História O único que pode vê-los - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Kookmin, Namjin, Taeyoonseok
Exibições 98
Palavras 1.275
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi galerinha, demorei muito, mas voltei, sinto muito pela demora, eu realmente estive ocupada, de qualquer forma eu amo muito vocÊs, obrigada por lerem e acompanharem a historia
ah, pra quem não entendeu, o Sung era o espirito de uma criança, ele tinha 13 anos

Capítulo 9 - Park jimin, sentado aqui, agora!


Fanfic / Fanfiction O único que pode vê-los - Capítulo 9 - Park jimin, sentado aqui, agora!

                Todos estavam cansados na madrugada anterior, então mesmo relutante, deixaram que Jungkook dormisse junto de Jimin no mesmo quarto, enquanto os demais casais fizeram a mesma coisa. Na cama de Hoseok o moreno estava com o rosto afundado no peito de Taehyung e sendo abraçado por trás por um marshmellow que dormia serenamente, vulgo Min yoongi, os três tinham os pés enroscados, já que Taetae sempre descobria-os por ser o único que não tinha frio nos dedos.

                Não muito longe dali Seokjin dormia totalmente esparramado, com um dos braços sobre o rosto de namjoon, que já estava quase na beirada da cama, nada com que ele já não estivesse acostumado, sempre soube dos maus hábitos noturnos do seu bebê, até mesmo achava fofo a forma como Jin o empurrava do colchão com os pés, percebemos aqui o nível de apaixonado do nosso querido Namjoonnie.

_________________//_________________

                Jiminnie sempre foi quieto, inclusive dormindo, por não saber disso Jeon se admirou o acordar na manhã seguinte e encontra-lo encolhidinho contra si, nem mesmo os fios de cabelo do menor saíram do lugar, estavam jogados da mesma forma de quando o ruivo pousou a cabeça no travesseiro. Kookie pode não admitir, mas sentiu inveja, já que sempre travava uma guerra contra o cabelo pela manhã. Levantou-se com cuidado para não acordar o seu pequeno, indo para cozinha preparar algo ou ver se alguém já havia preparado, também se agrediria mentalmente por mais uma vez chamar Jimin de seu, se já não estivesse preocupado de não ter avisado ao seu omma de que dormiria fora, tudo bem que ele já era de maior, mas mesmo assim devia satisfações a ele, afinal não queremos Baek zangado, muito menos ameaçando pedir para Chanyeol ter uma conversa com Jungkook.

                Chegando na cozinha avistou Tae preparando uma vitamina de frutas, além de que na mesa havia uma sacola de papel com pães quentinhos e que cheiravam muito bem.

-Bom dia hyung

-oh, bom dia jungkook, está com fome? Não se preocupe eu passei um café também caso não queira vitamina.

-estou sim com fome, vou apenas acordar logo o jiminnie para que ele possa comer algo, imagino que ele esteja fraquinho ainda, sobre o café fico muito agradecido.

-falando em jimin, foi pensando nele, hobi e jin que bati essas frutas, Jiminnie e jin precisam repor as forças e ando achando o Hobi meio amarelo, não o quero anêmico.

-aigoo hyung você é muito legal, achei que você seria um chato como o yoongi hyung.

-YAH! Meu yoonginnie não é chato, não fale dele assim, ele é apenas um pouco arisco e um pouco ciumento.

                Jeon levantou os braços em rendição, como quem diz: não está mais aqui quem falou.

- hyung me explica uma coisa, eu estou confuso, você, hobi e yoongi hyung parecem estar num relacionamento.

-e estamos. Respondeu simplista.

-m-mas vocês são três!

-Jungkook posso ser de humanas, mas eu sei contar ok? Sim, somos três.

-hyung você entendeu meu espanto, como isso aconteceu? Digo você ama mesmo os dois ao mesmo tempo e na mesma quantidade?

-Olha eu já namorava o hobie antes de conhecer yoongi, quando ele apareceu fiquei encantado, achei que era apenas desejo, já que eu amava muito o hoseok, mas ai o próprio chegou pra mim e admitiu chorando que sentia atração também pelo Gi, mas que me amava, eu ri e o abracei, dois dias depois disso o yoongi veio até nós falando gostar dos dois, no início era meio estranho porque a relação era mais carnal do que sentimental com o esverdeado, até que chegou no ponto que realmente não vivíamos sem ele, ai eu propus o namoro a três e até hoje estamos juntos e amo os dois igualmente e antes que pergunte, não tenho ciúmes dos dois juntos, assim como eles também não tem. Taehyung tinha um sorriso lindo no rosto enquanto explicava, ele realmente amava seus namorados, tanto que quase deixou a vitamina transbordar do copo do liquidificador.

-nossa hyung... só tenho a dizer que espero que continuem sempre juntos, um dia quero achar uma pessoa que sorria ao falar de mim do mesmo jeito que você quando fala dos hyungs, também quero um dia gostar dessa pessoa na mesma intensidade em que você gosta deles.

-sabe kook, eu só acho que isso tá mais perto de acontecer do que imagina. Deu uma piscadela rápida ao mais novo e logo retomou o assunto. -agora vá lá chamar o jiminnie.

                Jungkook ficou pensando no que Tae havia dito, de lerdo não entendeu as entrelinhas. Sentou-se na borda da cama, com pena de acordar o pequeno que estava tão fofo dormindo, o biquinho nos lábios, os bracinhos em volta do travesseiro e a expressão serena, aigoo, parecia realmente um pecado acorda-lo.

-jiminnie? Ei hyunggie acorde seu dorminhoco. Balançava de leve o ombro do menor com uma mão e com a outra fazia um carinho em sua bochecha.

-Não quero levantar kookie, aqui ta quentinho. Jimin nem se deu conta do quão infantil e manhoso estava sendo, acabou sentando-se na cama, coçando os olhos e mantendo o bico chateado nos lábios.

-aigoo, não posso te chamar de hyung desse jeito jiminnie, você é muito pequenininho e fofinho, para com isso, dá vontade de te sufocar num abraço até você morrer sem ar. Aparentemente fofura desperta o lado violento das pessoas, o ruivinho arregalou os olhos e desferiu tapas em Jeon, esses que pareciam cocegas, vale ressaltar.

-aish, seu louco, procure outra coisa pra sufocar e eu não sou fofo! Levantou-se da cama emburrado, ainda com um biquinho nos lábios e as bochechas infladas enquanto batia o pé no chão. Adorável, pensou Jungkook, segurando o riso causado pela “birra” do outro.

-Imagine se você fosse então, hyung. Falou debochado, principalmente a última palavra, Jiminnie revoltado saiu pisando forte até o banheiro, onde escovou os dentes e lavou o rosto, querendo espantar o resquício de cansaço que ficou por conta da madrugada passada.

                Jungkook se lembrou do real motivo de ter ido acordar o menor e finalmente o guiou até a cozinha, ainda preocupado com o ruivinho, fez questão mesmo com os protestos do outro de ajuda-lo a caminhar, enquanto no caminho ficava propondo lhe dar comida na boca.

-Pare com isso Kookie, eu não estou invalido e já melhorei bastante. Ralhou ao chegar na porta da cozinha.

-Pode até não estar invalido, mas me devendo respostas sim, sentado agora Park jimin e bem aqui do meu lado, não ouse mentir ou eu conto para todo mundo aqui o que tem no baú no fundo do seu guarda roupa. Jin mesmo com cara de sono era assustador, todos já estavam a mesa e se servindo, quando o ouviram intimar o Park mais novo.

-Que baú? Perguntou hobbie com um bigode rosado sobre os lábios, feito pela espuma da vitamina.

-amor deixa eu te limpar. Yoongi se pronunciou um pouco rouquinho, logo limpando a boca do maior com beijinhos e a língua, Tae olhava achando lindo a interação, os outros ainda estavam tensos pela fala do “omma”, até namjoon estava um pouco assustado.

-baú nenhum hobbie hyung. Jimin respondeu nervoso e Jungkook se remexia extremamente curioso.

-Vamos Jimin sentado aqui, agora. Desta vez Jin falou mais calmo, passando geleia de uva na torrada de Namjoon. Jiminnie rapidamente se sentou engolindo em seco, até mesmo soava frio.

-Sobre o que quer conversar hyung?

-quero saber porque nunca nos contou dos problemas que tinha na escola? Quero saber porque que um espirito que teve que me dizer como você se sentia quando eu queria que você confiasse em nós e buscasse ajuda conosco, que somos seus amigos, sua família?


Notas Finais


Espero que tenham gostado, se sim ou se não, me digam nos comentários, eu amo vocÊs, até o proximo.
mas antes, o que acham que tem no baú?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...