou e se virou, mas acabou batendo em um vaso de vidro, e rapidamente, Íris o segurou junto com Nathan, eles ficaram bem proximos, iiih, vai rolar beijo.

  - Íris....s..suas maos...e..elas sao muito frias - disse meio assustado - voce ta com frio?

  - e...eu nao estou me sentindo bem - saiu correndo para algum quarto, deixando Nathan la, no vácuo.

  - ela tem um certo problemas com o frio, e assim mesmo - Lua disse rapido.

- mas voce tambem e assim Lua, suas maos sao extremamente frias - falei me lembrando do dia que eu percebi isso.

   "- as suas mãos....elas sao.. muito frias - a olhei.

  - eu...eu devo estar com frio - tomou rapidamente seu suco ".

- deve ser impressao sua - falou nervosa.

- voces sao tao estranhas, por favor me digam que voces nao sao aliens - Caique e suas idiotices.

  - ta doido?- Lua disse gostando da ideia.

  - ja passou da hora de voces irem embora ne? - Jade falou incomodada.

- ta nos expulsando Jadoca? - Caique falou, agora ele morre.

- cala a boca seu..- pulou em cima dele, e logo depois se afastou, ele deve estar fedendo pra caralho, ela se afastou muito rapido.

  - eu vou...la atras da Íris, no...no quarto - saiu correndo tambem.

  - gente, o que ta acontecendo, voces sao extremamente estranhas e lindas - Nathan falou sincero.

  - e melhor voces irem, amanha explicamos tudo - Lua nos empurrou ate a porta, nos expulsou, isso e feio.

- coisa feia Lua, ta nos expulsando - falei.

- idiota, ate mais - riu.

- posso voltar aqui mais tarde? - perguntei.

- eu nao deveria deixar, mas eu sei que voce vem ne - deu um sorriso - tchau meninos.

- tchau Lua - eles acenaram.

- tchau loirinha - sorri e ela fechou a porta.

 

     " Todos nós temos segredos, alguns são melhores deixar guardados, senão acabaremos magoando mais de uma pessoa"


Notas Finais


Esse capitulo ficou muito chato, muito mesmo, muitaaoo.
Mas eu fiz ele as pressas, prometo que o proximo vai ser SUPER HIPER MEGA LEGAL, INCRIVEL E TUDO MAIS.
Comenteeeeemmmm, eu amo isso, e importante pra mim.
Comentem o que acharam.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...