História O youkai e a humana - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Exibições 26
Palavras 913
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Palavras ao vento


 

inu no taisho- estava destraido inalando aquele cheiro que fazia ficar duro, não me dei contar, que estava a acorda tive medo de ficar a seu lado não queria ser expulso a gritos e xingamentos. vir ela fecha os olhos, e foi nessa oportunidade que sair do seu quarto, mas antes deixei um lirio branco que tinha colhido em meu jardim, me senti um pouco compativel por gosta da mesma flor, ela da parte do amor e eu do erotismo coloquei em cima do seu corpo, e com o coração acelerado saio do seu quarto, levantando voo naquela noite de lua cheia. cheguei em meu palácio, e vejo a minha futura esposa satori, com qual tive um filho fruto de um noite de prazer, o seu semblante não estava nada agradável, pousei e me dirigir a meu aposento, mas fui interrompido por sua voz.                               

satori- esse cheiro novamente..... inu no taisho estar a me trair ?_ falou a youkai de aparência seria, porém bela.

inu no taisho- satori sabes que não existe essa coisa de traição, somos inucubus e nós alimentamos fazendo sexo com os humanos, não temos amor em nossa relação, e nunca vamos ter, por que somos incapazes de amar.

satori- so perguntei por esse cheiro que vive empreguinado em você, pensei que a humana com quem se deitou já estivesse morta, mas vejo que esta fazendo a sofre aos poucos, como um verdadeiro inucubu._ quando a youkai disse a ultima frase podese ouvir, um tom de orgulho vindo de sua fala.                             

inu no taisho- sim eu sou, o rei dos inucubus e devo comprir o meu papel, como tal _ disse o youkai enchendo o peito de orgulho, passando a mão em seus cabelos longos como se tivesse tomado uma decisão, sim ele tinha tomador uma decisão, e dessa vez manteria a sua palavra ?

inu no taisho- vou acabar com o sofrimento da humana, já estou cansado de recusar mulheres da minha raça! querendo uma ou mais noite de prazer comigo, amanhã a noite acabarei com esse teatro em que estou sendo o bobo da corte inveis do rei. _ falou para si mesmo subindo as escadas do palácio, deixando a sua futura esposa com um sorriso malicioso nos labios.

o dia amanheceu, e mas uma vez, o inu no taisho estava tendo uma reunião descutindo quando iria atacar avila onde ele sabia que seu lirio estaria se levantou, e deu a ultima palavra saindo da sala deixando, os demas satisfeitos com sua resposta de confirmação.

inu no taisho- a noiteceu, e mas uma vez veria ela, mas essa noite será a ultima, olhei para lua a imaginando sozinha naquele quarto sendo possuida por mim sorrir maliciosamente, e fui a seu encontro, sentir o cheiro do meu filho sesshoumaru na floresta, provavelmente voltando de uma caçada, mas algo me entrigou uma garotinha humana  falando normalmente com ele sem desmostra medo ou qualquer  tipo de sentimento negativo so havia sorrisos da parte dela, e o jeito frio do meu filho prestando atenção no que a garotinha falava, pensei em ir até a sua presença, mas desistir quando veio um humana, em meus pensamemtos. cheguei em sua casa, e sem cerimônia a pego rasgando a sua roupa colocando a minha mão em sua boca, para quer não gritasse lambir seu pescoço que estava quente pela febre em que se encontrava, e parei a olhando no fundo dos olhos, que estava coberto por lagrimas cristalinas tirei letamente a minha mão da sua boca esperando que ela gritasse, mas ela so me olhava como se estiveser admirando uma obra de arte sentei em seu lado, e sem querer puxo o seu cabelo, fazendo ela virar o seu rosto pelo incomodo.

me desculpe _disse o youkai constrangido.

eu não estou me sentindo bem, por favor pegue aquele copo de água para mim, estou com muita sede._ falou a jovem com a voz fraca.

o youkai se levantou, e dessa vez não a machucou pegou o copo de água e a entregou, porém ela deixou cair no chão pela falta de força que estava perdendo devido a febre, e antes de desmair, e pega pelos braços fortes do youkai, e por alguma razão ele, a abraça apertando a cintura da jovem colocando o seu rosto em seus cabelos sentido novamente o seu cheiro a colocou na cama delicadamente, e tirou seus cabelos jogando pra trás, fazendo pousarem suavemente no travesseiro, logo em seguida enche a sua boca de água depositando na boca da jovem, seus labios tocaram o dela fazendo um atrirto prazeroso, e um  fio de água escorrer da boca dela que no mesmo instante o youkai limpou com seu polega, se afastou um pouco e pela primeira vez nao sabia, o que fazer viu o corpo da moça nua em sua frente e se perguntou do por que não conseguir mata-la se posicionou-se no meio das penas da moça e tirou seu membro já duro passou a masturba-la fazendo movimento circulatório em sua intimidade, mas algo em seu ser dizia que aquilo estava errado então olhou para a moça, e guardou o seu membro, mas não saio do meio das suas penas ao contrário dormiu em cima dela, antes de dormir tirou sua armadura ficando so com seu kimono branco colocou seu rosto na curva do pescoço da moça, e pouso uma das suas mão no seio dela a pertando até cair no sono junto com sua promeça de mata-la outra vez falhar.                                                                           

 

                   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...