História Obscuro - Capítulo 11


Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Depressão, Doenças Psicológicas, Esquisofrenia, Morte, Mutilação, Originais, Tortura, Violencia Explicita
Visualizações 5
Palavras 316
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drabble, Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 11 - Vestido de Sangue


Dia do seu casamento não podia ser pior, passaram muitas camadas de maquiagem em seu rosto para cobrir a tristeza que sentia, passaram maquiagem até em seus braços, para esconder todas as vezes que havia desejado morrer, deixaram seu rosto como o da adolescente que era antes, pois seu rosto era bem jovem apesar de seus 20 anos, quando tinha o belo rosto saudável, a pele branca que acentuava o vermelho de seus lábios, os olhos azuis destacavam-se por sua vez.  Estava linda, sempre que a elogiavam por estar em seu belo vestido de noiva e também pela sua maquiagem, apesar de estar se sentindo como a garota bem-humorada de antes, ainda sentia que aquela não era ela. Ela passava na frente do espelho e não se via ali, ninguém acreditava que aquela era a garota que antes se cortava, que ficava em seu quarto ouvindo músicas aparentemente melancólicas, e que tomava remédios que nem uma descontrolada, que ouvia vozes, que feria-se psicologicamente e que dava a entender que tinha problemas mentais. A visto de outros olhares, era uma garota maravilhosa, sem nenhum defeito que atraía olhares apaixonados, mal sabendo de seu passado e presente tão obscuro ... 

Saiu daquela sala e correu para o banheiro, estava farta de ter que posar de "bonitinha e civilizada"  para pessoas que sequer conhecia. Lá ela dizimou todas as vontades que queria,pois sua melhor amiga estava junto, ela que nunca a deixava em hipótese alguma, ela que sempre ajudava e fazia os cortes necessários para acabar com o peso que sentia. Sua lâmina era sua única amiga ... 

Na hora do casamento, a noiva entrou, mas olhares assustados e indignados tomaram conta de todo o local, a garota tinha enormes cortes e arranhões nos braços e pulsos e muito sangue jorrando' de suas feridas.

 

"-Eu estou tão feliz ... - concluiu com um sorriso psicopata mas também cansado.

 

[........]



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...