História O Sequestro - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Luan Santana
Personagens Luan Santana, Personagens Originais
Exibições 60
Palavras 1.456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Desculpem a demora, ignorem os erros e boa leitura meus amores

Capítulo 17 - Eles já sabem de tudo


P.O.V Mari

    Meu filho nesse exato momento deve estar me odiando, ele sabe que não é filho de Amarildo, sabe também que eu estou sendo a responsável por tanto sofrimento, o meu pequeno princesa deve estar passando por um momento tão difícil, nas mãos daquele filho da puta do Jonathan

     Ah Jonathan, ele foi o meu primeiro grande amor mas eu já não aguentava mais suas traições, seu  cheiro de álcool toda vez que chegava em casa dizendo que me amava. Conversei com ele durante dias para que parasse de beber, e realmente ele parou, por uma semana apenas, depois começou as mesmas coisas.

     Eu devo minha vida a esse filho da puta, mas eu já paguei, eu simplesmente entreguei todo o meu amor todo meu amor para ele, e ele não soube valorizar, foi acabando aos poucos com todo o amor que eu sentia.

    Eu nunca deveria ter me envolvido com aquele imbecil, ah Deus como pude ser tão idiota?

    A vida às vezes nos dá uma rasteira que fica difícil levantar, erguer a cabeça, mostrar para a sociedade que tudo está bem e quando na verdade não está. Mostrar para todos que você é forte, que você deu a volta por cima, que tudo voltou ao normal, mas NÃO VOLTOU

    Deitada em minha cama no meu quarto com a foto do meu filho em meu peito chorava descontroladamente todos meus momentos com ele  passava como flash... Que saudade dele, do meu garoto, do meu bebê, da sua voz me chamando de mamusca, da sua gargalhada gostosa.

- Meu filho, eu sinto sua falta, o Brasil sente sua falta, sua irmã chora todas as noites, suas fãs fazem corrente de oração pela internet. Como você faz falta meu príncipe. - Dizia entre o choro-

  EU QUERO O MEU FILHO...

P.O.V Luan

                                                                        3 meses depois

   Sim eu a perdoei, todo mundo merece uma segunda chance, todos merecem uma chance de se redimir, e Alicia me mostrou estar realmente arrependida, e meu amor falou mais forte que o meu orgulho. Ela é uma pessoa incrível que estava a submissão de Jonathan, ela não sabia o que estava fazendo.

    Sobre minha família? Não sinto raiva, mas não significa que eu não esteja triste, magoado, com o coração despedaçado. Eu não entendo os motivos deles de me esconder uma coisa tão grave.

   Como será que estão meus fãs? Meus amigos? a Equipe Ls? Sinto tanta falta deles, dos meus shows, daquela euforia das minhas fans, levar alegria com a música para eles era o que me fazia esquecer meus problemas,  e agora nada disso eu posso fazer.

- Amor? - A chamei depois de um tempo calados-

- Sim? - Ela respondeu me fitando-

- Sinto falta da minha antiga rotina - Sinto ela ficar tensa ao meu lado-

- Eu sei amor - Ela caminha até me com um olhar tristinho- me perdoe por todo o sofrimento que te causei amor, eu me arrependo e muito.

- Eu sei amor - A puxo pelo meu colo e acaricio sua bochecha com o meu polegar- Pre... - Sou interrompido por uma moça não muito estranha adentrando na cozinha gritando pela Alicia-

- Alicia sua vadia que... - Ela para de falar quando seu olhar para em mim- que louco

- Cachorra arrombada vem cá me dá um abraço - As duas se abraçam feito duas loucas, a loura sussurra algo no ouvido da minha garota que não deu para ouvir, só sei que era algo sobre mim- longa história depois explico, e alguém desconfiou de alguma coisa?  

- Que nada, fizemos um bom trabalho, e Luan, sua irmã está ótima eu não fiz nada para machucá-la eu juro - Eu a olho sem entender porra nenhuma-

- Do que está falando Isabela? - Alicia se antecipa a olhando com um olhar confuso-

-  Vocês não souberam?

- Não, - Eu falo antes que Alicia falasse algo- o que aconteceu com minha irmã?

- Sua irmã ela levou um tiro de raspão, eu até pensei que foi um de vocês, mas não me avisaram nada - Ela fala me olhando, meus olhos já se encontravam marejados, sinto alguém me abraçar. Alicia-

- E quando foi isso? - A pergunto sem olhá-la-

- Hoje, quando eu estava embarcando - Suspiro derrotado-

- DROGA, ISABELA VOCÊ É BURRA CARALHO? - A ruiva do meu lado grita me assustando- foi uma armadilha, pensa comigo - Ela faz uma pausa dramática- quando o Luan foi sequestrado eu, meu irmão e os meninos fomos embora, agora mais um membro da família Santana foi atingido sabe se lá por quem, e você uma Russa foi embora, eles vão juntar as peças, eles vão nos descobrir Isabela, você deveria ter voltado, não podia ter voltado, puta que pariu, que droga - Ela dizia tudo isso andando de um lado para o outro-

- Amor calma. - Tento acalmá-la, mas a mesa me lança um olhar matador-

- Não estou a fim de ir presa e se eu cair todos caem jun... - Ela é interrompida pelo seu  telefone tocando, ela engole em seco, e quando eu digo em seco é com direito aquele barulhinho- chamada brasileira, acabou. - Agora foi a minha vez de engolir em seco-

 P.O.V Alicia

 - Alô? - Respondo fazendo sinal de silêncio para os meninos que acabará de chegar na sala-

- Alicia? -A voz masculina surge do outro lado da linha-

- Sim, com que eu falo? - Coloco no viva-voz a pedido de Isac-

- Você está falando com um amigo do garoto que você tirou do Brasil a força - A voz se altera, engulo em seco-

- Não sei do que está falando meu senhor - Tento soar o mais natural possível-

- Para de ser tão idiota garota, a família dele já sabe, a polícia já sabe e se prepare estão indo atrás de você e quando te pegarem, viva da cadeia você e seus amigos não saem - Não consigo mais ouvi-lo e acabo desligando na cara dele-

- PUTA QUE PARIU. - Grito irritada- vamos chequem as câmeras de seguranças, chequem tudo agora - Enzo e Luis assentem e se retiram- o que vamos fazer?

- Mana calma, você está muito estressada - Sinto alguém me abraçar e o seu cheiro invade minhas narinas-

- Promete nunca, nunca, nunca me abandonar? - Sussurro enlaçando meus braços em seu pescoço-

- Eu prometo meu amor, nunca te abandonar - Ele sussurra no meu ouvido- eu te amo

- Eu também te amo - O afasto de mim. Bella e meu irmão já não estavam mais na sala- Luan se alguma coisa acontecer comigo, prometa pra mim que continuará sua vida, vai formar uma família e o mais importante vai ser feliz?

- Eu não posso prometer algo que não irei cumprir, eu não sei viver longe de você, se você se for, eu cometo suicídio, eu amo você e mais ninguém, eu não viverei longe de você, nunca, coloca isso na sua cabeça.

- Eu não sei do nosso futuro meu amor eu... - Sou interrompida por Enzo gritando por mim, puxo a mão do Luan e saio da sala indo diretamente para o seu quarto- o que conseguiu? - Estavam todos lá-

- Elas estão saindo do Brasil, a polícia daqui já foi acionada e isso não é bom, os tira são uns filhos da puta do caralho, temos que sair daqui o mais rápido possível, mas tem um probleminha - Ele diz me encarando- sem o garoto de ouro - Ele se refere ao Luan -

- C-como assim? Claro que ele vai, não posso abandoná-lo

- Alicia escuta, se ele for, não vamos conseguir nem colocar os pés na rua, pensa Alicia pelo amor que você tem a ele

- Eles tem razão meu amor - Luan dizia me olhando nos olhos-

    Como? Não, não, não, não vou deixá-lo ir, eu já o perdi uma vez e não posso perdê-lo de novo.

   Mas eles tem razão precisamos salvar nossas peles, e o homem ao telefone já me deixou bem claro que se formos para a cadeia vivos de lá não sairemos, então eu vou ter que deixa-lo.

- Eu te amo, eu vou ir atrás de você, você não vai se livrar de mim tão cedo, eu te prometo - O abraço com força-

- Eu estarei te esperando meu amor eu prometo.

- Luan eles te encontrarão desacordado e você não vai se lembrar de nada está me ouvindo? - Isac o avisa o olhando com um olhar matador, o mesmo assente me apertando mais contra seu peito- Vamos agir galera, hora do show...

   Todos assente indo fazer os seus devidos afazeres


Notas Finais


Acharam o que?
Ficou pequeno, mas o próximo será maior


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...