História O segredo... É ser foda! ∆{Sasusaku-Saiino)∆ - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Ino Yamanaka, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Amor, Anime, Colegial, Fanfic, Ficção, Gaara, Ino, Naruto, Romance, Sai, Saiino, Sakura, Sasori, Sasuke, Sasusaku
Visualizações 382
Palavras 1.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 14 - ∆{Mal Agradecida}∆


Sakura

Eu saí de lá correndo, a fui pra casa mesmo, demorou um tempo, eu passei pelas grades, e vi todas as luzes ligadas... Mas a essa hora todos empregados já foram embora... Vou olhar!

Eu fui devagar, e entrei em casa, tinha muito coisa revirada e bagunçada, eu já me arrepiei

Eu o vi barulhos lá em cima, eu fui devagar, subindo as escadas, eu só ouvia vozes dizendo "vai, vai! Rápido, antes que alguém chegue" 

Quando eu cheguei no meu quarto, espiei, tinha dois homens com roupas pretas, e um deles tinha uma arma que desconheço, na hora eu fui pro quarto de hóspedes sem tentar fazer barulho, para não me ouvirem eu estava em desespero 

Mas eu acabei batendo em um jarro e o quebrando, eu me escondi atrás da enorme coluna 

-quem está aí!- Ouvi a voz de um deles

Ouvi passos em minha direção, mas depois ele voltou 

-vamos logo cara! Acho que tem alguem aqui -falou 

-ok -ouvi por último, e nem se quer ouvi passos, eu suspirei é quando eu iria sair de trás da colun, sinto alguem me puxar pelo braço, era um deles, oque estava sem a arma

-ME SOLTA! - Gritei 

-shhhhhh ninguém mandou ficar escutando de trás da parede, isso é feio sabia? -disse ele, sua voz me dava medo, ele era do meu tamanho -Ei! -Falou pro amigo - olha que gracinha! 

-nossa, olha que gostosinha! Você mora aqui gracinha? -falou o outro da arma

-ME SOLTA SEU MERDA! -Falei para o que me segurava, eu bati o cutuvelo em sua barriga, e tentei fugir, mas o outro me segurou, e deixou a arma logo na minha cabeça, parecia cena de filme! - oque vocês querem em minha casa? Aqui tem mais nada além de meus pertences -falei corando com medo 

-falava logo, onde tá a mala, ou quer que eu dispare?!

-...

-DESEMBUCHA! - eu não me atrevo falar, nessa mala tem todos os meus pertences, nada de valioso, só algumas besteiras!

-... Lá não tem nada de valor -  fui interrompida

-CALA A BOCA! NÃO ESCUTOU? CADÊ A MALA! -gritou

- m-me deixem em paz, por favor -falei choramingando

Até que um deles bateu na minha cara, me bateram tanto, que acho que acabei desmaiando...

Sasuke

-POHA KARIN! aceita que eu não te quero mais! Você não vale nada! 

-vamos embora meu amor, é só um período do nosso relacionamento, vamos pra casa- falou me abraçando, e a empurrei e fui embora, entrei no carro, e fui passear pela cidade, eu estou com a cabeça cheia, primeiro, tem o carrapato da Karin que não me solta, acabo de encontrar a Sakura, e já estou agindo dessa forma, eu realmente sou um caminho sem futuro...

Eu passei na frente de uma enorme mansão, e ouvi alguns gritos, mas demorou muito para eu decifrar que eram da sakura, na hora eu desci do carro e fui ver, antes que eu passase dois homens passaram correndo, eu logo pensei no pior e já fui entrando correndo.

Quando é eu entrei, estava com a porta aberta claro, e quando vi, estava tudo bagunçado, mas tudo mesmo, sofá revirando, tv jogada no chão e tarara, mas uma imagem que me partiu foi ver a Sakura jogada no chão, sangrando, eu fui logo em sua direção e tirei seu braço do meio, uma bala bateu de rastreamento raspão nela, mas estava sangrando bastante. Eu a peguei nos braços e a levei em direção a meu carro, ela estava desacordada, eu estava tão nervoso que eu tremia, fiquei até com medo de derrubala

Enquanto eu dirigia, eu a ficava olhando toda hora, ela estava com o batom meio borrado, e olhos fechados delicadamente, mas tinha uma mancha de sangue em sua bochecha, eu a olhei e ainda estava com a roupa do trabalho, ela está com as pernas fechadas e inclinadas para o lado, e sua mão jogada no banco.

Eu procurei o hospital e achei, tinha pouca gente, a recepcionista já correu e chamou uma médica de cabelos loiros, que sem mais, levou a Sakura, depois eu me sentei no banco e fiquei meio nervoso, mas consegui me acalmar, depois a mesma mulher apareceu e eu fui em sua direção

-desculpa, eu sou quem trouxe a mulher de cabelos rosa, pode me dizer se ela está bem? -falei acabando de chegar e ela abriu um sorriso

-oi, você deve ser o namorado da sakura, bem, a bala passou de raspão, mas não teve nenhuma infecção, foi uma coisa bem leve, ela já acordou, mas ela não está tão bem pra andar, ela ficará aqui até amanhã, até se recuperar um pouco, mas se quiser vê-la...

-quero sim -falei e ela assentiu e me levou, eu entrei no quarto e ela tava lá com uma cara de sono daquelas com cara emburrada

-a é você -falou olhando 

-nossa, eu sou o herói e a mocinha se dirigi a mim?- falei sentando em uma cadeira

-mim não liga pra tu, como tu não liga pra mim chatoniudo!- falou de um jeito engraçado - e eu nem mandei você me salvar! Você que ficou sobrando na história!

-ignorando esse fato, falou pra peituda que eu sou sei namoradinho é? Aproveite meu bom humor -falei sorrindo

-uq!? Eu não falei nada! Essa Tsunade!- falou se sentando - aí! -falou se deitar e eu ajudei a ajeitar-la 

-você tem que ter cuidado, mas oque aconteceu

-não te enteressa! 

-como?! Muié! Se não me enteressase eu não perguntava! 

-aff, nada demais, agora pode ir embora, xispa! Xispa!- falou fechando os olhos

-nha! Posso ficar aqui até o resto da vida S2 -falei e ela resmungou foi dormi, e eu dormi também, até que acabei acordando com uma ligação

Sasuke: alô? -falei com voz de sono

Mikoto: MEU FILHO! ONDE VOCÊ TA?!- era a mãe

-ai meu ouvido mãe... Tô no hospital -nem sei porque eu fui falar a verdade

-NO HOSPITAL?! 

-aconteceu um acidente com minha amiga, aí vou dormi aqui...

-ok, mas cuidado meu amor, não esqueça de tomar café da manhã - vai se fuder mãe (Mikoto: EU VOU É QUEBRAR TUA CABEÇA DISGRAÇA!)

-TCHAU MAE! -falei desligando

Ino

Eu me recusei a fazer "oba, oba" com o saí, pois ela fica dando o número pra essas putinhas "sem querer"! Não tem como dar seu número sem querer!

Eu mandei até ela dormi no sofá! Mas agora que é madrugada fiquei com pena.

Eu peguei um travesseiro mais macio, e uma coberta quentinha, eu fui até ele, no sofá, e levantei sua cabeça coloquei o travesseiro depois o enrroloi e por último, o dei um beijinho na bochecha

-que fofa -falou abrindo os olhos - quero dormi com você -falou, e com minha enorme preguiça, eu me deitei em seu lado, e ele me abraçou e colocou minha cabeça em seu peito e ali mesmo dormi...

Quando acordei ela já não tava aqui do lado, eu olhei pro chão e tava lá ele dormindo, eu dei uma pequena gargalhada 

-foi você que tava me dando coice, e cai, tô com tanto sona que nem quero levantar -falou e eu ri mais ainda, e me despriguicei, olhei o relógio de parede, e ainda era 3:17 da manhã, e eu só me deitei e dormi denovo.

Bem, eu "dormi" eu só fechei os olhos e fiquei fazendo massagem nas costas do sai com os pés







Notas Finais


Oi, espero que tenham gostado
Me desculpem eu tá demorando e fazendo pequenos, é que acabei de começar minhas provas, e se eu não passar minha mãe me joga na privada
Espero que entendam ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...