História O símbolo da paz - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Personagens Aizawa Shouta, Asui Tsuyu, Bakugo Katsuki, Lida Tenya, Midoriya Izuku, Mineta Minoru, Personagens Originais, Present Mic, Todoroki Shouto, Uraraka Ochako, Yagi "All Might" Toshinori
Tags Bokunohero, Romance, Tragedia, Universoalternativo
Visualizações 31
Palavras 594
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Famí­lia, Luta, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uma parada pesada com acontecimentos leves :p

Capítulo 21 - Descobrindo o passado


Fanfic / Fanfiction O símbolo da paz - Capítulo 21 - Descobrindo o passado

Hika saiu em disparada do estabelecimento deixando para atrás apenas o dinheiro para pagar o café, em sua mente mil pensamentos surgiam, dúvidas a respeito de seu irmão de coração, que até agora todos chamavam de Deku.

A garota se dirigiu até a biblioteca mais próxima, ele se sentiu receosa ao princípio, mas precisava tirar essa história a limpo, diante do computador suas mãos tremiam ao digitar.

-Deixe-me ver... Eu me lembro do sobrenome "Família midoriya", pesquisar, não, nada sobre isso, e se eu tentar "incidente midoriya" 

Muitos resultados aparecerem, ela selecionou o site que citava individualidade, a notícia dizia:

"Família destruída, um homem identificado como hisashi midoriya, após ficar embriagado assassinou sua esposa Inko Midoriya, testemunhas afirmam que o homem já apresentava comportamento violento com sua esposa e com o filho do casal, Izuku Midoriya, a criança não possuía nenhuma peculiaridade o que deixava Hisashi muito desgostoso, acredita-se que o pivô de toda a situação se deu quando Inko Midoriya resolveu abandonar o marido e fugir com o filho. Mas, a parte mais curiosa desse homicídio seguido de suicídio foi a maneira que tudo se desenrolou, Hisashi Midoriya e Inko Midoriya chegaram a travar uma batalha onde testemunhas afirmaram ver ambos usando uma individualidade fora do comum, extremamente mais poderosas do que as individualidades que constam em seus registros de individualidade, o que se assemelha muito ao caso ochako, que apesar de ter acontecido apenas seis anos antes a polícia tem investigado tudo em silêncio, e uma explicação convincente para ambos os casos nunca foi dada"

-Ochako? Não é possível, a urachan também, eu reconheço esses métodos, isso só pode ser o soro que eles deram pra mim, eles tiveram a coragem de testar assim, sem preocupar com os resultados, eu preciso fazer algo!

Enquanto isso, mina e kirishima voltavam juntos da escola.

-Você mudou bastante desde aquela época kirishima.

-Obrigado?

-Foi um elogio, quando eu te vi pensei " nossa ele mudou o cabelo, como se isso mudasse alguma coisa por dentro" mas, você parece diferente, diferente pra melhor.

-Você também parece diferente... Não que fosse ruim antes, é como se nós tomassemos uma injeção de determinação...

-Injeção?

-Eu não sou muito bom com as palavras...

-Não mesmo- os dois riram- sabe kirishima, eu gosto do seu cabelo- disse ela lhe dando um beijo no rosto e saindo.

Deixou o garoto parado com cara de paisagem pesando "isso realmente aconteceu?"

Na biblioteca da escola, kaminari e jirou faziam deveres extras, o ano nem mal começou e o garoto já está com problemas.

-Mas vezes eu me pergunto como um cara como você passou kaminari.

-Foi puro esforço, então por que a gente não esquece esses deveres e não vai dar uma volta?

-Você não tem dever extra nenhum não é mesmo? Me pediu ajuda por quê?

-Eu queria esse tempo com você...

-Não venha com essa- ela fechou o livro abruptamente.

-Eu só peço uma chance!

-Sim, pede pra mim e pra escola inteira!

-Mas você é prioridade.

-Assume que você só não saí do meu pé porque eu não te quero!

-Essas palavras... Elas machucam- disse ele com tom de choro falso- mas seu ponto é interessante.

-Não me faça perder tempo kaminari!

-Você tem toda a razão, me desculpa por isso- ele se aproximou.

-O que acha que está fazendo?

-Você tem trinta segundos para me bater depois disso- disse ele com um tom sério, se aproximou da garota puxou pela cintura e lhe deu um beijo.

Ela permaneceu imóvel depois é ele ainda a olhava com aquele olhar "Kaminari" e falou

-Já que você não ba...- nesse instante ela lhe deu um chute muito forte no estômago e foi embora nervosa- aaàaah acho que trinta segundos foi muito tempo.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...