História O Tempo e o Sentimento - Capítulo 5


Escrita por: ~ e ~RafaKiyoko

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Lésbico, Romances
Visualizações 32
Palavras 502
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Sejam gentis ok

Capítulo 5 - Alexsndria...Lembranças.


CAPITULO 5

                      ALEXANDRA 

                   LEMBRANÇAS 


Final de expediente sempre é corrido, aquela tarde não teria que me preocupar com plantões, o que me deixou mais relaxada.

Minha ligação com Helena foi calma , sem muito tempo para fazer planos, o jantar seria no dia seguinte a ansiedade tomava conta, me sentia uma adolescente em seu primeiro encontro. Fazia tempo que não se falavam, ainda lembrava-se da menina tímida que estava sempre presente momento mais inusitado.

Helena Elizabeth , não era mais aquela garota, na verdade se tornou uma mulher demasiadamente misteriosa e linda.

 Como descobriu que já se conheciam ? Simples Claudia fez questão de lembrar...

-Vou te deixar em casa Claudia, espero que nunca mais na sua vida faça algo tão estupido...

Meu sangue fervia ao lembrar da cena, não iria esquecer tão cedo. A morena no caso não se abalava pelas alfinetadas.

-Você quer fala de coisas estupidas dona Alex, certo, então por que não falamos do seu encontro com a "Beth"?

Claudia me olhava com um olhar debochado.

-Me diz Claudia, qual seu problema com ela? Conhece ela de onde?

Perguntei intrigada:

-Ela é a sua" grande" amiga Helena, aquela garota tímida que sempre te dava lanches" Helena" lembra...

Me recordei da morena de olhos firme, lembro da amizade de nossa família, ela sempre sorria ao me ver. Lembro também que nossa família se separou, minha mãe mudou drasticamente com eles... Começou a despreza-los.

-Jura que é a Helena, nossa que cabeça a minha... Ela cresceu, mas isso não explica por que não gosta dela?

Murmurei incrédula.

-Ela é uma"galinha" pega todas, acredita? Agora provavelmente quer dar o bote em você...

Fitei Claudia surpresa, achava fofo a forma protetora dela de me defender.

-Eu sei me cuidar. E a vida pessoal dela não me diz respeito...

Naquela mesma tarde pensava se deveria liga para a menina tímida que virou uma linda mulher, não queria ter sido tão destraida e avoada. A verdade é que pensou jamais vê-la novamente.

Escutei o celular toca,era a milésima ligação do senhor João Bittencourt:

-Oi pai.

O homem tinha a respiração pesada.

-Eu não quero você perto da Helena..

Mal acreditei no que ouvi.

-Como assim?

Falei exaltada.

-Você me ouviu... Não se aproxime desta mulher, nem de sua família.

Seu tom rude e irritado era notável.

-Pai, eu não vou me afastar de ninguém, até por que ela não me fez nada, e outra como sabe dela?

O senhor Bittencourt friamente responde.

-Seu irmão me falou, disse que vocês se conheceram no evento, ela não é flor que se cheire, se afaste dela, estou avisando, depois não diga que não avisei.

Revirei os olhos impaciente, ja era a segunda pessoa que implicava com a morena. O que ela tinha de tão errado que não percebi?

-Ok pai obrigado pelo aviso...

A ligação foi interrompida bruscamente.

Os intermináveis julgamentos não paravam, como pode referirem a Helena de tal modo a moça era gentil e prestativa,apenas.

Ao adentra no apartamento, os pensamentos vagaram... Lembrando do jeito firme e forte que Helena tinha, aquele olhar misterioso me intrigava. Por onde andastes Beth , será que me reconheceu? Será que sentiu minha falta?

Somente o jantar de amanhã responderia a essas perguntas...


Notas Finais


Até o próximo bjs


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...