História O Sequestro. - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan, Bts, Namjoom, Rapmonster
Exibições 67
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá!!
Segue mais um capítulo, espero que gostem...
Pq nem tudo está perdido ;)
😊😊
Boa leitura!!

Capítulo 20 - Manhã Cinza


Fanfic / Fanfiction O Sequestro. - Capítulo 20 - Manhã Cinza

A manhã chegou e junto com ela a lembrança de uma noite ruim, bem ruim por sinal. Tentou mover seu corpo mas percebeu que seus braços estavam amarrados, essa está sendo uma viagem terrível, sentia o calor da manhã, mas não via luz, deduziu que seu rosto estava coberto, tentou se soltar novamente, perdendo a paciência logo em seguida, enquanto refletia sobre tudo ouviu um barulho próximo, seriam eles? Não, tinha mais alguém tentando se soltar, arriscou temeroso.

- Anne?

- Não...Téo.

Era isso, eles tinham pego Téo também, não dava pra saber se era sorte ou azar, afinal eles não tinham como se comunicar. Mas pelo menos ele tinha um amigo por perto, pensou em Anne, desejava vê-la de novo, seria maravilhoso se isso acontecesse. Fechou os olhos, não que fizesse diferença, mas ao menos dentro do seu próprio pensamento se sentiria mais seguro, quis chorar tinha feito de tudo para voltar para os amigos e estava na pior das situações. Pensava nisso quando ouviu passos.

- Veja se os dois acordaram, eu vou comprar comida. – Carlos diz e sai do local. Jorge apenas assente e vai em direção aos meninos.

Ele retira o saco de pano da cabeça de Téo e depois tira o de  Rapmonster, ele os observa por uns instantes, depois ri  debochadamente deles.

- Quem diria que você estaria aqui não é? Não adiantou nada todo o seu esforço, deveria ser mais esperto garoto, ouvi dizer que você é bem inteligente... O quê? Não vai dizer nada... Ahhh assim não tem graça sabia?? – Ele diz se aproximando de Rapmonster e ficando cara a cara com ele.

- Deixe ele em paz esquisito, vocês não vão conseguir nada com isso. – Téo diz chamando a atenção de Jorge, vendo que havia conseguido, prosseguiu. – A polícia é tão esperta quanto vocês, eles vão achar a gente antes que vocês possam fazer alguma coisa, eu sei disso porque moro no morro há bastante tempo, a polícia só se faz de desentendida, no final eles sempre sabem de tudo.

- Acha que me assusta garoto? Acha que não estamos preparados? A polícia no Brasil tem uma péssima fama sabia? Dinheiro pode comprar tudo, aceite vocês estão perdidos e sozinhos, ninguém mais vai ajudar vocês.

Téo apenas olhou para Rapmonster, viu o olhar triste do coreano, Rodrigo não ia ficar quieto, ele com certeza vai dar um jeito de achar eles e vai acabar com a raça desses dois cretinos, eles vão entender que no Brasil o buraco é mais embaixo, sorriu com o canto da boca e piscou para Namjoom, assim pelo menos o garoto ficaria mais calmo. Na hora certa, tudo aconteceria.

Namjoom, se esforçou para entender o que os dois conversaram, percebeu que ambos os sequestradores tinham facilidade em se comunicar tanto em inglês quanto em português, mas tinha algo no sotaque deles que chamou sua atenção, afinal eles não eram coreanos e ao que parecia também não eram brasileiros, pensou um pouco esse sotaque ele já tinha escutado em algum lugar, precisava saber de onde... Que bobeira, ele tinha que achar um jeito de sair dali não descobrir a etnia dos caras, estar sentado e amarrado em uma cadeira não ajudava nada e sua cabeça ainda doía, o outro se aproximava com algumas sacolas.

- Aew!! Eu trouxe um pouco de comida para os dois moleques, vamos primeiro terminar de arrumar aquelas salas para colocar eles, assim ficará mais fácil tomar conta deles, depois eles comem.

Téo e e Namjoom se olharam, o jovem coreano tentou retribuir a ajuda do brasileiro.

- Will be all right. (Vai dar tudo certo)

           +++++++++++++++++++

Jimin acordou sobressaltado, estava tendo um sonho horrível com o líder, olhou em volta e viu que todos dormiam, se assustou novamente quando ouviu alguém roncando, levou a mão ao coração, mais que droga... Quem consegue roncar desse jeito?? Levantou da cama e foi até o frigobar, precisava beber alguma coisa, pegou um copo de agua mineral e retirou o lacre, bebeu a agua toda e encostou a cabeça na parede. O sonho tinha sido assustador mesmo, não conseguia tirar Rapmon da cabeça, onde estava? Quem estaria com ele? Eram amigos e já tinha dias que tudo parecia que tinha perdido a cor, sem o líder o BTS era incompleto, sem Rapmon eles não eram felizes, uma lágrima escorreu, desejou que o amigo ao menos estivesse bem, não queria que ele fosse cortado em pedaços.

- Jimin?

- Oh! Hey Tae, também não dormiu bem?

- É... Na verdade não dormi direito, sei lá, parece que tem alguma coisa faltando aqui dentro – Ele aponta para o peito.

- Eu também me sinto assim, Rapmon faz falta, esse vazio é ele com certeza.

- Como será que ele está? Será que ele ainda está vivo?

- Nem brinca com uma coisa dessas... Ele está vivo sim, ele tem que estar. Senão, não haveria motivo para vir para cá.

- Tem razão, eu acho que só estou com medo de que tudo acabe, não quero perder nenhum de vocês, nunca.

- Eu também não amigo, mas precisamos de ajuda para sair daqui e prender o Won Chan, aqui ele não tem a mesma força que tinha na Coréia, ele não vai poder barrar entrevistas nem alguma apresentação, aqui todos sabem da situação, temos chance agora, bom eu acho né.

- É talvez você esteja certo, mas mesmo que todos nós não possamos fugir, ao menos um de nós pode.... Alguém que corra bem rápido, talvez.

Os dois riem e dizem juntos.

- Jungkook!

           ++++++++++++++++++++

- Precisamos manter o plano Jon, não podemos deixar isso quieto, eles levaram o Téo também, é uma questão de honra trazer ele de volta e acabar com a raça deles.

- Véio, como você acha que vamos fazer isso? Dependíamos do garoto e agora não temos nada, eu nem deveria ter me metido nisso.

- Mano não fala isso, vamos dar um jeito. Ainda podemos nos infiltrar no hotel, a Anne vai conseguir. Sei que ela consegue e talvez a gente consiga uma pista de onde eles podem estar, vamos parceiro, sei que a gente pode....

- Tá.... Mas a gente tem que seguir isso a risca, não podemos dar bandeira, senão a gente vai ser preso cara. Isso é sério hein.

- Bom Dia meninos... – Anne chega perto dos garotos ainda mancando um pouco. - Não briguem por favor, já basta a situação estar ruim, não a deixem pior...

- Anne, tem razão, desculpa ai. Como você está?

- Não quero falar sobre isso agora Rô, meu coração ainda está doendo muito.

Ela se senta na cadeira próximo a janela, quando chegou de madrugada não havia nem reparado no quarto, simples com 3 camas de solteiro e mais dois colchões que estavam encostados próximo a porta, sem dúvida muito simples mesmo, a sorte era que havia um banheiro no quarto, ela foi mancando até a cama em que dormira e pegou a mochila que estava no chão, vasculhou a bolsa e não encontrou o que procurava.

- O que houve Anne? Perdeu algo? – Jonathan tenta ajudar.

- Meu celular não está aqui e eu tenho certeza de ter colocado ele na mochila e, .... – Ela para e os dois garotos a olham confusos. Ela continua procurando de forma assutada, despejando tudo que estava na mochila na cama. Não estava lá, e isso poderia ser uma coisa boa.


Notas Finais


Hummm oq será que eles vão fazer agora??
Tadinho do Jimin, ta sentindo muita falta do Namjoom...
Poxa Jonathan isso não é hora de dar pra trás meu...

Vejo vcs no próximo capítulo, até mais!!
Bju bju


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...