História O Sequestro. - Capítulo 19


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Namjoom, Rapmonster
Exibições 72
Palavras 964
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!!
Estou aqui torcendo para que a raiva já tenha passado 😅😅
Sei que o capítulo anterior foi meio difícil de aguentar, mas... Ainda tem 6 meninos perdidos nessa história né?Sendo assim vamos em frente.
Fighting!!
Boa leitura!!

Capítulo 19 - Foco, Força e Fé!!


Anne chorava, estirada ao chão, cobria o rosto com o braço enquanto o outro permanecia estendido, não parou de chorar mesmo quando Rodrigo a encontrou, ele observou um pouco e não precisou de esforço para entender, eles tinham perdido o garoto, ajoelhou ao lado dela e a abraçou, a dor de Anne era gigantesca, lembrou de quando soube que os pais dela haviam falecido, de como ela sofreu dia após dia, a dor a consumia de tal forma que era impossível acreditar que ela aguentaria, mas aguentou, agora o destino trouxe a ela uma pessoa por quem ela se importa e novamente a vida arrancava alguém dela, quis chorar com a amiga, sabia o quanto era ruim não ter pais, bem ele tinha pais, mas os pais não queriam estar com ele desde o início, o abandono pode ser terrível para alguma pessoas, entretanto assim como Anne, ele também havia conseguido atravessar esses dias.

Ela levantou o rosto e viu o amigo, o mesmo amigo a quem ela havia negado anos atrás, ela o abraçou e afundou sua cabeça no peito dele.

- Vamos Anne, precisamos sair daqui eu vou pedir pros manos irem atrás deles, nós vamos acha-lo, eu prometo...

Voltaram para casa de Rodrigo, Anne se apoiava nele para conseguir andar, o tornozelo ainda doía muito, mas não parecia que fosse algo mais grave do que isso, chegando na casa Rodrigo a colocou no sofá, indo atrás de uma bolsa de gelo para ela. Anne ainda chorava, seu soluço era baixo, mais atingia sua alma lá no fundo.

- Aqui Anne, deixe isso sobre o tornozelo, eu vou chamar os moleques.

Rodrigo pega o celular e faz algumas ligações, em questão de minutos, várias motos saiam em disparada pelo bairro para tentar rastrear os sequestradores de Téo e Namjoom. O problema era maior do que esperavam, Namjoom e Téo agora estavam sozinhos e iam ter que se virar por um tempo, eles tinham um plano para seguir, mesmo sem Namjoom eles tinham que dar um jeito de falar com os outros garotos, talvez eles possam ajudar a entender isso tudo. Olhou para Anne, eles não podiam ficar ali, tinham que seguir o plano.

- Anne, temos que ir agora.

Anne assente e Rodrigo a ajuda a sair do sofá, ele tranca a casa, arruma duas mochilas nas costas e seguem ladeira abaixo, tinham que encontrar Jonathan e pensar no que fazer agora.

+++++++++++++++++++++++++

Namjoom estava sendo carregado, sentiu o balanço de seu corpo e sua cabeça latejava, tentou abrir os olhos, mas a dor era imensa tentou se mexer mas não conseguiu, nada importava agora ele não tinha forças apenas fechou os olhos não conseguia mais se manter acordado, o escuro o dominou...

A noite seguiria calma agora, o carro estava estacionado a poucos metros deles, já se podia sentir os dias de alegria que viriam quando finalmente recebessem o dinheiro, era a melhor jogada que tinham feito e agora cada um poderia refazer sua vida.

Carlos e Jorge acomodaram os dois garotos no banco de trás do carro, deu trabalho mas pelo menos pegaram ele. Agora era só esperar o dinheiro prometido pelo coreano. Carlos deu partida no carro e seguiu para local onde seria o cativeiro do garoto, um local afastado de bairros, um galpão esquecido na Rodovia Anhanguera.

- Vamos embora logo, tô cheio de fome. - Jorge disse e os dois riram.

++++++++++++++++++++++++

Cabo Nogueira se escondeu no veículo, viu Anne, a garota que corria na av. Paulista junto com o coreano, ela andava amparada a outro rapaz. Alguns instantes antes tinha visto uma movimentação estranha, varias motos saíram em disparada como que procurando algo ou alguém, isso fez com que ele ficasse ali, para ver se descobriria mais alguma coisa sendo essa visão de Anne a melhor descoberta da noite. Decidiu por seguir os dois, talvez assim ele poderia encontrar o garoto coreano e dormir em paz novamente.

Esperou que eles ficassem a uma distância segura, então deu partida no carro e passou a segui-los, viu quando eles foram em direção a Santo Amaro, achou interessante isso, uma vez que o grupo BTS estava hospedado em um famoso hotel na mesma região, com certeza aqueles dois sabiam de alguma coisa. Acelerou para não perder o carro de vista. O carro parou em frente a um hotel simples, a apenas umas quadras de onde o BTS estava, sorriu tinha achado a melhor pista de todas.
Observou os dois entrarem no hotel, esperou alguns minutos e entrou também, se era ali que a pista estava então era ali que ele iria ficar.

+++++++++++++++++++++++++++

Rodrigo bateu na porta e esperou que Jonathan a abrisse, carregar Anne e duas mochilas não tava sendo nada fácil, logo que Jonathan abriu a porta fez uma cara de espanto por só ver duas pessoas ali. Ajudou Rodrigo com Anne e fechou a porta novamente.

- O que houve? Cadê o japa e o Téo?

- Nós perdemos o japa Jonathan, eu ainda não sei como mas os caras que estavam atrás dele, nos acharam levaram ele e o Téo.

- Fudeu tudo agora!! Simples assim...

Jonathan senta na cadeira e bate com as mãos no joelho, olhou para Anne, ela estava um caco, provavelmente tinha chorado sem parar durante o caminho, caramba... Ela deveria gostar muito do japa mesmo. O problema é que o namoradinho dela era o “x” do problema, sem ele não tinham nada.

Rodrigo arrumou a cama pra Anne e a colocou na cama para dormir, era como se ela estivesse em choque, não falava apenas se via as lágrimas correrem pelo seu rosto sem parar. Esperariam amanhecer para decidir qual direção seguir de agora em diante.

- Foco, força e fé Anne... Você sabe disso, apenas não desista...


Notas Finais


Poxa... Será que ela vai entrar numa depressão profunda agora?
E o policial? Tomara que ele venha para somar nisso tudo.
Parece que o nó dessa história ta cada vez mais apertado né?
Bom... Até o próximo
Bju bju


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...