História O Tempo e o Sentimento - Capítulo 4


Escrita por: ~ e ~RafaKiyoko

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 35
Palavras 1.002
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Mais um capitulo...

Capítulo 4 - Confusão... Sexual.


Confusão... Sexual.

Depois que Alexandra foi embora, helena ficou pensativo... Algo nessa mulher atraia... Desde tempo de escolha tive uma queda por Alexandra, mas, depois que ouve com meu pai ela se afastou de mim, achei que era por causa da minha condição financeira, afinal ela era rica e tudo mais, bem isso e passado acho que vou me divertir muito com aposta.

Depois Luíza  chegou e mudou completamente seu foco, ela veio me falar que Sheila estava enfurecida no bar, pelo jeito que estava ignorando ela... Eu bufei e disse:

_ Ai que saco! Sheila e pior que criança tem hora. Onde ela esta?1

Luiza ri e diz:

_ No bar. Bebendo todas e se jogando em todos também. E melhor você resolver isso rápido, antes que algum cliente nosso veja.

Eu sai e fui em direção do bar, Sheila estava jogando charme para um rapaz quando vi quem era quase perdi a cabeça, era Ricardo meu antigo sócio, depois de um desentendimento sobre  uma campanha ele saiu da agencia, tentou levar alguns dos meus cliente juntos, mas, ela sabiam que Ricardo somente era um publicitário médio, com ideias retrógadas e machistas. Quando me aproximei Sheila bêbada diz:

_ Vejam só a grande Helena Elisabeth Cccc. Deu-nos sua presença. Que honra!!

Seu tom de deboche vez meu sangue ferver, mas, tinha que manter postura, Ricardo a me ver diz:

_ Beth. Então como esta?

Ele tinha um sorriso nos lábios, para me irritar envolve Sheila com seu braço esquerdo a puxa para junto dele, eu suspiro conto a dez e digo:

_Estou muito bem. Na verdade melhor agora.

Olho para Sheila e depois digo:

_ Vejo que já tem sua carona estou de saída.

Sheila com raiva por Helena não fazer uma cena de ciúmes diz para provocar:

_ Sim tenho. Aposto que vai ser uma ótima carona, tudo indica que ela saber conduzir uma mulher muito bem.

O tom de voz que Sheila usou e as palavras quase fez Helena volta e dizer umas verdades para aquela mulher, mas, ela achou melhor sair assim, deu graças a Deus por Ricardo ficar com ela, mas, quando estava saindo o rapaz diz:

_Pode ter certeza querida. Vou conduzir você tão bem, que nem vai andar direito amanha. E nunca mais vai querer ficar com ela.

Nesse momento Luiza que estava ao lado de Helena diz:

_Agora ferro!

Helena ao ouvir isso se vira, vai ate Ricardo e diz:

_ Espero que tenha bastante saliva para conduzir essa ai porque ela mais frigida que um cadáver. E você meu amigo adora ficar com meus restos certos.

Nesse momento tanto Sheila e Ricardo ficaram vermelhos de ódio, Mas, não tiveram tempo de responder, pois Helena já tinha saído.

Luiza ria alta e depois diz:

_ Já te disse que você e meu ídolo!

Helena ri e diz:

_Sim. Agora vamos não quero pensar mais sobre Sheila, tenho que me concentrar em Alexandra, tenho certeza que amanha ela vai me ligar sobre nosso jantar.

Luiza ri e diz:

_ Você esta muito confiante querida.

Helena sorri e diz:

_Eu confio nas minhas habilidades.

Luiza ri se aproxima de Helena a prensa no carro e diz:

_ Eu conheço muito bem suas habilidades Beth. Que tal por um pouco ela em pratica.

Ela beijava o pescoço de Helena, que sentiu um arrepio na espinha e sorrindo diz:

_ Você tem certeza. Depois não vai me jogar fora de sua cama quando acordar sóbria de novo.

Luiza ri e diz:

_ Você fala demais.

As duas partem para o apartamento de Luíza que era mais próximo  ao chegarem nele, roupas eram jogadas em todo canto, Helena joga Luíza na cama rasga sua calcinha e começa a sentir o gosto de sua amiga e diz:

_ Seu gosto e tão doce...

Luiza segurava os cabelos de Helena  e diz ao meio de gemidos.

_ Para de falar Beth...

Helena adorava ir para cama com Luíza, ela sempre a chamava de Beth nessa hora era como se ela tivesse duas personalidades, grande publicitaria n o dia a dia e noite fosse essa mulher que poderia dar prazer a qualquer mulher sem pudor. Elas passaram a noite se amando.

Quando Luíza acorda sente como se sua cabeça estivesse sendo bombardeada de tanto que doía, mas, ao ver que estava nua pragueja e diz:

_Não, não, não... E bom que não seja ela?!

Ao se virar levantar o lençol e ver Helena na sua cama nua, Luíza grita e diz:

_ Helena Elizabeth C. você ousou abusar de mim novamente!!

Helena se mexe na cama, e diz sonolenta:

_ Na verdade foi você que abusou de mim. Tenho provas no meu corpo e celular.

Foi o bastante para Luíza, a empurrar da cama e dizendo com raiva.

_Sai! E... AHhhhhh!!

Helena levanta do chão esfrega onde doía e diz:

_ Eu sabia... Posso pegar minhas roupas?

Luíza com raiva diz:

_ Não!

Helena faz uma cara de cachorrinho e diz:

_ Por favor, não posso ir para casa enrolada no seu lençol.

Ao ver a cara de sua amiga, Luíza diz:

_ Ok. Mas, se troque no banheiro, não preciso ver você pelada andando no quarto.

Helena sorri e depois diz:

_ Ontem você não reclamou.

Na hora que ouviu essa frase, Luíza estava preste a matar sua amiga, mas, esperta Helena já estava dentro do banheiro rindo de tudo.

Na outra parte da cidade Alexandra estava pensando se devia ou não devia ligar para Helena, afinal desde tempo de escola ela nunca mais se falaram, depois da morte do pai dela as duas famílias se afastaram muito, ela nunca entendeu o motivo afinal eles eram tão unidos, seu atenção só volta para mesa, quando seu celular toca, ao ver quem era ela suspira e atende e diz:

_ Oi pai.

No outro lado da linha o homem com um tom rude diz:

_ Eu não quero você perto de Helena.

Alexandra não entendeu muito bem e diz:

_ Como assim?

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Sejam gentis...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...