História O veterano - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin
Tags Jihope
Exibições 172
Palavras 4.621
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Colegial, Crossover, Ecchi, Escolar, Lemon, Yaoi
Avisos: Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oi!
Bom, essa é minha segunda fanfic e também é minha primeira oneshot ^~^
Eu tive a ideia de escrever ela enquanto eu escrevia minha outra fanfic" Imagine Vhope"
Tem um capítulo em que todos os garotos estão acampando e o Hobi fala sobre um garoto ingênuo novo numa escola que é iludido por um cara do time de basquete. Daí eu tive ideia de escrever essa oneshot, mas ela não tem nada haver com a minha outra fanfic, ok.


Então espero que gostem!

Um beijo e BOA LEITURAAA!

Capítulo 1 - Capítulo único


*Pov's J-Hope*

Mudei de escola depois daquele acontecimento, não conseguia olhar mais para ele. ... Não suportava mais aquilo tudo, ser tocado e depois simplesmente ser jogado fora.

Me tornei um garoto traumatizado, mas ao mesmo tempo sujo. Não sei se isso é o certo, mas eu gostei daquilo. .. E isso me faz sentir nojo de mim mesmo.

Talvez eu o amasse. ..ou talvez era muito iludido, achava que depois disso ele iria querer algo comigo. Sou tão burro.

Hoje estou no  ônibus a caminho da  nova escola que irei frequentar. Mudei de escola depois daquele acontecimento, afinal não suportava olhar todos os dias para a pessoa que eu julgava meu amigo. A pessoa que me usou e jogou fora. O veterano:  Park Jimin.
Isso me lembra de quando entrei para aquele Colégio Militar e o conheci....

*Flashback on*

-Então senhor Jung Hoseok, sua papelada já está pronta.-Falou um senhor que devia ter uns quarenta anos ,ele é o diretor desse lugar que parece uma prisão.

Eu estou aqui com meu pai e meu irmão mais velho Seokjin. Meu irmão já estudou nesse lugar, me lembro que ele só voltava pra casa nos finais de semana ,ele sempre chegava em casa exausto e cheio de marcas. Meu irmão não durou muito tempo nesse lugar, ele sempre foi muito delicado ,e esse lugar pode ser de tudo menos delicado. Meu irmão é o único que não aprova meu pai de me colocar aqui, não sei o que meu irmão viveu aqui ,mas sei que isso o deixou traumatizado.

-Pai. ..o senhor não acha que podemos colocar ele num colégio normal? Esse lugar não é muito. ..apropriado ...-Falou Jin.

-Está decidido,seu irmão precisa de disciplina. -Falou meu pai.

-Então, Hoseok aqui está seu horário de aulas. Elas só começaram a partir de amanhã. Hoje você vai poder conhecer seu novo" lar" -Falou aquele homem me entregando um papel . "Lar" isso está longe de ser um "lar",como meu pai pode me colocar num lugar como esse? !-Hoseok coloque seus pertences nessa caixa é depois pegue os uniformes que estão do lado dela.

Não falei nada, só me levantei ,coloquei minhas coisas na caixa e peguei o uniforme. Esse cara me dá um certo. ..medo.

-Agora se despeça de sua família e passe por essa porta. Seu colega de quarto está te esperando aqui do lado. -Falou me apontando uma porta de ferro no canto da sala. Fui preso sem ter feito nada, que legal.

- E os meus materiais? -Perguntei.

-Já estão no seu quadro. -Falou, me virei para meu irmão e o abracei.

-Se cuida. ..-Falou me apertando no abraço. -Vou sentir saudades.

-Eu também vou sentir saudades de ti. Irmão tente convencer o pai a me tirar daqui. -Pedi sussurrando em seus ouvidos.

-Vou ver se consigo. -Falou me dando um beijo na testa. Abracei meu pai e saí.

Vi um garoto um pouco mais baixo que eu escorado na parede do lado da porta. Ele tem um físico de dar inveja, seu rosto é muito bonito e sua boca é. ..linda.  Parei de pensar nessas bobagens quanto ele veio em minha direção e estendeu sua mão.

-Park Jimin. -Falou, peguei em sua mão e a apertei.

-Jung Hoseok. -Falei dando meu melhor sorriso e ele me retribuiu com um lindo sorriso, que fazia seus olhos virarem dois riscos.

-Vem vou te mostra nosso quarto.-Disse pegando minha mochila e com a outra mão segurando minha mão e me guiando . Meu coração disparou, não sei porque mas disparou. Eu estou agindo estranho.

Acho que esse lugar pode até ser legal. ...

*Flashback off*

Eu não estava tão errado, aquele lugar até foi legal. Eu e Jimin em poucos dias viramos amigos, ele era bem popular por lá, participava do clube de basquete. Sim aquele lugar tinha clubes, mas eram poucos e era difícil dedicar tempo para os clubes já que quase nunca sobrava tempo.  Acabei entrando no mesmo clube que Jimin, ele me ensinou a jogar, eu não sou tão bom nisso mas também não sou tão ruim.

Eu e ele vivíamos nos metendo em encrencas, ficávamos sempre pelo menos dois dias da semana de castigo. Tínhamos que esfregar o banheiro mas sempre era divertido, afinal conseguíamos zuar qualquer coisa. Me lembro que até demos um nome para o esfregão ele era "Mark",homenagem a um garoto que era bem rodado naquele lugar, mas o menino era gente boa.

Uma das nossas maiores troladas foi em um dia que o diretor estava no banheiro, daí pegamos um balde com água suja e jogamos na cabine que ele estava, ele saiu todo cagado e nós dois pegamos duas semanas de castigo. Mas valeu a pena.

Me lembro do dia que um garoto chamado "Seungri" quebrou meu braço e Jimin deu uma surra nele depois.

*Flashback on*

Eu estava saindo da biblioteca, aquele dia era um sábado, porém meu irmão não pode vim me buscar, ele estava resolvendo uns problemas da faculdade, enquanto meu pai estava no Japão, fazendo sei lá o que.

Os pais de Jimin também não vieram o buscar, mas hoje ele queria ficar malhando e eu não queria ficar lá com ele ,também não poderia afinal estava perto da semana de provas e eu tinha que revisar as matéria . Como Sungjoo tinha bastante dificuldade em certas matérias ficamos um ajudando o outro, Sungjoo é um dos poucos  amigos de Jimin que se importam com os estudos.

Sai  da biblioteca para ir até o refeitório, Sungjoo ficou na biblioteca com seus fones fazendo alguns exercícios.  No meio do caminho esbarrei em Seungri.

-Desculpa.-Falei ao ver que tinha manchado o uniforme dele ,pois ele estava com uma caixinha com suco de uva em mãos. -Vem eu posso resolver isso!

-Vou resolver isso com a sua cara, seu desgraçado! -Falou me puxando e me prendendo contra a parede. Pegou meu braço esquerdo e o levou para trás de meu corpo ,logo o virando e o torcendo, fazendo meu osso dar um estalo, me fazendo dar um grito de dor e meus olhos se encherem de lágrimas. Ele me jogou no chão e começou a me dar chutes, fazendo eu cuspir um pouco de sangue.

Seungri não vai com a cara de praticamente  ninguém aqui, os  únicos que conseguem  conversar com ele é um tal de Taeyang, o Top que é amigo do Jimin e as vezes me cumprimenta ,G-dragon que é um garoto que consegue arrumar drogas e fica traficando elas aqui e Daesung que é amigo de infância dele . O motivo de mais ninguém falar com ele é sua raiva incontrolável. Ele bate em qualquer um por motivos bem fúteis,parece que hoje eu fui sua vítima.  E para meu azar Taeyang não está aqui, ele é o único que Seungri obedece, não sei porque mais é.

De repente, ele para de me bater e escuto o corpo do mesmo cair, olho para cima e é Jimin.

-Você só se mete em confusão.-Falou ele sorrindo para mim.

-Eu ando com você, esperava que eu não me metesse?-Perguntei debochado e cuspi um pouco de sangue. Seungri se levantou e deu um soco bem no meio do rosto, fazendo seu nariz sangrar . Jimin riu debochado e pulou em cima de Seungri. Jimin e ele ficaram se espancando ali, até que em certo momento Seungri desmaiou e Jimin continuou o socando.

-Jimin para! Você vai matar ele! -Gritei e puxei Jimin o tirando de cima do guri. Top chegou bem nessa hora e nos olhou sério, depois deu um sorriso de canto.

-Espero que meu amigo aprenda alguma coisa com essa surra. -Falou pegando Seungri no colo e depois dirigindo seu olhar à mim . - Cara você apanhou feio. .

-Pois é. ..-Falei segundo meu braço que doía muito.

-Vamos para enfermaria. -Falou Top indo em direção a enfermaria,fomos com ele.  As enfermeiras cuidaram de nossos ferimentos e eu tive que engessar meu braço.

*Flashback off*

O diretor ficou sabendo da confusão e nós quatro ficamos de castigo. Tentamos explicar que Top não tinha feito nada, mas o diretor não acreditou  em nenhum de nós, afinal nenhum de nós é flor que se cheire. Todos nos ferramos, tivemos que ficar várias tardes juntos, capinando, varrendo, lavando, etc. Foi horrível,mas depois daquilo ficamos todos mais próximos e acabei fazendo amizade com Seungri e sua turma.

Me lembro de um dia estranho, em que fui até os chuveiros e entrei num deles, as divisórias de um chuveiro para o outro, eram brancas e iam dos meus pés até meu umbigo. Então todos conseguiam ver um ao outro tomando banho. E isso me deixava com muita vergonha, então eu tinha feito um horário que monstrava quando ninguém ficava lá e então tomava banho quando ninguém estava lá. Porém aconteceram coisas bem malucas lá.

*Flashback on*

Peguei uma muda de roupa e uma toalha, na cama do lado a minha se encontrava Jimin dormindo calmamente. São 3:17 da manhã  e esse é uma das horas que ninguém vai tomar banho, afinal todos estão dormindo. O único problema é que a água é muito fria essa hora, mas eu tenho que tomar banho então aguento.

Fui até a grande sala onde tinha os chuveiros e o vestuário. Deixei minha roupa e toalha em cima de um banco e entrei debaixo do chuveiro. Meu corpo inteiro doía pela rotina puxada de exercícios naquele lugar. A água escorria pelo meu corpo ,enquanto me ensaboava sentia que todas as minhas preocupações escorriam para o ralo.

Me sinto observado, olho para trás e não tem ninguém, dou uma leve olhada pelo meu redor e não acho ninguém. Então volto a me ensaboar, quando sinto duas mãos macias percorrem minhas coxas e segurar meu membro. Me viro assustado e vejo Mark pelado me olhando malicioso.

-O-oque você está f-fazendo aqui? -Perguntei gaguejando.

-Eu nunca tinha te visto tomar banho, então comecei a te observar e descobri que você toma banho de madrugada por vergonha. ..-Falou passando suas mãos pelo meu abdômen. -Você é tão fofo. .. Mas, você não deveria ter vergonha seu corpo é tão bonito. -Falou sussurrando em meu ouvido, fazendo eu me arrepiar todo e ele rir nasalmente.

-Por favor, me deixe em paz ,eu ...só quero tomar meu banho. -Falei sentindo ele segurar meu membro e começar a masturba-lo.

-Não é isso que teu corpo fala. -Falou se aproximando de meu pescoço e dando vários beijos nele. É  a primeira vez que alguém me toca assim, porém eu não gosto de Mark, pra mim ele só é um colega que não teve uma boa vida e faz sexo com qualquer um para preencher seu coração por ser rejeitado por Jackson.

-Mark. ..pare eu não quero isso. .-Falei segurando sua mão.

-Hobie eu sei que você não é hetero.-Falou sorrindo. -E além do mais qual é o problema de se divertir um pouco?

-Eu sei que você não gosta de mim e eu também não gosto de você dessa maneira. -Falei.

-Como você pode ter tanta certeza? -Perguntou colando nossos corpos. -Você é lindo,seu corpo é gostoso e isso aqui é tão grande, deve ser delicioso o chupar. -Falou apertando meu membro com certa força,me fazendo gemer.

Isso é tão errado. ... Mas tão tentador. ..

-Mark. . Eu não sou os machos com quem você fode para esquecer o Jackson. -Falei e os olhos dele se encheram de lágrimas,ele começou a chorar na minha frente. -Desculpe. .. Eu sou um idiota. .. Me perdoa.

-Você não é idiota, o idiota sou eu. .Você está certo Hobi eu tento esquecer ele mais não consigo..eu ...eu. ..só queria. .-O interrompi o abraçando forte.

-Relaxa. .. Olha não é transando com qualquer um que você vai se esquecer do Jackson. -Falei acariciando seus cabelos. Desliguei o chuveiro e ambos fomos nos trocar.

-Vem aqui vou te levar a um lugar. -Falei segurando sua mão e saindo daquele lugar.

O levei até o terraço do dormitório, nos sentamos ali e ficamos olhando as estrelas. Conversei bastante com ele  descobri que ele não tem amigos e a única maneira de não ficar sozinho era se esfregar em qualquer um. Também descobri a história sobre ele e Jackson, ele sempre gostou de Jackson porém Jackson nunca deu bola para ele e ficou com BamBam, que era amigo de Mark na época. Daí Mark entrou em depressão e achou que o único jeito de esquecer Jackson, seria achar outro cara, o problema é que ele achava que conseguiria amar outra pessoa e ser correspondido ,transando com ela e assim ele foi cada vez só se afundando mais nessa depressão.

-Vamos fazer um trato? -Perguntei.

-Depende do trato. -Falou ele levantando sua cabeça de minha cintura e se sentando do meu lado.

-Você para de transar com qualquer um e eu te ajudo a superar essa sua depressão. -Falei e ele ficou pensando por um tempo.

-Você seria meu amigo? -Perguntou.
-Eu já sou. -Falei sorrindo.

-Eu. ..eu acho isso meio difícil. ..Eu gosto de fazer isso Hobi. ..-Falou ele abaixando a cabeça. -Mas eu. .. aceito!

O abracei e ficamos ali no telhado conversando bastante, foi bem divertido,Mark tem um ótimo senso de humor. Apesar de as vezes ele começar a chorar do nada, mas isso logo passava. Acho que Mark só precisa de carinho.

*Flashback off*

Eu e Mark viramos melhores amigos, o meu grupo de amigos junto de Jimin demoraram para aceitar Mark e o respeitar.  Mas passou um tempo e todos começaram a tratar ele como amigo, em alguns meses Mark se curou de sua depressão e até arrumou um namoradinho o Youngjae um dos caras do clube de basquete e que pertence à meu grupo de amigos. Fico muito feliz por ele.

Mas pensando em relacionamento eu me lembro de Jimin, de suas mãos percorrendo meu corpo, de suas estocadas brutas, do sangue escorrendo nas minhas coxas, das marcas que ele deixou em meu corpo e que a cada dia vão sumindo aos poucos. Eu queria que Jimin não tivesse feito aquilo, queria poder ficar perto dele, fazer bagunça com ele pela escola, sinto saudades de dividir o quarto com ele, de o ver dormindo tranquilamente, das nossas guerras de travesseiros. Sinto falta do meu amigo Jimin, não do monstro que ele se tornou. Gosto de pensar nos nossos bons momentos, mas sempre me vem as memórias daquele fim de tarde. .. Do fim de tarde em que meu amigo mostrou seu outro lado, um lado perverso e nojento, um lado que nunca queria ter conhecido. ... O lado que quebrou meu coração em pedaços e que tirou minha dignidade e amor próprio.

*Flashback on*

Eu estava junto dos amigos de Jimin que agora também são meus amigos, Mark está do meu lado admirando Youngjae jogando basquete, G-Dragon está num canto afastado fumando junto de Top e Daesung , Seungri está dormindo no colo de Taeyang. 

-Ele arrasa! -Falou Mark  animado e eu só assenti com a cabeça. -Por que não vai jogar?

-Eu não estou com cabeça para isso. Estou preocupado, meu irmão veio falar comigo. Meu pai não voltou do Japão e nem da notícias. -Falei cabisbaixo.

-Ele deve estar na gandaia. -Falou Mark simplista.

-É pode ser ... mas não gosto de pensar nisso,é nojento. -Falei e Mark riu. -O treino já vai acabar....

-Ainda bem! Estou louco para ir pro chuveiro com meu Youngjae! -Falou Mark sorrindo malicioso.

-Cara você tem que colocar gelo nessa tua cueca. -Falei e ele me olhou e deu um sorriso.

-Pode ser até legal. ..-Falou sorrindo malicioso.

-Cara você é meio estranho. ..-Falei e ele tocou meu braço.

-Não ser louco num mundo de loucos é loucura. -Falou.

Escutamos o apito avisando que a partida acabou. Todos foram saindo e eu estava saindo também.

-Ei Hobi! Me ajuda aqui. -Falou Jimin juntando várias bolas de basquete.

-Sorte sua que não estou com preguiça. -Falei indo o ajudar. Colocamos várias bolas numa caixa e agora iríamos até o depósito onde eles ficam.

Entramos naquele depósito, ele era um pouco espaçoso e tinha vários matérias esportivos. Me abaixei para guardar a caixa quando ouço a porta do depósito sendo trancada.
Me viro e encaro Jimin que estava com um sorriso estranho nos lábios.

-Para de brincadeira e abre essa porta cara,você sabe que não gosto de ficar trancado. -Falei e ele largou a caixa dele fazendo algumas bolas rolarem pelo chão.

Ele veio até mim, me prensou contra a parede. Ele estava todo suado pelo treino e sua franja colava na testa.

-Você é tão gostoso Hoseok. -Falou passando a mão por meu rosto, me afastei dele.

-Está maluco? ! Abre a porcaria dessa porta agora Jimin! Eu não estou gostando dessa brincadeira! -Falei tentando abrir aquela porta.

Suas mãos seguraram minha cintura e seu corpo grudou ao meu, fazendo seu membro duro roçar na minha entrada. Meu coração disparou, estou nervoso. O que Jimin está fazendo?

-Vamos brincar um pouquinho, amor. -Falou a última frase bem baixo no meu ouvido.

-Jimin. ..para, abre logo essa porta. -Falei e ele me puxou e ficou de frente a mim.

-Não vou abrir! Não até eu conseguir o que quero! E você vai me dar querendo ou não! -Gritou puxando meu cabelo e depois  me jogando no chão e subindo por cima de mim.

Ele começou a me dar beijos pelo meu pescoço, eu me sentia sujo, meus olhos estavam se enchendo de lágrimas.

-Ei não chore! Eu estou sendo cuidadoso, não vou te machucar e você ainda vai gemer para eu te foder mais forte. -Falou enxugando minhas lágrimas e me dando um beijo cheio de luxúria, não cedi passagem e ele me deu um tapa no rosto. -É melhor você se comporta e não me tirar do sério.

Coloquei minha mão por cima da área em que ele me deu o tapa, meu rosto estava fervendo. Jimin nunca fez nada disso comigo, ele sempre foi um bom amigo. Por que? Por que ele está fazendo isso?

Ele voltou a me beijar, desta vez cedi passagem ,afinal estava com medo de Jimin, ele estava  diferente. Ou será que ele sempre foi assim e só eu que não percebi?

Ele tirou minha camiseta e começou a dar vários chupões, mordidas e beijos pelo meu peitoral. Chegando até meus mamilos e acariciando um enquanto mordiscava o outro, até os deixarem duros. Tentei me soltar dele, mas ele me puxou forte e me deu mais um tapa. Gemi de dor e ele tirou sua camiseta.

-Hobi você deve gostar de apanhar em. .-Falou ele pegando minha mão e colocando-a em cima de seu membro coberto pela calça. Engoli em seco, já sabia o que ele queria, mas não queria fazer isso, não quero ter minha primeira vez assim! Não. ..eu não quero isso!

Senti minhas lágrimas molharem meu rosto, Jimin puxou meu cabelo e me deu um beijo. Comecei a me debater e mordi o lábio de Jimin, logo sentindo seu sangue na minha boca.

-Que puta mais ousada. .-Falou ele sorrindo .

-ChimChim. ..para. ..eu não quero isso. ..eu pensei que fossemos amigos. .-Falei desabando em lágrimas.

-Hobie. ..-Falou docemente segurando meu rosto, o Jimin que eu conheço voltou? -E somos amigos.... Agora chupe esse teu amigo aqui.

Como Jimin pode ser tão. ..idiota.  Queria o socar até poder sair dali, mas não consigo. .. É como se em qualquer momento meu amigo Jimin voltasse ao normal e falasse que tudo isso é uma pegadinha.

Jimin me puxou me fazendo ficar de quatro com meu rosto em frente ao seu membro ainda coberto. Ele tirou sua bermuda e pousou sua mão sobre sua ereção coberta pela cueca azul, a mesma se encontrava um pouco molhada pelo pré-gozo. Ele puxou meu cabelo, fazendo meu rosto bater contra sua ereção, ele colocou minha mão na barra de sua cueca e a puxou para baixo, a tirando e jogando num canto qualquer.

Ele segurou seu membro e o roçou pelo meu rosto, parando a glande em minha boca fechada. Eu não queria colocar aquilo na minha boca. Jimin me encarou sério e abriu minha boca a força, enfiando seu membro dentro dela.

-É melhor você não me morder. -Avisou, até parece que leu meus pensamentos. Ele segurou meu cabelo e começou a ditar os movimentos,fazendo movimentos de vai e vem frenéticos, me fazendo engasgar várias vezes, enquanto sentia meus olhos enchendo de lágrimas cada vez mais.

-Ah. .. Hobi sua boca ...é uma delícia. .-Falou ele entre um gemido e outro. Ele não se importava com minhas lágrimas, ele só se preocupava com seu próprio prazer.

Minha boca produzia sons eróticos a cada chupada que dava em seu membro, o gosto do mesmo é um pouco salgado e ele é muito grande fazendo minha boca doer.

De repente, Jimin puxa meu cabelo e afasta minha boca de seu membro, me puxando com brutalidade novamente para um beijo desesperado onde sua língua explorava cada canto de minha boca.  Estou me sentindo um objeto. ...

Ele cessou o beijo ,me olhou e deu um sorriso malicioso. Me abraçou e passou suas mãos por meu corpo, me apertando forte, com certeza ficariam as marcas de seus dedos na minha pele. Ele mordeu o lóbulo da minha orelha e me deitou no chão.

Ele afastou minhas pernas e eu as fechei ,ele me olhou sério e as abriu com força segurando elas. Chutei seu peito e ele me segurou forte, depois rasgou um pedaço de pano e me amarrou.

-Está doendo. .-Reclamei e ele aproximou seu rosto do meu.

-Eu disse para você se comportar, mas você me desobedeceu, agora não vou ser tão bonzinho contigo. -Falou friamente, me virando de bruços deixando minhas mãos amarradas por cima de minha cabeça. Ele empinou minha bunda, deixando minha entrada exposta e minhas pernas bem abertas.

Passou suas mãos pelas minhas nádegas, dando um tapa forte na esquerda. Fechei meus olhos e me permiti chorar baixinho, estou me sentindo um lixo. ...

Ele abriu bem minhas nádegas e passou sua língua por cima de minha entrada, me fazendo estremecer . Ele deu uma risadinha e começou a introduzir sua língua em minha entrada simulando estocadas, sentia sua saliva entrando em mim.

Ele tirou sua língua de minha entrada e substituiu pela glande de seu membro. Aquilo ardia, doía e me alargava. Ele colocou seu membro inteiro na minha entrada sem cuidado algum.

-Tão apertado. ..-Gemeu baixo começando a me estocar forte.

Sentia um líquido quente percorrer minhas coxas. Sangue. .. Eu estava sangrando, aquilo doía, meu coração doía, meu corpo doía, meus olhos ardiam de tanto chorar.

Os únicos sons que se escutavam naquele depósito ,eram dos gemidos de prazer de Jimin e os palavrões que o mesmo falava , os meus gemidos de dor e meus baixos soluços de tanto chorar.

-Relaxa Hobi, vou te foder tanto que você vai até se esquecer de sua dor. Vai ficar bem arrombado e não vai conseguir viver sem sentir meu pau te fodendo forte. -Falou mordendo meu ombro. Como ele pode ser tão nojento? Como ele pode falar coisas assim? As palavras dele só me fazem chorar cada vez mais.

Ele continuou com suas estocadas fortes, gemendo e me xingando de várias coisas. Em um momento ele me acerta em algum lugar que faz meu corpo tremer e eu gemer alto. Aquilo estava fazendo meu corpo reagir, meu corpo queria aquilo, mas minha mente não. Por que eu não consigo mandar no meu próprio corpo?  Eu não quero isso!

-Está gostando, Hobi? -Perguntou Jimin ironicamente. Não respondi só senti as estocadas brutas dele cada vez ficando mais fortes e rápidas, sempre acertando naquele lugar. Acabei gozando, minha entrada se comprimiu e ele em poucas estocadas gozou dentro de mim.

Pensei que aquilo tinha acabado, mas ele continuou me estocando, mudou de posição várias vezes, me sentia um boneco. Ele gozou várias vezes dentro de mim, me fez o chupar várias vezes, me deixou cheio de marcas. Marcas de mordidas, chupões ,de seus dedos, dos tapas,  tudo ficou roxo.  Ele me xingou muito, me fez chorar, me machucou, me destruiu aos poucos.

Parecia que ele gostava de ver meu sofrimento, gostava de me ver chorar, de ver que foi ele que me machucou, que cada marca no meu corpo foi deixada por ele.  Sádico e possessivo. ..

Ele me fodeu várias vezes até cansar, se levantou, se vestiu, puxou meu cabelo e me deu um beijo. Depois foi até a porta a abriu e me olhou por um tempo.

-Te espero no nosso quarto. -Falou e saiu.

Fiquei ali naquele depósito chorando encolhido no chão, sem roupas e cheio de sangue. Até que alguém abre a porta:  Mark.

-Hobi! O que aconteceu? !Quem foi o desgraçado que fez isso! ?-Perguntou bravo e vi que Youngjae estava com ele. -Amor vai no quarto dele pegar uma muda de roupa para ele ,por favor.

Youngjae me olhou com pena e saiu.

-Jimin. ..-Falei chorando. Mark veio me abraçar e ficou ali abraçado a mim. Ele não me fez mais perguntas, só ficou ali abraçado a mim ,Ele sabia que perguntas só iriam me entristecer mais.

Youngjae voltou com as roupas, Mark me levou até o vestuário do ginásio e me deu banho. Eu só sabia chorar e Mark chorava junto de mim.

*Flashback off*

Depois daquele banho me lembro que me troquei e Mark me deixou dormi no quarto dele e de Youngjae. Eu fiquei na cama de Youngjae e os dois ficaram juntos na cama de Mark.

No dia seguinte eu liguei para meu irmão Jin e ele veio na escola.

*Flashback on*

Estou numa sala esperando meu irmão, falei para Mark que não aguentava olhar para Jimin, passei a noite chorando, meus olhos estão bem inchados. Jimin me lança alguns olhares maliciosos ,faz alguns comentários maldosos para mim quando tem pouca pessoa nos corredores e mordi seu lábio inferior quando passo por ele.

Liguei para meu irmão chorando e pedi para ele me tirar daqui. Ele entrou pela porta e me abraçou, lhe contei tudo que aconteceu e ele ficou chorando comigo enquanto me abraçava.

-Desculpa Hoseok. ..eu devia ter impedido nosso pai de ter te colocado aqui. . .-Falou ele chorando.

-Você não tem culpa. ..-Falei e o abracei mais forte.

-Conversei com seu direitor.... Já arrumei tua papelada e hoje você já pode voltar para casa.  -Falou beijando minha testa.

-Obrigado. .-Falei ainda chorando um pouquinho.

Eu e meu irmão fomos até o quarto que eu dividia com Jimin e pegamos minhas coisas. Jin olhou para uma fotografia minha com Jimin.

-É ele? -Perguntou e eu assenti com a cabeça.

Saímos daquele quarto no meio do corredor me encontrei com Mark e Youngjae e os dois me abraçaram e me deram o número deles para mantermos contato. Mark me agradeceu por eu ter sido seu amigo durante esse tempo todo e por ter o ajudado a superar sua depressão.

Seungri, Top, Taeyang, G-Dragon e Daesung, não sabiam meu motivo de estar saindo dali, então eles só se despediram de mim e também me deram seus números. Antes de sairmos G-Dragon deu em cima de Jin e pediu para Jin ligar para ele. Me permiti sorrir um pouco.

Entrei no carro de Jin e a última pessoa que vi foi Jimin . O vi pela janela do carro ele estava junto de alguns de seus amigos, me olhou e deu um sorriso e fez um sinal de "tchau" .

-Filho da puta. ..-Falou meu irmão ligando o carro e dando partida.

*Flashback off*

O ônibus parou em frente a minha nova escola. Passei pelo portão e respirei fundo. Espero poder voltar a ser feliz. ...












Notas Finais


Obrigado por ler!
Bom eu espero que esteja legal.
Eu não sei fazer capa então a capa está uma bosta, mas essa é a vida. ..

Gente eu coloquei membros de outros grupos, vocês devem ter percebido mas isso não muda muita coisa. ..eu acho. ..

Beijos com purpurina!

Tchau ^~^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...