História O universo é você - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Deidara, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Juugo, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shizune, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Amor, Drama, Gaaino, Medicina, Morte, Naruhina, Naruto, Sasuke Uchiha, Sasusaku, Shikatema, Te Amo, Universo
Exibições 9
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, tudo bem com vocês?
aqui vai mais um capitulo!!

Capítulo 2 - Desastre


Fanfic / Fanfiction O universo é você - Capítulo 2 - Desastre

Acordei assustada com meu celular sendo literalmente jogado em meu rosto pelo Naruto, o peguei rapidamente atendendo a ligação.

- MARIDA! – Ino gritou – Onde você está sua filha da puta!? – olho para o relógio e já se passava das seis da manhã – Corre antes que Tsunade chegue!  - Falou e desligou o celular, levantei do chão do quarto de Sasuke que ainda estava dormindo, sai desesperada ainda com a roupa molhada que dificultou muito minha vida, dirigi feito louca para o meu apartamento, troquei de roupa escovei o dentes e fiz um coque no meu cabelo sem nem ao menos penteá-lo, por minha sorte morávamos em frente ao hospital, Desci o rápido que consegui os três lances de escada já que o elevador estava demorando demais.  Corria desesperada desviando das pessoas até chegar ao vestiário. Coloquei meu pijama cirúrgico e o jaleco e meus acessórios e corri novamente até o saguão onde já se encontrava Ino, Tsunade, Shizune e Kabuto.

- Perdeu as visitas – Tsunade anunciou e me encarando.

- Me desculpe! – pedi enquanto arrumava meu jaleco direito, Tsunade começou a andar e nós a seguimos, senti Ino me dar uma cotovelada nas costelas.

- Ai! – reclamei passando a mão.

- O que aconteceu? – sussurrou no meu ouvido.

- Sasuke – Disse, ela então fechou a cara.  – Ele está bêbado a semanas, ontem ele finalmente apagou e Naruto e eu achamos melhor ficar por lá. Senti um forte empaqueto em meu corpo e quando levantei meu rosto percebi que tinha batido em Tsunade que me olhou com um olhar assassino.

- Suturas, AGORA, VAI! – Ela gritou. E sem nem pensar duas vezes corri dali, não que eu gostasse daquilo, na verdade odiava, estava ali para ser cirurgiã e ficar o dia todo fazendo suturas não é uma coisa muito legal. O dia passou normalmente várias pessoas com cortes na cabeça nos dedos, braços e por ai vai. Quando meu horário estava quase acabando escutei um escandaloso que eu conhecia muito bem, caminhei rezando para não ser o que eu imaginava. Naruto estava na recepção fazendo um show, para variar.

- Cala boca, - puxei ele pelo braço - isso aqui é um hospital. O que houve?

- O Sasuke entrou numa briga – Ele se virou apontado o moreno sentado na maca, havia um corte em sua sobrancelha e sua mão estava pingando sangue.

- Como ele entrou numa briga? – Levantei uma sobrancelha. Naruto me deu um sorriso amarelo coçando a cabeça.

- Na verdade... eu ... bem ... sabe? – Bufei cruzando meus braços olhando para ele séria.

- Não eu não sei, Vai Naruto desembucha.

- Eu bati nele. – Ele virou o rosto para o lado igual uma criança, só então eu vi o roxo do lado direito do seu rosto e sua mão cortada. Puxei Naruto até a maca ao lado de Sasuke fazendo ele se sentar ali. Pedi para uma das enfermeira que havia ali que olhasse a mão do Naruto, e fui até o Sasuke.

- Oi – Chamei sua atenção, sentei em sua frente. Calcei um par de luvas e comecei a limpar a área da laceração dele. – Está melhor? – Perguntei, ele só fez uma careta quando limpei o corte, apliquei anestesia iniciando os pontos, tive que fazer três pontos.  

- Não vai me contar o que acontece? – Tentei puxar conversa novamente.

- Eu odeio o Naruto. – Sem perceber soltei uma pequena risada.

- Comeu alguma coisa hoje? – Recebi um sinal negativo.  Comecei a enfaixar sua mão o que fez ele soltar uma careta.  – Eu já estou saindo, me espera que vamos comer algo, pode ser?

- Tá – Levantei e fui até o Naruto que estava tagarelando com a pobre a enfermeira.

-Eu vou levar o Sasuke para comer alguma coisa, então está dispensado por hoje. – Sai deixando ele continuar torturando a pobre da senhora. Troquei de roupa o mais rápido que consegui, peguei meu celular e mandei uma mensagem para Ino dizendo que talvez não dormisse em casa,  fui até Sasuke que estava na sala de espera agora.

- Eu só preciso passar em casa para pegar umas coisas, tudo bem? – Novamente não me respondeu só balançou a cabeça. Ele ainda estava com a barba sem fazer e com os cabelos despenteados, caminhamos até meu apartamento em total silêncio, adentrei jogando minha chave em qualquer lugar e fui até meu quarto, peguei uma muda de roupa e minha escova de dentes e coloquei dentro de uma bolsa e fui até a sala.

-Sabia que Whisky são grãos. – Sasuke falou servindo um copo de bebida para ele e para mim.

-Tá, e o que isso tem haver? – peguei minha bebida de sua mão bebendo um cole sentindo a bebida queimar minha garganta.

-Acabamos de comer algo. – levantou o copo. -  TIM TIM – Virou todo o liquido do copo de uma só vez.

-Ok, mas vamos comer alguns grãos que não esteja com Álcool nem destilados. – Coloquei meu copo no balcão de bebidas e puxei Sasuke para porta.

-Podemos pedir comida e ficar na minha casa? – Perguntou enquanto descíamos de elevador.

-Tudo bem, vou pedir pizza então. – Sorri, disquei o número da pizzaria enquanto andávamos até o carro de Ino, logo o atendente atendeu e fiz nosso pedido, dirigir até a casa de Sasuke e mais uma vez o silêncio era tudo entre nós.

Conhecia Sasuke e Naruto desde dos meus dez anos, e sempre fomos amigos, houveram brigas e discussões muitas vezes, mas sempre acabávamos juntos e enfrentávamos tudo juntos. E dessa vez era Sasuke que estava em um momento ruim. Eu não sei quando isso exatamente começou, mas quando eu tinha uns dez anos por ai, eu descobri que estava apaixonada por ele. No começo achei que fosse só amor juvenil que logo iria passar. Até porque eu também achava que estava pelo Naruto, mas quando o loiro passou a namorar eu não senti nada, mas quando Sasuke aparecia com uma garota o meu mundo desabava. Então passei a manter minha mente o mais ocupada possível. Foquei na faculdade, trabalho e pacientes. O que foi muito bom, porque além de manter os meus sentimentos o mais afastado possível de Sasuke, me tornei uma excelente medica. Mas apesar de tudo isso Sasuke sempre foi e acredito que sempre será minha primeira opção, em tudo, eu sempre larguei e sempre vou largar tudo para ajudá-lo.

Chegamos na casa de Sasuke e fui caminhando para o quarto de visitas. Tomei um banho demorado, já que estava realmente necessitando. Me sequei e vesti uma calça de moletom preta e uma blusa rosa, penteei meus cabelos que por sinal estava muito embaraçado, escovei meus dentes e fui procurar Sasuke. Ele estava em seu quarto sentado na cama, a pizza já havia chegado e estava em cima da mesinha de canto.

- Pizza! – Exclamei pegando a caixa, empurrei Sasuke para o lado sentando, Eu praticamente devorei a pizza enquanto Sasuke comeu apenas um pedaço. Levantei indo até ao banheiro para lavar minhas mão. Sasuke estava deitava de barriga para cima com as mão sobre a mesma.  – E agora vamos fazer o que? – Deitei do seu lado, observava o teto branco assim como ele.

-Nada – Fiquei em silencio, senti meu olhos pesarem e logo cai no sono.

Acordei de madrugada, virei meu rosto para o lado e Sasuke não estava lá, escutei um barulho vindo do quarto da frente, então escutei outro, levantei e fui para o quarto e Sasuke estava jogando as coisas na parede, abajur, quatros, a cama estava revirada.

-MALDIÇÃO! – Gritou jogando um troféu que estava em sua mão.

- Sasuke. – eu o chamei mas ele continuava a quebrar as coisas que havia por ali, - Sasuke! – o chamei mais alto aproximei dele e quando toquei em seu ombro, senti seu braço me empurrando fazendo eu bater minhas costas na parede.

-SAI DAQUI! – gritou.  

- Sasuke se acalme – o pavor tomou conta do meu corpo. 

- Me acalmar? Como você ousa me pedir isso. – ele me soltou e andou até a escrivaninha enchendo o copo de bebida.

-Você deveria parar de beber – meu corpo ainda estava encostada na parede. Sasuke arremessou o copo em minha direção, por minha sorte consegui desviar, e então ele jogou a garrafa me abaixei escutando o estouro e senti o liquido escorrer em minhas costas;

- É ISSO QUE VOCÊ QUER? – ele veio em minha direção - O QUE MAIS VOCÊ DESEJA? – Gritou, me segurou pelos ombros, fechei meu olhos sentindo as lagrimas caírem em meu rosto.

- Eu quero que você se acalme. – Falei calmamente. – Eu quero que você fique bem, que volte a ser o Sasuke que eu tanto admiro. – senti seus braços caírem ao lado do seu corpo.

-Não dá...Eu não consigo. – o abracei com a maior força que eu tinha. Ele caiu de joelhos me levando junto, me sentei encostando minhas costas na parede, puxei Sasuke para se deitar no meu colo e adormecemos ali, no meio daquela bagunça de coisas quebradas.


Notas Finais


obrigada a todos que favoritaram, espero que esteja realmente legal, pois estou amando escrever essa historia.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...