História O Segredo Nas Sombras - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Os Heróis do Olimpo
Personagens Hades, Nico di Angelo, Percy Jackson, Perséfone, Will Solace
Tags Hdo, Lemon, Motilogia, Nico Di Angelo, Percy Jackson, Pernico, Pjo, Romance, Solangelo, Will Solace, Yaoi
Visualizações 170
Palavras 1.554
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OLAAAAAAAA!!!
sentiram minha falta? não? da fic então? kkkkkk

ai ai sei que é muito sofrimento, mas faz parte ;x

BOA LEITURA!

Capítulo 33 - História


Fanfic / Fanfiction O Segredo Nas Sombras - Capítulo 33 - História

POV WILL

 

Eu sou um idiota. Um grande e completo idiota.

Como é que pude ficar nervoso com ele daquela forma? Claro que ele tinha motivos para pensar aquilo, ele nem se lembrava de nada.

Mas me senti tão irritado, era como se ele tivesse duvidando de mim, do que eu sentia por ele.

Decidi que não valia a pena, logo eu voltaria para Nova Roma e ficaria distante o suficiente dele.

No outro dia o encontrei na quadra treinando esgrima depois do café da manhã. Estava frio e ele ofegava fazendo fumaça sair de sua respiração.

- você deveria dar um tempo do treino, pelo menos no natal. – falei ao me aproximar.

Nico me deu um olhar rápido.

- minha raiva não da pausa. – disse indiferente.

- raiva? – engasguei baixo.

- não se preocupe, ela sempre esteve comigo. – respondeu parando e tomando água da garrafa que estava perto. – então, está mais calmo?

Quase sorri daquela ironia.

- sim. Me desculpe por ter surtado ontem. – pedi sincero.

- tudo bem, não está mais aqui quem falou.

Mordi o lábio quando aquele silencio incomodo voltou.

- eu gostaria de poder te contar um pouco do que aconteceu entre nós nos últimos meses, isto é, se você quiser. – falei me sentindo corar por parecer bobo.

Nico me estudou com curiosidade depois assentiu.

- claro. Passe no meu chalé mais tarde. – disse se distanciando de costas.

Sorri.

- estarei la. – garanti.

Nico concordou com os olhos brilhando antes de se virar e sair andando.

Ele poderia tentar esconder o quanto fosse, mas eu sabia que ele sentia aquilo também. Aquela conexão e a repentina ansiedade estava mais do que presente entre nós.

 

No meio da tarde fria peguei dois copos de chocolate quente, algumas guloseimas e me direcionei para o chalé 13. Nico abriu a porta rapidamente, estava recém banhado e tremia de frio com os cabelos pingando.

- Oi. – disse me deixando entrar.

- chocolate quente pra você que parece estar precisando. – entreguei o copo a ele que pegou agradecido.

- obrigado. – tomou um gole fechando os olhos. – deuses, isso é muito bom. Acho que o néctar vai ter um gosto diferente pra mim agora.

Sorri satisfeito.

- acho que sim. Trouxe alguns salgadinhos e doces também. – coloquei a sacola na cama de Hazel e me sentei nela.

- parece que temos muito que conversar então. - Nico sentou na sua cama a frente tomando seu chocolate quente e me encarando.

Mordi o lábio receoso.

- não exatamente. Eu só queria conversar com você o quanto pudesse.

Ele assentiu.

- ok.

Foi assim que começamos a conversar e eu acabei sentado na mesma cama que ele, comendo doces com um cobertor grosso ao nosso redor.

Contei a Nico o básico sobre nós, havia lacunas que eu não iria preencher agora, mas ele já sabia disso. Contei sobre nossos encontros nos campos de morango, de como ele me salvou (não da mesma forma) e ajudou Ortro a não surtar de vez, e por fim que fomos ao mundo inferior leva-lo e então acordamos ali.

- você é péssimo em inventar mentiras. – Nico disse, mas não parecia ofendido enquanto roubava um doce de mim.

- não estou mentindo! – exclamei o vendo rir.

- não totalmente. Eu vejo a verdade e a mentira, e sei que não vai adiantar nada perguntar, mas... – suspirou. – estou feliz que tenha me contado sobre nós, as coisas fazem mais sentido agora.

- não me diga que você não tinha deduzido a maior parte sozinho.

- algumas partes. – deu nos ombros. Mordi o lábio para conter meu impulso de me aconchegar nele. – Will?

- hum?

Nico parou de comer e ficou olhando para o nada a frente.

- até onde nós fomos? – perguntou baixo, o vi corar o que me fez segurar o riso.

- está me perguntando sobre sexo? – ele assentiu sem jeito virando o rosto para que eu não pudesse vê-lo totalmente.

- é só uma curiosidade...

- Nico. – chamei puxando seu queixo para me olhar, ele estava muito vermelho. Tentei não rir, ou beija-lo. – só saiba que foi incrível e você é maravilhoso.

Ele ficou ainda mais vermelho colocando a mão no rosto.

- ah isso é tão constrangedor! Como posso não lembrar da minha primeira vez?

Ri tirando sua mão do rosto lhe dando um sorriso malicioso.

- podemos fazer outra se quiser. – provoquei.

Ele me deu um soco leve no ombro.

- não seja imbecil.

Ri.

- foi brincadeira. Não seja tão sensível.

- não sou sensível.

- ah você é sim.

- cale a boca Solace. – resmungou.

Eu estava rindo quando um limpar de garganta surgiu perto. A nossa frente havia uma mensagem de íris com a imagem de Hazel e Jason.

- estamos atrapalhando o casal? – Jason brincou, mas meu coração gelou.

Olhei para Nico que estava branco como cera.

- ãhn... Oi Jason. Haz. – cumprimentei educado.

Hazel sorriu, mas olhava para o Nico com preocupação.

- Olá meninos. Só passamos para desejar um feliz natal. – disse ela casualmente.

- feliz natal para todos ai! Onde está o Frank? – falei tentando não deixar o clima pesar.

- estou aqui! – Frank gritou de algum lugar depois apareceu com uma colher de pau acenando. – feliz natal para vocês.

Acenei para ele que saiu rapidamente, me lembrava que ele gostava de cozinhar. As coisas lá pareciam tão calmas, senti falta do meu apartamento em Nova Roma.

- Nico, você está bem? – Jason perguntou por fim.

Olhei para Nico que engoliu em seco.

- sim, sim estou. – disse ele avoado. – feliz natal para vocês.

- tem certeza? – insistiu ele. – você parece diferente. Aconteceu alguma coisa?

- não que eu me lembre. – disse Nico jogando com as palavras.

Um silencio confuso apareceu. Limpei a garganta.

- então, vocês virão para cá? Preciso de uma carona até Nova Roma e adoraria um mini barco improvisado do Leo.

- você vai voltar? – Hazel perguntou e eu assenti. – Nico, você vem? – havia esperança na voz dela.

O senti enrijecer ao meu lado.

- não. Não ainda. – respondeu baixo.

Hazel olhou para mim e depois desviou os olhos para Jason.

- podemos ir amanhã e ficamos para a virada do ano, ai voltamos com o Will. – Jason sugeriu.

- é uma boa ideia. Estou com saudades do meu irmão também. – Hazel concordou.

Nico tinha os olhos baixos, como se tivesse medo de olha-la.

- então nos vemos amanhã. – falei já cortando o assunto.

Não esperei eles responderem ao passar a mão na nevoa e cortar a ligação.

Nico estava sombrio ao meu lado.

- fale comigo. – pedi com receio solidário.

- ela está tão bonita e madura... – ele sussurrou. – não sei como olha-la, não quero ter que fingir, mas...

- não finja. Hazel é muito forte, ela vai entender.

- ela vai surtar.

Sorri.

- duvido muito. Aquela menina é muito equilibrada.

Nico respirou fundo.

- eu odeio isso. – murmurou. – é horrível estar perdido no tempo, já passei por isso antes, mas pior ainda é estar perdido em sua própria mente.

Peguei sua mão a apertando com carinho.

- eu sei e sinto muito por isso.

Nico concordou com olhar distante.

- então, vou acabar com esses chocolates. – o distrai o quanto pude.

Ele sorriu ao rouba-los de mim.

 

No fim dormimos amontoados em cobertas e braços. O frio se tornou um amigo por me deixar ficar tão perto dele. Estar com Nico estava ficando mais fácil e eu reconsiderei ter que voltar a Nova Roma.

Acordei antes dele no dia seguinte e fiquei fitando seu rosto sereno ao dormir. Nico parecia um bebê dormindo profundamente e isso era encantador. Vê-lo tão relaxado depois de ter presenciado toda sua angustia e dor era como a calmaria depois da tempestade.

Toquei seu rosto levemente sem querer acorda-lo, mesmo assim ele tremeu e resmungou. Recuei, mas ele não abriu os olhos o que me fez sorrir.

- não faça isso. – Nico murmurou baixo, franzi o cenho para ele, confuso. – Will... não vá... – resmungou contorcendo o rosto fazendo meu coração doer. – você prometeu. Percy...

E aquilo foi demais para mim. Balancei seus ombros.

O que é que ele esta sonhando?

- ei Nico, acorde. – chamei.

Ele parou e abriu os olhos desnorteado.

- o que?

- você estava sonhando. – falei para baixo. – era um pesadelo?

Nico se virou para olhar para o teto como se tentasse se lembrar. Ele colocou o braço na testa e seu olhar negro esvaziou por um momento.

- eu não sei. – respondeu por fim. – você estava nele, e Percy, e Bianca.

Engoli com dificuldade.

- quer falar sobre isso?

Ele negou.

- não. – suspirou e olhou em volta. – você dormiu aqui?

Sorri.

- não era como se eu fosse sair no meio da noite. – Nico me deu um olhar desconfiado, revirei os olhos. – não fiz nada, não se preocupe.

Ele corou e me empurrou ao sair da cama.

- você é um imbecil Solace. – resmungou.

Ri.

- não que eu não quisesse. – provoquei.

- cale a boca. – ele gritou do banheiro me fazendo rir mais.

Me incomodava que ele pudesse sonhar com Percy, mas não era como se ele não fizesse parte daquilo tudo. Tive que deixar meu ciúmes de lado e me peguei pensando no que ele poderia estar sonhando, algo como medo surgiu em meu peito.

Espero que não seja nada demais.


Notas Finais


NICO VOCÊ É SENSIVEL SIM! ACEITE QUE DÓI MENOS U.U

segurem que os romanos estão chegando baby! \o/

o que será que o Nico tava sonhando? hum....... ;x

então amores, tentarei postar na sexta ok?

amo vocês e obrigada <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...