História O Sonho Continua - O Amor Vence Tudo - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias A Feia Mais Bela, Angélica Vale, Belinda, Jaime Camil, Maite Perroni, William Levy
Personagens Aldo Domenzaín, Alicia Ferreira, Fernando Mendiola, Letícia "Lety" Padilha Solís, Personagens Originais
Tags Ferlety, Valecamil
Exibições 148
Palavras 2.183
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Estupro, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fala, meus amores. Como foi as eleições nas city de vocês? Na minha foi uma porcaria e os mesmos ladrões de sempre venceram. Mas o que eu posso fazem em relação a isso? Nada! Agora voltarei a me dedicar a Fanfic e postarei dois capítulos por semana. Então se preparem que vem muita coisa boa por aí.

Capítulo 6 - Ninguém Nunca Irá Nos Separar


Fanfic / Fanfiction O Sonho Continua - O Amor Vence Tudo - Capítulo 6 - Ninguém Nunca Irá Nos Separar

... ((Lety): - Eu sei que fui uma idiota Fernando... eu deixei me levar pelo homem lindo, encantador, sábio que o Aldo é . Me deixei levar pela gratidão que tinha por ele. Por tudo que ele fez por mim, sabe? E acho que acabei confundindo tudo ... Achei que estava apaixonada por ele, e por essa minha teimosia, eu quase perdi o homem da minha vida... – Começa a chorar: - Me perdoa meu, amor? – Pediu com a voz embargada: - Me perdoa por ter sido tão burra? Me perdoa, por favor!) ...

Fernando não suportava ver sua Lety chorando. Aquela imagem estava o matando. Então ele foi até a amada e a abraçou, apertando aquele pequeno corpo sobre o seu.

(Fernando): - Meu, amor, para de chorar. – Pediu calmo, bem pertinho do ouvido da esposa: - Eu não tenho que te perdoar ok. –  Se afasta um pouco para olhar no fundo dos olhos da amada: - O único que tem que pedir perdão aqui sou eu. – Disse com a voz embargada: - Eu não quero que você sofra, meu amor. Mas eu não sei o que acontece... Eu sempre faço sofrer as pessoas que eu amo.

(Lety): - Você é um homem maravilhoso, Fernando. – Disse sincera, limpando as lagrimas que corriam por rosto do marido: - Eu sou a mulher mais feliz do mundo apenas por estar ao seu lado. – Sorri fazendo Fernando sorri também: - Eu amo cada parte sua... Eu te amo que eu juro que não consigo imaginar como seria a minha vida sem você, sem o seu toque.

Fernando e Lety se beijam, um beijo calmo e sereno.

                                                                ***

No hotel...

Fernando e Letícia entram no quarto e jogam todas as sacolas e na cama, e em seguida fazem o mesmo com seus corpos.

(Fernando): - Acho que preciso de um bom banho. – Ri, ficando em cima da esposa: - Mas pensando bem, acho que eu preciso de outra coisa. – Disse malicioso, surpreendendo a mulher com um beijo quente e feroz.

Letícia retribuía o beijo com fervura e desejo.

Fernando parou por um instante de beija-la  e com as mãos foi descendo desde os seios da amada, até a região onde ele mais queria naquele momento, e ainda por cima da calça ficou penetrando Lety com os dedos.

Lety estava gostando daquela sensação, e se remexia toda a cada nova invasão do marido.

Fernando volta a beijar os lábios de Lety, e com agilidade desabotoa o jeans de Letícia e sem parar de beija-la, envolve o corpo da mulher com os dedos, e fica em um movimento gostoso de vai e vem.

(Lety): - Meu amor... – Seus gemidos são interrompidos pela língua de Fernando que invade a sua boca.

Fernando afasta por um momento seus lábios dos de Lety e olha para o seu decote, e com um olhar malicioso ajuda a esposa a tirar aquela peça, a deixando apenas com um sutiã azul, na verdade nada sexy, mas no corpo de Letícia para ele se tornava a peça mais sensual do mundo.

(Fernando): - Você é tão linda, minha vida. – Cochichou com um suspiro quente e sensual bem pertinho do ouvido da mulher que já estava queimando em desejo.

(Lety): - Eu preciso de você, Fernando. –  gemeu com os olhos pidonhos: - Preciso de você dentro de mim.

Fernando com destreza se livrou de suas calças e de sua boxer preta, e com muito carinho foi colocando seu membro dentre de Lety, que gemeu ao se sentir invadida pelo amado.

Foi um amor calmo, demorado, que fez  com ambos se sentissem indo juntos, andando passo a passo para o céu.

                                                            ***

Em Coyoacán – Cidade do México...

Depois de deixar Aline em casa e ouvir os sermões dos pais da moça, Sebastian saiu rumo a sua casa, onde foi recebido por Amanda, que estava com cara de poucos amigos.

(Sebastian): - Acordada á essa hora, irmãzinha? – Indagou sínico disfarçando um sorriso, o que fez Mandy revirar os olhos.

(Mandy): - Por um acaso já viu as horas, Sebastian? – Perguntou em tom autoritário com os braços cruzados: - Eu nem dormir esperando você chegar.

(Sebastian): - Eu já disse que não precisa me esperar acordada. – Coloca a bolsa na mesa e vai até a cafeteira e deposita o liquido negro  sobre a xicara: - Eca! – Gritou em tom de repulsa ao sentir o gosto amargo do café: - Que porcaria é essa?

(Mandy): - Café preto, sem açúcar e bem amargo. – Respondeu sínica ganhando um olhar fuzilante do irmão mais velho: - Bebe mais, irmãozinho. Pela sua cara de ressaca, isso vai te fazer bem. – Debochou.

(Sebastian): - Eu vou te pegar, garota! – Gritou furioso partindo pra cima da irmã caçula que nesse momento saiu correndo para o quarto: - Eu juro que você vai me pagar quando sair desse quarto ouviu Amanda? – Gritou antes de dar um soco na porta do quarto da irmã: - E quer saber de uma coisa, você não vai sair desse quarto enquanto eu não permitir. – Disse trancando a porta com o trinco pelo lado de fora.

                                                            ***

Mais tarde em Acapulco...

Fernando acorda ainda meio sonolento e sorri ao ver Lety ainda dormindo sobre seu peito, ela é tão linda, doce e maravilhosa. Realmente a mulher mais espetacular que ele conhecia.

O bonitão então se vira para pegar o relógio e seus olhos saltam ao se deparar com as horas.

(Fernando): - Meu Deus, Lety, acorda! – Disse saltando da cama, fazendo Letícia acordar meio atordoada: - Meu amor, nós temos que nos vestir.

(Lety): - Para que, Fernando? – Perguntou sonolenta: - Por que me acordar desse jeito, poxa? – Indagou voltando a se deitar e colocando o travesseiro sob a cabeça.

(Fernando): - Nós não combinamos de irmos jantar fora? – Nesse momento Letícia se levanta, ficando sentada na cama: - Já são oito horas e a nossa reserva é para ás nove.

(Lety): - Por que você não me disse antes? – Perguntou se levantando rapidamente da cama e correndo para o banheiro, ligando o chuveiro. – Fernando entra em seguida já completamente nu,  a assustando: - O que está fazendo, Fernando?

(Fernando): - Como nós estamos mega atrasados acho melhor pouparmos tempo no banho e tomarmos banho juntos. –  Respondeu com um sorriso sedutor, passando sabonete na esponja e em seguida passando a mesma pelo corpo da esposa, que sorri com o gesto:  - Talvez você já esteja cansada de me ouvir dizer isso,  mas eu estou profundamente feliz por estar aqui com você. – Disse fazendo Lety ficar de frente com ele, seus corpos nus estavam muitos próximos um do outro: - Você é a melhor coisa que me aconteceu  em toda minha vida. – Sorri acariciando os mamilos da esposa: - Eu sou completamente louco por você.

(Lety): - Eu também, meu amor. – Disse com um olhar apaixonado: - Eu sou completamente louca e apaixonada pelos seus beijos, pelos seus toques... – Geme ao se sentir invadida pelos dedos do marido: - Eu sou louca por você, Fernando.  – Ao ouvir isso Fernando agarra os lábios de Lety e a beija com fervura... Seus lábios quentes e úmidos pareciam querer devorar os lábios pequenos de Letícia, e essa parecia estar animada em ser devorada: - Nós vamos nos atrasar, amor. – Disse entre os beijos quentes do marido, que a virou de costa e a penetrou por trás, a fazendo gemer alto.

Fernando adorava ouvir os gemidos da esposa, e a cada gemidos a penetrava ainda mais forte, porém com cuidado para não machucar aquele corpo tão pequeno.

Após alguns minutos, Letícia tem o sue primeiro orgasmo e como estão atrasados, Fernando deixa o seu vir em seguida.

Os dois terminam o banho e se arrumam para a noite maravilhosa que os esperam.

                                                            ***

No restaurante...

Fernando estaciona o carro e desce, indo abrir a porta para Letícia sair.

(Fernando): - Chegamos minha linda.  – Sorri oferecendo os braços para a esposa, que aceitou de bom grado: - Você está ainda mais linda do que de costume. – Disse antes de depositar um selinho nos lábios da esposa.

(Lety): - Esse é o restaurante? – Perguntou surpresa ao reconhecer aquele lugar.

(Fernando): -  Sim. – Sorri: - Por que a surpresa?

(Maître): - Os senhores têm reserva? – Perguntou simpático.

(Fernando): - Temos sim. – Respondeu abraçando Lety por trás: - Somos o Senhor e Senhora Mendiola. – Disse orgulhoso.

O Maître sorri e leva o jovem casal até a mesa.

Fernando puxa a cadeira para Lety sentar e em seguida senta numa cadeira ao lado dela.

O garçom chega logo depois...

(Garçom): - Os senhores desejam pedir agora? – O simpático garçom de cabelos grisalhos perguntou.

(Lety): - Eu sim! – Respondeu olhando o cardápio.

(Fernando): - Eu também. – Respondeu também olhando as delicias do cardápio.

(Garçom): - E já sabem o que vão pedir? – indagou observando o lindo casal, que esboçavam felicidade: - Vocês estão de férias no Litoral?

(Fernando): - Não. – Risos: - Na verdade estamos em lua de mel.

(Garçom): - Vocês fazem um casal lindo. – Disse sincero, ganhando os sorrisos do jovem casal: - Já escolheram?

(Lety): - Eu vou querer esse Curry simples de frango Goan.

(Fernando): - Eu vou querer Spaghetti com Chili. –  Entrega o cardápio para o simpático garçom: - Para beber nos traga uma garrafa do melhor vinho branco.  – O garçom anota os pedidos  e sai: - Agora você pode me dizer, por que a surpresa, Lety? – Perguntou sério.

(Lety): - É que eu já estive aqui. – Respondeu um pouco tensa.

(Fernando): - Imagino que tenha vindo com o Domenzaín. – Diz deixando escapar um tom de ironia e ciúmes.

(Lety): - Sim, foi com o Aldo e o pai dele. – Respondeu se lembrando daquele dia: - Mas e você, já esteve aqui?

(Fernando): - Sim. – Suspirou fundo ao se lembrar daquela noite: - Só que na verdade eu estive naquele bar. – Ao olhar o local, ele começa a se lembrar da briga que teve com os lutadores ali dentro: - Se eu pudesse esquecer aquela noite... – Disse alto, perdidos em seus pensamentos.

(Lety): - Você me disse que não tem boas lembranças de quando esteve aqui. –  Acaricia a mão do marido sob a mesa: - Por que? – Perguntou cum olhar doce.

(Fernando): - É  que quando eu estive aqui foi quando você tinha desaparecido e eu estava sem rumo. E quando dei por mim já estava aqui, comecei a beber muito, a provocar uns lutadores que ali estavam... E acabei sendo espancado e expulso. – Sorri um sorriso triste.

(Lety): - Nossa, meu amor, que triste. - Ao dizer isso ela deixa escapar uma lagrima e de repente se lembra do homem que viu esticado no chão no dia em que esteve naquele local: _ Sabe de uma coisa, minha vida? Quando eu estive aqui com o Aldo e o pai dele, tinha um homem que tinha apanhado muito e foi expulso do bar. O Aldo e eu íamos ajuda-lo, mas o pai do Aldo estava com muita pressa e não permitiu.

(Fernando): - Se eu te contar que naquele dia eu tive a impressão de ter ouvido a sua voz, mas... - Nesse momento ele se dá conta do que realmente aconteceu: _ Leticia por onde você esteve quando foi embora da Conceptos? Você esteve aqui o tempo todo, não esteve? – Perguntou mesmo tendo certeza da resposta.

(Lety): - Eu precisava colocar minha cabeça em ordem, e então a Dona Carolina me convidou para ser assistente dela no concurso Nossa Beleza... - Nesse momento ela também se dá conta do que aconteceu naquele dia: _ Espera!  Aquele homem... Aquele homem era você? – Perguntou também já sabendo da resposta.

(Fernando): - Sim, e eu não estava imaginando quando ouvi a sua voz... E nem quando te vi na televisão na plateia do concurso "Nossa Beleza".

(Lety):  Meu Deus, como pudemos ter tantos desencontros assim? – Perguntou atordoada.

(Fernando): - Bom eu acho que todos esses desencontros e tudo o que aconteceu entre nós e até o Aldo, foi necessário para que enfim na hora certa nossas almas e nossos corações se reencontrassem.

(Lety): - Pois é, eu também acho. Mas agora nós não vamos nos separar, certo? – Perguntou com um sorriso apaixonado  que ia de orelha a orelha.

(Fernando): - Nada e nem ninguém será capaz de nos separar, minha Lety. – Nesse momento seus lábios se juntam com os de Lety, começando um doce e calmo beijo.

                                                           ***

Depois de se deliciarem com as delicias do restaurante, Fernando e Lety decidem dar um passeio pela praia.

Lety:  -  Meu amor, aquele Pavê de sonho de valsa estava de comer rezando.  – Disse lambendo os lábios ainda sentindo o gosto da sobremesa.

(Fernando): - Realmente aquele pavê estava uma delicia, mas eu ainda prefiro beijinho. – Disse com olhar sedutor, cheio de segundas e terceiras intenções, olhando para os lábios da esposa.

(Lety): - Beijinho de Lety? – Perguntou fazendo biquinho para Fernando beija-la e foi isso que o moreno fez e deu nela um beijo apaixonado, cheio de paixão.

Os dois resolvem ficarem ali, abraçados um no outro, vendo o céu estrelado e juntos esperarem o lindo nascer do sol ali na praia.

 

 

 

 

 


Notas Finais


Então foi isso, meus amores. Espero que tenham gostado do capítulo do mesmo jeito que eu amei escreve-lo.
Ah, não esqueçam de comentar ai em baixo a parte que mais gostaram no capítulo.
Beijos e hasta la vista <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...