História O vizinho - Imagine Namjoon - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Namjoon, Rap Monster
Exibições 399
Palavras 701
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia, Festa, Ficção
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


TANTANTANTAAAAN
Por essa vocês não esperavam!!!!
Estamos perto do fim da fanfic, ela acabará no capitulo 30 - ou 35 ainda não decidi!!!!- Para alguns vai ser uma ansiedade, para outros uma tristeza, mas para mim vai ser bom, terei tempo para escrever uma nova fanfic e reenviar uma antiga fanfic que eu terei que reescrever.

(Doce, acalma o core que ela ainda não está gravida, mas quem sabe no próximo capítulo?)

Capítulo 24 - Capítulo 24


O escritório estava calmo, eu batia com a caneta que estava entre meus dedos na mesa da minha sala ouvindo apenas os sons que na minha cabeça estavam corretos.

Logo ouvi o toque de meu celular que estava no lado do teclado. Larguei a caneta e sem animo peguei o celular o atendendo.

Ligação On
- oi. -
falei logo soltando um suspiro.
- Não vai me dizer que seu pai achou que para me pegar ele precisaria apenas da polícia? - ele soltou um riso sarcástico. - Seu pai é tão idiota assim?
-
Eu sabia quem era, era ele. Meu tio! - Merda. - falei me levantando da cadeira. - Por que não me esquece? Vai ser insuportável com outra pessoa! 
- Uma outra pessoa não roubou meu lugar, não destruiu minha vida.
- Ei seu idiota, eu não fiz nada disso! -
falei logo escutando a risada sarcástica dele novamente.
- Sua bastarda. Não estou falando de você, estou falando do seu pai! 
- Meu pai? -
franzi o cenho.
- Nossa mãe tinha nos dado para um orfanato, uma família rica a tempos tinha entrado com um processo de adoção para me adotarem, mas quando chegaram para me buscar viram seu pai, com um sorriso mais simpático que o meu e então o levaram. O que eu não tenho que ele tem? Por que eles preferiram ele? - sua voz revelava que ele tinha um rancor e uma angustia guardados no peito. 
- Tudo isso por algo nada a ver? Meu pai não teve culpa, eu não tive culpa! Por que tentou me matar?
- Ele tirou de mim o que eu mais queria e eu iria tirar o que ele mais ama. 
- Você me parece uma criança que desejou tanto o seu presente de natal mas no fim o presente que você queria foi dado para aquele primo que você odeia.
- Exatamente. Agora eu preciso desligar, estar em fuga da policia e falar com a filha do seu inimigo é um pouco mais difícil do que eu imaginava. Adeus. -
no fundo da ligação eu podia ouvir a sirene da policia e então a ligação acabou.

Ligação off

Eu ainda estava sem entender nada. Andava de um lado para o outro esperando o meu horário acabar. 

****

Meu horário tinha acabado e agora estava rumo ao elevador para ir pro estacionamento e ir para casa. Senti algo em minha bolsa tremer enquanto eu caminhava para o elevador. Pare e revirei minha bolsa encontrando meu celular e olhando no visor do mesmo.
NAMJOON

Ligação on
Você está bem? - ele estava desesperado.
- Estou que houve? - falei tentando entender.
- Não saia do prédio ele está cercado pela policia pois o seu tio está ai. - ele falou e eu podia ouvir vozes atrás do celular.
- Como assim? - falei olhando em volta. 
- Se esconda ele esta ameaçando te matar. - ouvi o elevador começar a ir para o andar de baixo.
- ele acabou de pegar o elevador. - falei andando de volta para a minha sala.
- tranque tudo ai para que ele não entre e se esconda em algum lugar.

Foi o que eu fiz, corri de um lado para o outro fechando as portas que por ali tinham. Ouvi passos calmos no corredor e corri para de baixo da minha mesa.
- Vamos tentar entrar ai e acabar com ele. Enquanto isso fique calma amor. Te amo. - ele disse e logo desligou. 

Ligação off


- Te amo. - falei como um sussurro.
 

Conseguia ouvir barulhos de portas sendo arrombadas no inicio do corredor. Olhei para o anel que Namjoon tinha me dado e dei um beijo no mesmo.
- Ande logo com isso. Eu sei que você consegue. - falei baixinho enquanto girava o anel em volta do meu dedo. 
- Aqui está você! - escutei a voz do meu tio antes dele chutar a porta e eu escutar aquele enorme barulho.

Me encolhi agarrando meus joelhos com o susto que tomei pelo enorme barulho. 

"Vamos lá Namjoon. Eu confio em você!" 

Pensei enquanto ouvia o barulho de coisas sendo reviradas e jogas pelos cantos.

Continua


Notas Finais


Minha fanfic sem um final de suspense não é a minha fancic. (desculpem manas)

Descobrimos hoje o porque dele fazer tantas maldades contra a s/n e vocês acham que Namjoon vai chegar a tempo de alguma coisa?
(sinto como se fosse aqueles trailer de capitulos de novela só falta eu falar "Descubra isso nós próximo capítulo!" )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...