História O Valor do Perdão - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Pokémon
Personagens Ash Ketchum, Brock, James, Jenny, Jessie, Meowth, Misty
Tags Drama, Jessijames, Perdão, Rocketshipping, Romance, Separação
Exibições 37
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, meus treinadores, tudo bem com vocês? Bom, eu espero do fundo do meu coração que sim!

Eu sei que demorei para atualizar essa fanfic, mas como ela é muito querida por mim, decidi escrevê-la somente quando boas ideias surgissem em minha mente.

Bom, espero que esse capítulo agrade vocês, assim como me agradou.

Capítulo devidamente revisado, mas caso tenha algum erro, avisem-me nos comentários.

Beijos.

Boa Leitura!

Capítulo 2 - Capítulo II - Chorar.


 

Os olhos azuis de Jessie fitavam o vidro embaçado e úmido da janela, relembrando dos bons momentos que teve ao lado de James, o único homem que ensinou o verdadeiro significado do amor e da dor para o seu coração tão arisco e desesperado.

— Acha mesmo que deveria ter fugido, Jessie? — A voz do gato falando ecoou pelo apertado quarto do centro Pokémon, chamando a atenção da ruiva.

De fato, por um impulso de seu coração selvagem, a jovem acabou fugindo após descobrir que em seu ventre havia o fruto de um amor puro e verdadeiro entre ela e seu querido e eterno companheiro James. Contudo, depois de ter ouvido por acidente uma conversa muito séria que o membro mais velho da equipe Rocket havia tido com seu pai por telefone, Jessie compreendeu que James e Jessebelle nasceram um para o outro.

A jovem soltou um suspiro alto, limpando uma lágrima solitária com o polegar.  — Foi melhor assim. — Forçou um sorriso, direcionando seu olhar para o pokémon felino. — Sabe, Meowth, render-me ao amor foi um grande erro. — Desabafou em um tom melancólico.

Apesar do gato falante nunca demonstrar o grande carinho que nutria por seus companheiros de equipe, vê-los sofrendo lhe fazia sentir-se mal, deprimido e impotente, pois por mais que ele quisesse unir novamente seus amigos, a sua consciência dizia que somente eles poderiam resolver aquela situação cheia de pontas soltas e feridas causadas pelos descasos do destino que os unira.

— Se realmente tivesse sido melhor para você, eu não veria o sofrimento refletido em seu olhar. — Comentou o Pokémon, sentando-se ao lado de Jessie na pequena cama de solteiro.

Desviando o olhar marejado do pequeno amigo, a ruiva voltou a fitar a janela molhada pela forte chuva que caia por toda Kanto.

— Eu estou bem. — Murmurou para si mesma, relembrando alguns momentos que passou ao lado de James.

***

"— Tem certeza de que está pronta para avançar mais um passo em nossa reação, Jessie? — Questionou o jovem de cabelos azulados fitando a companheira com seriedade.

Aquele seria o momento mais importante da vida de ambos, pois iriam consumar o amor que nutriam um pelo outro pela primeira vez.

— Sim. — Sussurrou, deixando todo o seu lado frágil transparecer em seu semblante levemente corado.

— Farei com que não apenas essa noite, mas todos os momentos ao meu lado sejam os mais felizes de sua vida. — Prometeu James para a sua amada companheira, selando seus lábios dos da ruiva, firmando o juramento que acabara de fazer para a jovem.

A noite fria de Unova não impediu que o momento mais especial para a equipe rocket fosse quente e cheia de descobertas que somente um casal apaixonado poderia desfrutar ao se tornarem uma só pessoa."

***

Lágrimas pesadas escorreram pelo belo e pálido rosto de Jessie, manchando a sua maquiagem. — Por qual razão tinha que terminar assim? — Perguntou para o céu ainda coberto por nuvens negras."

***

Em uma pousada não muito longe do centro Pokémon, James encarava totalmente desanimado a deprimente chuva que insistia em cair com fúria sobre cidade, fazendo com que as mais belas recordações ao lado da mulher que significava tudo para ele viessem à tona.

***

"...As roupas jogadas pelo pequeno quarto denunciavam a entrega de ambos ao amor mais puro e verdadeiro, tornando a relação deles mais sólida do que nunca.

Os corpos suados e exaustos permaneciam abraçados com força, depositando naquele simples gesto todo o amor e a felicidade que ambos estavam sentindo naquele momento tão íntimo e especial para eles.

Ofegante, James murmurou para a companheira. — Eu te amo, Jessie.

Nada a ruiva respondeu, seu beijo caloroso e apaixonado era a resposta que o azulado tanto esperava de sua amada..."

***

Sem nem ao menos perceber, o membro mais velho da equipe permitiu que algumas lágrimas escapassem de seus olhos esmeraldinos, libertando a dor que estava instalada em seu coração.

— Droga... — Sua voz saiu amargurada. — Como posso recuperá-la se não estou fazendo um mínimo de esforço para encontrá-la? — Se questionou, depositando sua cabeça sobre os joelhos, deprimindo-se ainda mais.

De fato, desde a partida inesperada da ruiva, James não havia feito nada para encontrá-la e colocar um fim na mágoa e desentendimento que havia feito a moça partir para sempre de sua vida. Entretanto, apesar de parecer que ele não se importava com sua partida, o jovem sofria por não ter a mulher que tanto amava ao seu lado, mas saber que ele se tornaria pai fazia com que um grande medo dominasse o seu coração, deixando-o receoso ao procura-la.

— Sem você, sem teu amor, não tenho nada, Jessie... — Desabafou para o breu do pequeno quarto, soltando uma risada forçada, achando engaçado na tragédia que havia se tornado a sua vida amorosa supostamente inabalável. — Mas chorar não me vale nada agora que a perdi.- Declarou para o vazio, rendendo-se à tristeza.

Sem saber o que fazer para recuperar o maior tesouro de sua vida, James simplesmente deixou-se ser vencido pelo medo que o afastava cada vez mais de Jessie e seu filho. Apesar de ter errado novamente com ela, o mais velho amava a parceira mais do que tudo em sua vida, tornando a ausência dela ainda mais dolorosa e insuportavelmente desesperadora para o seu coração.

—Eu sou o pior namorado da face da terra...

— Concordo, bobalhão. — A voz felina tão conhecida por James ecoou pelo quarto, criando em seu coração uma pontada de esperança de tê-la novamente em seus braços.

Seus olhos foram de encontro com a porta, avistando o pequeno gato que o encarava com aquele típico sorriso.

 — Puxa, pensei que não iria perceber a minha ilustre presença aqui. — Comentou o Pokémon, tirando toda o clima depressivo do quarto.

James deu uma leve risada, sentindo-se melhor com o amigo ali, apoiando-o naquele momento tão obscuro em sua vida.

— Me diz uma coisa, Meowth... — Parou por breves momentos, pensando se deveria fazer aquela pergunta para o Pokémon.

— Quer saber se ela e o seu filho estão bem, não é? — Chutou.

—É... — Murmurou, desviando o olhar do amigo

Meowth suspirou alto, fazendo com que o companheiro de equipe estremecesse. — Ela não está nada bem, James. — Confessou. — A depressão pode ser muito perigoso para ela e o bebê de vocês. Sugiro que tome logo uma atitude e pare de sentir pena de si mesmo. — Seu tom saiu enérgico e sério.

— Eu não sei se consigo. — Choramingou o azulado, fazendo com que o gato se irritasse com a covardia do parceiro.

— Faça alguma coisa ou o perderá a Jessie e seu filho para sempre! — Gritou, dando uns bons arranhões no rosto delicado do jovem.

— Como assim perdê-los para sempre? — Questionou em um tom preocupado.

— Descubra por si mesmo. Tchau, James. — Ao olhar uma última vez para o amigo, o Pokémon abriu a porta do quarto e deixou para trás um James totalmente alerta e preocupado com o aviso que ele havia dado.


Notas Finais


Bom, esse foi o segundo capítulo.
Comentários, please?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...