História Obscure Game - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Park Jimin
Exibições 53
Palavras 2.083
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


OI GENTEEEEEEEEEEEEE! EU VOLTEI MUAHAHAHAAHA
É agora que a historia começa de verdade hehehe
Boa leitura!

Capítulo 5 - Você também?


Fanfic / Fanfiction Obscure Game - Capítulo 5 - Você também?

-Park Jimin acorda- Yun me balançava na cama de um lado para o outro na cama da forma mais delicada o possível... cof cof. Bati no braço dela de leve e me sentei na cama ainda de olhos fechados.

-São... EU TO ATRASADO- Arregalei o olho e me levantei da cama. Tirei minha roupa sem me importar com a presença da minha mãe no quarto e vesti meu uniforme. Escovei os dentes e passei a mão no meu cabelo.

-Tem certeza que você vai agora?- Yun se sentou na cama de braços cruzados me encarando de forma curiosa.

-Eu preciso ver se Seyeon esta bem... - Caminhei ate ela e depositei um beijo em sua bochecha- Ate mais tarde mãe!

-Toma cuidado!- Yun acariciou minhas bochechas e me empurrou pra fora do quarto. Desci as escadas correndo e sai de casa. Enquanto caminhava arrumava a minha gravata e fechava os botões do meu uniforme. Com 10 minutos eu cheguei à escola, consegui entrar usando a desculpa de que minha mãe havia passado mal. O primeiro e o segundo horário já haviam acabado e estava na troca de horário. Fui ate minha sala e entrei correndo assustando algumas pessoas. Deixei minha mochila no lugar e corri ate Seyeon a prendendo em um abraço.

-Graças a Deus você esta bem!- Seyeon apertou o abraço

-Eu que tenho que dizer isso, eles descobriram o seu endereço não o meu- Me separei dela e sentei-me à mesa ao lado. - Sua mãe te devolveu o celular?

-Sim, e o ipod também- Sorriu por um curto momento. Seu rosto tomou uma expressão desconhecida por mim, um misto de medo e curiosidade. Ela olhou em meus olhos e me puxou para mais perto- Preciso te falar uma coisa, acho que fiz uma algo muito errado...

-O que foi?

-Sung viu meu ipod e ele estava com uma expressão muito esquisita. Depois disso ele disse que não queria mais ter contato nenhum comigo e que eu estava livre para você- Ergueu a sobrancelha.

-Não acredito que você deixou isso acontecer! Seyeon, nossos ipods são únicos e todos tem a mesma aparência, se ele for um usuário o que você vai fazer?- Suspirei. Seyeon se encolhei em sua cadeira- Não deixe mais esse ipod à vista!

-Desculpa, eu estava falando com a Misook na hora e...

-Vamos esquecer isso por hora ok?- Acariciei sua mão e dei um sorriso sapeca- Dorme lá em casa hoje?

-Melhor ne?  Eles não sabem onde você mora, ou pelo menos não aparentam saber- sorriu.

-Seyeon e Jimin, os dois podiam deixar para namorar na hora do intervalo- O professor de biologia chamou nossa atenção. Me levantei e fui para o meu lugar escutando um coro de “huuuum” pelo caminho. – Agora já posso começar minha aula!

Tentei prestar atenção na aula, entretanto minha mente estava focando no jogo. O primeiro jogador que morreu foi o 11, eu mesmo o matei. É provável que agora os outros jogadores estejam se aliando para me pegar, afinal, eu fui o primeiro a se movimentar segundo o diário.

O sinal tocou me livrando de todos aqueles pensamentos. Me levantei e caminhei ate Seyeon que estava sentada conversando com Misook e Seong. Ajudei elas a se levantarem e fomos ate o refeitório onde todos os outros já se encontravam reunidos. Me sentei entre Jin e Yujin e abaixei minha cabeça.

-Vocês dois.- Hoseok apontou pra mim e pra Seyeon -Quando vão se assumir?

-Assumir o que? -sorri de lado.

-Não se faz de idiota Jimin. Antes você e a Seyeon não se separavam um do outro nem por um segundo, mas agora estão quase se fundindo.- Minseo entrou no meio- Todo mundo aqui já percebeu isso!

-Andamos?- Seyeon riu- Nem percebi.

-Como não?- Tae ergueu a sobrancelha. Dei ombros e voltei a fazer o que eu estava fazendo antes do comentário de Hoseok... Nada.

O intervalo seguiu normalmente como qualquer outro dia, exceto por Misook que não parava de me encarar com uma expressão curiosa e fofa ao mesmo tempo. Nos despedimos e fomos para nossas devidas salas. No meio do caminho Misook me puxou para uma sala vazia e me colocou sentado no chão. A sala era escura, estava com muita poeira e cadeiras quebradas, cheirava a mofo e tinha apenas uma janela que estava quebrada. Misook começou a andar em círculos e projetar falas e gesticular alguns movimentos com as mãos. O nervosismo dela era fofo e engraçado ao mesmo tempo. Sorri e continuei encarando ela andar em círculos.

-Jimin v-você também tem aquele negocio que fala o futuro?- Misook se agachou ao meu lado.

-Sim porque?- Perguntei curioso. As bochechas dela tomaram um tom rosado e seus olhos brilharam intensamente.

-Você pode olhar se o Hobi vai namorar comigo algum dia?- Respondeu rápido. Soltei uma risadinha e encarei Misook que me olhava confusa.

-Não tem como eu ficar sabendo disso. Não sei se a Seyeon te falou, mas eu só consigo ver o meu futuro...

-Se você estiver com ele pode ficar sabendo-Se levantou e mordeu o dedo indicador da mão direita.

-Sim, mas eu só vou prever o futuro de algumas horas depois ou minutos. Não consigo prever nada longo. -  Me levantei e fiquei da mesma altura que ela.

-Então eu fiz tudo isso atoa? Aish devia ter pedido Seyeon, agora você pode falar para ele e... Ai que vergonha- Misook tampou o rosto com as mãos e choramingou.

-Eu não vou contar. E também você não fez isso atoa, eu posso descobrir isso pra você- Sorri

-Jura? Obrigada Jimin- me abraçou - Você e a Seyeon dariam um ótimo casal sabia?

-Também acho, pena que ela não pensa o mesmo- Misook me afastou e conteu um grito com mão. Senti minhas bochechas arderem, sorri sem graça e encarei o chão.

-VOCÊ GOSTA DELA- Gritou

-Não grita! E sim eu gosto dela- cocei a nuca - Não conta pra ninguém, apesar de todos já estarem desconfiados.

-Não vou contar. Podíamos fazer um acordo sabia? Você me ajuda com o Hoseok eu te ajudo com a Seyeon- Estendeu a mão, toquei a mão dela e olhei em seus olhos

-Temos um acordo!

Misook sorriu e me abraçou. Saímos de dentro da sala e fomos ate nossa sala. Pra variar chegamos atrasados e todos começaram a encarar nós dois com sorrisos maliciosos. Revirei os olhos e me sentei no meu lugar. A aula passou rápido como o de costume e logo eu e Seyeon já estávamos caminhando pelo pátio da escola indo em rumo aos portões. Avistei Yoongi sendo prensado na parede por alguns garotos mais velho e fui ate ele para ver se ele precisava de ajuda, mas parei no meio do caminho quando vi o sorriso convencido em seu rosto. Pedi a Seyeon para esperar um pouco e fiquei observando a cena do garoto platinado que era agredido. E como eu suspeitava, ele tinha total controle da situação dês do inicio, os garotos foram embora sem falar nada e Yoongi soltou uma gargalhada histérica. Caminhei ate ele e fiquei de braços cruzados o esperando voltar a respirar normalmente.

-Essa coisa é incrível!- Yoongi apontou um ipod pra mim. Olhei pra ele confuso ate entender o que estava acontecendo... Ele também era um usuário. Respirei fundo e o encarei com o semblante serio.

-Yoongi guarda isso, essa coisa é mais perigosa do que você pensa!- Yoongi ergueu a sobrancelha e guardou o aparelho em seu bolso- Qual é o seu número?

-Dez! Como você sabe disso?

-Eu e Seyeon também somos um número!- Soltei uma risada nervosa e retirei meu ipod do bolso- Veja, eu sou o cinco e ela é o 4...

-E-eu vou ter que matar vocês?-Yoongi se jogou no chão como uma criança birrenta- NÃO QUERO!

-Eu também não... Você conhece mais algum número?- Perguntei na completa esperança de que ele pelo menos desconfiasse de alguma pessoas.

-Não tenho certeza, mas acho que Kawin é um número.- Kawin é um garoto do primeiro ano mais conhecido como “O capeta”. O menino é mais atentado do que tudo! Se ele for mesmo um número vou precisar arranjar um jeito dele ser meu aliado, ou não deixa-lo descobrir que eu sou um usuário. Suspirei e baguncei meus cabelos a procura de alguma solução para esse jogo.

-Por que eu estou nessa merda de jogo?- Indaguei

-Por que você pegou o ipod!- Yoongi repetiu o mesmo ato que o meu.- Precisamos guardar segredo!

-Eles já descobriram onde a Seyeon mora... Fui eu quem matou o 11! – A boca de Yoongi se tornou um “o” perfeito e logo depois um sorriso brotou em seu rosto. Suas bochechas tomaram um forte rubor enquanto seus olhos brilhavam intensamente. Como sempre, Yoongi mostrando um ótimo amante de “sangue”. –Vamos pra minha casa, lá nós conversamos melhor!

-Você vai me dar os detalhes de como matou o 11- Seyeon puxou Yoongi e saiu andando com nós dois enquanto eu pedia a Yoongi para aguardar um pouco a historia de como eu matei o 11. Chegamos em minha casa e fomos direto para meu quarto, já que Yun não estava em casa. Peguei dois pacotes de biscoito e me sentei na cama, Seyeon se sentou ao meu lado e Yoongi se sentou na escrivaninha.

-Então...Eu conto ou você conta?- Seyeon perguntou sem tirar os olhos de Yoongi.

-Pode contar.- Seyeon deu um suspiro e pegou um biscoito que estava em minha mão.

-Despois que nós descobrimos sobre o jogo o Jimin foi lá pra casa. Os nossos diários fizeram a primeira atualização e o 11 apareceu, o Jimin apenas tacou o ipod do 11 no chão e o coitado morreu. Tadinho!- Seyeon soltou uma gargalhada- Só que isso é um sinal de que eu sou um alvo fácil, pois não havia passado nem 02:00h que o jogo havia começado.

-Otária!- Yoongi parou de mastigar seu biscoito e encarou a garota- Você precisa tomar cuidado redobrado, e não sair contanto para as pessoas que você tem um diário que fala o futuro.

-Eu só contei para a Misook...

-E a Misook pode contar par mais alguém, e se a pessoa que ela contar for um usuário?- Foi a minha vez de falar.- O que você vai fazer se Sung for um usuário? 

-E-eu não pensei nisso...

-É claro que não, se você tivesse pensado provavelmente não teria contado pra ele.- Joguei minha cabeça para trás- Isso te torna um alvo fácil! Vocês dois precisam tomar mais cuidado!

-Por que eu estou incluído nesse meio?- Protestou- Eu não disse pra ninguém que eu tenho um diário...

-Mas saiu exibindo ele para o mundo- Sorri- Eu também estou incluído! Eu fiz uma promessa com a Misook.

-E depois fala de mim- Seyeon resmungou

-Mas a culpa é realmente sua- Ri.- Voltando ao assunto, mas nem tanto... Precisamos de um plano, precisamos vencer esse jogo.

-Jimin eu não quero cortar o seu barato, mas a apenas um vencedor, todos os outros vão estar dentro de um caixão assim como o 11 quando isso acontecer.

-O que eu quero dizer é para arranjarmos um jeito de fazer todos desistirem do jogo. Se ninguém matar não vai ter jogo e sem jogo não ha mortes.- mordi o lábio a espera de uma resposta.

-Ninguém vai desistir do seu desejo mais profundo só para ceder aos caprichos de alguns jogadores- Seyeon me olhou de forma carinhosa- Eu sinto muito, mas esse jogo não tem uma solução. Só vai haver um vencedor nesse jogo! Pode ser que ele esteja entre nós nesse exato momento, ou pode ser que nós nunca venhamos a conhecer ele. Essa é a verdade Jimin, e você tem que se contentar com ela.

-Seyeon tem razão, todos nós aqui vamos morrer. É melhor aproveitarmos nossos últimos dias com as nossas famílias do que ficar pensando em uma forma de evitar o inevitável. – Yoongi disse seriamente sem demonstrar sentimento algum em suas palavras.

-Vocês falam como se já tivessem desistido sem tentar. Eu não quero morrer e eu não vou morrer! Eu vou arranjar um jeito de acabar com esse jogo sem arriscar a vida de mais ninguém. Eu vou nos tirar dessa enrascada!- Olhei seriamente para os dois que agora nesse momento estavam com um sorriso no rosto.

-Então vamos com tudo!- Seyeon segurou em minha mão- Nós vamos ganhar esse jogo...apesar de eu não fazer a menor ideia de como vamos fazer isso...- Murmurou a ultima parte.

-É simples!- Yoongi disse- Nós vamos matar todo mundo!


Notas Finais


DLC, amodoro sangue, sou igual o Yoongi heuheu
Até!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...