História O toque de um verdadeiro amor - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Turma da Mônica Jovem
Personagens Cascão, Cebola, Magali, Mônica
Tags Ângelo, Cebola, Magali, Monica, Nimbus, Nina, Ramona
Exibições 53
Palavras 3.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ecchi, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Luta, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Super Power, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal trago mais um capitulo espero que gostem

Capítulo 21 - Minha Prova de viver parte 2: Aonde eu sempre vou me reprova


Fanfic / Fanfiction O toque de um verdadeiro amor - Capítulo 21 - Minha Prova de viver parte 2: Aonde eu sempre vou me reprova

Do Contra sendo acusado de abusar por uma garota que ele nunca viu na sua vida, o porquê disso? Ainda mais importante quem sairia ganhando com isso? Com tantas preocupações uma ajuda que ele menos esperava aparecer para tentar sair dessa situação assustadora.  

  

DC: O que você esta fazendo aqui (não acreditando)

Cebola: Podemos conversar

DC: Mais você aqui o que (interrompido)

Nimbus: Cebola só minutinho (fechando a porta), Cara ele veio ti ajuda

DC: Isso é estranho ele sempre esta me dando patadas antes e depois deu esta com Monica por que ele que me ajuda agora

Nimbus: Olha lembre-se das cartas o demônio virinha para li ajudar eu acho que é isso,se lembre Cebola é mais recomendado quando assunto é investigação

DC: Por que você esta elogiando tanto o Cebola?

Nimbus: (conhecer a versão do futuro dele) Olha aqui você mesmo reclamou que já esta na merda (saindo do assunto) aceita a ajuda que piora não vai, olha eu vou ver a Ramona que pelo menos ouvir o que ele quer (abrindo a porta), bem vou indo Cebola pode entra. A  sim irmão lembre-se daquela historia da reforma da igreja

DC: Vou tentar (Cebola entra na casa)

Quando DC fecha a porta um silencio total que pareciam horas.

DC: Então... que beber alguma coisa (quebrando o gelo)

Cebola: Bem da pra ser um café algo assim nisso preciso que você conte tudo

Já na casa da Monica as meninas tinham estava reunidas na Magali, Denise, Marina, Dorinha e Keika elas estavam falando de tudo para tenta distrair Monica que mostrava que estava gostando da conversa.

Marina: Pronto (desligando celular) falei com Aninha quando ela sair do trabalho ela vem pra cá ela disse esta meio enjoada mais não tem problema

Denise: Gente festa dos pijama (levantado os braços)

Monica: Obrigada meninas (ficando animada)

Keika: Serio eu que agradeço! Vocês estão salvando minha noite

Dorinha: Bem que eu tinha planos pra hoje mais amigas vem primeiro

Denise: Nesse planos tem a ver com certo Jeremias (dando risadinha)

Dorinha: Deixa quieto Denise (fazendo gesto com as mãos)

Marina: As coisas estão mudando como o Franja nesse tempo pra cá ele mudou muito

Denise: Para tudo como assim?

Marina: Ele que está mais perto de mim saber sei lá

Monica: Que fofo

Magali: Cheguei (vindo da cozinha trazendo pote de brigadeiro) que estão falando

Denise: Franja ficando mais amoroso (já pegando uma colher)

Magali: Nossa meu sujinho continua o mesmo

Keika: Me conta como rolou isso você e Cascão (empolgada)

Magali: Como posso explica, aconteceu eu e ele estávamos passando por mal bocados então decidimos nos dar uma chance

Dorinha: Como estão indo  

Magali: Olha não conto por que estraga

Monica: Vai por é sujinho ali sujinho aqui

Denise: Muito amor (atacando o brigadeiro) isso aqui ta uma delicia

Magali: Que bom que você me contou já comeu a metade do pote

Denise: Fazemos mais depois, mais agora que fofo aquilo do Cebola

Monica: Há sim foi (ficando vermelha)

Keika: Por fala nisso ele esta bem maduro não acham

Denise: Verdade! Nada como perca a mulher amada pra amadurecer

Marina: (rindo) Concordo mais parecia que ele queria algo saber pediu pra ti levar pra casa

Denise: Vai por mim amoré ele estava sendo gentil já que ele esta com a Nadine agora

Meninas: O QUE?

Monica: Como você saber

Denise: HELLO!!! Esquecerão quem eu sou? Bem já faz mais um mês que ele estão namorando

Magali: Por que me surpreendo por você saber dessas coisas ainda

Monica: Denise comeu brigadeiro todo vou fazer mais (saindo apressada)

Magali: Monica. Denise mato você depois (saindo também)

Quando Magali entra na cozinha Monica estava com a cara dentro da dispensa parecia que não iria sair bom tempo.

Magali: Oi. Achou uma entrada para Nárnia

Monica: Oi Maga to procurando leite condensando

Magali: Sei então a fome de comer brigadeiro fez você sair correndo da sala

Monica: (pegando leite condensado) Aonde que chega? A sim Cebola esta namorando outra isso é tudo que eu precisava (ironia)

Magali: Mais viu como ele tratou você sem nada de segundas intenções

Monica: Que me lembrei quando pedir para ele fica para não ir embora, Ele disse que não iria chorar nem esperar por mim, como eu conseguir retira meu amor por ele, ele também iria

Magali: Mais você nunca retirou não foi

Monica: QUE DROGA!Eu to tão destruída (se senta numa cadeira), não consigo pensar em nada para ajuda DC, agora Cebola ele me esqueceu

Magali: Você esta de cabeça cheia tem pensa numa coisa de cada vez DC é inocente então verdade vai aparecer, já parte do Cebola claro que ele não vai ter esquecer eu sou prova viva que ele não vai esquecê-la nunca

Monica: Você esta certa (levanta com determinação)! Esta batendo o recorde de conselhos hoje, eu vou pensar em um jeito para ajuda DC

Magali: Ótimo agora vamos fazer outro que Denise não deixou nada para mim

Voltando na casa do Do Contra ele fala toda a cena que aconteceu Cebola ouvia atentamente antes o fim.

Cebola: Nossa testemunha, provas como roupa rasgada

DC: Eu não me lembrei na hora mais quando cheguei na delegacia eu lembrei quando estava correndo para casa eu esbarrei em uma garota mais nem reparei nela ajudei a levanta e depois continuei meu caminho mais quando ele mostrou as roupas rasgadas com testemunhas fiquei bobo não rasguei roupa dela é não tinha ninguém lá

Cebola: Isso (estranhando) que incomoda tinha muita coisa contra você saber prova, testemunha

DC: Você acha que estou sendo incriminado

Cebola: Olha DC não vou dar 100% mais sinto que sim você esta

DC: SERIO (segurando Cebola pelos ombros) POR QUE VOCÊ ÚNICO QUE FALOU ISSO PRA MIM ATE AGORA (animado)

Cebola: Ok..Ok que solta serio cara

DC: Desculpe-me fiquei animado

Cebola: Mais agora temos que mostra o porquê você não faria isso

Cebola pega gravador.

Cebola: Do Contra fala por que você ama a Monica

DC: Por que eu tenho que fazer isso mesmo (não gostando)

Cebola: Pensa se comigo se você já tem uma namorada por que iria tentar abusar de outra menina

DC: Entendi (respirando fundo) a razão que amo a Monica (da uma risada) por tudo eu não consigo esconder nada dela, eu não abusaria de ninguém não é só por que eu atenho por que é errado saber as diferenças dela são que me chama aquele gênio forte que é mais defeituoso dela mais mesmo assim...

Cebola: É o que deixa a mais especial (terminado a frase)

DC: (pegando o gravado) Cebola agora me responda por que esta me ajudando

Cebola: Para Do Contra (estendendo a mão) devolver

DC: Cebola. Preciso entender

Cebola: Por que você é inocente pronto (ficando irritado)

DC: Não você sairia ganhando quero saber com todo esse sentimento pela minha namorada por que esta me ajudando

Cebola: Por que ela ama você (desabafa), quando você estava no hospital ela falou que não poderia vive sem você que ti amava

DC: Mais isso ela (supresso)

Cebola: Ela nunca falou essas palavras pra mim (começando fica triste) eu estou com a Nadine ela maravilhosa mais Monica ela sempre do jeito que não vivo sem esquecê-la,  e quando eu vejo o cara que ela entregou seu coração sendo incriminado por uma barbaridade dessa com certeza você é inocente por que nenhum rapaz que Monica ama vai ser um cretino de nível

DC: Nossa! (sentindo envergonhado) Bom saber que tal bebemos algo mais forte

Cebola: Em?

DC: Meu pai tem umas cervejas na geladeira borá

Cebola: Ele não fica bravo

DC: O que ele vai fazer me manda pra cadeia, só ele esperar um pouco

Dois vão para fundo da casa cada com lata começam a conversa.

DC: Engraçado

Cebola: O que?

DC: Historia da reforma da igreja o Nimbus 

Cebola: Em?

DC: Não se lembra de um nobre que encontrou igreja quis reformá-la

Cebola: Hááá. Lembrem

DC: Bem ele pagou toda reforma de todas as estatuas de todos os santos mais tinha uma estatua que ninguém queria reforma

Cebola: A estatua do demônio

DC: Isso mais o nobre pagou para reformá-la mesmo assim a passa dos anos esse nobre foi acusado de um crime que não fez mesmo ele fazendo boas ações para todos os santos o único que apareceu para salva-lo foi o...

Cebola: O demônio

DC: Essa historia esta bem na cara não é

Cebola: Serio! Eu demônio

DC: Saber Cebola ela ama você, não foi por que ela fala isso com palavras mais sim com ações ela sempre esta lá pra você

Cebola: Ta! Acredito nisso (sarcasmo)  

DC: Vai por mim ela não conseguir esquecer você, ainda mais eu não esperava isso de você

Cebola: Saber eu fiz tanta coisas ruim que devo ajudá-la melhor possível mesmo que não pareça para ela.....(começando a pensar)

DC: Adoro quando você faz essa cara pensou

Cebola: Sim...sim retaliação Do Contra eu acho que eu sei quem esta ganhado com isso mais tenho que investiga

DC: Serio vou avisar a Monica agora

Cebola: Não (DC assusta)

DC: Cebola desculpe mais (interrompido)

Cebola: Do Contra,por favor, eu faço por ela mais também por mim eu tenho que provar pra mim que eu posso seguir sem ela

DC: (pensa um pouco) Tudo Bem

Cebola: Eu vou investiga daqui a três dias eu vou liga

DC: Ok! Cebola valeu mesmo

Cebola: Não me agradeça ainda (vai andando), (pega o celular) Cascão temos uma missão eu vou fala com Denise também (desliga o celular)

Depois daquele dia passam voando Cebola tinha feito baita pesquisa com tudo que Denise foi grande ajuda ele pediu para fica de olho na menina que falou foi atacada, já Cascão fica na testemunha foi que aconteceu no ultimo dia uma homem de postura mediana com terno e gravata e óculos foi visitá-los para testemunha recebeu um envelope que só pode ser dinheiro, já a menina também recebeu mais entregou uma carta para homem que caminhou para hotel de luxo de limoeiro quando chegou quando entrou no elevador liga seu celular.

Homem: Senhorita a menina já entregou a carta escrita de próprio punho que fala que rapaz é inocente

Senhorita: (pelo telefone) Ótimo traga a mim quero encontrá-lo ainda hoje entendeu

Homem: Sim senhorita Penha

Penha a pessoa que mais odeia Monica fazendo o que sempre faz quando esta na cidade tenta destruir a felicidade Monica, mesmo com toda sua beleza e riqueza ainda mais ela possui o poder controla qualquer pessoa com olha fazer ela ser poderosa mais mesmo consumida pela inveja faz de planos diabólicos aonde como esses, quando ela fala com seu empregado estava no banho deixou seu telefone no viva voz quando ela sai do banho só com roupão com secando seus cabelos cumpridos não percebe que não esta sozinha.

Cebola: Devo admiti (Penha leva um susto) Você se superou dessa vez

Cebola sentada na poltrona com de expressão relaxando.

Penha: Qu´est-ce que tu fais ici ‘que diabo faz aqui’ e como entrou aqui ?

Cebola: Eu pedir horas,mais nossa meus parabéns ao plano foi incrível

Penha: Não sei como você passou da minha seguranças mais se que um namorada veio para luga errado

Cebola: 1° que já falei eu pedir ele me deixaram passar 2° Não vim atras de namorada vim atras de você por outra coisa,mais voltando o assusto sabe aquilo de fazer ele ser incriminado por estrupo diabólico mais você cometeu uma falhar uma pequenina

Penha: Tudo bem vou presta ouvidos a você (sentando na cama), Qual seria?

Cebola: Sua ideia de chantagear Do Contra pra ele ser seu novo namorado essa historia já esta rodada não é

Penha: Funcionou com você (sorriso de orgulhosa)

Cebola: Mais ele não sou eu (com olha serio)

Penha: Mais pensa bem sua vantagem eu roubo Do Contra e Monica fica livre pra você

Cebola: Hum que ideia legal,mais eu não sou dão baixo pra aceita isso de você

Penha: Então veio fazer aqui estou ficando irritada

Cebola: Estou aqui para acabar com essa palhaçada toda

Penha:Serio como então me explique

Cebola: Fácil saber eu dei uma olhada quem são Juan e Bernar

Penha faz olha pálida.

Penha: Como sabe esse nomes ?

Cebola: Foram dois rapazes que morreram na frança estranho que dois era seu namo (interrompido)

Penha: CALA BOCA, NUNCA MAIS REPITA ESSES NOMES SE NÃO

Cebola: Vai me mata também (encarando)

Penha : SIM! aqueles tolos queria iram me deixa ninguém me deixa então eu os matei
Sim
Cebola: Oau ainda vem para Brasil tenta destruir a vida Monica acusando namorando de estrupo ao você monstro level omega quem é Thanos pra você 

Penha: CLARO DESTRUIR VIDA DAQUELA DENTUÇA É MEU MAIOR PRAZER LOGO VOU FICA COM NAMORADINHO DELA VOU RI DA CARA DELA

Cebola: Só que não (dando uma risadinha)

Penha: Como assim quem vai me deter

Cebola: Bem os policias ou talvez o manicomio

Penha: Quem vai conta pra eles você, faça favor não é

Cebola: Você na verdade sua voz (rindo) eu coloquei um transmissor na sua cama

Penha olha incrédula levanta os travesseiros é o aparelho logo ela tem sangue nos olhos quando destrói o aparelho.
Cebola: Olha era transmissor a gravação esta em outro lugar

Penha liga para seu celular.

Penha: Row venha aqui traga todos os seguranças

DC: Ele não vai pode no momento

Penha: O que? Quem esta falando?

DC e Cascão já tinha acabado com todos os seguranças e homem que pagou a testemunha o Row que DC esta em cima.

DC: Ele tem um tempinho para conversamos (encarando Row)

Um segurança tenta ir contra DC mais Cascão faz um giro e joga segurança chão.

Segurança: Como vocês são tão forte assim

Cascão: (pegando o segurança e pelo colarinho) Adivinha (seus olhos ficam escuros)

Segurança: Vocês são demônios (espantando)

Cascão: Hooow você assisti Supernatural gostei (dando uma cabeçada nele)

Cebola pega o celular da penha começa a fala com Do Contra.

Cebola: DC boa noticias esse cara que esta cagando de medo tem uma carta falando da sua inocência

DC: Serio mesmo (pega Row e faz seu olhos brilharem vermelhos) então Row que tal irmos  na delegacia em

Row: Ok (suando frio)

Penha entra em ataque de pânico tenta atacar Cebola com seu olha de controle.

Penha: Agora me escute (olhando fixamente para olhos do Cebola) Você vai busca essa carta e essa gravação.

Cebola não pisca dando uma forma querendo obedecer-la mais depois de ouvir os comandos dela não dura nem um cincos segundo ele volta ao normal.

Cebola: Não.

Penha:Como é

Cebola: Eu não vou fazer isso

Penha: Você vai me obed...

Cebola: Calada (tom serio)

Penha obedecer.Os dois não entendem o que esta acontecer

Cebola: O que esta acontecendo

Penha começa a ri.

Cebola: Responda (tom serio)

Penha: (obedecer) Você esta me controlando com poder da voz

Cebola: Não vem com essa eu não tenho esse pode

Penha: para de medinho isso é incrível outro controlador, pensando bem (abre sorriso) Cebola vamos trabalhar juntos nós poderemos controlar o mundo podemos ser Rainha e Rei desse mundo nós dois

Cebola: Desculpe-me ainda não to acreditando (em choque)

Penha: Deixa-me eu colocar um incentivo (tirando o roupão ficando nua), Vamos namora,noivos marido e mulher nos dois somos perfeito

Cebola olha corpo de Penha da cabeça aos pés mais por tempo ser recupera.

Cebola: Vestir-se (Penha coloca o roupão), Serio me tentando chantageia assim vergonhoso

Penha: Esta perdendo uma chance valiosa

Cebola: Então espero que você não faça o mesmo

Penha: Como assim?

Cebola: Bem pela carta Do Contra já esta inocentado, mais o que posso fazer se eu quiser manda a gravação de você confessando os assassinatos

Penha: O que você que em troca? (raiva)

Cebola: Você nunca mais vai interferi com a Monica de novo

Penha: Nunca eu quero ver ela destruída

Cebola: Cuidando eu não terminei (olha ameaçador) eu não vou colocar pra todos ver o monstro que você é mais vou apaga você dos registros com algum cliques eu apago seu RG,CPF tudo você tirarei seu nome você será nada da mesma coisa que seu pais li tratam

Cebola colou tanto raiva que fizeram Penha abaixa a cabeça.

Cebola: Bem vou leva esse silencio como sim,meu trabalho aqui foi feito adeus

Penha: Cebola (ele olha para trás). Eu sou a única que o entende se esqueceu como vai viver tendo esse poder  

Cebola: Um passo de cada vez ficando longe de você (fechando a porta)

No outro dia espera Do Contra na porta da delegacia passou a noite toda ouvindo tudo que o Row tinha a fala estranho que ele não usou nome da Penha, mesmo assim ele estava inocentado quando sair Monica corre e beija ali escondido estava Cebola e Denise. 

Denise: O faremos com gravação

Cebola: Deixa guardada sinto Penha vai fazer uma besteira mais não tão cedo  

Denise: Foi lindo o que você fez

Cebola: Nada que minha obrigação (celular tocar) falando em obrigação tenho que ir

Quando Cebola, Do Contra para abraça-la

Monica: Estou muito zangada por que não pediu minha ajuda

DC: Desculpe. Mais estava tendo ajuda de outra pessoa

Monica: Seria que essa pessoa em me conta

Do Contra pega o gravador pede para Monica escutar.

Monica ouvindo: Cebola agora me responda por que esta me ajudando   

Já no outro lado após algumas horas Cebola chegava correndo na frente da casa da Nadine ela falou que era urgente quando chega perto da casa dela se depara com um taxi ela colocando suas malas,quando ver Cebola ela vai em sua direção tom triste.

Cebola: O que esta acontecendo? (preocupado)

Nadine: Bem! Uma semana atrás eu envie uma carta de matricula para escola de medicina receber confirmação ontem de noite (triste)

Cebola: O que é onde fica essa escola?

Nadine: Brasília

Cebola fica em silencio.

Nadine: Nos dois sabíamos que poderia acontecer eu... eu... Desculpe

Cebola: Não a culpa foi minha eu sabia que os estudos vêm em primeiro lugar você esta certa em fazer isso

Nadine: Por que eu não estou sentindo isso     

Cebola: Não fique mal eu vou me vira voc.. merecer essa oportunidade

Nadine o beija tanta força que tira ar por alguns segundos.

Nadine: Vem comigo podemos viver ali perto da escola

Cebola gostou da idéia mais uma lembrança que pedia para fica vinha.

Cebola: Eu não posso (cabeça baixa)

Nadine: Tudo bem foi loucura minha, sabe mesmo sendo cedo posso fala que eu estou amando você

Cebola: Digo mesmo

Dois se abraçam.

Nadine: Adeus

Cebola: Adeus          

Nadine entra no carro sem olha para traz, Cebola sai dali abalado e senta na praça num momento percebe quando Monica chega. Dois se olham por tempo Cebola reparar.

Cebola: Ele não saber esconder nada de você não é?

Monica: a o contrario de você não (senta em seu lado),mais eu agradeço muito mesmo

Cebola: Que bom deu tudo certo (triste)

Monica: Cebola o que aconteceu

Cebola: (fingindo) Nada eu estou bem (abaixando a cabeça) só preciso fica um pouco sozinho

Monica se levanta e para na frente de Cebola com sua mãos erguer a cabeça dele, dois se olham com bom tempo sem dizer uma palavra Cebola fica tão encantado com aquele olha é acaba desabafando.

Cebola: Eu tentei Monica eu tentei mais não consigo não consigo esquecer você eu não quero ter uma vida sem você eu preciso de (respira um pouco) você

Monica: (se ajoelhando na frente dele) Eu acho que nós dois temos esse defeito (Cebola fazendo cara que não compreende) DC é rapaz maravilhoso eu o amo ele sim nunca vou termina com ele, mais eu não consigo pensar numa vida sem você (dando uma risada) o que eu quero dizer é que eu amo você sempre amei (dando um sorriso)

Cebola olha sem acredita naquelas palavras e também não tinha o que dizer.

Monica: Bem ate logo Cebola lembre-se eu vou esta aqui para ouvi-lo (vai andando)

Quando Monica sai da praça encontra Do Contra encostado em poste com expressão triste.

Monica: DC me perdoa tinha que fazer isso

DC: Monica (Monica continua fala)

Monica: Eu sei mais precisava fala isso é para bem dele

DC: Monica (ela continua)

Monica: Mais saiba eu (DC coloca as mãos nos ombros dela)

DC: Monica que para me escuta (respirar) Olha pra você eu não duvido dos seus sentimentos por mim mais sei que eles não vai superar aquilo

Monica: Não eu

DC: Monica eu sei que não é por mal, mais sei que é o sentimento e verdadeiro (Monica começa a chora). Acabou


Notas Finais


Pessoal espero tenham gostado
Ate a próxima
Muito Obrigado!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...