História O Segredo do Tigre - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Maldição do Tigre
Exibições 7
Palavras 2.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Desafios


Fanfic / Fanfiction O Segredo do Tigre - Capítulo 2 - Desafios

Kishan me disse que Ren não havia voltado desde o dia de nossa briga, Kelsey não saía do quarto para nada, e Sunil foi atrás de Ren, naquela noite, Kishan e Ryan estavam discutindo sobre o próximo pedaço do amuleto, o amuleto da água.

Eles passaram a noite fazendo pesquisas, eles conseguiram convencer Kelsey em ajudar, pois ela gostava desse tipo de coisa, eu me deitei ao seus pés, ela me fez uma breve carícia e começou a ajudar os garotos com o necessário, ela dizia só o que eles a perguntavam, me sentei e apoiei minha cabeça na sua perna perto da sua barriga e me surpreendi ao ouvir o bebê se movendo.

- Qual é o nosso desafio dessa vez?

- Não tem nada nas anotações do Sr. Kadam… - Disse Kelsey folheando outros livros. - É só pegar o amuleto!?

- Não tem nada mesmo?? - Perguntou Kishan.

- Não!

- O jeito é ir até lá e descobrir… - Disse Ryan.

- Só tem um problema… - Disse Kelsey.

- Qual? - Kishan e Ryan perguntaram juntos.

- Não tem nenhum desafio porque… O nosso desafio é chegar até o amuleto…

- Fala logo Kells!

- O amuleto está no triângulo de bermudas!

- Como vamos chegar até lá!? É impossível! Todos que já tentaram morreram, aviões desaparecem, navios afundam… Vocês sabem disso não é?! - Ryan não conseguia acreditar.

- Sim mas… Vamos ter que dar um jeito… - Disse Kishan.

- Vamos conseguir Ryan… Não se preocupe, vamos estar protegidos pela deusa Durga… Vocês devem sair pela manhã... - Ela se levantou. - Bem, eu vou indo, qualquer coisa me chamem.

- Eu te acompanho. - Disse Kishan. - Não queremos que você se machuque ou algo assim.

- Está tudo bem, não precisa. - Kishan me fez um sinal com a cabeça e eu acompanhei Kells até seu quarto. - Obrigada por se preocuparem… Boa noite Maya. - Ela fez um carinho rápido no o pescoço e fechou a porta.

Fui até o quarto de Ryan e me deitei na cama, quando ele chegou e me viu, sorriu e fechou a porta atrás de si.

- Senti sua falta tigresa… - Ele me abraçou e depositou um beijo no o focinho. - Você é fofa quando está com sono. - Me transformei em humana e joguei um travesseiro nele.

- Fofa é a sua almofada! Eu sou incrível! - Ele riu vindo para cima de mim.

- Incrível e fofa.

- Não sou fofa.

- É sim!

- Não!

- Sim!

- Não!

- Sim!

- Okay! Ganhou…

- Sabia! - Ele riu e me beijou com ternura.

Ryan tomou um banho rápido e nós fomos dormir, ele dormiu com seu rosto no o pelo, eu podia sentir sua respiração e ouvir seu coração, então dormi tranquila. No dia seguinte Kishan abriu a porta e nos acordou.

- Acordem!!! Hora de sair!

- Você tem que parar com isso Kishan… - Disse Ryan esfregando os olhos.

- A culpa não é minha que vocês vão dormir tarde, vamos logo!

Nós levantamos, me transformei em humana e tomei um banho rápido, Ryan e Kishan já tinham feito as malas, Yesubai ia conosco dessa vez, nos acomodamos no carro e fomos para o aeroporto, lá Kishan nos guiou até um avião particular, entramos e o avião logo começou a voar, nós tomamos café da manhã ali mesmo.

Pousamos em Miami, onde fizemos uma parada para ir ao templo de Durga. Nós chegamos lá e por sorte não havia ninguém, fomos até  a estátua da deusa e Kishan e Ryan colocaram as oferendas aos seus pés, logo a estátua ganhou vida se tornando na linda deusa Durga, ela olhou para Kishan um pouco triste mas logo desviou o olhar para mim e para Ryan, ela simplesmente ignorou a presença de Kishan e de Yesubai.

- Olá meus queridos! Já estão indo atrás do amuleto da água?! - Eu me transformei em humana.

- Estamos sim… Durga…

- O que te aflige Maya?

- É o Ren… Ele está estranho, está agindo de uma maneira… Bem… Ele não se comporta assim…

- Entendo… - Ela fez um sinal para que eu me aproximasse. - Eu não posso lhe dar informações sobre outras pessoas, infelizmente, mas… Não se preocupe, eu estou guiando seus passos… Ele não sabe o que faz.

- Está bem, obrigada. - Eu me afastei.

- Bem, a oferenda de vocês foi aceita, muito obrigada! - Os alimentos sumiram. - E vocês… Devem ir logo para o triângulo de bermudas, vocês terão um desafio… Assustador, portanto, tomem cuidado… - Ela se levantou e ficou do nosso tamanho, um pouco mais alta que eu. - Ryan… - Ela foi até ele. - Você deve pegar esse amuleto, ele não pode cair em mãos erradas!

- Sim, vou tomar cuidado.

- Pegue isto. - Ela lhe entregou um frasco de vidro com um líquido azul. - Pode ajudar vocês com o… Com o desafio.

- Ok, obrigado… - Ela olhou para Kishan brevemente e veio até mim.

- Maya, você precisa ser forte, esse desafio não é para qualquer um… É especialmente para você e para o Tigre negro.

- Está bem, prometo me esforçar e dar tudo de mim. - Ela sorriu e foi até Kishan e Yesubai.

- Fico feliz por você Tigre… Finalmente reencontrou a pessoa amada…

- Obrigado. - Yesubai abaixou a cabeça e Durga a levantou novamente.

- Pegue. - Ela lhe entregou um par de luvas. - Kelsey ia gostar de usar isso, mas como ela não pôde vir… Bem, essas luvas são… “Fortes” você saberá o que fazer com ela. - Ela olhou para Kishan.

- Desculpe Durga… Não queria que fosse assim mas… - Ela o interrompeu.

- Basta. - Ela lhe entregou um nunchaku. - Use com sabedoria e cuidado.

- O-ok… - Ela veio até mim mais uma vez e me abraçou.

- Tomem cuidado, eu aconselho vocês irem em um submarino. - Ela voltou para seu tamanho original e se sentou.

- Obrigada Durga! - Ela piscou e se transformou em uma estátua mais uma vez, eu me transformei em tigre, todos foram em direção à saída, mas eu parei e olhei mais uma vez para trás, vi uma lágrima que caía pelo rosto de pedra da Deusa. “Durga… Eu sinto muito…”

- Vamos Maya! - Voltei a realidade e corri até o carro, entrando pela janela que estava aberta, Ryan sorriu e eu deitei no seu colo pensativa.

Nós chegamos na beira do mar e entramos em um submarino, Kishan estava pilotando, Ryan e Yesubai estavam pesquisando um pouco mais sobre o triângulo de bermudas, e eu estava olhando para os peixes que passavam por nós.

- O que acha que tem lá Ryan?

- Não faço ideia… Dizem que tem um monstro… Não sei se é verdade, na verdade ninguém sabe, e quem descobriu… Provavelmente morreu então… Sinto em lhe dizer que não posso responder sua pergunta Bai.

- Tudo bem… É mesmo um mistério, e confesso que estou com medo. - Sentimos o submarino balançar e uma dificuldade para respirar. - O que está acontecendo Kishan!?

- Estamos perto… Fiquem espertos, vou avisar quando eu perder o controle.

- O-ok… - Eu me sentei e fiquei observando Ryan e Yesubai. - Como ela consegue ficar tão tranquila em uma situação dessa?! - Ryan olhou para mim refletindo sobre a pergunta de Yesubai. - Eu queria ser assim…

- Ela não está tranquila…

- Como não!?

- Ela está preocupada… Olhe para os olhos dela… - Ele veio até mim e começou a fazer carinho no o pescoço. - Ela está exalando tristeza… Acho que no fundo ela sabe o que vai acontecer… - Apoiei minha cabeça na sua mão e o lambi, ele sorriu e depositou um beijo na minha cabeça. - Vai dar tudo certo Maya…

- Se segurem em alguma coisa!

O submarino começou a perder o controle, ele balançava e rodopiava, me segurei com minhas garras e nós não conseguimos ver nada do lado de fora, estava escuro e vazio, o submarino parou logo após de uma pancada forte e a água começou a entrar pelas janelas que haviam se quebrado.

- O que vamos fazer agora!? - Bai estava em desespero, Kishan começou a abrir a porta no teto do submarino. - O que está fazendo? A água vai entrar mais rápido!

- Seu eu abrir, temos uma chance de sair do submarino!

- Eu te ajudo Kishan. - Ryan foi até ele e os dois começaram a girar a trave, eu me transformei em humana e fui até Yesubai.

- Não se preocupe Bai, vamos dar um jeito…

- Prendam a respiração… - Me transformei novamente e Kishan também. - Um, dois… Três! - Ryan abriu a porta e a água começou a entrar com força e velocidade, Yesubai agarrou no pelo de Kishan e os dois nadaram para fora, Ryan e eu fizemos o mesmo.

Quando abri os olhos, me espantei, eu e Kishan nadamos até um lugar onde haviam alguns, seres estranhos, caminhando sobre a areia do mar, chegando perto, percebi que era um tipo de barreira, Yesubai e Ryan já estavam começando a ficar sem fôlego, então nós atravessamos logo caindo na areia, várias criaturas olharam em nossa direção e se aproximaram.

- Onde estamos? - Nós estávamos totalmente secos.

- Em uma… Cidade?! - Uma criatura estranha e de aparência velha veio até nós.

- Vocês, enviados de deusa Durga?!

- Ah… Sim! - Disse Ryan.

- Gato grande também?

- Sim!

- Que pena, Eu e eles, gostar do gato grande… - Me transformei em humana e nós nos levantamos.

- Vocês poderiam nos ajudar? - Eles se espantaram ao ver minha transformação.

- Como gato vira mulher?!

- É um… “Poder”... E eu não sou um gato, sou um tigre, e ele também. - Apontei para Kishan e ele também se transformou em humano.

- Nossa! Enviados estranhos… Com poderes de tigre! - Ele olhou para seus companheiros e disse algo que deixou todos animados em sua língua nativa, eles jogavam às mãos para o ar e gritavam.

- Isso é bom? - Perguntou Ryan.

- Não faço ideia… - Respondi.

- Vamos!!! - Ele se virou para nós com a mão estendida e todos começaram a correr em nossa direção.

- Okay! Isso não é bom! Isso não é nada bom!

- Cala a boca Ryan! Só corre! - Kishan começou a correr e nós o acompanhamos.

- Kishan, Yesubai deve estar cansada! - Eu disse.

- Estou bem não se preocupe!

- Venha Bai. - Kishan se transformou em tigre e Bai agarrou seu pelo.

- Venha você também Ryan!

- Está bem. - Também me transformei e Ryan subiu em mim.

Kishan e eu corremos o mais rápido que conseguimos, acabamos parando em um lugar sem saída, ficamos presos, as criaturas nos encurralaram, eles mostravam seus dentes afiados como de tubarões e às membranas nas costas, nos braços, pernas, e mãos, eriçados, alguns tinham tentáculos. Eles estavam se aproximando cada vez mais quando ouvimos um rugido.

- O que foi isso?! - Perguntou Bai.

- Acho que é o tal do monstro…

As criaturas se distraíram, aproveitei e saltei por cima deles e comecei a correr em direção de onde o rugido tinha vindo, Kishan fez o mesmo e as criaturas voltaram a nos perseguir, os rugidos agora eram constantes, cada vez mais alto e medonho.

- Tenha cuidado Maya… - Ryan acariciou atrás da minha orelha e eu balancei a cabeça com arrepios.

Subi em algumas pedras e acabamos parando em uma montanha, o rugido vinha do alto, parei por um momento e respirei fundo me preparando, Ryan me encorajou batendo levemente no o ombro e Kishan balançou a cabeça para que eu seguisse em frente, eu não sabia o que estava fazendo, apenas estava sendo guiada pela minha intuição. Voltei a correr subindo a montanha, Ryan agarrou o pelo o que me deu mais segurança, finalmente chegamos no topo e vimos um tigre branco, ele estava na ponta da montanha, ele se virou ao nos ouvir e se espantou, ele estava tão assustado quanto eu, seus olhos eram azuis como os de Ren, Kishan parou ao meu lado e rosnou baixinho, sem dúvida, era Ren.


Notas Finais


voltei com tudo galera!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...