História O vizinho do lado - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Block B
Personagens B-Bomb, Jaehyo, Kyung, P.O., Personagens Originais, Taeil, U-Kwon, Zico
Tags Bbomb, Block B, Jaehyo, Minhyuk, Park Kyung, Pyo, Taeil, Ukwon, Woo Jiho, Zico
Exibições 53
Palavras 2.375
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - Confusa


Anastácia

Acordei com um pouco de frio, ainda de olhos fechados    estiquei meu braço para pegar a coberta que estava  cobrindo só as minhas pernas.
Foi ai que senti os braços de alguem se apertarem em volta da minha cintura juntando mais nossos corpos, nesse momento eu gelei... E pensei em varias coisas, como eu cheguei em casa ? Eu tava com quem na cama do Jiho? Eu nem me lembro de nada.

- você já vai sair da cama ? -woo jiho me perguntou com a voz sonolenta

- Eu... ia pegar a coberta - Agora eu estava na dúvida de perguntar se tinhamos transado ou não, vai ser horrível perguntar isso porém eu preciso saber... Ah por que eu não lembro se nada ? -jiho ?

- hum -Ele resmungo.

- A gente fez? É que que não me lembro nem como cheguei aqui ... - Falei me virando e olhando agora para ele.

- Você não lembra o que aconteceu ?- Ele se afastou um pouco de mim e me olhou, eu apenas acenei a cabeça positivamente - hum então você nem deve saber que estou puto com você.

- O que eu fiz ? -perguntei assustada... nossa nunca mais eu vou beber.

- Você começou com um papo de " Ah vamos pro seu quarto ", ai eu me animei ne? Ai você começou a tirar a minha roupa e me mandou ir para a cama.

A cada palavra que ele dizia eu me sentia mais envergonhada, quer dizer, ontem a noite eu fui uma safada sem limites... E tudo bem, o problema é que eu transei com ele e não me lembro... Olha para esse corpo, como posso esquecer isso?

- Então -Jiho continuou - Eu me sentei na cama enquanto você tirava a roupa para mim. O que foi muito legal, ai você veio até mim, se ajoelhou na minha frente e começou a pegar na minha cueca...

Definitivamente eu não sabia onde enfiar a minha cara, estava com tanta vergonha e ... Ah, nem sei o que pensar mais, e o pior é que a história ainda não acabou, então ele continuou.

- Aí eu fechei meus olhos para a proveitar, ne? Só que você ficou quieta, e pra mim tanto faz só que depois de um tempo eu percebi que você tava no chão e DORMINDO... você simplesmente me deixou de pau duro e foi dormir.

- Jiho... Me desculpa... Eu.. Eu nem sei o que falar.

- Ai eu coloquei minha blusa em você e te coloquei ai na cama. -Ele falou se levantando da cama só de cueca box Preta e dava para ver que o jiho Jr. estava meio animado. - Vou tomar banho.

- tá... - resmunguei baixinho.

Ainda não acreditava nessa história toda, bom pelo menos eu não me lembro porque não fiz nada ha ha  ha... Ah agora com tudo isso eu sei que não gosto do Jiho. Quer dizer, foi só algo carnal certo? Eu acho que eu não gosto dele na real então.

Ouvi ele ligando o chuveiro e então me veio uma ideia na cabeça de entrar no banho com ele... é uma ideia horrível porém eu saberia se eu gosto dele ou se eu sinto só uma atração sexual.

Me levantei da cama e percebi que estava nervosa... E se eu entrasse no banheiro e ele falasse " O que você tá fazendo aqui? Vai embora! " ou algo do tipo...

Nossa é assim que homens de sentem quando vão falar com uma menina? Que sensação ruim... uma mistura de nervosismo com borboletas no estômago.

respirei fundo, tirei a blusa dele que era a única peça de roupa que eu estava vestindo e fui até a porta do banheiro que estava aberta.


O box do banheiro era de vidro esfumaçado, por tanto não dava para ver tudo nitidamente, ainda mais com todo o vapor da água quente, mas dava para notar o jiho acariciando o... "amigo" dele.

Entrei no banheiro e fui andando devagar para nao fazer barulho e abri a porta do box, o que faz jiho se assustar e me olhar confuso.

-  O que você... - Ele não terminou a frase porque eu me aproximei e o beijei em baixo da água quente, mesmo assim ele me separou a me olhava confuso... bagunçou o cabelo com a mão, parecia um pouco irritado- Eu não aguento mais ser educado...

- Então não seje.- Respondi e ele beijou minha boca com necessidade enquanto suas mãos foram diretamente para a minha bunda e apertaram com força.

O nosso beijo não havia carinho ou amor, havia pressa, necessidade e força. E por mais que não pareça, essas 3 coisas são uma ótima combinação.

Nosso beijo era exigente, uma de minhas mãos estava no cabelo do Jiho enquanto a outra estava nas costas dele.

Jiho pegou meus dois braços e os colocou em volta do pescoço dele e então segurou minhas coxas com força e me levantou. Coloquei minhas pernas em volta da cintura dele e senti o membro dele roçando na minha intimidade

Ele encostou minhas costas na parede gelada e húmida, começou a chupar meu pescoço, não para me deixar com prazer mas sim para deixar a marca dele... E isso era excitante.

Ele me olhava nos olhos agora, o olhar dele tinha desejo. Eu me sentia um pedaço de carne enquanto ele era um lobo faminto.

Ele colou nossos corpos ainda mais, fazendo ainda mais força contra a parede, tirou uma das mãos da minha coxa para segurar o pau dele, Jiho "pincelava" o amigo na minha intimidade me deixando ainda mais molhada.

Então ele encaixou a cabeça e começou a fazer movimentos de vai a vem até o membro dele entrar por completo. Então ele voltou a mão para a minha coxa e começou as estocadas.

O pau dele era grande. Não tinha mais o que falar, era grande, grosso, bonito, com poucas veias e a 'cabeça' era um pouco rosada.

Era impossível não gemer, jiho ia com força mas não me machucava, ele encostou o queixo dele no meu ombro enquanto me ouvia gemer.

Ele então começou a beijar meu pescoço e depois minha orelha me excitando mais, ah ele é muito bom. Jiho começou a dar estocadas rápidas que me faziam arranhar as costas dele, os arranhões deveriam doer porém não tinha como me controlar.

Então ele parou, me colocou no chão e eu estava com as pernas um pouco bambas. Ele me virou me deixando de costas para ele e com a bunda empinada, apoiei minhas palmas das mãos na parede.

- Caralho... - Jiho falou e deu um tapa na minha bunda.

Jiho passava seus dedos na minha intimidade sem pudor algum, ele fazia movimentos circulares no meu clitóris e depois me penetrou com os dedos fazendo movimentos lentos.

Ele novamente encaixou o membro dele e não demorou muito para ele dar estocadas, ele tinha uma mão me segurando na cintura e a outra na minha intimidade me fazendo quase gozar.

Ele fazia movimentos lentos de propósito, apenas para me provocar... aquilo parecia tortura.

- Jiho.... -resmunguei

- Você quer que eu vá mais rápido? -ele perguntou e eu acenei com a cabeça, entao Ele disse - peça...

- Jiho.... me fode -Falei completamente constrangida.

Ele segurou meu cabelo perto da raiz e dava estocadas rápidas e não demorou para eu gozar. Fiquei com as pernas ainda mais bambas, ele me virou e me beijou rapidamente dizendo - fica de joelhos.

Ele continuou em pé e começou a se masturbar, ele tinha uma feição de prazer no rosto o que realssava ainda mais a beleza dele, então ele segurou no meu cabelo e gozou, e acabou por ir no meu rosto e nos meus seios.

Então ele largou meu cabelo e encostou na parede, ele estava cansado e ofegante assim como eu. me levantei e comecei a me lavar.

Mesmo depois do que fizemos eu não sabia se gostava mesmo dele ou não... E agora eu não sabia o que seríamos... amigos? Continuaria cada um pro seu canto ? Ele ia querer simplesmente ignorar que transamos ?

Eu acho que não seremos nada porque não houve sentimentos... Claro que eu nao achei que ele iria falar "eu te amo e casa comigo", porém achei que seria um pouco diferente.

Quando terminei de passar a água no meu corpo, peguei um toalha enrolei no meu corpo e sai do box...

Que merda eu fiz? To me sentindo ainda mais em duvida do que antes, eu tive a pior ideia de todas.

Cheguei no quarto dele e me sentei na cama, observei o nada por um tempo, sabe quando você tem a sensação de borboletas no estômago ? Eu to mais ou menos assim, acho que eu realmente gosto dele.

Tô parecendo uma adolescente com o seu primeiro beijo. Ouvi o chuveiro sendo desligado e fui para a cozinha tomar um copo de água para tentar me acalmar.

Não queria ver o Jiho agora, agora eu sei que eu gosto dele, o problema é que eu não sei o que ele vai fazer agora.... seremos amigos e isso foi só um acaso, ou estaremos namorando ou juntos?

Bom, namorando não estamos então acho melhor esquecer isso e que vamos ter alguma coisa... Do nada o Jiho aparece na cozinha usando apenas uma cueca box.

- Nossa, então é assim !? Me usa e depois vai embora? -Jiho falou em um tom de falsamente ofendido enquanto caminhava para mais perto de mim.

Eu não sabia o que responder, Jiho me beijou de uma maneira bem calma totalmente diferente de como ele me beijou a uns 5 minutos atrás.

Ele passou as mãos na minha cintura enquanto me levantou e me colocou sobre a mesa da cozinha ficando entre minhas pernas.

- O meu amigo kwon me convidou para ir la no restaurante da família dele amanhã... quer ir? -Jiho perguntou.

- Quero sim -Falei e Jiho se afastou um pouco de mim e me puxou pela mão me levando até a sala.

- Vou por um filme para a gente assistir, ta bom ? -jiho falou.

- tá... coloca um filme de ação -sugeri enquanto ia até o meu quarto/escritório colocar uma roupa, coloquei uma lingeri branca com uma blusa regata preta, que ia até metade da minha bunda, e fui para sala.

Jiho me olhou e mordeu os lábios, enquanto ele coloca algum filme no netflix eu fui fazer pipoca. E agora eu nem sabia o que pensar.

Resolvi tirar todos os pensamentos da minha cabeça porque isso não vai ajudar em nada. Enquanto os grãos estouravam na panela eu fui pegar um pote grande para  colocar a pipoca.

Eu e Jiho amamos pipoca, quando a pipoca terminou de estourar eu coloquei dentro do pote e senti Jiho me abraçando por trás.

- Não achei nenhum filme legal de ação então coloquei um filme clássico Sul coreano... é OldBoy, ja assistiu ?-Jiho me perguntou enquanto colocava dois copos de sucos para a gente.

- Ainda não assisti... -Falei pegando o pote e indo para a sala.

-  a propósito, não sei nem porque você se vestiu, se eu vou tirar sua roupa daqui a pouco...-Jiho comentou atrás de mim e eu só pude pensar "eita".


Lee Taeil

Nossa estou tão nervoso, nem acredito que tive coragem de convidar a Isabela para sair comigo.

Coloquei uma calça jeans, uma blusa preta lisa, um chapéu preto e agora estou em duvida de qual óculos usar, no fim escolhi um de armação grossa e preta, peguei minha carteira, chave da moto e sai de casa

Eu tinha marcado de encontrar com a Isabela na frente do aquário de Seul. Eu realmente amo a vida marinha, espero que ela também goste.

Não demorou muito para eu chegar no local marcado, agora eu procurava ela para ver se ela ja havia chegado. Então eu vi ela encostada na parede mexendo no celular.

Fui até ela, quando me viu ela abriu um sorriso e me comprimentou, fomos andando para dentro do aquário e fui explicando as espécies de peixe e ela olhava tudo fascinada.

Chegamos em um que era o meu favorito, tubarão martelo, era um aquário enorme só para ele... pegava quase toda a parede.

- Você ama tanto isso... Por que não fez faculdade de biologia ao invés de psicologia? - Isabela me perguntou

- Meus pais queriam que eu fosse psicólogo e como eles me ajudam a pagar metade da minha faculdade não pude escolher o que eu queria.

Terminamos nosso passeio e fomos para uma sorveteria que ficava no centro de Hondong. Eu pedia uma casquinha sabor baunilha e a Isabela pediu uma mista de baunilha e chocolate.

Começamos a caminhar por uma Praça arvorizada que tinha em frente a essa sorveteria. Andamos até um dos banquinhos que ficava no centro de frente para uma fonte.

Conversamos a tarde inteira, nem percebemos quando anoiteceu, eu fui acompanhando ela até a sua casa. Estou tão nervoso... Não sei se devo segurar a mão dela ou não... distraidamente peguei na mão dela e ela entrelaçou os dados comigo.

Não demorou muito para chegarmos em sua casa, ela me deu Boa noite e eu disse o mesmo, ela entrou em casa e eu me virei para ir embora, depois de alguns passos ouço ela me chamar, quando me viro ela estava atrás de mim.

Ela segura meu rosto e me dá um beijo, quando nos separamos vejo que ela está corada. Ela fala um Boa noite muito rápido e volta correndo pra casa.

Oh estou tão feliz, volto pensando no nosso beijo até chegar em casa.


Anastacia.
Estava deitada no peitoral do Jiho, estavamos na cama do quarto dele, nus e assistindo netflix. Ele escolheu o filme OldBoy, um classico coreano.

Jiho acariciava meus cabelos enquanto passava meus dedos  por toda barriga dele. Ele é insaciavel, acada troca de filme ele me puxa pra fazer sexo.

Que é maravilhoso, porem ja foram tantas vezes que minha regiao intima esta até dolorida. O filme encerrou e Jiho perguntou - vamos dormir ?

- Vamos -respondi bocejando e me arrumando na cama enquanto Jiho desligava a TV e me abraçava por tras.


Notas Finais


Oi oi gente.... tudo bem? Como vao na vida?

Descuuuuuulpa a demora para postar seus e suas lindonas.

O hentai ta meio fraquinho, me desculpem e.e

Bjs ate o proximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...