História O sequestro - mini história - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Personagens Originais
Tags Sou Luna
Visualizações 60
Palavras 322
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Estupro, Incesto, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 7 - Capitulo 7


Ruggero apertava Karol e sorria quando começou a ouvir seus gemidos, ele suava, ela estava ofegante, ele metia com força fazendo um vai e vem frenetico, era como se a bct de Karol fosse feita especialmente para ele, adaptada para seu pns, pois ele apesar de grande e grosso, cabia ali perfeitamente, e ela era apertada, seu pns doia e pulsava, ela gritava de prazer. Ruggero levou a boca até o seio de Karol e sugou com força sem parar de socar. Ela o abraço apertando-o contra si, arranhando suas costas. Karol fechou os olhos e deixou que as sensações invadissem seu corpo.

Karol: maaaaiiisss - gritava pedindo loucamente.

Ruggero acelerou, usou toda sua força, até que sentiu a bct dela contrair e seu liquido escorrer no seu pns. Não demorou muito até que ele tbm se veio.
Ruggero deixou seu corpo cair sobre o dela, que ainda tremia. Logo tirou seu pns de dentro dela e caiu deitado ao seu lado, fechando os olhos e ofegante. Estavam loucos e em tolta frenesi. Quando Karol levantou rapidamente e saiu correndo até a sala, ele viu e correu atras dela mais antes que pudesse impedir ela segurou a arma e voltou-se contra ele, ofegante.

Ruggero: me dê isso - ele dizia com uma certa distância e com a mão erguida

Karol: Tire a touca - ela falava com raiva, ainda ofegante

Ruggero: me dê isso - ele repetiu agora com a voz dura

Karol não falou nada e apenas engatou a arma. Ruggero não viu alternativa, segurou sua touca e puxou tirando. 

Karol: vc...- disse olhando seu rosto

Ruggero: é sou eu. - Ele passou a mão no cabelo suado

Karol: vc ta lindo - vendo seu antigo funcionario parado nu na sua frente, ele estava diferente, mais forte, mais bonito, mais gostoso, ela nunca havia reparado tanto nele como agora, antes ele era magro, esguio, sem graça e usava um óculos enorme. Ele deixou sua empresa alegando ir embora do país.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...