História O toque da Salvadora - Capítulo 20


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Capitão Killian "Gancho" Jones, Emma Swan, Neal Cassidy (Baelfire), Regina Mills (Rainha Malvada)
Tags Captainswan
Visualizações 44
Palavras 1.187
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Divas vocês são mesmo uns amores
SEIS COMENTÁRIOS? SEIS?
Por isso que eu amo vocês!
Muito obrigada!

Capítulo 20 - Me perdoa



Emma realmente não pensava que Killian pudesse fazer aquilo com ela... Ela confiava nele e agora... Tudo foi por água a baixo... Ela abandonou Belfire para ficar com ele e quem sabe o que aconteceu com Belfire sozinho naquele lugar, ela estava bem arrependida pelo que fez, mas agora já era tarde. Não acreditava completamente em Killian, mas também não podia negar que viu algo de sincero nele. 
-Emma-alguém a chamou atrás dela. Era Ruby. 
-O que foi?-perguntou Emma bem triste, não tirando o olhar da água-Não quero falar sobre o Killian.
-Mas você precisa falar sobre ele-Ruby foi ao lado dela-Eu sei que você viu algo sincero nele, não pode negar.
-Não nego... Mas também isso não quer dizer que vou voltar a confiar nele. 
-Eu entendo, mas você deveria.
-Por quê? Ele mentiu, ele me enganou este tempo todo.
-Mas ele se arrependeu e não vai mais cumprir o que falou para a Rainha.
-Eu não acredito nisso... Não quero mais saber dele, ele não merece mais a minha confiança-Emma já estava chorando demais.
-Emma, ele merece sim, esta mesmo arrependido. 
-Só vou voltar a confiar nele quando ele me provar que se arrependeu, por hora... Quero distancia dele. 
-Emma... 
-Por favor, Ruby você não vai conseguir me convencer de nada... Eu o odeio agora. 
-Não-Ruby riu-Você não odeia ele, não pode odiar. Você só esta com raiva, mas ainda ama ele, por isso dói tanto... 
-Você acha que eu o amaria depois do que ele fez?
-Eu tenho certeza, basta você... 
Ruby parou de falar e então ficou calada. 
-O que foi?-perguntou Emma. 
-Quieta-pediu Ruby indo mais perto da beirada do navio. 
-Ruby, o que esta acontecendo?
-Sereias! Estão vindo! Temos que prender Killian.
Ruby correu até Killian, mas Emma não foi, parte dela se importou com Killian, mas outra pequena parte ela tinha seu orgulho e não foi ajudar. 
-Killian rápido, onde tem uma corda?-perguntou Ruby entrando no quarto de Killian, que estava deitado sobre a cama bem triste. 
-Por quê?-perguntou ele se levantando com os olhos vermelhos. 
-Sereias-responde Ruby, mas já era tarde... As sereias já estavam ali. 
-Droga-exclamou ele já procurando uma corda, porém as sereias começaram a cantar e em segundos o som já estava o segando-Ruby não me deixa ir, por favor.
Ruby ia o segurar quando ele começou a caminhar para fora do quarto, neste momento ele já não estava ouvindo mais nada e não estava dando atenção para nada a não ser as sereias. 
-EMMA-gritou Ruby-ME AJUDA.
Emma resolveu parar de ser tão orgulhosa e então foi ajudar.
-O que você quer?-perguntou ela chegando perto de Ruby fingindo que não viu Killian. 
-Me ajuda a segurar ele-pediu Ruby-Pega uma corda. 
-Ruby, me solta!-exclamou Killian agora ficando com raiva e usando sua força para se soltar dela. 
-Killian, por favor, me escute, são sereias, elas querem te matar-disse Ruby e então Emma foi buscar a corda. O canto das sereias estava cada vez mais forte e Killian ficava cada vez com mais raiva de não estar no mar. 
-ME SOLTA-desta vez ele gritou jogando Ruby para longe e então ele continuou seu caminho até a beirada no navio. 
Ruby ia segurar ele de novo, mas com a raiva que ele estava não ia adiantar então ela teve uma ideia... Somente uma coisa é mais forte que a raiva e o desejo: o amor. 
Quando Emma voltou com a corda Ruby pegou sua faca. 
-Me desculpa, Emma-disse Ruby e então agarrou Emma.
-O que esta fazendo?-perguntou Emma no momento em que ela levou sua faca ao seu pescoço.
-Esta é a única forma de salvar ele-responde Ruby-Agora vamos correr para frente dele.
Emma não ia fazer isso até o momento em que Ruby fez um pequeno corte em seu ombro. Emma gritou. 
-Vamos até lá! Agora-exclamou Ruby e então Emma fez isso. Foram para frente de Killian, que no momento não estava nem ai para ninguém-Killian para agora ou ela morre.
-Ruby, por favor, ele não vai desistir disso por minha causa-pediu Emma-Não tem como sair desta hipnose. 
-Ele vai!-afirmou Ruby-Killian, vamos, para agora! Esta é a sua última chance. 
Ruby levou novamente sua faca para o pescoço de Emma, porém Killian não deu nenhum sinal de que estava preocupado. Ele simplesmente continuou andando e já estava bem perto da beirada do navio. 
-Killian, vamos, acorda-disse Ruby e nada da parte dele então ela cortou Emma de novo agora perto do pulso. 
-Ruby, para com isso! Ele não vai acordar assim-disse Emma agora chorando, pois percebeu que logo iria perder Killian.
-Ele vai sim! Pede ajuda pra ele-disse Ruby-Pede!
Killian já havia chegado bem perto da beira do navio e ao lado de Emma, neste momento ela viu que logo ele iria morrer.
-Killian, me ajuda, por favor-pediu ela tocando no braço dele e por incrível que pareça este simples toque o tirou do transe com as sereias, pois ele viu dor na voz dela e se preocupou com ela. Logo o mesmo piscou duas vezes e parou de caminhar mesmo estando prestes a pular na água.
-Emma-foi à única coisa que ele falou e então se virou para ela, que estava chorando de dor e de medo. Ruby percebeu que deu certo e então soltou Emma, ela ia abraçar ele, mas neste momento uma sereia pulou e conseguiu a agarrar a levando para a agua a força-Não! Emma! 
Emma tentou se soltar da sereia, mas estava difícil. Ela a levou para o fundo do mar. Killian pulou na agua para ajuda-la e mergulhou fundo. Quando a encontrou, Emma já estava desacordada. Ele então jogou uma de suas facas na calda da sereia que a levava e neste momento ela ficou fraca. Ele jogou outra que a acertou na cabeça, assim a mesma soltou Emma. Killian a pegou antes que pudesse afundar ou que as outras sereias o alcançassem. 
Quando chegou à superfície, Ruby o ajudou a levar Emma para dentro do navio de novo e ele subiu antes que as outras sereias o agarrassem. Todas ficaram irritadas por não terem conseguido o que queriam, porém Killian e Ruby sentiram como se tivessem conseguido. 
-Não, Emma-Killian começou a tentar desafoga-la, mas não estava conseguindo-Emma, por favor, não. Não me deixa-pediu ele não desistindo um minuto se quer de tentar traze-la de volta-Emma, volta, por favor-ele já estava chorando muito quando viu que ela não voltava. 
Neste momento ele fez uma respiração boca a boca nela e quando parou ela voltou. Olhou para ele surpresa, não acreditando que ele foi capaz de fazer aquilo por ela. 
-Ah meu Deus-ele a abraçou-Que bom que você esta bem. 
Ela estava surpresa, mas ao mesmo tempo aquilo foi à prova que ela queria para confiar nele de novo... Não havia motivos para ele a salvar, porque ele não estava querendo conseguir a confiança dela pelos motivos errados. Quando ela retribuiu ao abraço foi como se a melhor coisa do mundo tivesse acontecido com ele. 
-Emma, me perdoa-pediu ele durante o abraço e então a mesma se desfez do abraço e o olhou nos olhos. Sorriu para o mesmo e então o beijou. 

 
.

 


Notas Finais


Se este capítulo tiver o mesmo número de comentários (ou mais) amanhã vai ter dois capítulos para vocês.
Obrigada de novo! Amo vocês!
Pergunta: Qual a novela que vocês mais gostam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...